O Ministério da Defesa da Austrália informou nesta terça-feira, 29 de junho, que foi completada uma fase importante do programa de modernização dos F/A-18 “Classic Hornet” da RAAF (Força Aérea Real Australiana). Trata-se da fase 3.2 do programa de modernização do “Classic Hornet”, em que foi verificado, em aeronaves selecionadas, que haveria a necessidade de trocar a “Centre Barrel” – a mais importante parte estrutural da fuselagem da aeronave, na qual são fixados o trem de pouso principal e as asas.

O programa de modernização foi concedido pela Organização de Material de Defesa (Defence Materiel Organisation – DMO) à L-3 Communications MAS Canada e à BAE Systems Australia. Segundo o Ministério da Defesa, a finalização desse programa permitirá que a frota de Hornet da RAAF possa, com segurança, atingir a data prevista para saída de serviço: 2020.

Segundo a BAE Systems, participante do programa com principal subcontratada da L-3 MAS, foram dez as aeronaves F/A-18 australianas que passaram pela substituição da Centre Barrel, num trabalho que começou em 2006.

FONTE: Ministério da Defesa da Austrália FOTOS: RAAF

NOTA DO BLOG (com informações do site da RAAF): a frota de F/A-18 Hornet da Força Aérea Real Australiana está dividida em quatro esquadrões: o N. 75 Squadron, da Base Aérea de Tindal (próxima a Katherine) e os N. 3 Squadron, N. 77 Squadron e N. 2 Operational Conversion Unit (este último responsável pelo treinamento de pilotos alocados para os esquadrões equipados com a aeronave) que operam a partir da Base Aérea de Williamtown (próxima a Newcastle).

A seleção do Hornet para equipar a RAAF foi feita em outubro de 1981, num contrato de compra de 75 aeronaves, assinado em novembro daquele ano (57 F/A-18A, monopostos, e 18 F/A-18B, bipostos). Pelo contrato, duas aeronaves seriam montadas na McDonnell-Douglas (McAir), nos EUA, e as demais 73 pela GAF (Government Aircraft Factories), em Victoria, Austrália.

Os dois exemplares montados nos EUA chegaram à Austrália, voando, em maio de 1985. Outros dois já haviam chegado, desmontados, em um C-5 Galaxy em junho do ano anterior. As operações do Hornet da RAAF começaram no N. 3 Squadron, em agosto de 1986. As entregas dos modelos bipostos foram finalizadas em dezembro de 1988, e o último monoposto foi entregue em maio de 1990.

Resumindo, as primeiras aeronaves entregues já estão em serviço há 25 anos, e as últimas há 20 anos. A RAAF planeja substituir o F/A-18 Hornet pelo F-35 (as primeiras entregas do novo caça estão agendadas para 2014), e 24 F/A 18 F Super Hornet foram adquiridos para preencher a lacuna entre a desativação de outro importante vetor da RAAF, o F-111, e a entrada em serviço do F-35.

Sobre o F-35, o contrato para a entrega dos primeiros 14 exemplares (no valor de $3,2 bilhões de dólares) foi aprovado pelo Governo da Austrália em novembro do ano passado, e um próximo lote será avaliado em 2012. A Austrália planeja operar três esquadrões de F-35, com 72 aeronares (número muito similar ao da encomenda de F/A-18 Hornet, feita há quase trinta anos), sinalizando a possibilidade de chegar a 100 (dependendo da decisão de quando aposentar os Super Hornet, que começaram a chegar ao país agora, em 2010). Para mais detalhes, veja os links abaixo.

VEJA TAMBÉM:

Tags: , , ,

Quem é Fernando "Nunão" De Martini

Veja os posts de Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

2 Comentários para “Austrália termina revitalização estrutural de seus F/A-18 Hornet”

  1. Mayer 29 de junho de 2010 at 15:50 #

    - o editor!
    Cade as fotos do “combate” paraguay x japão?

  2. Nunão 30 de junho de 2010 at 12:59 #

    Mayer,

    Há matérias específicas tratando dessa piada “jogos da copa x batalhas aéreas” para deixar essa sua solicitação.

    Essa aqui é sobre os F/A-18 australianos e assuntos correlatos.

Deixe um Comentário

É necessário estar logado para postar um comentário. Para ter acesso aos comentários, você precisa adquirir nossa revista Forças de Defesa e solicitar aos editores um login e senha de cortesia.

Russos propõem montar em Cuba helicópteros militares de menor tecnologia

O vice-primeiro-ministro russo para os assuntos da indústria aeroespacial e de Defesa da Rússia, Dmitry Rogozin, declarou, nesta sexta-feira (24.04), […]

Má situação de sua defesa aérea deve impedir Suíça de ceder caças ao Uruguai

  Os oficiais responsáveis pela aviação de caça da Força Aérea uruguaia não estão com sorte. Depois de aguardarem cerca […]

FAB recebe maquete em tamanho real do caça Gripen NG

O protótipo deve participar de exposições abertas ao público ainda em 2015 A curiosidade e o entusiasmo marcaram a exposição […]

Saab assina contrato de aquisição de armas com o Brasil para o Gripen NG

A empresa de defesa e segurança Saab e o Ministério da Defesa do Brasil, por meio do Comando da Aeronáutica […]

Polônia pré-seleciona H225M da Airbus Helicopters para as Forças Armadas do país

Helicóptero passará por demais testes antes da decisão final de aquisição A proposta da Airbus Helicopters em parceria com a […]

Cúpula argentino-russa de Moscou terminou com resultados modestos

Roberto Lopes Editor de Opinião da Revista Forças de Defesa O encontro do presidente da uma potência que vem sendo […]