Home Sistemas de Armas Boeing oferece tecnologias avançadas do Super Hornet para a Índia

Boeing oferece tecnologias avançadas do Super Hornet para a Índia

390
81

A Boeing informou na última quarta-feira que se a Índia selecionar o Super Hornet, na concorrência para 126 caças multimissão, lhe será permitida a adição de capacidades avançadas para os caças, em requisitos futuros.

Segundo Vivek Lall, chefe da Boeing Defence, Space and Security na Índia, o país poderá participar do “International Super Hornet Roadmap customer”, que dará à Força Aérea Indiana a flexibilidade ao longo dos anos para integrar ou introduzir novas tecnologias.

A Boeing anunciou recentemente o roteiro de desenvolvimento de 40 anos, financiado pela US Navy e desenvolvido pela Boeing, que planeja amadurecer tecnologias e introduzí-las na aeronave.

A Boeing também tem um plano de crescimento para os clientes internacionais, a fim de assegurar que o Super Hornet satisfaça as necessidades das forças aéreas, como a da Índia, que podem diferir das exigências americanas.

Lall disse que algumas das tecnologias oferecidas no roteiro já estão no avião oferecido à IAF. O roteiro vai oferecer recursos para a sobrevivência melhorada e capacidades de detecção adicionais.

FONTE: DDNews

BATE-PAPO ONLINE: converse com outros leitores sobre este e outros assuntos no ‘Xat’ do Poder Aéreo, clicando aqui.

SAIBA MAIS:

81
Deixe um comentário

avatar
81 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
35 Comment authors
Luiz EduardoGumpyzorannNelson LimaIvan Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
ZE
Visitante
ZE

O nome disso é pós venda digno. Taí a fabricante garantindo, não só o seu produto atual, mas os futuros upgrades, inclusive customizados. Logo, logo, veremos alguns paraquedistas aqui falando que o Super Hornet é um avião velho (já desmentido aqui no blog, inclusive com um post gigantesco. Ele é tão ou mais novo do que o Gripen ou o Rafale). Também falarão que ele está em final de vida ( com o recente pedido de mais 60 caças, o Super Hornet contará com 539 unidades construídas). Se ele está em fim de vida, o que dizer de um vetor… Read more »

Craveiro
Visitante
Craveiro

Eu sei que o discurso dá conta do desinteresse do GF por equipos americanos. Mas se a Índia tiver acesso a isso, também poderemos. Ainda mais se comprarmos em amior quantidade (o que é previsto inicialmente).

O SH é bimotor, possui grande escala de fabricação, ótimas armas integradas etc.

Jose
Visitante
Jose

Se não está na proposta da Boening,para o nosso FX-2,de nada adianta,eu particulamente gosto desse caça,depois o Rafale,e o Sukkoi!

BARCA
Visitante
BARCA

Craveiro eu vi esse avião aqui no RJ,quando o porta-aviões esteve estacionado na baia de guanabara,com o binoculo dava pra ver ele,é um belo avião,meu segundo favorito,espero que os americanos tenham colocado isso tb na nossa proposta,mas pelo que sei da proposta do TIO SAM,não consta tal oferta,é uma pena!

Biel
Visitante
Biel

Ta ai a melhor opção para a FAB

osorio
Visitante
osorio

Ta ai uma noticia que não se vê todos os dias.O GF brasileiro que é burro não sabe negociar nem a compra de papel higiénico sem pedir um por fora,quanto mais uma compra nesse valor.US Americano não dão propina pra ninguém,nisso eles são transparentes diferentes de certos comedores de queijo podre,fabricantes de jaca,que,não tem palavra e não cumprem nem o que se coloca nos contratos.
O Brasil e a FAB precisa de 150 destes pra ontem !

BARCA
Visitante
BARCA

Biel o problema do F-18SH não é nem por anti-americanismo,segundo alguns e sim a limitação que os americanos tem em fornecer as tecnologias essenciais da Fab,o F18SH é ainda a ponta de lança da US Navy,e por razões corretas eles tem que resguardas os seus segredos,pois a gama de inimigos dos E.U.A é grande,e sendo F-18SH ainda o principal vetor,eles tem receio de repassarem algumas tecnologias essenciais,imagine vc se algum pais inimigo dos E.U.A iver acesso a algumas das tecnologias do F18SH.
Mas é um grande caça se não for o Rafale que seja ele!

evandro
Visitante
evandro

Repare no cockpit dessa aéronave. Se der uma pane eletríca??? Mas é um belo caça. Gostaria de ver nas cores da FAB.

Djalma L. A.
Visitante
Djalma L. A.

Por isso vejo os governantes indianos bem a frente dos nossos ” sábios” negociadores. Antes 36 SH novinhos em folha, e com tecnologia compatível por 25 anos, do que essa lenga lenga sem fim do Itamaraty. Essa medíocridade do nosso governo, não nos leva a nada. País sem defesa, sem poder de dissuasão. Em 2035 teremos o pré-sal e outras inúmeras riquezas para defender, precisamos de algo compatível com nossos interesses regionais e globais. Comprem logo de uma vez o SH e vamos aprender a como fabricá-los. A china fez isso com os caças russos, por que a demora em… Read more »

Craveiro
Visitante
Craveiro

BARCA disse:
12 de agosto de 2010 às 19:15

É provável que não esteja mesmo na proposta. Mas sempre é possível negociar, não? Agora, o GF atual e os próximos precisam ser mais pró-ativos na área externa. Se continuar apoiando “Irão” e congêneres, babau! Ninguém vai querer nos levar em consideração.

A proposta da Boeing parece muito boa. E,como sempre escrevo, conseguirmos amarrar algum possível interesse deles no KC-390, melhor ainda!

Craveiro
Visitante
Craveiro

evandro disse: 12 de agosto de 2010 às 19:25 Estará em apuros, mesmo que o cockpit fosse todo analógico. Lembrei-me de uma fala de Jim Lovell no filme Apollo 13. Ele falava da carreira, de situações difíceis pelas quais passou, e descreveu um retorno de uma missão na Coréia, pilotando um Banshee, talvez. Ou seria um Cougar? Bem, era noite e, de repente, o painel “se apagou”. Se não me engano restava a luz para iluminar o mapa, ou algo assim, pois também apagou. Passados alguns instantes na escuridão ele notou uma luminosidade no mar, que indicava a esteira do… Read more »

Craveiro
Visitante
Craveiro

Djalma L. A. disse:
12 de agosto de 2010 às 19:25

“Ou vocês acham que eles vão nos dar tudo de mão beijada.”

De fato não darão. E nem os franceses! Por que fariam isso? Por conta de um contrato?! Ne – ga – ti – vo!

Com relação a transferência de tecnologia ou que a valha, os suecos e americanos são mais realistas.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Amigos, observem bem a proposta da Boeing para o FX2. Nela estão liberados para nós TODOS OS MELHORAMENTOS PROPOSTOS PARA O MODELO. É ponto comum e um dos pontos de sucesso do programa do SH, manter uma versão única para todos os operadores. Então, quem quiser e puder pagar os upgrades tem livre acesso a eles, PORÉM o FX2, pelo menos o NJ, quer um avião com traço BR, o que o tornaria diferente dos outros operadores. Até onde isto é benéfico eu não sei, mas acho uma agada… Preferiria o SH default, com a proposta maravilhosa de tecnos de… Read more »

Dalton
Visitante
Dalton

Craveiro…

era um Banshee…e se me lembro bem “ele” mencionou que na esteira do navio encontravam-se algas de um tipo fosforecente, que ajudou-o a pousar…

sds

ALDO GHISOLFI
Visitante
ALDO GHISOLFI

Por mais passado que argumentem que esteja o SH (entendo que não é o caso), essa máquina soberba representa um salto tecnológico para nós, que nem sei se estamos preparados para isso.

Excelente proposta para a Índia. Seria feita para nós? Porque não tomarmos a iniciativa? Porque FX se é possível a dispensa de licitação?

Alguém pode fazer um comparativo entre esse vetor e o ‘Silent Eagle’?

Robson Br
Visitante
Robson Br

Eles também prometeram mundos e fundos pra gente….
Mas tem um tal de congresso que realmente manda…

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Robson Br disse:
12 de agosto de 2010 às 20:06

O congresso regula tecnologias deles, não o serviço de empresas e engenheiros, bem como fez a LM com os coreanos.

Craveiro
Visitante
Craveiro

Dalton disse:
12 de agosto de 2010 às 20:00

Perfeito, era isso mesmo. Valeu!

relampago
Visitante

pra mim nao passa de lobby,tambem disseram ao gov que passariam
as tot necessarias,oooo conversa mole.

Gabriel T.
Visitante
Gabriel T.

Eu também acho que seja a melhor opção para a FAB. Esse é o melhor meio termo.

Nick
Visitante
Nick

Esse Silent Super Hornet já está em termos de tecnologia acima do Gripen NG e Rafale F3+ …. Talvez no mesmo nível do F-15 Silent Eagle. Mas aquele container é muito pequeno heim… só 2 AMRAAMs??

Se a Índia não aceitar isso… manda pra cá rápido!

[]’s

Galileu
Visitante
Galileu

Vejo mais futuro pro Silent Eagle do que pra esse ai….

O Silent Eagle tem espaço e capacidade ainda……o SH já deu o que tinha que dar

Baschera
Visitante
Baschera

Já havia postado isto em outro tópico, mas apenas para contribuir com o debate, já que este tópico também tem implicações no MMRCA indiano. Alguns pontos, agora melhor esclarecidos pelo site Livefist, sobre o MMRCA indiano : 1- a Força Aérea indiana não vai escolher um vetor de “dupla motorização” no MMRCA, se um avião monomotor pode “fazer o” trabalho, ou seja, é compatível satisfatoriamente em todos os 643 pontos de teste que cada um dos seis aviões foram testadas durante os ensaios para avaliação de campo (FET). A IAF é da opinião de que ambas as plataformas com um… Read more »

rodrigo ds
Visitante
rodrigo ds

É pelo menos nesta concorrencia os americanos vão faturar, seja de SH ou F16, vão prometer mundos e fundos para levar e ganhar um grande aliado na região e fazer frente ao todo poderoso dragão comunista

Vader
Visitante
Member
Vader

Excelente comentário Baschera.

Biel
Visitante
Biel

Proposta da Boeing para a FAB Fornecimento de 28 F/A-18E Super Hornet e 8 F/A-18F Super Hornet, 72 F414-GE-400 motores instalados, peças de reposição e armas por US$ 7 bilhões. 4 motores F414-GE-400 para reposição 36 radares AN/APG-79 36 canhões M61A2 20mm 36 RWR AN/ALR-67(V) 144 lançadores LAU-127 44 Joint Helmet Mounted Cueing Systems (JHMCS) 28 mísseis AIM-120C-7 AMRAAM 28 AIM-9M SIDEWINDER 60 GBU-31/32 Joint Direct Attack Munitions (JDAM) 36 AGM-154 Joint Standoff Weapons (JSOW) 10 AGM-88B HARM Missiles 36 Pods AN/ASQ-228 (V2) Advanced Targeting Forward-Looking Infrared (ATFLIR) 36 AN/ALQ-214 Radio Frequency Countermeasures. 40 AN/ALE-47 Electronic Warfare Countermeasures Systems 112… Read more »

X-nobe
Visitante
X-nobe

Olha que beleza de painel, esta tão moderno quanto o do F-35, agora não podem mais dizer que é um caça sem futuro, pois nem o Gripen NG nem Rafale vão ter um uma atualização nesse nível de sofisticação tão cedo. Mais parece que a FAB com o Gripen, e o Governo com o Rafale, gostam de trocar o certo pelo duvidoso, fazer o que.

Asimov
Visitante
Asimov

http://www.defesanet.com.br/fx2/bo_f18_7.htm DEFESA@NET 30 Setembro 2009 Boeing 30 Setembro 2009 PROJETO F-X2 Boeing Detalha Programa de Transferência de Tecnologia para o Brasil St. Louis, 30 de setembro de 2009 – O Programa de Transferência de Tecnologia do governo dos Estados Unidos/Boeing para o programa brasileiro F-X2 abre a porta para a cooperação e desenvolvimento entre os dois principais poderes aeroespaciais do mundo – o Brasil e os Estados Unidos. O Super Hornet proporciona um excepcional pacote de transferência de tecnologia que cobre três áreas distintas: 1) As avançadas tecnologias encontradas no Super Hornet; 2) Tecnologias que apóiam os objetivos brasileiros quanto… Read more »

Klevston kstonboner
Visitante
Klevston kstonboner

Eu defendia vorazmente o F 18 Super Hornet, depois que falaram tão bem do Rafale, acabei acho-o interesssante, mais depois deste artigo mostra que aquela defasagem não existe, o F 18 Super Hornet seria a escolha certa para a FAB.

Asimov
Visitante
Asimov

Aviação Boeing oferece ao Brasil parceria para fabricar jatos Marcelo Cabral (mcabral@brasileconomico.com.br) 03/12/09 20:18 http://www.brasileconomico.com.br/noticias/nprint/72813.html A proposta é a mais nova arma usada pela Boeing para superar suas concorrentes – a francesa Dassault e a sueca Gripen – na venda dos caças para a FAB Comunidade Partilhe: A fabricante americana de aviões Boeing está oferecendo à indústria brasileira uma parceria mundial na fabricação de jatos de combate. Trata-se do projeto Global Super Hornet, que vai criar um novo caça ao partir do modelo já existente, o F/A-18 Super Hornet. Esse modelo é um dos participantes do programa FX-2, a bilionária… Read more »

Marcelo
Visitante
Marcelo

Gostei da tela widescreen, será que é Full HD? hauhauhau

Marcelo
Visitante
Marcelo

X-Nobe, fotinho por computador eu também faço, quero ver se vai sair mesmo. Como assim certo por duvidoso? O Rafale já possui hoje, o visor central com mesma ponto focal que o HUD, para o piloto poder mudar a direção do olhar sem ter que adaptar a vista, deve ser muito útil em combate. Aposto que quase ninguém aqui sabia disso. Agora, podem me dizer que caça possui isso? O Gripen NG possui ? O F-18 possui ? Trocar certo por duvidoso é ficar acreditando em photoshop !

rodrigo avelar
Visitante
rodrigo avelar

A proposta da Boeing sempre foi a mais honesta, o problema não é Político e sim propinas que não vão rolar.
Infelizmente os nossos políticos pensam apenas neles e não na Pátria.
Pior ainda é ver que muitos Brasileiros pensam da mesma forma

grifo
Visitante
grifo

Aposto que quase ninguém aqui sabia disso. Agora, podem me dizer que caça possui isso? O Gripen NG possui ? O F-18 possui ?

Caro Marcelo, tanto o Super Hornet quanto o Gripen (C/D, o atual) já possuem HMD integrado e em uso operacional há anos. O Rafale está uma geração atrasado em interface homem-máquina.

Trocar certo por duvidoso é ficar acreditando em photoshop !

Realmente, eu não trocaria os HMDs do SH e do Gripen pelo HMD “photoshop” do Rafale…

Vplemes
Visitante
Vplemes

Marcelo disse: 13 de agosto de 2010 às 9:58 O dificil é acreditar em um caça que diz estar operacional desde 2000, e só agora conseguiu integrar um designador a fim de poder lançar bombas por si próprio. Um caça que só daqui mais um ano ou dois vai ter um radar AESA operacional. Um caça que só deve ter um missil BVR (meteor) decente la para 2017. Um caça que tem dois motores ráquiticos (M-88). Um caça que só tem 88 unidades fábricadas, e que até hoje não achou ninguém tolo o bastante para compra-lo. Já o SH, dentre… Read more »

zmun
Visitante
zmun

Teve um cara, não lembro agora quem, que falou aqui algo muito interessante. Caso o Rafale realmente ganhe, veremos aqui um festival de grampos telefônico e documentos comprometedores vazando para a grande imprenssa. Eu concordo, os americanos não vão deixar barato. Eles entram pra ganhar, sempre. O Gripen eles até ponderam, tem uma proposta sustentado no preço e em ToT que eles não podem aconpanhar mas pricipalmente, tem muitos componentes deles. Mas no caso do Rafale o negócia é escandaloso.

Bosco
Visitante
Bosco

Ter baixo RCS numa configuração limpa.
Ter um visor integrado ao capacete
Ter mísseis de quinta geração para combate visual
Ter mísseis LRAAM para combate BVR
Ter radar AESA
Ter uma suíte avançada de defesa
Ter um alto nível de interação homem-máquina (fusão de dados, HUD holográfico, Telas multifuncionais, HOTAS, etc)
Estar apto a operar em rede
Ter plena capacidade multi-role

Isso tudo é obrigação hoje em dia em um caça que se quer de 4,5 G.

O diferencial hoje é: supercruise e/ou furtividade numa configuração mínima de combate.

Bosco
Visitante
Bosco

Claro, não levando em consideração fatores relativos à transferência de tecnologia e aos custos de aquisição, manutenção e atualização.

Marcelo
Visitante
Marcelo

Grifo e Vplemes: 1) Não falei sobre o HMD (que o Rafale já tem) mas do visor central ter o mesmo ponto focal que o HUD, isso tenho certeza que só o Rafale tem. Pode se informar. Na verdade o Rafale está uma geração à frente… 2) O RBE2 AESA já está com o desenvolvimento completo e as 1as unidades serão entregues ainda este ano. Já o Gripen NG não pode dizer isso. O F-18 está aà frente nessa questão, mas é coisa de meses até o Rafale ter essa capacidade. 3) O Rafale já possui míseis de médio alcance… Read more »

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Marcelo disse:
13 de agosto de 2010 às 13:10

Você diz ter a imagem do HUD em um LCD dentro do avião?

Marcelo
Visitante
Marcelo

caro Rodrigo, também não. O visor central (e principal) do Rafale, é usado para mostrar dados da missão, como mapas móveis, ameaças, alvos, objetivos etc. Então é esperado que seja consultado com frequência. Para que o foco da vista do piloto não tenha que se adaptar quando se muda a vista entre o HUD e o visor LCD central, o foco desse display tem o mesmo ponto “no infinito” que o HUD. Como isso é feito eu não sei explicar. Só sei que isso está operacional desde o 1o Rafale entregue. Abraços,

marlos barcelos
Visitante
marlos barcelos

Quem vai ter f-18 no séc. XXI? Os EUA só o usam porque os f-35 não está sendo produzido, os países europeus podem utilizá-lo por no máximo 10 anos, e vão substituí-los, a Espanha pelo thyphoon, a iFinlandia ou thyphoons, ou Rafale ou Gripen, porque os f-35, estarão sendo produzidos em 2017, isso se não atrasar o cronograma, e os EUA serão os únicos a terem o f-35 até 2020, depois disso serão exportados para os países que fazem parte do projeto, como inglaterra, países que queiram o f-35 não es terá pelo menos antes de 2030, já que a… Read more »

CAL
Visitante
CAL

Se ele é defasado, então vamos ver na CRUZEX, pois deverá acontecer antes da escolha do GF.
Se os exercicios conjuntos forem aqui, os comedores de queijo podre não poderão apenas inventar história e sim provar que o rafale é melhor que o F 18, já que ambos estarão em solo brasileiro e ao lado dos vetores russos da Venezuela.

marlos barcelos
Visitante
marlos barcelos

não interessa se os f-18 são modernos ou não. O Brasil em 10 ou 15 anos irá operá-lo sozinho se comprá-lo. Os Europeus não vão substituí-los, os americanos idem, e nós? Temos dinheiro pra bancar sozinhos os futuros desenvolvimentos dos f-18? com que dinheiro? quem vai querer modernizá-los? os eua? pra que? O mesmo vale pra o gripen ng. O Rafale terá muitas modernizações porque é de interesse da França, e nós podemos pegar o embalo e modernizá-los sem ter que inveestir em tecnologia, deixa isso pros franceses, já quanto aos outros caças…

grifo
Visitante
grifo

1) Não falei sobre o HMD (que o Rafale já tem) mas do visor central ter o mesmo ponto focal que o HUD, isso tenho certeza que só o Rafale tem. Pode se informar.

Caro Marcelo, ao que eu saiba o Rafale não tem HMD operacional, o que só está previsto para a próxima versão a ser entregue a AdlA (se houver dinheiro, claro). Se você tiver referência do contrário agradeceria.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Quem disse que vai ter F18 na Cruzex ?

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Marcelo, você tem foto deste bagulho ? Fiquei curioso para ver.

grifo
Visitante
grifo

Marcelo, você tem foto deste bagulho ? Fiquei curioso para ver.

O que eu queria entender é qual é a vantagem disto. Os pilotos no SH e no Gripen usam HMD, e portanto as informações que estariam no HUD acompanham a visão independente do ponto onde eles estão focando. Isto me parece claramente MUITO superior ao que o Rafale oferece.

Ivan
Visitante
Ivan

Alguém sabe comentar os desenhos desta matéria? Tem dois ‘calombos’ nas costas do vepão, parece que ‘tá bombado’, sei lá, com anabolizante ou botox… pode ser enxerto de silicone, como algumas modelos fotográficas… he he he. No meio tem uma ‘verruga de vidro’… feito um ‘zoião’ olhando para cima, ou cobertura hemisférica superior, para quem preferir. 🙂 Embaixo do ‘queixo do bicho’ tem uns ‘troços’, que parece um caroço de pitomba do lado da boca… 🙂 A tela do bicho parece mais um home theater, igual ao da propaganda de TV na copa do mundo… 🙂 Sem falar daquela canoa… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Marcelo, Você não acha que os americanos não possuem um míssil BVR guiado por IR por não acharem necessário? Você acha que seria difícil a eles integrarem a cabeça de busca de um AIM-9X (15 kg e 127mm de diâmetro) ou um Stinger (2 kg e 70 mm de diâmetro) a um Amraam (178 mm e cuja cabeça de guiagem por radar ativo pesa 25 kg)? Vale lembrar que o AIM-9X Block 2 terá capacidade LOAL e up-link com o caça devendo ser viável até 40 km num engajamento frontal a grande altitude. O que parece ser mais que suficiente… Read more »