O Ministério dos Transportes da Rússia propôs um corte de dois anos no tempo de treinamento dos pilotos civis russos. O tempo de formação dos pilotos cairia de cinco para três anos, informou uma fonte do ministério na última quarta-feira ao periódico russo RIA Novosti.

O setor aéreo na Rússia enfrenta falta de pessoal qualificado, incluindo pilotos. O CEO da Aeroflot, Vitaly Savelyev, disse em setembro que a companhia aérea atualmente requer outros dois anos de treinamento após o completar os cinco anos obrigatórios.

FONTE: Ria Novosti

Tags: ,

Quem é Guilherme Poggio

Veja os posts de Guilherme Poggio
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Sem comentários ainda.

Deixe um Comentário

Novas ideias para a Força Aérea Brasileira

Diante da crise política e econômica no Brasil e as perspectivas sombrias para os próximos anos em termos de orçamento, […]

Vídeo: acidente com helicóptero Mi-28N ‘Havoc’ na Rússia

Helicóptero de ataque Mi-28N (código da OTAN — Havoc) cai em show aéreo na competição Aviadarts na Rússia. Um dos dois pilotos […]

Índia cancela programa MMRCA mas competição deve ser retomada

O programa indiano MMRCA de caças, avaliado em US$ 20 bilhões, foi finalmente encerrado pelo governo indiano. Apesar do Rafale […]

‘Jedi Transition': pilotos americanos treinam dentro do Vale da Morte, na California

Na California existe um cânion chamado Rainbow ou Star Wars Canyon, que os pilotos gostam de chamar de “Jedi Transition”. O […]

F-35B: o caminho percorrido até o IOC dos Marines

No dia 31 de julho de 2015 o U.S. Marine Corps fez a decisão de tornar o F-35B pronto para […]

F-35B é declarado operacional pelo US Marine Corps

O U.S. Marine Corps declarou hoje a initial operational capability – IOC dos seus caças F-35B Lightning II, com um […]