Estudo diz que Austrália pode precisar de ‘planos B e C’ para caças

    387
    6

    Estudo do ASPI (Australian Strategic Policy Institute) diz que a Austrália precisa tanto de um Plano B quanto de um Plano C para manter sua supremacia aérea no caso de novos atrasos do F-35. O Plano B seria a “opção menos pior”: a extensão da vida dos Hornets da RAAF (Força Aérea Real Australiana) para além de 2020 e o Plano C envolveria a compra de Super Hornets adicionais aos 24 já adquiridos.

    Segundo o analista Andrew Davies, do ASPI, “espera-se que as discussões a respeitos estejam sendo feitas agora com os EUA, para que haja sólidos planos de contingência”. A Austrália deverá adquirir aproximadamente 100 caças F-35, a um custo de 16 bilhões de dólares, com a primeira entrega em 2014 e a entrada em serviço em 2018. Mas atrasos no desenvolvimento podem significar que a capacidade operacional inicial (IOC) seja atingida apenas em 2019-2020, aproximadamente quando os Hornets, adquiridos em meados dos anos 1980, estejam sendo aposentados.

    Apesar do Governo Australiano argumentar que as entregas do F-35 são flexíveis o suficiente para contornar atrasos, o Dr. Davies afirma que as margens estão ficando desconfortavelmente estreitas.

    O custo para cada caça, que anteriormente era cotado a 55 milhões de dólares, agora se aproxima de 130 milhões, mas para Davies esse é um problema bem menor, quando comparado ao cronograma de entregas – e isso estaria colocando em questão a capacidade da RAAF de manter uma frota de aproximadamente 100 aeronaves de combate.

    Se, por um lado, o F-35 hoje está hoje adiantado em seu programa de testes, e parece ser tão furtivo quanto prometico, por outro a preocupação estaria com o software, cujo desenvolvimento está atrasado, segundo Davies. 

    Para acessar o estudo completo em inglês (arquivo em pdf), clique aqui.

    FONTES: Yahoo News Austrália e ASPI

    FOTOS: Ministério da Defesa da Austrália

    VEJA TAMBÉM:

    Subscribe
    Notify of
    guest
    6 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Baschera
    Baschera
    9 anos atrás

    Imagine-se o Brasil….então…. vamos precisar de um plano A (FX-3), um plano B (para quando cancelarem o FX-3), um plano C (para quando o FX-3 ressucitar e virar FX-3,5) e um plano D para substituir o plano A, um plano E…..para quando o novo presidente assumir…. um plano F…

    Sds.

    Giordani RS
    Giordani RS
    9 anos atrás

    Barbaridade…aqui no brasil os planejadores trabalham com as “Equações de Lorenz”…

    Nick
    Nick
    9 anos atrás

    Olha a diferença… se atrasar o F-35 lá eles modernizam o F-18 C ou compram mais F-18 E….. Aqui se atrasar o FX-2 vamos procurar mais células de F-5 E usados. 🙁

    []’s

    Mauricio R.
    Mauricio R.
    9 anos atrás

    O plano “B”, é a reforma dos atuais F/A-18A+/B+, mas não seria nada difícil eles lá conseguirem F/A-18C/D puros e faze-lo. Não sei qual seria o plano “D” australiano, mas tenho uma sugestão qnto ao plano “E” de “Eca”: Façam como seus vizinhos, China PRC, Indonésia, Malásia e Vietnam; e comprem o “Flanker” tb!!! Seria até uma tremenda oportunidade p/ a indústria local, em conjunto c/ a HAL da Índia e os chineses, darem uma tunada no bicho. Trocando: O radar, pode por o mesmo do F-35. o HUD e seu computador de tiro, idem os do F-35. o glass… Read more »

    junynhoeagle
    junynhoeagle
    9 anos atrás

    Baschera disse tudo! kkkkk

    brunoricardods
    brunoricardods
    8 anos atrás

    Concordo com Baschera, disse tudo!