Home Noticiário Nacional Batalha Aérea

Batalha Aérea

315
92

PF compra aviões não tripulados e irrita militares. FAB ameaça interceptar os voos se não tiver controle das operações

Antes de sair de férias, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, recebeu em seu gabinete o diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, para uma reunião a portas fechadas. Na pauta da conversa, uma crise entre a PF e a Aeronáutica que está ameaçando a utilização das estratégicas aeronaves não tripuladas para vigilância da fronteira e combate ao crime no Brasil. Os policiais federais receberão três Veículos Aéreos Não Tripulados (Vants) que encomendaram de Israel e querem colocá-los em operação imediatamente. A FAB, sem pressa, exige antes o cumprimento de uma série de exigências. Oficiais ouvidos por ISTOÉ disseram que o comandante da FAB, Juniti Saito, ameaçou derrubar os Vants da PF, caso levantem voo sem autorização. Na conversa com Corrêa, Jobim deu razão à FAB e pediu ao diretor da PF que não alimentasse mais a polêmica.

Oficialmente, ninguém fala da confusão. Mas a queda de braço segue nos bastidores. Desde 2004 os militares tentam desenvolver um Vant brasileiro para o controle das fronteiras. Como ainda não há avanço, a PF decidiu comprar as três aeronaves israelenses, de um total de 14 que planeja adquirir, ao custo de R$ 8 milhões cada uma. Assim acabou provocando ciúme nos militares que, paralelamente, testavam modelos diferentes. A FAB alega que tem prerrogativa na defesa do espaço aéreo e que as aeronaves da PF não foram integradas ao Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro, colocando em risco voos comerciais. Lógico que ninguém quer derrubar o Vant. Mas sem conhecimento do plano de voo, a FAB pode estragar uma operação da PF, diz um oficial. Ele afirma que, por voar na mesma altitude de aviões comerciais, os Vants poderiam até causar uma colisão.

No início do ano, Saito ligou para Corrêa propondo uma parceria. O diálogo não avançou, e a PF acabou não sendo convidada sequer para a apresentação do programa de Vants da FAB, no dia 10 de maio. Qualquer desconforto que tenha havido foi individual, de algumas pessoas, não entre as instituições, pondera o diretor da PF. Na tentativa de encontrar uma solução para a guerra aérea, Jobim propõe o uso compartilhado dos Vants, pois considera que a PF não teria condições de operar sozinha o complexo sistema de voo remoto. De qualquer modo, a FAB tende a perder espaço na defesa aérea das fronteiras, alerta o analista militar Nelson During, do site Defesanet. É bom os militares se acostumarem, pois não serão mais os únicos geradores de informações estratégicas, diz ele.

FONTE: Isto é – 19/07/2010

92
Deixe um comentário

avatar
90 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
61 Comment authors
FAB divulga nota oficial repudiando reportagem da IstoÉ sobre VANTs e PF | Poder Aéreo - Informação e Discussão sobre Aviação Militar e CivilMARCOSRobsonJoséDaniel Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Elizabeth
Visitante
Elizabeth

Esta é uma historia onde não tem mocinho e bandido. A PF optou pelo Heron que é um UAV de grande porte e longo alcance, pertence a uma classe de UAV normalmente empregado em reconhecimento estratégico de longo alcance. Acredito eu que para missões de fronteira, especialmente por um órgão que não tem cultura aeronáutica alguma, um UAV de menor porte seria o mais indicado. A FAB por sua vez esta preocupada e com toda razão com a falta de padrões de operação deste tipo de equipamento e o impacto que isto pode gerar na segurança de vôo o que… Read more »

Galileu
Visitante
Galileu

Parecem 2 Crianças mimadas, uma porque nunca tem grana, outra porque quer ser força……….

Mas isso é normal, nos EUA, o FBI e CIA não se “dão” com a Defesa, aqui não seria diferente.

Vader
Visitante
Active Member
Vader

A TAF (Tarso Air Force) tá bombando hein? 🙂

Engraçado como dinheiro para equipar as “forças paramilitares” do governo da República Bolivariana do Brasil aparece rapidinho né? 14 VANTs? Assim: “pá, buff”! Na lata: sem concorrência, sem desenvolvimento, sem ToT, nada…

Já as Forças “oficiais”…

A FAB tem mais é que abater mesmo… Parabéns Comandante Saito!

Sds.

Latino
Visitante
Latino

(a PF decidiu comprar as três aeronaves israelenses, de um total de 14 que planeja adquirir, ao custo de R$ 8 milhões cada uma.)

Caramba assim na butija ,,,isso que é rapidez na compra …

sds

Biel
Visitante
Biel

Infantilidade e papelão no FX2
agora infantilidade com relação as aeronaves não tripuladas da PF

A FAB é D+ mesmo

ninguém merece estes caras

J. Claro
Visitante
J. Claro

A PF precisa se concientizar de que quem manda nos céus do brasil é a FAB e que para operar sistemas complexos como Vants, precisa acima de tudo cumprir todos os requisitos legais. Já imaginaram um Vant colidindo com uma plataforma lotada de passageiros? Os membros do PIG teriam orgasmos intensos

Nick
Visitante
Nick

A FAB começando a implantar a doutrina de operação de UAVs e ae PF vem e “atropela” tudo… Se um desses Heron se chocar com uma aeronave civil, de quem vai ser a culpa???

[]’s

tomas
Visitante
tomas

O que o governo quer é colocar no ar uma nova “força paramilitar” aos moldes das “SA ou SS” sobre o comando do “Reichstag” instalado no planalto central e desvinculadas das Forças Armadas Brasileiras.
Pelo visto, dinheiro para eles não falta!
A FAB tem mais que “lascar o verbo”!
Sem um plano de voo autorização pelo comando da FAB tem mais que abater!

Fuzila
Visitante
Member
Fuzila

A não integração ao Sistema de Defesa Aeroespacial Brasileiro é sim um problema, como a sempre precisa Elizabeth comentou. Entretento, como o texto menciona: “Desde 2004 os militares tentam desenvolver um Vant brasileiro para o controle das fronteiras. Como ainda não há avanço, a PF decidiu comprar as três aeronaves israelenses, de um total de 14 que planeja adquirir, ao custo de R$ 8 milhões cada uma. Já se passaram SEIS anos e a Aeronáutica só agora inicia testes de um modelo israelense … Se a FAB é lenta deveria ao menos contribuir e não criar empecilhos à defesa de… Read more »

Omega
Visitante
Omega

Pessoal, não confundam crocodilo com coco de grilo! A PF tem dinheiro pra comprar pq não precisa de TT, é só comprar e operar. Qual grande problema ocorreria em um eventual embargo para estes Vants por parte de uma nação estrangeira? Ocorreria a mesma coisa se fosse a FAB? As forças armadas precisam de mais tempo para adquirir este tipo de equipamento, isto é fato. Também não confundam com o FX2, todo mundo sabe que é enrolado pra caramba. A PF precisa do aval e monitoramento da FAB para operar estes VANTS, como citado acima, é perigoso demais, os céus… Read more »

Leandro
Visitante
Leandro

Fala sério, se a PF teve a grana para adquiri as aeronaves, cabe a FAB não ficar discutindo, quer ter conhecimento do plano de vôo e das operação, ótimo, realiza as operações em conjunto, mantenha um x número de efetivo da FAB na unidade da PF que vá operar os bichanos, adestra os oficias da FAB ou graduados (sei lá quem vai manejar os bichos na FAB) com os VANT da PF, coloca para trabalhar junto… Não cabe é a PF ficar fazendo teimosia e a FAB fazendo beicinho… Os VANT estão ai? Ótimo, a Poícia Federal realiza o trabalho… Read more »

Alexandre Galante
Visitante
Member

De zero a 70.000 pés quem comanda é a Aviação de Caça. O céu é nosso! 🙂

Fabio
Visitante
Fabio

Como ja disse o VADER “Engraçado como dinheiro para equipar as “forças paramilitares” do governo da República Bolivariana do Brasil aparece rapidinho né?” É brincadeira a falta de “sensibilidade” até de alguns leitores do blog (imagina da população em geral) ao realmente acreditar que a PF tem competencia suficiente para operar vants na fronteira do Brasil, além é claro de não ser politizada o suficiente para escolher “qual” informação vai passar a diante. É essa mesma PF que vai prender “granfino” por ai armada de fuzil e metralhadora, mas na hora de se fazer presente nas fronteiras da Amazonia brasileira… Read more »

luiz otavio
Visitante
luiz otavio

será que o nosso F5 o intercepta. rsrsrsrs

grifo
Visitante
Member
grifo

Como ao contrário da FAB a PF não está dispensada de licitação nos termos do decreto 2.295/97, seria interessante verificar como é que foi o processo de escolha dos IAI Heron.

Black_762
Visitante
Black_762

E mais uma vez os blogueiros caíram no conto da “isenta” Isto É. A revista pinta um quadro que não retrata a realidade. O que se tem visto são reuniões técnicas, justamente para manter sempre a segurança de vôo.
Será que alguém acredita que a PF vai querer voar de qualquer jeito? Será que a FAB e a PF não estão conversando?
Deve ser coincidência então a FAB resolver embarcar na tecnologia dos israelenses…rs

robert
Visitante
robert

A FAB as vezes me dá nojo.

Por eu morar em fronteira ( foz do iguaçu) vejo MUITAS ações da PF, já fui na base do VANT deles qnd eles estavam por aqui e posso ter certeza que é muito bem cuidado e planejado as ações deles.

Eles monitoram tudo aqui, de Guaíra e a Foz e fazem isso muito bem. É lógico que não conseguem ter controle de 100%, mas de 5 anos pra cá, garanto que foi reduzido em muito o contrabando.

Francoorp
Visitante
Francoorp

“Vader disse: 19 de julho de 2010 às 13:53 A TAF (Tarso Air Force) tá bombando hein? Engraçado como dinheiro para equipar as “forças paramilitares” do governo da República Bolivariana do Brasil aparece rapidinho né? 14 VANTs? Assim: “pá, buff”! Na lata: sem concorrência, sem desenvolvimento, sem ToT, nada… Já as Forças “oficiais”… A FAB tem mais é que abater mesmo… Parabéns Comandante Saito!” Pelo que eu sei a Policia Federal de milícia bolivariana não tem nada, deixa de desinformar senhor Vader !!! Esta é a policia federal do Brasil, a mesma que filma políticos tramando contra a nação, a… Read more »

Alfredo.Araujo
Visitante
Alfredo.Araujo

tomas disse:
19 de julho de 2010 às 14:31

hahaha

Melhor comentário !! Apesar de eu nao concordar… =D

RL
Visitante
RL

PF e FAB não se entendem.

Dai podemos tirar uma conclusão do porque nunca sai essa novela de FX.

Interesses.

É só nisso que eu penso. Porque outro motivo não vejo, a não ser interesses. GRANA bambino. Dimdim, o famoso “FAZ-ME RIR”.

Sacaram?

Wilhelm
Visitante
Wilhelm

Daqui a pouco a FAB vai ameaçar derrubar Aeromodelos.

Fuzila
Visitante
Member
Fuzila

Caro Fabio, “Os vants nas mãos da PF vão servir é para busca de informações dentro do território brasileiro para serem usadas politicamente.” O amigo realmente acredita nisso? Vamos separar e analisar sem deixar envolver nossas preferências e afinidades políticas … Já teremos que aturar muita baixaria entre os partidos até outubro … Se tiver notícias e provas das afirmações, por favor compartilhe, porque isoladas elas soam como teorias conspiratórias … Pelo que é divulgado, a PF tem honrado os salários e orçamentos. Se foram competentes em empregar meios de elevada tecnologia integrada e estão dispostos a contribuir com a… Read more »

Giordani RS
Visitante
Giordani RS

…Oficiais ouvidos por ISTOÉ disseram que o comandante da FAB, Juniti Saito, ameaçou derrubar os Vants da PF…

Se isso for verdade, “pede pra sair!!!”

Que culpa tem a PF se a FAB nao sabe fazer política?
Isso me lembra uma certa crise com a MB sobre aviões com asas fixas…
Pra mim não passa de disputa de beleza…

PS.: com AIM-9B é capaz dos VANT´s da PF se sairem bem…

Harry
Visitante
Harry

Caros

todo um novo pensamento voltado para o desenvolvimento de Vants com tecnologia nacional, esforços que vão desde investimentos na avibras, estudo de parceria com os sulafricanos entre outros

e a FAB se arrastando nas decisões por longos seis anos, um MD que não consegue coordenar objetivos dela da FAB e PF em torno de um objetivo maior,

depois dizem que não vale a pena investir em pesquisa nacional por que não tem recursos

Fuzila e Nick concordo com voces

Abs

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Risco de colisão é alto, mas menos provável…

O que é bem provável é um VANT destes cair em um grande centro, vão culpar a FAB depois, porque não regulou os vôos direitinho.

Regulamento de Tráfego Aéreo não se faz em meia-hora, se a PF tinha tanta urgência assim que se unisse a FAB desde o início e não tivesse iniciado o seu vôo “solo”.

Eduardo
Visitante

Faço das palavras do leandro as minhas, realmente os dois lados tem que ceder…

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

FAB,
Instituição que tem somente função social, mais nada.
Mas precisa de um simbolo, como meia dúzia de Mirages ou uma de Rafales.
Dá emprego pra muita gente.
Funcionalismo público.
Todo mês dou 27,5 da minha renda pra esse pesssoal.
Sou pratriota!

erikgera
Visitante

Com isso acontecendo ficamos nós todos sujeitos as vontades das autoridades, uma vez que em nenhum lugar do mundo os VANTs são certificados, o que garante que não foram feitos ensaios e tão pouco testes sobre a segurança e confiabilidade do SISTEMA. Se um deles cair sobre nós não há legislação específica ou comum para defender os operadores, portanto a vitima ficara MILIONARIA com as indenizações apesar da infelicidade !! Imaginem só um equipamneto desses voando sobre nós sem ter a confiabilidade necessaria garantida pela certificação !!

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

É mesmo erikgera!
Vou pegar a minha Gamo e subir no telhado!

Mikhail Aleksandrovitch Bakunin
Visitante

E qual era a probabilidade de um 737 encontrar um Legacy em plena Amazônia? Tá certo, não pode dar sopa ao azar, afinal “shit happens”.

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

Só uma coisa erikgera.
Ultraleves e seus motores e os aviões experimentais não são certificados.
Aposto que todo final de semana tem um voando em cima de sua casa.

Justin Case
Visitante
Member
Justin Case

Amigo Mikha,

Creio que a probabilidade de colisão entre o 737 e o Legacy era altíssima. Ambas eram aeronaves de última geração, voavam GPS, com mesmo ajuste de altitude em uma linha que ligava dois pontos da aerovia.
Nesse caso, nem o erro “imposto” ao GPS ajudaria a evitar a colisão, pois os dois aviões recebiam a mesma informação dos satélites.
Seria de estranhar se não colidissem.
Abraços,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

A FAA e os militares americanos ainda nem se acetaram qnto ao uso de UAS em espaço aéreo compartilhado e aqui PF e FAB já vão sair no tapa.

erikgera
Visitante

Roberto vc tem razao sobre os ultraleves, mas estamos falando sobre uma grande aeronave (talvez com ate 4ton de massa) e controlada remotamente (sem piloto mesmo !!). Temos q ter a garantia de que os laços de rádio estarão funcionando direito e que haverá serviço de tráfego aéreo a outras aeronaves para evitar colisão.

Roberta
Visitante
Roberta

Mas será mesmo que o Cmte da Aeronáutica é o culpado sobre o FX-2, como alguém aqui já disse? Deve-se pensar um pouco antes de falar isso – dizer que Fulano ou Cicrano é o culpado acerca do atraso do programa.

erikgera
Visitante

E a nossa industria ? Existem ótimos projetos, a custo bem menor, e com dimensão de aeronave mais adequadas as missões da PF.

Harry
Visitante
Harry

Caros

A Avibrás recebeu 18 milhões da FINEP para desenvolver um veículo aéreo não tripulado (VANT) com aplicação em missões militares de re conhecimento e tarefas diversas (inspeções de linhas de transmissão, entre outras).

Projeto das Forças Armadas e Avibrás.). Estamos novamente investindo em tecnologia militar. Apenas comprando produtos prontos nunca desenvolveríamos.

Nick tens razão a PF deu uma ” atropelada ” na na FAB e a MD só cabe por panos quentes. A Marinha da show a FAB cabe ficar de bira

Abs

Guilherme Poggio
Editor
Famed Member

Harry escreveu:

A Marinha da show a FAB cabe ficar de bira

Harry você poderia explicar melhor esse show.
Com exceção da Barroso qual é mesmo a escolta mais nova da MB?
Quantas milhas o SP fez nos últimos quatro anos?
Como está a nossa guerra A/S?
E o apoio aos principais meios navais? Qual é a idade do LSD/LST mais ‘moderno’ da Marinha?

As respostas podem ficar no blog do Poder Naval.

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

Deus nos livre, erikgera!
Tomara que esse pessoal vá brincar com isso lá no mato.

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“Já se passaram SEIS anos e a Aeronáutica só agora inicia testes de um modelo israelense …”

AA foi as compras nos EUA, quer pq quer o Predator ou o Reaper.
Thales e EADS, que não terão o que oferecer á AA antes de 2018, bateram o pézinho e fizeram biquinho.
O chefão da AA, rerspondeu:

I’ve requirements!!!

Em tempo, os franceses tb operam o Heron no Afeganistão, sob o nome de Harfang…

Fabio
Visitante
Fabio

Enquanto isso os traficantes, bandidos e contrabando de armas deitam e rolam… O Brasil BRINCA com coisa séria a decadas… Muita falácia, picuinha e ciume bobo entre policia, exercito e politicos… ELES não se entendem. Os bandidos e traficantes toma conta de tudo.

Roberto F Santana
Visitante
Member
Roberto F Santana

Quantos canais tem o rádio dessa coisa?
É Futaba?

Mauricio R.
Visitante
Mauricio R.

“Estamos novamente investindo em tecnologia militar. Apenas comprando produtos prontos nunca desenvolveríamos.”

Parte desses 18 milhões poderiam ter sido investidos na FS e no Santos Lab e não somente em paparicar a Avibrás.
Não há tecnologia semelhante disponível no Brasil.

Robson Br
Visitante
Robson Br

Não tem nada de mais a PF operar Vants.

Nos países desenvolvidos existem as polícias de fronteira, a guarda costeira, etc…que são entidades civís, que tem recursos tecnológicos próprios.

A FAB tem que estar preparada para a guerra, mas parece que não é essa a sua prioridade, pois não larga várias atividades civís.

Cláudio
Visitante
Cláudio

O Risco de Provocar Acidente Aéreo é Enorme, Basta Observar o Tamanho do Avião.

Ao todo são $ 4 Milhões de Dólares cada equipamento.

Nenhum piloto da FAB irá derrubar esse equipamento da PF; más que irão interceptar podem ter certeza que vão, pois é Bastante Grande e deve ser interceptado, e pode sim afetar a segurança da aviação comercial, inclusive, ocasionando desastre aéreo.

Ainda bem que na FAB têm pessoas conscientes. Irei viajar tranqüilo.

Nesse momento seria proveitoso a PF se aproximar da FAB e compartilhar idéias.

Pedro
Visitante
Pedro

A PF precisa “já” desse tipo de equipamento, não pode ficar esperando sentada a FAB levar seis anos para solicitar uma demonstração. Se for no ritmo “FA brasileiras” o VANT nacional vai ser maquete em 2020 e prototipo em 2030 e produção iniciada em 2040 com o primeiro esquadrão pronto em 2050! E até lá os traficantes e “milionários” deitam e rolam! Se a FAB, EB e MB querem o seu Vant nacional, ótimo, se reunam, vejam qual vai ser o escopo do projeto, o que ele tem em comum entre as forças, entreguem a iniciativa privada nacional junto com… Read more »

airton
Visitante
airton

E DE PENSAR O QUANTO O BRASIL PERDEU COM A DISPUTA AERONÁUTICA VERSUS MARINHA NOS ANOS 60 E 70. AQUI VALE MAIS O PODER DAS CORPORAÇÕES QUE O BEM COMUM.

NOTA DOS EDITORES:
AIRTON, NÃO UTILIZE APENAS MAIÚSCULAS EM SEUS COMENTÁRIOS OU ELES SERÃO DELETADOS.
SEGUNDO AVISO.

MA
Visitante
MA

Que droga… Dois orgãos públicos disputando, a FAB não agiliza o processo de regulamentação das VANTs no Brasil, nem se abre a negociar a operação das VANTs da PF e a PF fica sem esse excelente equipamento para vigilância das fronteiras (que diga-se de passagem, é péssima).

Como a Elizabeth já disse, quem sai perdendo é o Brasil.

Pedro
Visitante
Pedro

Marinha da show? Só se de horrores!

Desde 1979 estamos indo atras de um submarino nuclear e somente PODEREMOS ter depois de 2020 ou seja, 41 anos de enrolação, para quando sair ser algo já obsoleto.

Show mesmo, show de incompetencia!

Peacemaker
Visitante
Peacemaker

A TAF (Tarso Air Force) tá bombando hein?

Engraçado como dinheiro para equipar as “forças paramilitares” do governo da República Bolivariana do Brasil aparece rapidinho né? 14 VANTs? Assim: “pá, buff”! Na lata: sem concorrência, sem desenvolvimento, sem ToT, nada…

Já as Forças “oficiais”…

hahahahaha….hilário…Compramos sem licitação….nem clipes de papel…

Galileu
Visitante
Galileu

como eu disse 2 crianças mimadas, mas como disseram, tem que pedir, e com jeito pra Aeronautica, senão vamos ver imagem igual ao do Vant da Georgia hahahahahahahha.

O EB não abaixa a cabeça pro GV! tá na hora da aeronautica acordar.