Home Noticiário Internacional Caças dos EUA em destaque na comitiva de exportações de alta tecnologia...

Caças dos EUA em destaque na comitiva de exportações de alta tecnologia à Índia

405
3

Encabeçando comitiva de mais de 70 empresas de alta tecnologia, Secretário de Comércio dos Estados Unidos trabalha em prol dos fabricantes de caças do país

Gary Locke está à frente de uma missão comercial à Índia voltada para o desenvolvimento de negócios de alta tecnologia. Locke, que é  o Secretário de Comércio dos EUA, defende a causa dos fabricantes de aviões de caças de seu país, afirmando que os Estados Unidos são um parceiro de defesa capaz e de boa vontade.

O Secretário, que vai liderar a missão de comércio à Índia entre os dias 6 e 11 de fevereiro, disse num encontro realizado na terça-feira com o Embaixador Indiano Meera Shankar que, na visão do Governo dos Estados Unidos, a venda de tecnologia de defesa é a pedra angular da parceria estratégica EUA-Índia.

Dois caças norte-americanos, o F-16 da Lockheed Martin e o F/A-18 da Boeing, competem em um programa para aquisição de 126 aeronaves, e estimado em 10 bilhões de dólares, com o russo MiG-35 da MiG-RAC, o francês Rafale, da Dassault, o sueco Gripen da Saab e o caça do consórcio europeu Eurofighter, o Typhoon da EADS.

O programa, denominado MMRCA, teve início em agosto de 2007 e entrou em sua fase final após a Força Aérea Indiana realizar avaliações de voo e de armas dos seis competidores, nessa que foi chamada a “mãe de todas as concorrências”.  

Locke encontrou-se com Shankar para discutir o comércio bilateral e assuntos de investimento, como preparação para liderar a missão que deverá fazer escalas em Nova Déli, Mumbai e Bangalore, segundo o Departamento de Comércio. Mais de 70 empresas se inscreveram para participar da missão, de maneira a promover a exportação norte-americana de produtos de alta tecnologia, assim como de serviços em setores-chave da economia: comércio nuclear civil, defesa e segurança, aviação civil e tecnologia de informação e de comunicações.

As exportações dos EUA à Índia cresceram 15,2% nos primeiros 10 meses de 2010 e as projeções indicam que deveram superar, no ano inteiro, a marca de 19 bilhões de dólares. Até outubro, esse valor chegou a 16,1 bilhões, quase alcançando o total atingido em todo o ano de 2009 (16,4 bilhões), o que fez da Índia o 17º maior mercado de exportação.

Segundo o Departamento de Comércio, esse crescimento foi sustentado por tecnologias avançadas, incluindo aeroespaciais, materiais especializados, tecnologias de informação e de comunicações, eletrônicos e sistemas de fabricação flexível.

FONTE: India Vision – tradução, adaptação e edição: Poder Aéreo

IMAGENS: Lockheed Martin e Boeing

Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ZE
ZE
9 anos atrás

Os EUA nunca estiveram tão próximos da Índia. O discurso do Obama convidando os indianos para parcerias em diversas áreas, assim como a menção ao Conselho de Segurança da ONU (sem que os indianos tivessem pedido), só ajudaram o Supe Hornet na concorrência do novo caça médio indiano ! Agora, com a tropa de choque indo à Índia, não se surpreendam se em julho de 2011 (a data para o anúncio do vencedor), o vencedor for anunciado: o Super Hornet ! Um detalhe muito importante acerca do MMRCA que ninguém comenta: o critério de maior peso na concorrência indiana, é… Read more »

Ivan
Ivan
9 anos atrás

ZE,

O grande problema é o que fazer com o Paquistão, pois há um risco enorme deste desgarrar para o fundamentalismo ou para a órbita chinesa… ou ambos.

Seria prudente os EUA investirem em sério processo de paz entre Índia e Paquistão, para o bem de todos eles.

Sds,
Ivan.

ZE
ZE
9 anos atrás

Ivan, o Paquistão, junto com a Coreia do Norte, são as maiores preocupações do mundo !

Os militares ainda seguram o poder, mas paulatinamente, os jovens fundamentalistas irão ingressar nas forças armadas e aí você já sabe o que pode acontecer.

Detalhe: como você bem sabe, o Paquistão é uma daquelas porcarias de Estado, mas tem as bombinhas especiais que, no final das contas, são as que contam !

[ ]s