sábado, janeiro 22, 2022

Gripen para o Brasil

F-X2 é assunto entre Dilma Rousseff e Dmitri Medvedev

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Apontada em 2002 e em 2004 como a provável vencedora da disputa entre empresas do setor aeronáutico para venda de caças ao Brasil, a fábrica russa Sukhoi tenta voltar ao jogo em andamento com as outras três concorrentes. A compra das aeronaves pelo governo brasileiro foi tema ontem da conversa entre a presidente Dilma Rousseff e o presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, logo depois da reunião do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). O russo saiu animado da quase meia hora de conversa, porque Dilma respondeu que “o assunto está em aberto”.

Medvedev puxou o assunto perguntando à presidente brasileira se ela havia recebido a carta que ele enviara no último dia 4. O russo oferecia os caças. Ela disse que sim e comentou que “nada estava decidido a esse respeito”. Ministros presentes à reunião entenderam que Dilma vai zerar a corrida para a compra dos aviões, mas o chanceler Antonio Patriota comentou que ela acenou com interesse em retomar o projeto do Sukhoi, porém a conversa não foi conclusiva. “O tema da cooperação militar, de defesa, também foi levantado no encontro com o primeiro-ministro da Índia. Eles estão interessados em adquirir caças de treinamento, além de uma proposta de compra de nove aviões tucanos da Embraer, que já está sendo negociada há algum tempo”, afirmou Patriota.

A compra dos caças foi um dos primeiros projetos que a presidente Dilma tirou da bandeja de assuntos urgentes e colocou sobre a mesa de estudos para analisar melhor antes de tomar uma decisão. Afinal, o projeto F-X 2, da compra de 36 caças, envolve e uma série de cláusulas que precisam de uma negociação exaustiva, caso, por exemplo, da transferência de tecnologia.

Ao longo do segundo mandato do presidente Lula, os caças Rafale (França), Super Hornet (EUA) e o Grippen (Suécia) travaram uma disputa em que, a cada ano, um estava mais acima que os outros dois concorrentes. Primeiro, foi o caça sueco, Grippen, apontado como o favorito pelas autoridades aeronáuticas. Depois, em setembro de 2009, quando o presidente da França, Nicolas Sarkozy, veio ao Brasil, a bola da vez eram os Rafale. Por último, apareceu o Super Hornet, da Boeing, com um intenso trabalho de propaganda. Diante de tanto vaivém, o presidente russo tenta agora pegar a sua onda nesse projeto.

Se a presidente Dilma decidir mesmo zerar o jogo, como pareceu inclinada para alguns ministros, a compra dos caças pode deixar de ser uma mera decisão e produto para fazer parte da geopolítica nacional. E o fato de a Rússia pertencer ao Brics, grupo ao qual o governo deseja dar uma prioridade em vários assuntos, pode acabar representando uma vantagem. Mas antes de avançar esse sinal, a ordem é conversar com o setor de Defesa. Afinal, se tem algo que a presidente não gosta é avançar num tema sem combinar com o time. A questão dos caças é um deles.

Defesa aérea

A renovação da frota da FAB é discutida desde 2000. Ou seja, começou durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Inicialmente, o plano era investir US$ 700 milhões para comprar de 12 a 24 caças para substituir os F-103 Mirage III. Ao tomar posse, o petista Luiz Inácio Lula da Silva iniciou um novo processo. Em 2007, começou o Projeto FX-2, excluindo o caça russo Sukhoi, para a compra de até 36 aeronaves. Com o avanço do processo licitatório, três propostas são finalistas, que pode gerar um gasto de até US$ 6,2 bilhões. Conheça as especificações de cada um

FONTE:
Correio Braziliense

COLABOROU: Bruno Paz

- Advertisement -

26 Comments

Subscribe
Notify of
guest
26 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
tplayer

Ela podia pedir uns MiG-29 modernizados como tampão.

Ai sim a FAB teria o mais belo vetor já construído. Além, é claro, de ser uma ótima aeronave.

Também servia como um teste para o tal pós-venda Russo que todo mundo reclama.

Rodrigo

ahahahahah

Isto é delírio adivinhem de quem ?

JapaMan

Caramba, mais um capítulo da novela mexicana, ja deu tudo o que tinha que dar, o resto é balela, conversa fiada de botequim, e a Dilma enrola todo mundo, faz uma média pra não sair feia na foto com ninguém, até se o Predidente Xing Ling tentasse oferecer os caças “genélicos” “balatos” ela diria que sim… tudo papinho furado. ja encheu os cujones.

sds.

Baschera

Rodrigo disse:
15 de abril de 2011 às 21:32

Eu sei….. de um notório jor….. deixa pra lá !!!

FX-2 RIP -> Parte 1911 – “O retorno dos que não foram, mas acabaram se auto-convidando e quase vencendo no FX-1”

Pior foi esta dos ST….. rsssssss.

Sds.

Baschera

F-X2 Novela dos caças Ancelmo Gois – O GLOBO. Num papo com Dilma, na China, depois da reunião dos países Bric, Dmitri Medvedev, o presidente russo, apelou para que os jatos Sukhoi, de seu país, voltem a ser considerados na novela da compra de caças pela FAB. Dilma prometeu incluir o pedido nas discussões de cooperação entre os dois países. Só que… Para alguns diplomatas, foi uma educada desculpa para não ter de revelar que a FAB não avaliou bem os jatos russos. Aliás… Luciano Coutinho, presidente do BNDES, ouviu na China de executivos do Banco de Desenvolvimento da Rússia… Read more »

ZE

Off Topic du jour:

Estive na LAAD, conversei uns 30 minutos com um engenheiro da Boeing.

Também estive no stand da SAAB, onde bati um papo de pouco mais de 20 minutos com o piloto do Gripen.

Conversei com o piloto do carcará maligno (EC 725) e ele me disse uma coisita.

Ouvi de um cara que conversou com o piloto do Mil Mi umas coisinhas.

Pela enésima vez, o meu computador foi para o além.

Amanhã eu posto os detalhes.

[ ]s

Observador

Mais um factóide inventado.

De novo velha história da “parceria estratégica”.

Antes com a França. Agora com a Rússia.

Até parece que o avião russo vai ser escolhido por uma escolha política.

O governo atual é mais pragmático e não se dá aos devaneios do governo anterior.

Só vão comprar algo se houver uma bela contrapartida comercial. Por isto considero que o SH está na frente.

Mas só vão comprar algo se a situação econômica se reverter.

Se os juros baixarem, se o déficit público baixar, se a inflação baixar…

Do contrário, ADEUS FX-2.

Leonardo

Sem comentários, já estou cansado de ser enganado……

Nick

No momento, não acredito que vai haver alguma escolha fora da shortlist. Então tudo depende de o Jobin continuar ou não em 2012. Se continuar o Rafale leva, se sair antes é Super Hornet.

Fabricar sob licença o SU-35 seria interessante para quem tem caças modernizados da década de 70 mas, o ideal agora, seria participar no programa PAKFA. Uma versão ocidentalizada do futuro caça russo seria a melhor opção.

Se a Dilma ouvir o Saito vai ouvir : Super Hornet, Super Hornet 😀

[]’s

Observador

Nick disse: 16 de abril de 2011 às 8:08 Caro Nick: Não creio na permanência do Jobim em 2012. O Jobim foi uma indicação pessoal do ex-presidente que a Dilma teve que engolir. Isto é fato. Pelo que se fala, ela nutre grande antipatia pelo ministro, mas fez um acordo com o Lula em que manteria os nomes indicados por um ano após a sua posse. Isto faz todo sentido ao vermos o ministro ser colocado de lado, ser desautorizado em vários assuntos, ser desprestigiado e ignorado. Faz mais sentido ainda ao vermos que a decisão do FX-2 – se… Read more »

Rodrigo

Leonardo disse:
16 de abril de 2011 às 0:18

Faço minhas suas palavras e vou um pouco mais a frente..

A coisa só vai progredir, quando decidirem o que querem.

Do jeito que vai nem como polícia as FFAA vão servir.

Renato Oliveira

F-X3 à vista? De novo não!!!

Leonardo

Pois é Rodrigo, Com o que o Galante escreveu anteriormente sobre o corte orçamentário que afeta a prontidão da nossa defesa aérea, coisa que não é novidade para nenhum de nós, não dá para nos iludirmos com nada, os Mirages devem ser desativados, dizem por volta de 2016, e o que teremos para substituir? Do jeito que anda as coisas, serão mesmo os 12 F-5 jordanianos que aparentemente estão mais detonados que os nossos (não sei a quantidade de horas de voo de cada célula), mas pelas fotos parecem bem acabados, a galera do martelinho de ouro não terá vida… Read more »

Rodrigo

O martelinho de ouro não vai dar conta, vão ter que contratar o Thor…

jacubao

Já passou da hora de acabar de uma vez com essa palhaçada. Se querem mesmo comprar caças, então coloquem uma venda nos zoios, e apontem para algum lugar e veja quem ganhou. Qualquer um vai quebrar o galho da FAB, mas se for o SU-35, melhor, hehe. 😉

Leonardo

Jacubão, Eu sou fã do SU-35, mas sei que na realidade ele não tem a menor chance de retornar ao FX-2 até mesmo por questões de credibilidade do processo licitatório, seria totalmente antiético, sob pena de retirada unilateral de algum ou de todos os concorrentes, a Dilma quis apenas ser diplomática e ágil de forma correta naquele momento. Quanto ao qualquer um, concordo que os 3 vetores tem plenas condições de atender as necessidades da FAB, não desmereço nenhum deles, mas com os problemas orçamentários que as FFAA passam todos os anos seria impossível manter uma aeronave como Rafale. O… Read more »

Renato Oliveira

Sim, Leonardo, com essas FFAA podemos pleitear vaga cativa no CS da ONU… servindo cafezinho, no máximo.

Vassili

Coitado do Medvedev,

Mais um presidente cortejando nossa “Dilmona” na tentativa de vender seu peixe.

Seria como dar um tiro no próprio pé se os russos fossem readmitidos no jogo. O processo perderia todo seu status de “jogo limpo” perante qq tribunal mundo afora.

Embora todos nós estejamos carecas de saber que este “jogo” só funciona à base de “gratificações, premiações, gorjetas” ou qq outro nome de por ventura possa ser atribuído à propina empresarial.

abraços.

Vader

Ai ai ai, isso aí é mais uma das viagens na maionese de um conhecido “jornalobbysta” de Brasília, um antiamericano encruado da pior espécie, que costumava postar aqui sob o pseudônimo de “península”, ou “ilha”, algo assim (não me lembro ao certo)… 🙂 Não sei como é que conseguem ouvir um notório cretino como esse sujeito. Só o CB mesmo (pasquim chapa-branca sem credibilidade nenhuma)… A chance do Su-35 ser reconsiderado no FX2 é igual a ZERO. E nem vou falar das chances que ele teria junto ao AC da FAB… _________________ Leonardo disse: 16 de abril de 2011 às… Read more »

Leonardo

Vader disse: Meu caro, qual é o problema com o Gripen C na Líbia? Que eu saiba eles estão cumprindo muito bem a missão para a qual foram designados. Que estão realizando bem as missões não tenho dúvidas, mas pelo que andam dizendo por aí, só está sendo possível realizarem as missões com dois tanques externos + REVO. Disse: Sempre lembrando que a autonomia e o raio de combate do Gripen NG é no mínimo 40% maior que o do Gripen C… Que seja 40% maior, sabemos também que o Gripen NG tem capacidade de supercruzeiro em configuração limpa, mas… Read more »

Vader

Leonardo disse:
18 de abril de 2011 às 11:52

“quanto a isso não tem o que questionar”

Acho que isso acaba com qualquer discussão. Realmente não há o que questionar. Não somos a USAF. E o Gripen C na Líbia, com ou sem REVO, com ou sem tanques externos, está cumprindo à risca a tarefa para a qual foi designado.

No mais sugiro ler os diversos posts aqui do Aéreo sobre o raio de ação projetado para o Gripen NG. Verá que não é muito menor do que o do Dassault Rafale, ou mesmo do F/A-18E.

comment image

Sds.

Darkman

Como sempre nosso Vader Caps polemico !!! rs..rs..rs..

Acho que seria muito bom o retorno da Rússia neste FX2, uma nova proposta deles pode “quem sabe” balançar o GF.

Mas enquanto isso vamos continuar vendo as notícias serem colocadas na imprensa a cada dia, vamos ter muito o que comentar até chegar 2012.

Abs.

jacubao

Como a coisa (FX-2) já desandou a muito tempo, se for para incluir o SU-35 novamente no páreo, teria que criar o FX-3 (evolucion), ou seja, outra longa novela mexicana. Aí os nossos s… irão estourar.

Rodrigo

Darkman disse:
18 de abril de 2011 às 16:00

Esta matéria é plantação de notícia do mesmo cidadão que diz para os seus asseclas que o Hind pode voar até sem 2/3 da pá do rotor.

Ou seja…

É pegar a notinha, nem imprimir para não gastar papel e só dar risada dela.

Leonardo

Vader disse: Não somos a USAF. E o Gripen C na Líbia, com ou sem REVO, com ou sem tanques externos, está cumprindo à risca a tarefa para a qual foi designado. Qual dos caças da OTAN deixou de cumprir a risca sua missão no conflito da Líbia? Até não há nada de surpreendente. HEHEHEHE O Gripen C possui alcance máximo em cerca de 800 km com tanques externos, o F-16 esta em torno de 925 km. Quanto ao NG em relação aos concorrentes do FX-2 segue os dados: Gripen NG: 700nm = 1300km com carga bélica 6.000 Kg –… Read more »

Justin Case

Amigos, bom dia.

Na apresentação da LAAD (o Poder Aéreo publicou dois slides), foi informado que o Rafale cumpre um raio de ação de 800 milhas náuticas para a configuração: 4 Mica; 6 GBU12; pod Damocles; 3 tanques externos de 2000 litros.
Abraços,

Justin

Últimas Notícias

Argentina também negocia a compra de caças F-16 da Dinamarca

Segundo o site argentino Pucara.org, as Forças Aéreas da Argentina e da Colômbia estão analisando ofertas para aeronaves Lockheed...
- Advertisement -
- Advertisement -