Home Indústria Aeroespacial Helicópteros NH-90 da Suécia com atraso de 8 anos

Helicópteros NH-90 da Suécia com atraso de 8 anos

402
18

As forças armadas suecas esperam ter seu lote recém-adquirido de três helicópteros utilitários NH-90 (designados HKP-14s) pronto para desdobramentos internacionais até abril de 2016, oito anos atrasado em relação ao previsto inicialmente.

O atraso na incorporação se deve a atrasos na produção e problemas de entrega, principalmente do fornecedor francês NHIndustries.

Até agora, apenas três NH-90s foram entregues à Ala de Helicópteros do Exército Sueco, com um quarto HKP-14 a ser adicionado até o final de 2011. Os atrasos na entrega têm prejudicado a capacidade do Exército de fornecer serviços adequados de evacuação, transporte tático e médico para suas tropas no Afeganistão.

A Suécia encomendou 18 NH-90s como parte de um acordo nórdico de compra conjunta em 2001. Suécia, Noruega e Finlândia encomendaram 52 NH-90s multifunção a um custo combinado de US$ 1,2 bilhão. O acordo é a maior aquisição nórdica em comum até hoje.

Em abril, a Ministro da Defesa sueco Sten Tolgfors, informou ao Parlamento que era pouco provável que o Exército tenha o seus 18 helicópteros HKP-14 operacionais até 2020. O primeiro HKP-14 foi entregue para a Ala de Helicópteros em abril, e as primeiras 100 horas de vôo foram registradas em 8 de setembro.

O governo sueco respondeu ao déficit de helicópteros do Exército na última primavera, quando o ministério da defesa sancionou a compra de 15 Black Hawks, fabricados pela norte-americana Sikorsky Aircraft. O projeto é financiado a partir de um orçamento de 755 milhões dólares de projetos especiais, para reforçar a capacidade de helicópteros, nomeadamente com vista às operações no Afeganistão.

O Ministério da Defesa espera que o primeiro lote de Black Hawks chegará dentro de quatro a oito meses, com o complemento total de aeronaves operacional em 2017.

O Exército norueguês teve a entrega de um primeiro lote de NH-90s durante o último trimestre de 2010, e o helicóptero está em fase de teste operacional. A Noruega encomendou 14 NH-90s em 2001.

FONTE: Defensenews

Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
LuppusFurius
LuppusFurius
8 anos atrás

Qual o fornecedor problema?????
Francês……….
Pô não é falá mau não, é a pura realidade……
E ainda pensam nesse pessoal para ………
…..Parcerias Estratégicas Kará-Kú !!??!

Grifo
Grifo
8 anos atrás

Interessante é ver que os países nórdicos pagaram US$ 1.2 bi por 52 NH-90, enquanto aqui o Jobim pagou US$ 2.7 bi por 50 EC-725.

Parceria estratégica é isso aí…

Gueorgui Jukov
Gueorgui Jukov
8 anos atrás

Pegunta esses Nh-90 vão ser montados localmente nas terras de Odin ou estão vindo direto do judas francês e de outros países no consorcio Nh, e acho que vai atrasar mesmo com tantas encomendas, se não me engano eram cerca de 700, esperto são os franceses que atiram pros dois lados se não entra dinheiro aqui entra do outro lado, e ficam com dois ótimos vetores Nh-90 e EC-725. E respondendo a nossa terrível Parceria estratégica, com os filhos de Magno, vocês não acham pragmatismo pensar que nós que estamos comprando deles deveríamos ser os privilegiados, claro que não quem… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
8 anos atrás

The shares held by each of these companies in NHIndustries are:

Eurocopter: 62.5%
AgustaWestland: 32%
Fokker: 5.5%

Ela não é francesa, está sim sediada na França.

Ainda bem que não compramos essa bomba. Além dos atrasos na entrega, existem problemas com as aeronaves entregues, como os dos australianos:

http://www.flightglobal.com/Articles/2011/09/16/362137/australia-to-conduct-diagnostic-review-of-army-mrh90s.html

tplayer
8 anos atrás

Pode ser uma bomba, pode ser frances e pode ser caro. Mas não deixa de ser lindo.

Grifo
Grifo
8 anos atrás

Caro Georgui Jukov, o EC-725 aqui no Brasil foi um bom negócio para quem comprou e para quem vendeu. Só não foi para quem pagou.

juarezmartinez
juarezmartinez
8 anos atrás

Caro Grifo! Nem para quem vai usar…..

grande abraço

Antonio M
Antonio M
8 anos atrás

Uma pena, até decepcionante.

E depois que empresas como a Boeing e Sikorsky abocanham grandes fatias do mercado, ainda criticam …..

Gueorgui Jukov
Gueorgui Jukov
8 anos atrás

Confundi esse daí com EH-101 merlin não sei se são iguais ou diferentes mas o Merlin sim e uma maquina de primeira classe, no mais uma parcela de cada produto militar da zona do euro tem um dedinho francês querendo os cínicos e críticos ou não.

Vassili
Vassili
8 anos atrás

Bem, eu ia comentar essa matéria ontem………… mas estava com pressa para sair………… por isso ai vai…………. Muita gente senta o sarrafo no EC-725, que ele é uma porcaria de helicóptero, que num vale nem 10% do valor por ele pago; que, por ser françês, é fedido, e outras coisas mil……………… e essas mesmas pessoas costumam dizer que teríamos feito muito melhor negócio se tivessemos comprado o NH-90………. Essas pessoas tem razão??????? sei lá….. como podemos ter certeza de uma coisas desta, nós sendo meros expectadores no assunto defesa. Mas de uma coisa tenho certeza: melhor com eles que sem… Read more »

edcreek
edcreek
8 anos atrás

Olá, O EH-101 tem uma capaçidade de carga bem maior na casa dos 50%, além de custar mais, o que não tira os meritos do mesmo. O NH está com um numero de pedidos otimos na casa dos 600 e já é um realidade com torçida contra ou não, podemos nos acostumar com ele por ai… Praticamente tudo feito na Europa tem o dedo da França essa não é uma exceção, além de ter ter propriedade Integral na Eurocopter o desenvolvimento e adminstração cabe a eles. Pelo numero em outros paises o NH teria sido uma melhor opção que o… Read more »

Vassili
Vassili
8 anos atrás

opa…… apertei botão errado……….. continuando…….. , que está à afundar a Venezuela com seu jeito megalomaníaco e ditatorial. Se ele quiser adquirir algum vetor paras suas forças armadas, querendo ou não precisa recorrer à empréstimos russos ou chineses. Aqui tb recorremos à esse tipo de operação financeira, isso é verdade, mas todos sabemos que nossa economia é muito mais sólida, e principalmente, diversificada que a venezuelana. É inegável que o Brasil deveria ter forças armadas bem mais equipadas e treinadas, mas isso é praticamente impossível de ocorrer, pois não só os políticos que não querem que isso ocorra………..a maioria esmagadora… Read more »

DrCockroach
DrCockroach
8 anos atrás

Realmente o NH-90 eh muito bonito, mas tb acho o EC-725 bonito, o problema, como varios colegas acima mencionaram, foi a parceria estrategica, que vcs encontram aqui: Uma parceria conceitualmente errada; o Brasil de concreto paga pelo apoio Frances as ambicoes do Nosso Ex-Guia e do Itamaraty do B a um assento no CS da ONU: ” Nesse contexto, a França reitera seu apoio à candidatura do Brasil a um assento permanente no Conselho de Segurança… Esta cooperaçمo privilegiada abrangerل: Os helicَpteros, com o desenvolvimento e a produçمo compartilhados de helicَpteros de transporte de tipo EC-725; Os submarinos…” http://www2.mre.gov.br/dai/b_fran_193.htm Alguns… Read more »

Gueorgui Jukov
Gueorgui Jukov
8 anos atrás

Consegui achar o Eh-101 e do consorcio Agusta-Westland, no mais já concordando com os colegas acima, a nossa parceria estratégica pode ser até fuleira, mas prefiro parceiro ruim e algum equipamento a nossa disposição ou pra achar defeito ou pra elogiar, do que parceiro nenhum e equipamento nenhum nem pra reclamar nem pra elogiar.

Pode até não ser o que a FAB, EB, MB queria mas e o que eles tem.

edcreek
edcreek
8 anos atrás

Olá,
Gueorgui Jukov, falou com inteligencia….

Antes reclamar de ECs e de Mi-35 zeros do que UH-1 surrados até o osso e com condições arriscadas de voo….

Não são o que há de melhor, mas são muito mais novos do que o dispomos agora e não tenho duvidas que o desempenho será melhor.

Abraços,

Marcos
Marcos
8 anos atrás

Isso é que se pode chamar de “Parceiro Estrategico”. Imagine só, se comprasemos o Rafails, que digam o pessoal da BAAN.

ricardo_recife
ricardo_recife
8 anos atrás

1. O NH90 é o padrão para helicópteros meio pesado da maioria dos países de europeus pertencentes a OTAN. A idéia de desenvolver um helicoptero de porte médio pesado para transporte militar e Guerra Naval (Anti-submarino e antinavio) é de meado dos anos 80. No inicio dos 90 a NAHEMA (NATO Helicopter Management Agency) assina com as industrias NHI um contrato para desenvolvimento e produção do NH 90. A carteira de compradores tem mais de 600 encomentas. O NH90, como quase todo produto militar, apresenta nas suas primeiras vesões operacionais problemas, que estão sendo solucionados pela NHI e os países… Read more »

Mauricio R.
Mauricio R.
8 anos atrás

“…o Heli é bom recentemente o Mexico preferiu ele aos Helis Americanos, por lá eles estão na casa de 15 unidades já…”

Se é assim, a própria Suécia tem encomendados 15 UH-60 e a Austrália acabou de encomendar 24 SH-60R.