A decisão do Brasil em escolher qual será o próximo caça da FAB (programa F-X2) ficou para 2012 sendo que o tenente brigadeiro do ar Gilberto Antonio Saboya Burnier, comandante do COMGAR, projeta a definição do vencedor para o primeiro trimestre do próximo ano.

Segundo ele, não há mais tempo para postergar a decisão, que já foi adiada diversas vezes. O comandante avisa que a Força Aérea Brasileira precisa de uma nova aeronave entrando em serviço em 2017 e se a decisão for adiada será um grande risco.

A data de 2017 é crítica, porque este será o ano em que os primeiros F-5 modernizados deixarão o serviço ativo. A Embraer ainda está em processo de atualização de algumas células de F-5.

Uma das novas nuances na competição parece ser o interesse brasileiro em que o caça escolhido tenha interoperabilidade adequada quando estiver operando com as forças, segundo um funcionário da indústria aeroespacial. Que poderia refletir as observações feitas pelo Brasil durante a campanha aérea da Otan na Líbia, onde Estados não pertencentes à aliança contribuíram com equipamentos aéreos.

Na luta pela F-X2 estão o F/A-18E/F da Boeing, o Dassault Rafale, e o Saab Gripen.

FONTE: Aviation Week / COLABOROU: Justin Case

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Poder Aéreo

BATE-PAPO ONLINE: Converse com outros leitores sobre este e outros assuntos no ‘Xat’ do Poder Aéreo, clicando aqui.

Tags: ,

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

16 Responses to “Burnier: primeiros F-5 darão baixa em 2017, F-X2 não pode ser mais postergado” Subscribe

  1. LuppusFurius 14 de novembro de 2011 at 14:34 #

    Em 2012 ?!?!
    Igual o Jobim em 2011….2010…..a compra do Rafale em 2009….!!!!
    Mas eu não me assusto , em 2022 no último dia da administração do Molusco Apedeuta, ele irá assinar a compra de 36 mirage 2000 recauchutados…..
    Agora falando sério, notaram que foi depois que o nosso Ex…disse ter escolhido o Rafale ninguém mais o quiz?!!, ÔÔÔ oito pés-frios^….

  2. Dario 14 de novembro de 2011 at 14:44 #

    Está na hora de uma postura mais firme dos generais 4 estrelas para mudar de forma democrática a situação.

  3. Guilherme Poggio 14 de novembro de 2011 at 14:49 #

    A diferença é que desta vez quem falou foi um oficial de carreira envolvido no assunto.

    Ele disse o que espera. Não que realemnte vá ser escolhido.

    E também disse sobre o que acontecerá se nada for feito. Coisa que os políticos não dizem, não sabem.

  4. Nick 14 de novembro de 2011 at 15:38 #

    Já ficou claro, que haverá um apagão dos caças, se não houver um anúncio até o começo de 2012.

    Agora, uma solução de contigência tem que estar pronta para ser acionada em 1/4/2012 (não é pegadinha). Não escolheu? Não anunciou? Não nada? Já deixa tudo engatilhado para os Falcons do deserto (os de Nevada, não os B60) ou os Gripens da Caverna.

    []‘s

  5. jacubao 14 de novembro de 2011 at 15:49 #

    Ao que parece iremos voltar aos anos 60, período em que a FAB ficou sem caças, se safando com os vestusos T-33.
    Tamos f…

  6. Ricardo Cascaldi 14 de novembro de 2011 at 16:00 #

    Me faça rir Molusco!

    Molusco diz: Brasil POTÊNCIA!

    Sem caças, sem grana, sem seriedade. Romário para Presidente! Depois do _______que ele deu nos caras da FIFA ele até ganhou minha confiança!

    Abraço!

    EDITADO

  7. Alfredo Araujo 14 de novembro de 2011 at 17:15 #

    jacubao disse:

    A29 nos Jambocks e Pampas ?
    husdauhasduhsa

  8. asbueno 14 de novembro de 2011 at 17:19 #

    De um modo ou de outro tudo já foi escrito neste blog sobre a necessidade e importância da compra dos futuros-talvez-quem-sabe caças que irão substituir nossa fraturada espinha dorsal de primeira linha.

    Há componentes políticos e econômicos com uma grande interface de interesses péssoais-partidários-empresariais. Pois bem, nada de novo levando isto em consideração. A questão é: o que se pensa de fato para o país na área militar? Quais os planos reais do GF? Sim, há uma crise financeira global em crescimento, mas isso não risca os planos. Não é necessário divulgar à mídia os meandros desses (fictícios) planos. Deveriam ser postos em ação!!!
    Se não iremos de SH, RFL ou G-NG, então mude-se a rota e ataque a segunda opção! Qualquer segunda opção será muitíssimo mais barata do que o FX-2!!
    O Comando da Aeronáutica deveria, com delicadeza (Saito paz e amor?), colocar as cartas e opçãoes na mesa, se é que já não o fez.
    Se querem uma defesa aérea boa, então apressem o FX-2, se querem uma razoável, então vamos ao tampão. Se nada querem com relação a isso, que deixem claro para a sociedade, de preferência em horário de rádio e televisão.

  9. Corsario137 14 de novembro de 2011 at 19:07 #

    Vamos adotar o modelo neo-zelandês e desistir de ter aviação de caça?
    Trasformaram uma simples compra de armamento, tão comum em todos os países, em um cavalo de batalha sem fim. O constrangimento é geral, até o Brigadeiro do COMGAR vem a imprensa fazer um apelo.

  10. Mauricio R. 14 de novembro de 2011 at 19:50 #

    Com o devido respeito, mas o “tiozinho” da foto, ainda pilota???
    Se afirmativo, estou bege!!!
    Bem dizer o que???
    Depois de 2 governos FHC, 2 desgovernos do Apedeuta e onze meses mto esforçados de Dna Dilma, eis que alguém “de dentro”, finalmente faz um gesto quase desesperado, procurando alguma compreensão; que pelo amor de Deus leve a alguma solução.
    Pois o que está aí, a partir de 2017, vai começar a deixar de existir.

  11. Justin Case 14 de novembro de 2011 at 21:33 #

    Amigos, boa noite.

    Dubai International Air Chiefs Conference opened
    12 November 2011
    Dubai – Dubai International Air Chiefs Conference (DIAC) opened today at the Jumeirah Beach Hotel Conference Hall in Dubai.
    The event is held under the patronage of His Highness Shaikh Mohammed bin Rashid Al Maktoum, Vice President and Prime Minister of the UAE, and Ruler of Dubai, and with special support of the UAE Air Force and Air Defense…The third Plenary Session was chaired by INEGMA Director of Research and Consultancy Dr. Theodore Karasik, featured three speakers as well. Chief of the Air Staff of the French Air Force looked at ‘Multi-tasking of UAVs: Actual needs and limits of development’. From his side, the Commander General of Air Operations at the Brazilian Air Force Lieutenant Brigadier Gilberto Antonio Saboya Burnier discussed the ways to develop airlift capabilities for SAR and humanitarian missions. Finally…

    Estamos participando, pelo menos verbalmente.
    Abraços,

    Justin

  12. Edgar Eler 14 de novembro de 2011 at 23:36 #

    Eu sinceramente acho que o sr. Brigadeiro está reclamando de barriga cheia. Afinal, ele tem à sua disposiçao 99 Super Tucanos prontos para defender nosso país de qualquer ameaça. Basta a FAB espalhá-los entre o GAvs, deixar 12 no GDA e nossa defesa aérea está armada.

    Creio que esta é a solução, uma vez que esse é o único avião construído por aqui e é o que a FAB poderá comprar sozinha e em boa quantidade.

    Nossos políticos estão de parabéns. Certamente a sociedade mundial entraria em colapso se eles dessem aulas de como governar para as outras nações do mundo.

    Só Jesus salva esses caras. E olha que tem uns que dizem que já o tem =/

    Nessa palhaçada quem perde é a FAB e, consequentemente, o povo brasileiro. Em alguns anos a bancada governista irá entrar com um pedido de lei contra a existência de Forças Armadas no país. E, como tem maioria, perderemos nossas FAs. Que Deus [não] me ouça =/

  13. Darkman 15 de novembro de 2011 at 0:18 #

    A necessidade já é conhecida faz tempos, mas não importa muito aos políticos, sim pq essa vontade independe de partido, todos não se importam com as necessidades das nossas Forças.
    Corremos o risco de ter novamente tampões, tendo em vista a visita do Brig. Saito a Saab e vendo o Gripen.
    Qdo resolverem realmente comprar algo novo esses caças do FX2 já terão sua capacidade abaixo do esperado e aí mas uns 30 anos, para se obter novos caças.
    Espero estar completamente errado e que no inicio de 2012 possa ser anunciado o vencedor.

    Aguardamos os próximos capítulos da novela mexicano FX2.

    Abs.

  14. jacubao 15 de novembro de 2011 at 2:07 #

    99 ST para defender o Brasil?????
    Isso é piada do ilustre dep Tiririca?????
    Acho que sim, né?

  15. LuppusFurius 15 de novembro de 2011 at 8:42 #

    É piada mesmo, né , Jacubão…
    Prá que tanto ST ?!?……..uns 36 já tá bom…….ê sobra…..aposenta logo os F5, os A-1 os F-2000 ……e pronto.Defesa com 36 ST…..Beleza….
    E daí sobra prô GTE uns dois A380 e seis 767…para transportar nossa.
    ” Eliti Pensanti”

  16. Fernando "Nunão" De Martini 15 de novembro de 2011 at 16:06 #

    Na foto, parece que o brigadeiro está dizendo para o “Fox” modernizado:

    - “Guenta” aí, meu velho…

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Dos três caças do EI, só sobrou um, segundo a Síria

Força Aérea Síria derrubou dois dos três aviões de combate que haviam caído em poder do Estado Islâmico, disse ministro sírio […]

Treinamento na RAF e RN: Tucano dará lugar a T-6C, mas Phenom 100 substituirá King Air

Segundo reportagem publicada hoje (24/10) no site Flightglobal, o Ministério da Defesa do Reino Unido deverá substituir seus treinadores de […]

Campanha do ‘não’ ao Gripen transformou Grupo Suíça sem Exército em grupo sem dinheiro

Custos da campanha que levou à vitória do ‘não’ a novos caças na Suíça esvaziou os cofres do GSoA, grupo […]

VANT desenvolvido por alunos da UFRN e técnicos da Barreira do Inferno é apresentado

Com muita honra o ”Momento Cientec”, um quadro criado pelo Via Certa Natal, foi convidado a mostrar com exclusividade o […]

Caças Rafale armados com AASM fazem ataque noturno a complexo logístico do EI

A patrulha de caças Rafale franceses participou de um ‘raid’ noturno da coalizão e lançou doze bombas guiadas AASM sobre o alvo do […]

Compre agora sua revista Forças de Defesa número 11

Outra revista igual a essa, só daqui a 100 anos! A Revista Forças de Defesa 11ª edição de 140 páginas na versão impressa […]