O Ministério dos Transportes da Rússia propôs um corte de dois anos no tempo de treinamento dos pilotos civis russos. O tempo de formação dos pilotos cairia de cinco para três anos, informou uma fonte do ministério na última quarta-feira ao periódico russo RIA Novosti.

O setor aéreo na Rússia enfrenta falta de pessoal qualificado, incluindo pilotos. O CEO da Aeroflot, Vitaly Savelyev, disse em setembro que a companhia aérea atualmente requer outros dois anos de treinamento após o completar os cinco anos obrigatórios.

FONTE: Ria Novosti

Tags: ,

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

No comments yet.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Gripen NG: FAB avalia proposta de empresa sueca

Gripen E - imagem Saab

Foram três semanas de avaliações e discussões acerca dos detalhes para a compra de 36 caças Gripen NG – Quinze […]

Começam testes com primeiro avião elétrico tripulado da América Latina

Técnicos e engenheiros do Programa Veículo Elétrico (VE), da Itaipu Binacional, e da empresa ACS Aviation, de São José dos […]

Lançamento do livro ‘Indústria de Defesa do Brasil’, de Cosme Degenar Drumond

Estivemos ontem na noite de autógrafos do livro “Indústria de Defesa do Brasil”, do jornalista Cosme Degenar Drumond, na livraria […]

Motor do KC-390 é certificado

International Aero Engines recebe a certificação da FAA para o motor V2500-E5, que equipará o novo jato de transporte militar […]

Venha ‘voar’ num QF-16 enquanto ele serve de alvo para míssil

Neste vídeo divulgado pela Boeing na terça-feira, 26 de agosto, câmeras mostram o interior da cabine vazia de um QF-16, […]

Operação Sabre: saiba como ocorrem os combates BVR nesse exercício da FAB

Exercício da FAB aplica modelos avançados de combate aéreo. Saiba como funcionam os combates que acontecem durante a Operação Sabre, […]