LAAD 2011: Super Hornet com PCD

Ao contrário da LAAD 2009, quando a Boeing exibiu um cockpit bastante tradicional para o Super Hornet no simulador de voo, este ano foi apresentado um cockpit tipo PCD (panoramic cockpit display). Ainda não existem Super Hornets em atividade com este tipo de painel. No entanto, ele pode ser incluído na proposta se o cliente quiser.

Este será muito provavelmente o cockpit da versão ‘Silent Hornet’. Deve-se destacar que não fica devendo em nada para o cockpit do F-35 e ainda conta com um desenvolvimento mais moderno que aquele.

Para conhecer o cockpit tradicional do Super Hornet, exibido na LAAD 2009, clique aqui.

Tags:

Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

16 Responses to “LAAD 2011: Super Hornet com PCD” Subscribe

  1. Lobo 13 de abril de 2011 at 6:10 #

    Opa!!! Nosso piloto já está treinando.
    Ele irá pousar no A13 Amazonas……
    Calma moçada……vou levantar e ir ao banheiro……pois tô sonhando!!!!

  2. tplayer 13 de abril de 2011 at 8:30 #

    Estranho esse cockpit, não parece um cockpit.

  3. Antonio M 13 de abril de 2011 at 9:58 #

    Para economizar, a versão brasileira não terá nada disso; virá com bússola, para navegação, binóculo no lugar do radar e medidor analógico de combustível de fabricante francês…Claro que terá um suporte no capacete para o binóculo, não vão economizar tanto assim né?!?!?! rsrsr!

  4. Nick 13 de abril de 2011 at 10:56 #

    HUD virou peça de museu?

  5. Guilherme Poggio 13 de abril de 2011 at 12:13 #

    Nick disse:

    HUD virou peça de museu?

    Mais ou menos.

    O F-35 não terá e suas funções (as do HUD) serão absorvidas pelo HMS.

  6. Ivan 13 de abril de 2011 at 15:59 #

    Nick,

    Os F-18 E e F já usam o Joint Helmet Mounted Cueing System (JHMCS), fabricado pela Vision Systems International (VSI), que por sua vez é uma joint venture da Rockwell Collins com a Elbit. Assim sendo guarda semelhança com o DASH III de Israel.

    Curiosamente os Super Hornets da RAAF, que são todos bipostos, usam dois JHMCS, permitindo que ambos os tripulantes apontem os mísseis de curto alcance.

    O F-35, por sua vez, usará o Helmet Mounted Display System (HMDS), da mesma Vision System International (VSI), ainda mais revolucionário, aposentando o HUD – Head Up Display.

    Segue abaixo o link do fabricante:
    http://www.vsi-hmcs.com/pages_hmcs/03b_f35nite.html

    Abç,
    Ivan.

  7. Nick 13 de abril de 2011 at 23:22 #

    Caro Poggio, Ivan,

    Valeu pelos esclarecimentos, :)

    []’s

  8. Rodrigo 14 de abril de 2011 at 6:17 #

    Nick disse:
    13 de abril de 2011 às 10:56

    Está a caminho a tendência é ficar somente em helis e aviões civis.

  9. Tadeu Mendes 14 de abril de 2011 at 21:10 #

    A foto desse cockpit do F-18 SH com esse novo Interface, faz lembrar o F-35.

    Mas se o HUD ja virou peca de museu, ainda com um interface desses (HCI) o piloto ainda vai precisar de tirar o olho da tela para olhar o espacao aereo permitido por sua visao periferal.

    A pergunta e a seguinte: se voce nao tem mais um HUD no F-18, entao o piloto precisaria usar um capacete que projete os Inputs da tela no visor do capacete (como e o caso do F-35>HMDS).

    Qual sera a solucao da Boeing para esse caso???
    Ja desenvolverem um capacete com as caracteristicas HCI.??

  10. joseboscojr 15 de abril de 2011 at 14:44 #

    Posso estar enganado, mas é apenas uma coincidência que o primeiro caça sem HUD seja o F-35 com o HMDS.
    É perfeitamente possível ao JHMCS apresentar todas as informações necessárias e dispensar o HUD. Issó só ainda não foi feito por medo de ousar, para que haja redundância dos sistemas e por falta de familiaridade dos pilotos, mas não creio que haja algum impedimento tecnológico.
    No caso do HMDS a grande inovação é a integração dele com o sistema DAS, dispensando inclusive os NVGs (óculos de visão noturna), e claro, um nível inusitado de inteligência artificial.

  11. joseboscojr 15 de abril de 2011 at 15:03 #

    E como “quem não tem cão caça com gato”, ou melhor, “quem não tem HMDS/DAS caça com JHMCS”, se quiser ver de noite pode usar esse trambulho:
    http://www.vsi-hmcs.com/nvcd.htm
    Rsrssss

  12. joseboscojr 15 de abril de 2011 at 15:26 #

    Talvez o uso do HUD só seja obrigatório a um usuário do JHMCS e similares no caso de missão ar-sup com uso de um pod de designação de alvos, mas no combate aéreo com uso de canhão, SRAAM ou MRAAM/LRAAM, o HUD é dispensável.

  13. Baschera 15 de abril de 2011 at 17:44 #

    Antonio M disse:
    13 de abril de 2011 às 9:58

    Antonio, vc esqueceu do “ventilador de teto”…..rsssss.

    Falando sério, e se este PCD ou “tela display única” der pau ???
    O piloto fica “cego” ??
    Acho que não é muito confiável…. não há como navegar sem as informações do display em caso de pane ou mesmo de o mesmo ser danificado em combate.

    Sds.

  14. Rodrigo 15 de abril de 2011 at 19:52 #

    Baschera disse:
    15 de abril de 2011 às 17:44

    Eu já pensei assim…

    Mas se der um problema elétrico na nave você ficará sem todos os relógios do mesmo jeito, com exceção dos que usam pressão atmosférica.

    Estes ai além de economizarem peso são isentos de calibração.

    O único porém operacional na minha visão fica se eles refletirem a luz do sol.

    Aquele Rafale que caiu, que eu mandei o relatório para vocês, os franceses apontaram o reflexo no MFD como um dos itens contribuintes para o acidente.

  15. Tadeu Mendes 15 de abril de 2011 at 21:32 #

    Rodrigo,

    As telas sao de cristal liquido, portanto nao devem refletir tanto a luz solar.

    Agora, se fossem como a de uma TV Plasma, ai sim o bicho pega.

  16. joseboscojr 16 de abril de 2011 at 10:00 #

    A redundância ficará por conta dos dados projetados no HMD, que com certeza deve ser combinado com esse PCD.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Sergio Gonçalves Horta é o novo Presidente da AEL Sistemas

A AEL Sistemas S.A. (“AEL”), uma das subsidiárias da Elbit Systems Ltd. e da Embraer, anuncia que Sergio Gonçalves Horta […]

Boeing e Avianca comemoram a entrega do primeiro 787 Dreamliner da companhia aérea

Empresa colombiana usará a aeronave em rotas para a Europa, América do Norte e na América do Sul – Em […]

Gripen NG: FAB assina contrato de manutenção

A Saab deverá prestar os serviços entre 2021 e 2026, com o apoio direto de empresas brasileiras – A Força […]

Embraer adia para 2015 o primeiro voo do seu supercargueiro KC-390

  Decisão foi tomada para ‘priorizar a segurança de voo’ da maior aposta comercial da empresa, segundo fontes – A […]

FAB realiza primeira missão com C-97 Brasília cargueiro

O avião decolou do Galeão com destino ao Centro de Lançamento de Alcântara – Usualmente utilizado para o transporte de […]

Compre sua revista Forças de Defesa 12ª edição

Saiu a Revista Forças de Defesa 12ª edição, com 120 páginas! A versão impressa está disponível para compra pela Internet e […]