Home Sistemas de Armas Falando em F-35, polêmica sobre custos prossegue no Canadá

Falando em F-35, polêmica sobre custos prossegue no Canadá

224
5

Segundo o jornal Ottawa Citizen, a autoridade de orçamento do parlamento canadense, Kevin Page, continua a questionar os custos do F-35. O relatório de Page, que tem uma longa história de discordâncias com o governo canadense, foi divulgado na sexta-feira passada, dia 25 de fevereiro.

O relatório de 16 páginas não foi muito gentil com o governo canadense, colocando em questão os números já fornecidos por este último. Entre os temas principais do texto de Page, está o fato de  que o governo federal ainda não lhe deu, nem ao comitê, informações suficientes sobre a compra do F-35. As informações são necessárias para avaliar a eficácia de programas ou propostas.

As respostas do governo, pressionado por duas moções do ano passado, em outubro e novembro, continuam aquém do que os parlamentares querem saber sobre a compra de 65 caças F-35, entre outros assuntos. O governo argumenta que já repassou as informações solicitadas e que a maioria dos compromissos poderia ser implementado “sem nenhum incremento de custos fiscais”, e que quaisquer novos custos já teriam sido incorporados nas suas projeções. Por isso foi solicitado a Kevin Page que verificasse os números mostrados pelo governo.

Page escreveu em seu relatório que não conseguiu determinar se a verba foi alocada, que os dados introduzidos lhe pareceram  inadequados, e que os números que o governo divulgou na semana passada não incluíam nenhuma análise ou metodologia. Em relação ao F-35 especificamente, Page disse que há “insuficiências ” nos dados publicados até o momento pelo governo. Ele também deu a entender que o governo não forneceu nenhuma prova para apoiar a afirmação de que o programa do F-35 não requer novas (ou não-planejadas) fontes de fundos.

Page disse que planeja fazer, nas próximas semanas, um relatório específico sobre a aquisição do F-35. Os Liberais já ameaçaram cancelar o acordo para essa aquisição, caso sejam eleitos.

FONTE: Ottawa Citizen (tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo)

FOTO via Lockheed Martin

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader
9 anos atrás

Bláblablá, blábláblá, mas ninguém larga o osso. Todo mundo reclama, mas ainda não vi um parceiro que realmente deixou o projeto JSF… pelo contrário: Japão e Israel já acertaram a compra de suas unidades. A verdade é que todo mundo quer arrancar um cascalhozinho à custa do Tio Sam. O Canadá (Partner Level 3) por exemplo contribuiu com míseros US$ 160 milhões até agora no programa JSF (pra um gasto total de quase US$ 50 bi – quase todo ele suportador pelos EUA) e é um dos mais reclamões. Se eu fosse os EUA, mandava o Canadá ir pastar na… Read more »

Clésio Luiz
Clésio Luiz
9 anos atrás

Pois é, como eles tem a ousadia de falar algo contra esse avião? Só podia ser canadenses…

Vader
9 anos atrás

Pô Clésio, não tem o que falar fica quieto cara! Não tumultua pô!

Wagner
Wagner
9 anos atrás

AH AH AH AH AH !!!!

Admita Vader, seu filho computadorizado adotado em forma de pirâmide está sendo questionado por muitos, Eu não sou o único cara que discordou da idéia…

Mas veja só, desta vez eu não disse nada !!

ah ah ah !!!

🙂

Vader
9 anos atrás

Wagner disse:
1 de março de 2011 às 8:38

Wagner, respeito comentários embasados, como os seus (exemplo), embora eu não concorde com eles.

Estamos aqui para discutir e aprender. Cada argumento bem embasado pode e deve ser contraposto, em nome da verdade.

Quanto ao F-35 JSF é bom que seja questionado: só vai fazer o programa ficar ainda melhor.

O que argumentei foi que, apesar dos questionamentos, ninguém largou o osso até agora, pelo contrário.