domingo, julho 3, 2022

Gripen para o Brasil

São Bernardo terá centro de pesquisa da Saab

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

O presidente da empresa sueca Saab, Hakan Buskhe, e o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) anunciaram, nesta sexta-feira (24/09), a criação de um centro de pesquisa aeroespacial no município. Buskhe afirmou que serão investidos, aproximadamente, US$ 50 milhões no projeto nos próximos cinco anos. Para a Saab, a ideia da criação do centro de pesquisa não depende da empresa ganhar a licitação para a venda dos aviões caças que vão reequipar a Força Aérea Nacional. O centro de pesquisa está vinculado à oportunidade de exportar tecnologia da Região para o mundo.

Buskhe destacou que, no próximo ano, devem ser contratados aproximadamente 40 engenheiros com pós-graduação para integrarem a equipe que trabalhará no centro. “Nós já tínhamos tomado a decisão de fazer este centro no Estado de São Paulo e escolhemos São Bernardo por ser uma cidade onde o setor tecnológico é muito forte e, certamente, irá propiciar o crescimento do centro de pesquisa”. Ele também acrescentou que a localização no município foi “em função de pedido do prefeito da cidade”.

Para o prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT) o empreendimento será bom tanto para o Brasil como para o ABCD. “Vamos nos esforçar para consolidar o projeto na cidade”, disse.

Marinho reforçou durante a coletiva de imprensa que apóia a compra dos caças suecos.”As autoridades da FAB garantiram que o Gripen é o melhor projeto tecnológico. Do ponto de vista custo/benefício, e não somente pela compra, mas também na questão manutenção. Foi isso que me fez entrar de cabeça neste debate”, ponderou. Segundo ele, a decisão da Saab de construir o centro consolida a posição dos suecos na concorrência pelos caças.

O presidente da Saab também garantiu que, na hipótese da empresa ganhar a concorrência dos caças, os investimentos neste centro serão bem maiores. Ele anunciou que entre outubro e dezembro estará visitando o Brasil e o ABCD o diretor de desenvolvimento e pesquisa da empresa para definir detalhes da instalação e constituição de um corpo de pesquisa do centro.

Acompanharam os suecos na audiência com o prefeito Luiz Marinho o vice-presidente da Saab, Lennart Sindahl, a diretora de fusões e investimentos corporativos Ulrika Lundgren, o diretor-geral da empresa no Brasil, Bengt Janêr e os presidentes da Inbra, Jairo Cândido e da Akaer, Cesar Augusto da Silva. A Inbra já trabalha no setor aeroespacial e tem instalações em Mauá. O presidente da Akaer, que funciona hoje em São José dos Campos, revelou que também pretende se transladar para o ABCD.

Segundo o Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de São Bernardo, Jefferson da Conceição, o centro de pesquisa prometido pela Saab tem potencial para colocar a Região em novo patamar de desenvolvimento tecnológico. “O que está sendo anunciado, é o futuro do ABCD”.

FONTE / FOTO: ABCD Maior (reportagem de Felipe Rodrigues)

COLABORARAM: Drcockroach e Nick

NOTA DO BLOG: destaques em negrito do Poder Aéreo

- Advertisement -

59 Comments

Subscribe
Notify of
guest
59 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
rogerio

Sera veremos as intenções depois de verem os americanos ganhando
com seu f18 esse fx2 e apenas alguns detalhes como eles comprarem 5 kc390 e alguns super tucanos e pronto aguardem todos voces

RenanZ

Torço muito pelo Gripen, mas as pretenções para São Bernardo são um tanto quanto fantasiosas, ainda mais se levarmos em conta que o polo aéronáutico brasileiro fica em São José dos Campos.

rogerio

roni disse:

o rafale e um grande aviao de combate mas para a força aerea brasileira o fa18 hornet seria o melhor

e parceiro voce tambem ta vendo que vai dar f18

pelo menos a embraer leva algum dinheiro nessa venda de super tucano e kc390 para os americanos
compensando a negação de sempre deles de não transferirem de tecnologia fazer o que ne

Antonio M

O Gripen é mesmo um belo avião e o NG poderá vir a ser melhor ainda, principalmente se houver condições de que voem o suficiente para elaboração de uma doutrina eficiente.

E a Dassault? Novidades?

jakson almeida

Tem caroço nesse angu.O que poderia estar sendo feito por tras desse negocio, um desenvolvimento de um caça de 5ª gereção onde o Brasil empregaria o gripen ng como caça tático e entraria com o financiamento de outra plataforma e a Saab com a Embraer projetarão um novo caça baseado no gripen so que bi-turbina.

Drcockroach

Se vcs perceberem nas fotos da materia (aqui do Blog e no original/ABCD Maior) o Marinho mostra uma materia de uma revista aos executivos da SAAB. DrCockroach descobriu a revista e a materia que se chama: “Investimento no Gripen jah se pagou”, link abaixo:

http://issuu.com/abcdmaior/docs/inovabcd_02/34?mode=a_p

Recordo que o Galante participou da palestra sobre a pesquisa do Eliasson quando esteve na Suecia.

O Marinho jah sabe quem levou este FX-2, a SAAB tb, A EMBRAER tb, A FAB, TODO MUNDO SABE!!! mas nao o Drcockroach que continua buscando pistas 🙂

[]s!

Carlito

RenanZ, a região do ABC localizado na Grande São Paulo, é um imoportante polo industrial e tecnlógico. Há ali tradicionais centros de formações de engenheiros (especialmente FEI e Mauá), e logo irão se formar as primeiras turmas de Engenharia Aeroespacial na Universidade Federal do ABC. Isso sem contar com toda a infraestrutura universitária e com a mão de obra especializada já existente nas cidades vizinhas. O ABC (e toda a grande São Paulo) possui fácil acesso à São José dos Campos. A distâncias entre as duas localidades é de mais ou menos 100km. Do ponto de vista estratégico, é muito… Read more »

Carlito

PS: Peço a todos os leitores que me desculpem pelos erros grotescos de digitação no comentário acima…

Rodrigo

Se a SAAB e o GF acordarem e refizerem a proposta levando a 5ª G, está ai o vencedor do FX3.

Emerson

São Bernardo terá centro de pesquisa da Saab , kkkkkkkkkkk

Antonio M

A SAAB não é parceira no kf-x coreano de 5a geração?

Então era apenas a vontade política se fazer presente de forma decente e estaria resolvido e quem sabe, ainda ganhando mais alguns parceiros para o KC390.

E concordo plenamente com o Gripen NG atuando em conjunto com um caça de 5a e paulatinamente substituindo os F5m e A1-M.

jakson almeida

Vamos fazer uma analise fria da atual situação (deixando de lado as questões pessoais e a torcida de time): 1ª O governo não ficou nem um pouco satisfeito com a atitude francesa na questão iraniana, se diz nos bastidores em Brasília que o governo ficou foi +*&¨% da vida com o Sarkozy. 2ª A partir de então se cresce cada vez mais no governo a simpatia pelo gripen ng que já tem a preferência da FAB, Embraer, sindicatos e outros. 3ª Os recentes acordos navais com a Itália e a Inglaterra, ate então as fremm franceses tinham a preferência absoluta… Read more »

Antonio M

Não deixa de ser interessante, ver a relação do governo com Sarkozy se desgatar justamente pela posição francesa estar correta neste caso do Irã.

Carlos Augusto

Jackson continuo te achando um sonhador, e muito fora da realidade, essa o Rafale já levou, é só questão de tempo, diga-se de passagem muito pouco tempo. Quanto a SAAB a FAB vai precisar de um jato para treinamento, talvez a pulga sueca se encaixe ai, isso é se os indianos não fizerem uma parceria com o Brasil com Hal Teja.

Latino

Por que esses ceticos da brigada de al rafail ,,sempre estão reclamando das otimas noticias que o projeto gripen ng br pode nos trazer de oportunidades .

Moro em são bernado do campo e acredito no potencial do grande abcd .

Alguns colegas que menosprezam a região não devem ter a minima ideia que as maiores industrias estão na região ,

Os suecos acreditam e vão investir aqui ,

jakson almeida

Latino no desespero eles fazem como o cachorro que morde o próprio rabo ,eles ja perceberam que depois das atitudes da frança no caso iraniano,que eu acho que o brasil não devia se meter,e na questão do subsídio frances na agricultura ficou impossível a jaca varejeira levar essa.

Antonio M

A Dassal inaugurou um centro de manutenção no Brasil em 2009 e a SAAB está a 70 anos no Brasil.

Mauricio R.

“…é um imoportante polo industrial e tecnlógico. Há ali tradicionais centros de formações de engenheiros (especialmente FEI e Mauá), e logo irão se formar as primeiras turmas de Engenharia Aeroespacial na Universidade Federal do ABC.” Até aí em SJC temos o ITA e a DCTA, e o grosso da nossa indústria aeroespacial. Enquanto que SBC é especializada na indústria automobilística e de auto-peças. E em São Carlos temos a USP e a Federal, que tb tem cursos voltados p/ a indústria aeroespacial. Além do centro de manutenção da TAM. Em outras palavras, não há indústrias de qq porte relacionadas ao… Read more »

Mauricio R.

“…possibilidade do Brasil vender aeronaves de inteligência e treinamento.”

A Embraer está somente fornecendo as células, de acordo c/ especificações indianas.
O equipamento de missão é de concepção totalmente indiana.
A aeronave de treinamento primário está sendo procurada no mercado, e não exclusivamente c/ a Embraer.

” tenta fechar um acordo de venda de aeronaves de transporte e treinamento para os emirados…”

Os EAU tem 6 C-17; 12 C-130J e 25 PC-21 encomendados p/ essas funções.
Além dos M-346 Master, cujo contrato está suspenso devido a ToT.

Latino

Mauricio R. se são bernado não tem logo tera essas industrias , No Brasil, a principal parceria é com a Akaer, de São José dos Campos, contratada pela Saab para fazer o projeto e a produção da fuselagem central, fuselagem traseira e asas do caça sueco Gripen NG, independentemente do resultado da concorrência dos caças F-X2. “No próximo mês estaremos apresentando o primeiro desenho da fuselagem do Gripen feito por uma empresa brasileira”, disse o diretor-executivo da Akaer, Cesar Augusto da Silva. A Akaer e a Inbra Aerospace, segundo Silva, negociam a instalação de uma fábrica de aeroestruturas em São… Read more »

Giordani RS

Sei…aham…quero ver esse assunto evoluir depois da eleição presidencial sem segundo turno ou do dia 23/10…
Anotem aí, depois que o governo – do partido deste especialista aeronautico – anunciar o Rafaele como vencedor, o que ele dirá? Que realmente o Gripen não era bom? Baita esperto esse, se o vencedor fosse o NG diria que sempre acreditou na opção sueca…
Realmente, apoio não se conquista, se compra…
🙁

SCintra

Carlito e Latino Acho imprescídivel em vossos coments fazer menção do tempo que a Suécia está adaptada a região de S.Bernardo com a Scania-Vabis, hoje Saab-Scania, as culturas e os parceiros já estão entrelaçados a anos/ decadas e é um polo tecnológico invejavel. A estrutura oferecida pela FEI é uma das melhores ainda, mas de bobo ninguem é, principalmente os gringos. Não importa uma rusga, aqui outra ali. Carros e aviões derivam de um mesmo ramo. Qdo. comentaram de S.Carlos, falando dos meios aéreos, esqueceram de mencionar que a pioneira industria do ramo foi a fábrica de motores da VW.… Read more »

Raptor

A rapaziada da Realeza Sueca de boba não tem nada… Perceberam (alias, já o sabem a muito tempo) que no Brasil, principalmente na região citada, há farta infraestrutura, instituições de ensino e pesquisa e mão de obra qualificada para o desenvolvimento colaborativo (ao invés do competitivo cego) de novas tecnologias (parceiros brasileiros + suecos)… Sai bem mais barato para eles o desenvolvimento, que apesar de desenvolvido no Brasil e sendo exportado através de bases brasileiras, de uma forma ou de outra, há o retorno para o país de origem, destas mesmas tecnologias para o benefício deles próprios, empresas e de… Read more »

poorman

O centro de pesquisas da Saab no Brasil só se for para o FX-3.
A visita no ministro Nelson Jobim aos Emirados Árabes Unidos é para acertar a vinda dos Mirage 2000-9, ficaria então finalizado o FX-1.
Só para lembrar: Não era esta a vontade da FAB e Embraer na época do consórcio com a Dassault o Mirage 2000-Br ?.
60 aviões numa tacada só, compra de oportunidade. Os aviões estão novinhos.

P.S.: Arrepios só de pensar.

@wagner

Será que vem tudo isso de Mirage 2000 ???? Nossa, se sim, tá mais que bom !!

Asimov

@poorman

E quem disse que os EAU querem o Rafale?
O flerte atual é com o SH.

Carlos Augusto

Gostei poorman, mas não pode expor seu pensamento se não o jakinha se enfarta.

Mauricio R.

Não vejo nada de bom em 60 Mirages 2000 usados, como não vejo nada de bom em 36 Rafales novos.
São 2 aeronaves de manutenção e operação caras, apesar do desempenho que podem oferecer.
Melhor seria então, costurar algum acordo c/ os americanos, a respeito de reformar alguns Hornets ou Falcons, p/ substituir tdo o que temos em serviço hoje.

Robson Br

É viajar muito na maioinese. O Gripen NG não fica pronto a tempo para FAB. A suécia está ficando carente de tecnologia e de grana. Basta ver que o radar do gripen NG (se ficar pronto) será Ítalo-Americano. Não existe pespectivas de vendas desse caça. Nem para a Suécia. A SAAB já enxergou o que muitos aqui não enxergaram. Tem muita gente aqui fica parado nesse FX-2, como fosse a solução final para tudo no Brasil. Qualquer que levar, não vai mudar a situação. Só vai repor os caças da FAB. O Brasil necessita de tecnologia, pois grana, todos lá… Read more »

lucio da silva moraes

gripen -ng é uma grande furada !!!!!!!!!!!

Edcreek

Ola,

Sao Berrnardo ?? sei kkkkkkkk….

E segue o lobby………

abracos,

@wagner

O problema é que até mesmo os F5 são muito caros para a FAB. A questão não é mais o vetor, é a grana. Brasilia NÃO QUER liberar grana para a FAB voar. Falta de interesse e negligência. Ta otimo se vierem 60 mirages 2000, ou se vierem rafales ou gripens. A questão é que esses aviões tem que VOAR e nao ficar no chao por causa do ” alto custo das horas de vôo” . Mirages 2000 em grande quantidade equipados com Darter nas mãos de nossos otimos pilotos são o suficiente para maner distante qualquer inimigo. Em resumo,… Read more »

paulo damasceno

essa e a minha opiniao pessoal,o brasil deveria acertar a compra de pelo menos uns 80 super hornets com algumas transferencias e abertura dos codigos e tambem fazendo um acordo com a GE para a producao no brasil sob licensa dos motores 414 com novas tecnologias do biocombustivel que ja esta em fase de estudo no brasil ,entrar de vez no projecto do gripen ng com 50/50 e produzir no brasil 100%,como o projecto do gripen vai levar mais tempo teriamos os super hornets antes de 2014,temos que pensar nao somente hoje e amanha mas tambem 30,40 anos no futuro,… Read more »

Rodrigo

Mauricio R. disse:
25 de setembro de 2010 às 18:20

Nem esquente o NJ não tem mais tempo de fechar nada.

Nick

Caro Robson BR,

Como você resumiu: “participar do desenvolvimento de um caça” só essa frase já justifica a escolha do Gripen NG na minha visão. Ou seja : + know how, + conhecimentos, + experiência do que tínhamos antes do FX-2.

Mais esse movimento da Embraer,, convidando a SAAB para conhecer suas instalações, mais o que está planejado na END (um caça de 5ª geração em parceria), mais o fato que o caça francês será apenas montado aqui….

Não fosse o comprometimento desse governo com os franceses, o planejamento já estaria pronto para o F-BR.

[]’s

Rodrigo

Edcreek disse: 26 de setembro de 2010 às 7:23 Não consigo entender o porque desta implicância toda com SBC. A região do ABC tem acesso fácil de logística, moradia e uma baita infra-estrutura. A SAAB já tem uma co-irmã lá, a SCANIA que mesmo não sendo mais parte do grupo é uma ponte de ligação. Segundo chegou para mim a SAAB vai ficar ali mesmo perto da SCANIA e da Karmann Guia. Este projeto deles não vem de hoje para você chamar de puro Lobby, muita gente sabe que eu participei de entrevistas para ir trabalhar com eles, NO FINAL… Read more »

Carlito

Mauricio R. disse: 25 de setembro de 2010 às 14:32 “…Até aí em SJC temos o ITA e a DCTA, e o grosso da nossa indústria aeroespacial. Enquanto que SBC é especializada na indústria automobilística e de auto-peças. E em São Carlos temos a USP e a Federal, que tb tem cursos voltados p/ a indústria aeroespacial. Além do centro de manutenção da TAM. Em outras palavras, não há indústrias de qq porte relacionadas ao segmento industrial instaladas e a infra-estrutura acadêmica é incipiente, se comparadas c/ outros centros.” Caro Mauricio, Talvez não tenha compreendido meu comentário. Eu disse que… Read more »

Rodrigo

Carlito disse:
26 de setembro de 2010 às 11:20

Perfeito!

Tem outra..

Eles estão falando no ABC que já é uma região altamente desenvolvida, não estão querendo criar o pólo em um fim de mundo qualquer, dominado por “coronéis”.

Ai sim cheiraria a golpe.

Fernando_MG

São Bernardo do Campo, 810.000 mil habitantes (censo 2000), 14 centros universitários (um federal). Duas das principais vias de ligação do interior e capital de São Paulo passam por São Bernardo (Imigrantes e Anchiente) além do novo Rodoanel,14 hospitais, maior polo automobilístico do país (sim ainda é) – Décimo segundo PIB do Brasil (20 bi), 4 – quarto do estado de São Paulo. 408 km2 é o tamanho da cidade , maior geograficamente que todas as cidades do ABC. Quarta maior cidade exportadora do Brasil, terceira de São Paulo, recorde em investimento imobiliários no Brasil (lançamento, m2). Maior rede de… Read more »

Mauricio R.

“Eu disse que há sim muitas condições de se instalar um polo tecnológico no ABC.” “Porque São Bernardo não seria um bom lugar para um centro técnologico?” Há formação de mão de obra relacionada a engenharia aeroespacial ou a manutenção de aeronaves, seja estrutural, hidráulica ou avionica??? Não, a 1ª turma de Engª Aeroespacial da Federal do ABC, sequer se formou ainda. Tem Senai instalado e equipado, pronto p/ a formar essa mão de obra qualificada??? Qual é a infra relacionada a pesquisa aplicada ao mercado aeroespacial que já existe??? Tem túnel de vento de uso aeronáutico??? Tem aeroporto??? Senão… Read more »

Rodrigo

Mauricio R. disse: 26 de setembro de 2010 às 13:04 Quantas pessoas que se formam no ITA ou em qualquer outra faculdade são originárias de SJC ? Desculpe Maurício, mas o local é irrelevante desde que ele e o Governo da região forneça as devidas condições. Não são raros os lugares do Brasil que eram medíocres e hoje são grandes pólos de algum tipo de indústria. A indústria que forma a necessidade da mão de obra e não o inverso, no início o normal é vir de fora mesmo. Como digo a implicância com SBC é injusta. Criticar o projeto… Read more »

Carlito

Mauricio R. disse: 26 de setembro de 2010 às 13:04 “… Senão vai ser igual a Ford Camaçari. Qnto tempo a fábrica da Ford na Bahia, dependeu de SBC somente p/ funcionar???” Apenas um comentário sobre a Ford em Camaçari. Caso não saiba, hoje esta unidade possui um centro de engenharia e design completo. Muitos produtos são não apenas fabricados, mas desenvolvidos por lá. É o primeiro grande centro de desenvolvimento fora do estado de São Paulo. No caso de um novo Polo Tecnológico Aeroespacial, da maneira que pensa, JAMAIS teremos no Brasil qualquer coisa fora de São José dos… Read more »

rodrigo ds

Este assunto é meio off-topic, mas quem quiser mais informações: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=bombas-logicas&id=020175100923 Uma parte do artigo: Parece que o pessoal do exercito (talvez das forças armadas) estão começando a entender a importancia de ter conhecimentos e dominios tecnologicos necessários para ter material militar com maior independencia possível, pois durante o 10º Encontro Nacional de Estudos Estratégicos, promovido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República o chefe do Estado-Maior do Exército, general Marius Luiz Carvalho Teixeira Neto, usou hoje uma versão militar dos termos usados por especialistas em tecnologia digital (Bombas Lógicas) para demonstrar a necessidade de o Brasil se… Read more »

Mauricio R.

“…hoje esta unidade possui um centro de engenharia e design completo.”

E qnto tempo e investimento isso levou, até acontecer???

“Mas tirando o ABC, que outra região hoje oferece condições tão favoráveis?”

Que Sorocaba e Ribeirão Preto ou Jundiaí, não te ouçam…

Rodrigo

Qual o problema de ser no ABC ?

Fernando_MG

Maurício R. Sobre ter Senai em São Bernardo, é bom lembrar que São Bernardo tem sim Senais preparadas para fornecer técnicos especializados, além de outras escolas técnicas renomadas, como as ETE, ou escolas técnicas estaduais (SP) a de São Bernardo é considerada a melhor do estado, é famosa pela exelência e muito concorrida, a MUITO tempo. As primeiras escolas técnicas na região surgiram no começo do século 20 e proliferaram na década de 40 e 50, foram as pioneiras do país em muitos aspectos e lembre-se, para apoiar a industria automobilística, que teve a primeira fábrica montadora instalada no ABC.… Read more »

Fernando_MG

op´s desculpem, quis dizer no fim que São Bernardo TEM instaladas fábricas de…etc..

Carlito

Mauricio R. disse:
26 de setembro de 2010 às 14:12

“…E qnto tempo e investimento isso levou, até acontecer??? ”

A Ford Camaçari foi inaugurada em 2001, portanto, não levou nem dez anos para esta unidade se tornar uma referência não apenas em produtividade industrial, mas também em desenvolvimento de produtos.

“Que Sorocaba e Ribeirão Preto ou Jundiaí, não te ouçam…”

Se você acha que a região do Grande ABC, com toda a infraestrutura que possui hoje, não possui condições de abrigar um polo de pesquisas aeroespaciais, Sorocaba, Jundiai e Ribeirão Preto muito menos.

Korolev

Boa tarde, Estudo na USP São Carlos, e sinceramente não acho que aqui exista a capacidade de montar um grande pólo aeronáutico. Apesar de existir a EESC e o curso de Matemática Computacional, que tem ênfase em CFD, na USP, e várias outras engenharias na federal, a atual instalação industrial em São Carlos é bem insuficiente para atividades de desenvolvimento e produção de aeronaves. Existe uma grande atividade em P&D, projetos e pesquisas, mas capacidade industrial bruta mesmo, deixa bem a desejar. O colega que disse que Sorocada, Jundiaí e Ribeirão tem mais capacidade que SBC ou São Carlos fantasiou… Read more »

Athos

A Saab pensa no futuro pós FX2.
Com a tecnologia do Rafale a Saab sabe que a Embraer será o parceiro correto para o desenvolvimento de nosso futuro caça. Assim eles terão acesso a tecnologia francesa, de graça.
O NG deve ser abandonado já já.

Últimas Notícias

Marinha e Força Aérea dos EUA testam novo míssil de microondas de alta potência

ALBUQUERQUE, N.M. - Os laboratórios de pesquisa da Marinha e da Força Aérea dos EUA estão encerrando um esforço...
- Advertisement -
- Advertisement -