Novo casulo de reconhecimento para os Gripen da SAAF

    250
    65

    A companhia Thales anunciou no dia 23 de setembro a entrega para a Saab do seu casulo DJRP (Digital Joint Reconnaissance Pod) com o propósito de instalá-lo no caça Gripen da Força Aérea da África do Sul (SAAF). A divulgação foi feita durante a Africa Aerospace & Defence, que ocorreu na Cidade do Cabo. A Saab agora iniciará uma série de ensaios em voo para integrar o casulo ao caça.

    O DJRP encerrou os seus testes de integração na fábrica em junho. A entrega do casulo de reconhecimento à SAAF ocorrerá após a fase de integração.

    Christian Lamoureux, CEO da Thales na África do Sul, disse: “estamos orgulhosos de mais esta meta atingida no relacionamento de longo prazo que temos com a SAAF.”

    FONTE/FOTO: Saab Group

    65
    Deixe um comentário

    avatar
    62 Comment threads
    3 Thread replies
    0 Followers
     
    Most reacted comment
    Hottest comment thread
    32 Comment authors
    williamPedro MotaVaderRicardo_Mgacaipira Recent comment authors
      Subscribe  
    newest oldest most voted
    Notify of
    Daniel Rosa
    Visitante
    Daniel Rosa

    Fico imaginando este caça com CFT e uma turbina ainda mais poderosa…um peso maximo de decolagem ampliado…desenho “afinado” (mais ainda)…

    dranuits
    Visitante

    Já estou achando esse mosquito a melhor opção para o F, não sei das quantas, ou então virão uns já bem surradinhos

    Edu Nicácio
    Visitante

    Belíssima aeronave, e ficaria mais bela ainda nas cores da FAB…

    Go, Gripen! Go!

    Francisco AMX
    Visitante
    Francisco AMX

    Olha o sueco usando, segundo alguns,… um “lixo” francês!
    Lembrando que até pouco tempo ele (seu irmão que ainda não nasceu) iria usar o, agora, “lixo” radar AESA francês… mas vai colocar um “sonho” de radar, projetado, construido, testado e integrado em apenas 2 anos… mesmo sem o NG ter sequer, vendido uma única unidade… rsrsrs

    Sds!

    Gumpy
    Visitante
    Gumpy

    Disse bem, mosquito ou melhor, gripernilongo.rsssss.
    Mas só pra países nanicos arrendarem.
    Chile nem quis saber disso ae e acertou nos F16, o que deveríamos ter feito.

    Marcelo
    Visitante
    Marcelo

    hahaha…Gripen usando pod francês, que ironia…

    Gumpy
    Visitante
    Gumpy

    Pra vc ver,

    A galera aqui adora detornar o pod Damoscles francês.kkkkkk
    E agora, vão elogiar este pod no Gripinho???

    grifo
    Visitante
    Member
    grifo

    Este não é o Damocles, é um pod de reconhecimento. Quem é independente integra equipamento de todo o mundo.

    Gumpy
    Visitante
    Gumpy

    Pois eu to falando deste novo pod francês de reconhecimento.
    Vão detoná-lo tbm ou não???

    eduardo
    Visitante
    eduardo

    Se tem uma coisa que o Gripen tem de vantagem sobre os concorrentes é a sua versatilidade para a integração de armamentos e equipamentos de várias procedências. É só ver a lista de armamentos a ele já integrados.
    Tem de tudo e só não vi, ainda, material soviético e chinês…

    Jose
    Visitante

    Mas ta bonitão este Gripen ai da foto.

    Imagina nas cores da FAB.

    Nick
    Visitante
    Nick

    Provavelmente esse é o caça mais plug and play ( compatível ) que existe 🙂

    []’s

    will
    Visitante
    will

    Nunca fui fã desse caça, porém mudei meus conceitos de uma hora para outra, e deixo aqui uma pergunta. Ainda que muito dos componentes do Gripen sejam americanos, existe outra empresa que demonstra tanto interesse em consolidar uma sólida parceria com o Brasil, e que antes mesmo de saber o resultado do Fx-2, já indica que vai abrir um centro de pesquisas avançado no país?

    Danton
    Visitante
    Danton

    É verdade Eduardo, além do DJRP (Digital Joint Reconnaissance Pod), o Gripen está homologado para o Litening G III FLIR/LDP e, atualmente, está integrando o pod “Sniper”, da Lockheed Martin.

    A filosofia da Saab: “We have a policy that we don’t integrate weapons on our own. We integrate when customers ask us to do it. And when they ask, we have no limitations or restrictions”.

    A propósito, o DJRP é um produto Inglês, produzido pela Thales Optronics Ltd, na cidade de Bury St Edmunds.

    ZE
    Visitante
    ZE

    Bem, parece que ALGUMAS pessoas não leram o que eu postei faz alguns dias atrás. Assim, eu irei repostar parte do post, e acrescentarei algumas coisas. Vamos falar acerca do preço REAL do Rafale. É bom lembrar que eu não irei viajar na maionese, pois vou me basear em números OFICIAIS. Esses números são os mais atuais (fevereiro de 2010) fornecidos pelo TRIBUNAL DE CONTAS DA REPÚBLICA FRANCESA, ou seja, são números publicados por um órgão OFICIAL que AUDITA as contas do Governo Francês, e NÃO um site ou revistinha quaisquer obscuras !!!!! Portanto, quem não gostar dos números que… Read more »

    ZE
    Visitante
    ZE

    Editores, era para ser no post do Super Hornet, mas já que está aí….

    [ ]s

    Danton
    Visitante
    Danton

    E tem mais, o DJRP (Digital Joint Reconnaissance Pod) ainda não está integrado no Mirage 2000 e no Rafale.

    Aurélio
    Visitante
    Aurélio

    Alguem, poderia me informar se os Gripen da África do Sul são iguais ao que os suecos ofertaram ao Brasil?

    Carlos Augusto
    Visitante
    Carlos Augusto

    Jaca, qual? casulo DJRP Francês, estou começando ouvir falar sobre uma turbina francesa para o Gripen. Minha pergunta é, jaca, qual? Um ditado antigo diz que: macaco quando não alcança a banana diz que ela esta podre, assim é um cidadão que fala sobre queijo podre dos franceses, e usa um Logan, sujeitozinho sem criatividade, que imbecil.

    Marco Antonio Lins
    Visitante

    Amigos

    O Gripen poderia ter duas turbinas?

    grato

    Dinho
    Visitante
    Dinho

    “Marco Antonio Lins disse:
    29 de setembro de 2010 às 21:51”

    Não. Não poderia.

    Aí seria outro avião, sem as vantagens do Gripen: tamanho e manutenção.

    Gabriel T.
    Visitante
    Gabriel T.

    Gumpy :”Chile nem quis saber disso ae e acertou nos F16, o que deveríamos ter feito.”

    Negativo. No Chile o gripen JAS-39C/D tinha vencido. Naquela época havia participação inglesa no caça sueco e foi nessa mesma época que o Pinochet foi preso na Inglaterra. Imediatamente os chilenos cancelaram a compra e compraram o segundo colocado, que era o F-16.

    Francisco AMX
    Visitante
    Francisco AMX

    Marco Antonio Lins disse: “O Gripen poderia ter duas turbinas?” Não amigo, teria que ser outro avião, aliás, um avião maior, com mais capacidade de carga, autonomia e persistência em combate! esta seria a vantagem! (fico imaginando um SH com uma só turbina…rsrsrsrs) Avião de um só motor não pode ter tudo! pelo contrário, a única coisa que pode ter é economia de manutenção… que é relativo também… pois isto está ligado a qualidade do motor e não apenas a quantidade… um motor mais moderno tende a ter menos manutenção… mas ele nunca será 2! se um petardo/estilhaço de um… Read more »

    Francisco AMX
    Visitante
    Francisco AMX

    Gabriel T, por favor coloque um link ou notícia que fale sobre esta vitória do Gripen no Chile… esta é novidade para mim!
    Tá parecendo menos verdadeiro, ainda, que a suposta vitória do NG na FAB…

    Sds!

    Adriano
    Visitante
    Adriano

    Marco Antonio Lins disse:

    O Gripen poderia ter duas turbinas?

    Não poderia meu amigo, eu sou eng. e sei o quanto é difícil modificações, já que tem que ser novamente dimensionado…. mas olha uma coisa eu te falo… deixa uma só que é bem melhor….

    Abraço a todos!!!! Gripen!!!

    Gabriel T.
    Visitante
    Gabriel T.

    Francisco, se você é assinante da revista Air Forces Monthly ou da Air Combat, poderá ver alguns artigos que já saíram nessas revistas há alguns anos atrás. Eu sei que para você é terrível ver o gripen ter sucesso, já está na hora de parar com essa birra que não leva a lugar nenhum.

    Aurélio
    Visitante
    Aurélio

    Pelo que tenho lido , sobre o FX-2 , o Brasil não quer só comprar os caças. Quer comprar a tecnologia para fazê-los aqui. Resta saber quanto desta tecnologia, os concorrentes estão dispostos a vender. Pela demora deve ser bem pouco. Parece que a história do AMX ou A1 , vai se repetir. Fabricaremos algumas partes , outras virão prontas e continuaremos sendo apenas um montador de aviões.

    juggerbr
    Visitante
    juggerbr

    Se eu entendi direito…. o teco teco sueco consegue receber um equipamento FRANCES que o Rafale ainda não esta habiltado a usar?
    Deve ser brincadeira…
    Algum ‘Rafalete’ pode explicar?

    Justin Case
    Visitante
    Member
    Justin Case

    Jugger,

    O pod de reconhecimento do Rafale é o Reco NG da Thales. No mercado de exportação, será vendido como AEROS.
    A previsão era terminar os ensaios de integração agora em 2010.
    As Forças francesas encomendaram 18 pods, que deverão ser entregues até o final de 2012.

    http://defense-update.com/products/r/reco_ng_141109.html

    Abraço,

    Justin

    “Justin Case supports Rafale”

    juggerbr
    Visitante
    juggerbr

    Certo, Justin. Mas este DJRP é melhor, pior, igual ou diferente do usado no Rafale?

    Justin Case
    Visitante
    Member
    Justin Case

    Jugger,

    Para dizer a verdade, nunca tinha ouvido falar desse DJRP até a divulgação desta notícia.

    A lógica indica que este não deve ter capacidade superior à do AEROS.

    Não haveria motivo que justificasse a integração de um pod de capacidade inferior nos Rafale da Força Aérea e Marinha.

    Abraço,

    Justin

    “Justin Case supports Rafale”

    Mad_Max
    Visitante
    Mad_Max

    Mano, “samo pobre” isso aí é caça de pobre, total flex, plug and play, voa até com cachaça…

    Go gripen go.

    Gumpy
    Visitante
    Gumpy

    Tbm to querendo saber dessa suposta vitória do Gripen no Chile, pq na época, nem em blogs chilenos foi comentada essa proeza.
    Mostre algum link pra nós!!!
    Algum chileno por ae??? rsss

    ozi
    Visitante

    ola
    gumpy vc q entende bem me fala ai prq o jakson amelda nao comentou nada dessa materia ja q ele tbm defendia o o gripado

    Drcockroach
    Visitante
    Drcockroach

    Parabens a Thales, que num belo lance de marketing, quer associar a imagem dela a um produto de qualidade/prestigio, o Gripen.

    Na analogia do famoso ministro aquele seria “cerveja com refrigerante”? A Thales eh o refrigerante.

    Ou seria mais apropriado o “compre um schnapps e leve um croisant de graca”?

    🙂

    []s!

    Edcreek
    Visitante
    Edcreek

    Olá, Como já disseram a montadora de caças Anglo-Americanos(SAAB) sonhou com o Radar do Rafale, mas foi devidamente convidada a se retirar. Agora caridosamente a Thales sede um pod de reconhecimento, realizando o sonho do força aerea da Africa do Sul. Isso é estranho, agora mais um pais usando POD Françês? Agora temos Sukois(fabricados na Russia), JAS-39(montados na Suecia), Mirage-2000 e Rafales(fabricados na Franca) usando os pods da francesa Thales. Pô pensei que eles eram ruins? esses governos burros, tem que comprar pod de outra origens são todos uns burros, pod Frances não presta e principalmente é muito caro, burros… Read more »

    ZE
    Visitante
    ZE

    Duas coisinhas: A razão de ser do Gripen e do Gripen NG, é poder integrar o maior número de sistemas, armamentos…possíveis. Trata-se de um programa flexível, e não um programa fechado em si mesmo que só serve para tornar determinado caça caríssimo, e dificultar o fluxo de peças de reposição. Portanto, o caminho seguido pelo Gripen é diferente do desastroso caminho seguido pelo Rafale. Nao importa a nacionalidade de um POD, de um armamento. Como já dito, o Gripen tem como escopo a sua flexibilidade, ou seja, integrar o maior número de armamento possível !!!! Por fim, o referido POD,… Read more »

    caipira
    Visitante
    caipira

    ao chico AMX, ce volta nego véio!
    tava sentindo falta dos teus coments!
    Um abraço!

    Ricardo_Mga
    Visitante
    Ricardo_Mga

    Que excelente noticia da Thales, estão correticimos em não querer ficar dependendo do Rafaele, pois as outras empresas que fazem equipamentos apenas pro Rafaele têm vendas minimas já que apenas a Fança compra os Rafaeles, e em pouca quantidade.

    Marcelo
    Visitante
    Marcelo

    é isso aí ZE, Christian Lamoureux (CEO da Thales) é um nome super inglês !!! hehehehe…

    Edcreek
    Visitante
    Edcreek

    Olá,

    Não estava sabendo que a Thales tinha sindo vendida para Ingleses?

    Só porque eles tem uma Fabrica na Inglaterra a empresa muda a origem? a Thales optronics é só subsidiaria do Grupo Thales Frances.

    Essa torçida do gripado é demais kkkkkkkk………..

    Abraços,

    Carlos Augusto
    Visitante
    Carlos Augusto

    1º Casulo DJRP Francês, para o Gripen.
    2º Míssil meteor Francês, para o Gripen.
    3º Turbina Snecma,para o Gripen.
    Um sueco querendo pousar no Brasil, pra quem não gosta de produto Frances, não é muito não? Gripen made in??? é uma copia não tão bom quanto o Rafale, mas este pode ser aceitável.

    dranuits
    Visitante

    Sobre o fato de 1 ou 2 turbinas uma pergunta: porque o F-35 possui somente uma?

    Marco Antonio Lins
    Visitante

    Obrigado amigos.

    Tenho que reconhecer que de fato vc tem o dominio de aeronaves. Cada dia eu aprendendo mais!..

    Abs

    Vader
    Visitante
    Active Member

    Esperta a Thales de desenvolver produto para um avião que tem ESCALA… Pois se for ficar só com a JACA da Dassault… Leva a breca junto… 🙂

    Pedro Mota
    Visitante
    Pedro Mota

    Engraçado que algúns dos maisn oposicionistas ao rafales ou jacas como eles mesmos falam, mudaram de assuntou ou só escreveram duas linhas… É bom ser calado de vez em quando. Torço pelo melhor, e venho aqui por sou viciado no militarismo, mas os debates aqui perderam faz tempo seu brilho, aliás a uns 2 anos quando a tropa de choque coeçou a ser montada.

    Abraços. Produto bom é assim mesmo todo mundo quer e usa.

    ZE
    Visitante
    ZE

    Vamos lá. Vamos acabar, de uma vez por todas, com esses erros crassos que se repetem ad nauseam aqui no blog. Antes de mais nada, NÃO importa se a Thales é originalmente francesa, marciana, japonesa…. Importa menos ainda, se algum trabalhador dessa empresa tenha nome de origem javanesa, francesa, marciana, ou seja, NÃO importa se o nome dele seja __________________________ !!! Vamos lá, de novo: Vou dar um exemplo nosso para ficar mais fácil, pois, como disse o _________________- UMA COISA É UMA EMPRESA BRASILEIRA DE CAPITAL ESTRANGEIRO. OUTRA COISA É UMA EMPRESA BRASILEIRA DE CAPITAL NACIONAL. Deste modo, a… Read more »

    Edu Nicácio
    Visitante

    Parabéns à Thales… Agora, abrem caminho para equipar os MiG’s, Sukhoi’s, Panavia’s, SEPECAT’s que existem A RODO no mundo todo…

    Go, Gripen! Go!

    Edcreek
    Visitante
    Edcreek

    Olá,

    Vader esse modelo de pod já existe desde a epoca do Jaguar e foi usado em varios lugares do mundo, sendo essa a utilma versão.

    Abraços,

    Edcreek
    Visitante
    Edcreek

    Olá,

    Zé rediscuta a roda, agora vc me convenceu a Thales foi vendida para os Ingleses kkkkkkkkkk.

    Abraços,