O Ministério dos Transportes da Rússia propôs um corte de dois anos no tempo de treinamento dos pilotos civis russos. O tempo de formação dos pilotos cairia de cinco para três anos, informou uma fonte do ministério na última quarta-feira ao periódico russo RIA Novosti.

O setor aéreo na Rússia enfrenta falta de pessoal qualificado, incluindo pilotos. O CEO da Aeroflot, Vitaly Savelyev, disse em setembro que a companhia aérea atualmente requer outros dois anos de treinamento após o completar os cinco anos obrigatórios.

FONTE: Ria Novosti

Tags: ,

Quem é Guilherme Poggio

Veja os posts de Guilherme Poggio
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Sem comentários ainda.

Deixe um Comentário

Depois do ‘Corsário 02′ agora é a vez do ‘FAB 01′

Mais um KC-137 será leiloado   O antigo boeing presidencial 707 (KC-137) da Força Aérea Brasileira (FAB), mais conhecido como […]

Le Drian discutirá venda de Rafale na Malásia

Em seguida ministro francês seguirá para a Índia O ministro da Defesa francês, Jean-Yves Le Drian, deverá visitar a Malásia […]

Skunk Works trabalha no sucessor do U-2

O escritório de projetos Skunk Works (da Lockheed Martin) está projetando a próxima geração de aeronave de espionagem a alta […]

Sukhoi derrota Embraer e Bombardier no Cazaquistão

Tarifas alfandegárias adicionais pesaram na decisão.  A companhia aérea do Cazaquistão SCAT, que não é listada em bolsa, fará leasing […]

Rússia testa lançamento de mísseis no caça T-50 e vai produzir novo míssil 58USHK em 2016

A agência de notícias russa TASS noticiou que o caça russo de quinta geração iniciou os testes de disparos de […]

Pindaíba: na FAB, semana tem quatro dias

Cláudio Humberto A Aeronáutica oficialmente se recusa a explicar a decisão de eliminar um dia útil na semana: agora, a […]