domingo, dezembro 5, 2021

Gripen para o Brasil

Array

Sukhoi abocanhará 22% do mercado de caças, segundo instituto russo

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

A participação da Sukhoi no mercado internacional de aviões de caça para o período 2010 – 2014 é de aproximadamente 22,3%, com 206 entregas.

Essa previsão foi feita pelo Centro de análises de comércio de armas de Moscou TsAMTO. Ainda segundo o TsAmto a norte-americana Lockheed Martin deve superar a empresa russa por uma pequena margem, com 211 entregas no período 2010-2014. A Chendgu da China deve vender aproximadamente156 caças.

A previsão foi feita no pressuposto de que os caças da série Flanker – incluindo o Su-30MK biplace e a versão mais recente, o Su-35 devem continuar a vender bem até o ano de 2015. O Su-35 é considerado o modelo de transição da quarta para quinta geração e deve continuar no mercado até 2020. O Su-35 deve preencher a lacuna antes que os caças de quinta geração feitos na Rússia tornem-se disponíveis.

Analistas do TsAMTO acreditam que a estratégia da Sukhoi em continuar desenvolvendo a família Flanker e, no futuro a introdução de um caça de quinta geração permitirá que a empresa continue competitiva no mercado mesmo com o advento do Lockheed Martin F-35 Lightning II.

FONTE: Russianaviation

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Poder Aéreo

- Advertisement -

6 Comments

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Mauricio R.

Anos atrás um executivo francês da Dassault fez umas previsões semelhantes, bastante boas p/ o seu produto, deu no que deu. Então colocando em termos mais ocidentais, o que os russos estão e pretendem continuar fazendo, é vender a 2ª (Su-30), 3ª (Su-34) e 4ª (Su-35) gerações do Su-27 Flanker. Aeronaves que mantido o curso normal das coisas, o colapso da então URSS alterou dramaticamente o cenário geopolítico internacional, teriam entrado em serviço ativo uns 15-20 anos atrás. E se tdo correr realmente bem, colocarão no mercado a 5ª geração do Flanker, qndo o que resultar do T-50 entrar em… Read more »

Nick

Ou seja, esses 3 fabricantes estão tranquilos porque seus países estão garantindo as encomendas/produção iniciais. Outros fabricantes dependem muito de exportações, e ae o bicho pega… Ninguém garante nada.

[]’s

Rodrigo

Os russos fizeram uma previsão modesta ao meu ver.

Na minha visão fica 30% para cada big player( gringos, russos e chineses) e o que sobrar para os europeus.

koslowa

O titulo da matéria esta mal escolhido. Deveria ser: “Sukhoi abocanhou 22% do mercado de caças, segundo instituto russo” Um cenário 2010-2014 é um período estão com contratos já assinados então o que se mostra é o momento presente e não o momento futuro do mercado. A indústria russa deve continuar a ser um jogador importante sim neste mercado, mas elas tem alguns desafios. Parte da demanda por caças Sukhoi nos últimos 20 anos partiu da China. Foram cerca de 410 células da família Su-27/30 compradas da Rússia ou produzidas localmente. A China já sinalizou claramente que no futuro seus… Read more »

Ivan

Elizabeth,

Mais uma vez, brilhante comentário.

Entretanto é importante observar que a Sukhoi conta ainda com um Flanker repaginado, o Su-35BM, que ‘promete’ ser algo superior a tudo que não for verdadeiramente de 5ª geração.

Outro ponto que se apresenta é a saúde da MiG.

Será que estão mortos?

Possivelmente não, podendo vir a fazer parte da solução do problema que vc apresentou com tanta clareza.

Sds,
Ivan.

Últimas Notícias

Os jatos mais avançados da Força Aérea dos EUA podem estar vulneráveis ​​devido às suas próprias armas

A Força Aérea dos Estados Unidos tem algumas das aeronaves mais sofisticadas do mundo e está desenvolvendo jatos mais...
- Advertisement -
- Advertisement -