quarta-feira, outubro 27, 2021

Gripen para o Brasil

Phantom rende o Eagle no Báltico

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Na base aérea lituana de Siauliai, chegou mais uma vez a hora de rotacionar unidades da OTAN  responsáveis pelo alerta de defesa aérea dos países bálticos – QRA Baltic Air Policing (para saber mais a respeito, clique nos links ao final desta matéria).

Após 4 meses cumprindo a missão, quatro F-15C da USAF (Força Aérea dos EUA) foram rendidos por seis F-4F Phantom da Luftwaffe (Força Aérea Alemã). Esta é a quarta vez que a Alemanha fornece um contingente para o alerta no Báltico. As outras vezes foram em 2005 e 2008, com o Phantom, e na mais recente, em 2009, foi a vez de empregar o Eurofighter Typhoon.

Os caças são do Jagdgeschwader 71 “Richthofen”, proveniente da Base Aérea de Wittmund, na Alemanha, e o contingente é de mais de 100 pessoas, entre pilotos, técnicos, pessoal médico, especialistas em comunicações, além de um serviço de combate a fogo e resgate, do Regimento de Segurança da Força Aérea Alemã. Todos trabalhando para que, ao soar o alarme, em 15 minutos os caças em alerta deixem o solo.

Equipamentos e pessoal da Alemanha já chegavam à Lituânia desde o final de dezembro do ano passado, e os dois primeiros caças pousaram em Siauliai no último dia 4 de janeiro (um dia depois do programado, devido às condições meteorológicas adversas).

Os F-15 da USAF que deixam o Báltico realizaram por volta de 70 voos de treinamento, voando quase 100 horas durante os 4 meses de alerta. E também são 4 meses que os F-4F alemães tem a cumprir na mesma missão, nas condições climáticas que se pode perceber nestas fotos.

FONTES / FOTOS: Ministério da Defesa da Lituânia  e Luftwaffe (Força Aérea Alemã) – tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo

VEJA TAMBÉM:

- Advertisement -

3 Comments

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Darkman

Os Alemães conseguem fazer um bom trabalho para manter operacional ainda os seus Phanton.
Ainda mostram sua capacidade.

Abs.

Mauricio R.

Qndo esses F-4 forem desativados, deveriam ser transferidos p/ os estados bálticos.
Mais uma forma de aporrinhar aos russos, do que servirem como alguma dissuasão real.

Antonio M

Assiti no Discovery Turbo, uma reportagem com a base alemã que os desmancham onde partes são reaproveitadas nos outros F4 para que continuem voando. Um dos itens mais valisos é o motor.

Inacreditavelmente, mostram o seu canhão Vulcan sendo destroçado na base do maçarico, pois não serão mais utilzados sendo uma medida de segurança (?!).

Últimas Notícias

Saab iniciará a fase de entrega do Gripen E

Em novembro, a Saab dará início a fase de entrega de aeronaves operacionais, com quatro aeronaves Gripen E para...
- Advertisement -
- Advertisement -