O Ministério dos Transportes da Rússia propôs um corte de dois anos no tempo de treinamento dos pilotos civis russos. O tempo de formação dos pilotos cairia de cinco para três anos, informou uma fonte do ministério na última quarta-feira ao periódico russo RIA Novosti.

O setor aéreo na Rússia enfrenta falta de pessoal qualificado, incluindo pilotos. O CEO da Aeroflot, Vitaly Savelyev, disse em setembro que a companhia aérea atualmente requer outros dois anos de treinamento após o completar os cinco anos obrigatórios.

FONTE: Ria Novosti

Tags: ,

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

No comments yet.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

F-22 estaria entre as aeronaves que participaram das ações contra o EI na Síria

Segundo o site da ABC News, entre os meios empregados nos ataques realizados na noite de segunda para terça-feira (23/9) […]

Israel abate avião militar sírio; país diz que caça violou espaço aéreo

    Israel abateu um avião militar sírio nesta terça-feira (23), alegando que a aeronave atravessou as linhas de batalha […]

Aviões de coalizão internacional lançam 50 ataques contra o EI na Síria

Alvos eram províncias de Al Raqqah e Deir ez Zor. Ataque é o primeiro realizado pelos EUA contra o grupo […]

Jatos Su-24 russos violaram espaço aéreo sueco

Penetração totalizou um quilômetro e durou 30 segundos, havendo envio de caça Gripen sueco que realizava missão nas proximidades e […]

Revista Forças de Defesa número 11 em versão digital: para iPad, iPhone e Android

A revista Forças de Defesa também está disponível para download pelo aplicativo O Jornaleiro, disponível para iPad, iPhone e smartphones/tablets […]

JASSM para os F-16 poloneses

Venda aprovada pelos EUA, ainda a ser realizada, tem valor estimado em 500 milhões de dólares e inclui 40 mísseis […]