‘Cidade dos Caças’ vai receber mais um monumento

    641
    8

    Amparada em uma pesquisa de opinião, na qual a maioria dos canoenses entrevistados revelou associar a imagem da cidade ao monumento da Praça do Avião, no Centro, a Prefeitura decidiu adotar a aeronave como símbolo do Município, reforçando também seu vínculo com a Base Aérea de Canoas (Baco). “Queremos marcar nossa identidade com o avião, para que seja nosso cartão-postal”, explica o coordenador municipal de Integração Institucional, Luis Possebon.

    Neste sentido, a administração municipal e o 5º Comando Aéreo Regional (5º Comar) tratam agora da construção de uma praça junto à alça de acesso do viaduto da Augusto Severo, ao lado do Parque Eduardo Gomes, onde será colocado um AT-26 Xavante. Segundo Possebon, o projeto inicial ficou de ser refeito em até 10 dias para dar mais visibilidade ao aeromodelo. Conforme o 5º Comar, a aeronave pertencia à Base Aérea de Santa Maria, tendo sido transportada desmontada a Canoas, há pouco mais de um mês.

    Com o novo espaço, serão quatro locais com modelos em exposição. Além do F-8 Gloster Meteor existente na Praça doAvião, a Baco abriga outras duas aerenoaves – um F-8 Gloster Meteor, na entrada, e um TF-33A, ao lado do prédio do Comando Geral, enquanto que a Ulbra ostenta, na fachada do antigo Museu de Tecnologia da universidade, um AT-26 Xavante, doado pela Força Aérea Brasileira.

    Produção nacional

    O avião que adornará a nova praça de Canoas, próxima ao acesso do viaduto da Augusto Severo, é igual ao que está exposto diante do antigo Museu de Tecnologia da Ulbra, um AT-26 Xavante. Usada para treinamento avançado, reconhecimento e ataque no solo, a aeronave foi produzida pela Embraer em 1975 e doada pelo 5º Comando Aéreo Regional (Comar). Os Xavantes entraram em operação em 1971 e continuaram em produção até 1981, sendo o primeiro avião a reação construído em série no Brasil. Depois de ter voado mais de 634 mil horas a serviço da Força Aérea Brasileira, deve ser aposentado em 2011.

    Modelos estrangeiros

    Os modelos que ocupam espaço na Praça do Avião e na entrada da Base Aérea de Canoas são jatos F-8 Gloster Meteor, fabricados na Inglaterra. A primeira esquadrilha chegou a Canoas em 24 de setembro de 1954. A aeronave foi desativada em 30 de novembro de 1966. Já o avião que está ao lado do prédio do Comando Geral, na Base Aérea de Canoas, é um TF-33A Lockheed Shooting Star. O jato norte-americano monorreactor, de asa baixa, fez seu primeiro voo em 1948 e operou no Esquadrão Pampa, da Base Aérea de Canoas, entre 1966 e 1975, sendo substituído pelo caça F-5 Tiger II, também fabricado nos Estados Unidos.

    FONTE/FOTO: jornalvs/FAB

    Subscribe
    Notify of
    guest
    8 Comentários
    oldest
    newest most voted
    Inline Feedbacks
    View all comments
    Daniel Rosa
    Daniel Rosa
    10 anos atrás

    Nós aqui em São Paulo também queremos monumentos!
    Que tal um Mirage III, dos que estão estocados, um Xavante, e um Tucano??? Praça é o que não falta por aqui…

    Wilson RJ
    Wilson RJ
    10 anos atrás

    “Os modelos que ocupam espaço na Praça do Avião e na entrada da Base Aérea de Canoas são jatos F-8 Gloster Meteor, fabricados na Inglaterra. A primeira esquadrilha chegou a Canoas em 24 de setembro de 1954. A aeronave foi desativada em 30 de novembro de 1966”.

    Mais alguns anos e nossa espinha dorsal de defesa aérea completará a incrível idade de quarenta anos de (bons) serviços prestados à nação.
    Assim, imaginemos nossa classe política em Brasília utilizando os elegantes Ford Galaxie até os dias de hoje.
    Eu disse IMAGINEMOS…..

    emanuel
    emanuel
    10 anos atrás

    nos nao poderiamos fazer um xavante mais moderno eu acho que seria uma boa ideia

    RenanZ
    RenanZ
    10 anos atrás

    Em São Paulo?

    Ou joga um Xavantão na cracolândia ou troca o 14-Bis da praça de Bagatelle por um Mirage III novinho em folha, somente 7 milhões de quilometros voados

    Giordani RS
    Giordani RS
    10 anos atrás

    Aquele Xavante que está no “falecido” museu de ciências da ulbra estava impecável! Muito bem conservado, hoje, deve estar abandonado tipo o gloster meteor da “praça do avião”…
    Pela localização deste novo monumento, tem tudo para ser depredado pelas pessoas de memória curta…uma pena… 🙁
    O que sobrar dos Xavantes, eu optaria, por transformar todos eles em Q-Xavante…

    Ricardo_Mga
    Ricardo_Mga
    10 anos atrás

    Calma galera, mais uns 10 anos e teremos muitos vetores disponiveis pra enfeitar praças por todo o brasil kkkkkkk

    José Luiz Dal Pont
    José Luiz Dal Pont
    10 anos atrás

    Favor corrigir a palavra “aeromodelo” no texto: “ficou de ser refeito em até 10 dias para dar mais visibilidade ao “aeromodelo”.
    Saudações
    José Luiz Dal Pont.

    flc
    flc
    10 anos atrás

    Que tal colocar um hercules como monumento