Home Operações Aéreas Combate dissimilar – Mirage III X F-5E (2)

Combate dissimilar – Mirage III X F-5E (2)

432
70

Como o último post fez mais sucesso do que esperávamos e gerou uma discussão de alto nível, estamos publicando esta segunda parte.

“Somente um piloto muito experiente no Mirage ou um piloto muito novinho no F-5, ou ainda um fator imponderável qualquer do combate , para o F-5 perder um engajamento com o Mirage. O Mirage perde muita energia em curva e, com isto, velocidade, aliado à maneabilidade do F-5, ficava relativamente fácil antecipar e filmar ele. A tática era forçar o Mirage entrar em curva e aí fechar ele. Todas as vezes em que deslocávamos para Anápolis, especialmente depois de 1988
[a partir de 1988 o 1º/14º GAv deixou de ser uma unidade aerotática e tornou-se especializada em defesa aérea], voltávamos vitoriosos e com os pilotos cheios de belas fotos de Jacas na mira para pendurar na parede!”

Major-Aviador Itovar Silvio da Silva, então S3 do 1º/14º GAv

Extraído do livro: ‘Já te atendo tchê! A história do 1º/14º GAV, o Esquadrão Pampa’, de J. Casella e R. Cunha

NOTA: caso você ainda não possua o livro, compre através do site do prof. Rudnei (www.rudnei.cunha.nom.br/FAB/)

LEIA TAMBÉM:

70
Deixe um comentário

avatar
69 Comment threads
1 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
32 Comment authors
Alan DouradoJZG_PedrogrifoEdcreekSirkis Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Rodrigo Cesarini
Visitante
Rodrigo Cesarini

[IRONIA ON]
O Major-Aviador Itovar Silvio da Silva está claramente a soldo do lobby sueco, entregou-se ao chamar os caças de origem francesa de Jacas.
[IRONIA OFF]

[]s

URUTAU
Visitante
URUTAU

Caro Rodrigo Cesarini

Caro Rodrigo o livro foi lançado em 2005 com certeza foi confeccionado muito antes tipo 2002 ouaté anterior a isto portanto a sua acusação ao major não se fundamenta de forma alguma e quanto ao termo ” jaca ” o mesmo é usado via de regra para aviões digamos assim com fraco desempenho ou com manutenção dificil

Um forte abraço Rodrigo

czarccc
Visitante
czarccc

Não adiantou ativar o modo ironia! 🙂

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Quando o F5E foi provado em comabte real e quais suas vitórias contabilizadas? Alguém sabe dizer?
Segue o enterro do FX2 no Blog e sua neura anti-gaulês… Daqui a pouco o site vai publicar fotos do Charles de Gaule de cuecas rsrsrsrsrsrs.
A que ponto chegamos, daqui a estaremos discutindo o renascimento do F20 Tigershark no FX2 tamanha a neura…

Berkut
Visitante
Berkut

De certo que o F-5 leva vantagen no combate a curta distancia sobre o Mirage III, mas… que há pilotos de F-5 “descabelados” na foto…. isso tb é verdade.

Sds,
Berk

Sugestão: Por que o blog não envia um mail para ex-Jaguares e ex-Pampas?…Claro, postem pra gente as respostas!…hehehe

Nick
Visitante
Nick

Pelos depoimentos , compreende-se a preferência do F-5E sobre o MIII na FAB. Tanto pela parte de manutenção, logística, como pelo envelope de vôo.

E claro isso tem impacto na preferência entre um caça americano ou francês.

Agora estou entendendo a origem desse apelido carinhoso de Jaca voadora dada para o Rafale….rsssssss

Apesar que vale ressaltar que o Rafale não é o Mirage III ….

[]’s

fredy
Visitante
fredy

Aos especialistas fica uma pergunta. A que se deve essa demasiada perda de velocidade quando o mirage faz uma curva fechada? Seria a suas asas em formato em delta? Se for isso será que o rafale e o gripen não sofrem com o mesmo problema?

LBacelar
Visitante
LBacelar

Jaca foi um apelido irônico que os pilotos da FAB deram ao F-103 devido a um sério problema, o avião por ter asas em delta, não tinha muita estabilidade em baixas velocidades, e o agravante era ter apenas um motor (Lembra um certo aviaozinhumn que participa do FX2 rsrs) Então se houvesse qualquer pane no motor era praticamente impossível fazer um pouso de emergência com o Mirage III pois ele caía que nem uma “jaca”.

Agora falar que o Rafale é jaca é recalque da tchurminha do aviaozinhumn

LBacelar
Visitante
LBacelar

fredy disse:
28 de abril de 2010 às 9:05

Não sofrem amigo, hj em dia os sistemas fly by wire estão sofisticados demais para permitir isso (vide os SU30 e MIG35 voando de “ré” rsrs )

então os EuroCanards atuais (Typhoon, Rafale e Gripen) são super perigosos tanto no WVR quanto no BVR.

abcs

Sette
Visitante
Sette

No livro ASAS da Força Aerea Brasileira , tem um depoimento de um piloto de mirrage que diz: pilotar o mirrage em baixa velocidade e como controlar uma vaca pulando uma cerca!!!

Antonio M
Visitante
Antonio M

Quer dizer então, que o F35 também é jaca, aviaozinhum ?!?!?!

Fico curioso como seria o comportamento do F5M. Creio que a tanto tempo em uso na FAB e com a qualidade dos pilotos, podem fazer muitos estragos mesmo, pelo desempenho que tiveram na Red Flag.

Clésio Luiz
Visitante
Clésio Luiz

Eu quero ver os pampas irem em Anápolis hoje e sair cantando vitória assim 🙂

Milan
Visitante
Milan

Fredy,

Provavelmente a relação peso/empuxo e a estabilidade aerodinâmica do avião (que é dada pela área da asa).

roberto
Visitante
roberto

Caro Poggio,
Saberia me dizer se nesse livro existem relatos sobre o P-40?
Obrigado.

roberto
Visitante
roberto

Wolfpak,
Aqui você verá algumas vitórias reclamadas pelos iranianos:
http://s188567700.online.de/CMS/index.php?option=com_content&task=view&id=36&Itemid=47

Espero que lhe seja útil amigo.

Marcelo
Visitante
Marcelo

Roberto, se os dados estão corretos, teve F-5E derrubando MiG-25…..

Samuel
Visitante
Samuel

Engraçado o fato dos Mirage III aki no Brasil serem chamados de jacas e os israelense o utilizarem com sucesso em inúmeras guerras, inclusive contra aeronaves talvez mais manobráveis que os F-5, tais como o Mig-21.

LBacelar
Visitante
LBacelar

Estão corretos sim, o MIG25 abatido tinha sido seriamente avariado por um F14A e tentava retornar para a base quando foi atingido por um AIM-9J disparado por um F5E

Roberto
Visitante
Roberto

Marcelo,
Essa aí esta em branco, ou seja de acordo com o glosário, não foi confirmada.
Mas desse pessoal pode-se esperar de tudo.
Vai que o cara do Mig-25 tava dando muita bandeira e levou chumbo!

Roberto
Visitante
Roberto

Just testing new avatar

LBacelar
Visitante
LBacelar

Roberto disse:
28 de abril de 2010 às 11:18

Tem uma edição da revista Asas que narra esse episódio, tudo indica que o FOX 2 do Echo botou o Foxbat p/ beijar o chão

Roberto
Visitante
Roberto

Obrigado pela dica LBacelar.
Eu não gosto da Asas, tem muita babação de ovo.
Estou querendo comprar o livro da Osprey sobre os esquadrões de F-14 do Irã na guerra.

Roberto
Visitante
Roberto

Tem mais esse aqui, só que é do F-5A:
http://s188567700.online.de/CMS/index.php?option=com_content&task=view&id=44&Itemid=47

Parece que os caras do Iemen andaram abadento uns SU-22 com modelo E, vou procurar.

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Putz.. Td vocês tem que trazer para o FX2 ? Comparar Rafale e MIII é a mesma coisa que comparar o SH, com o F4! Nada a ver amigos… O MIII não foi feito para entrar em luta de giro com um F5E, o M2000 que já é desestabilizado entra sem problema algum. O Rafale é jaca, porque não tem o desenvolvimento completo e vários problemas elétricos, que os franceses mascaram ao invés de pegarem o touro pelo chifre e resolverem. Fora isto é um avião normal para a sua classe e projeto. Não é o super-avião-stealth que tentam vender… Read more »

hms tireless
Visitante
hms tireless

“Eu quero ver os pampas irem em Anápolis hoje e sair cantando vitória assim”

Creio que vão continuar cantando vitória assim, só que na arena BVR pois o desempenho do Derby é bem superior ao do Super 530D.

Realista
Visitante
Realista

Sette, diz para este piloto assistir aos vídeos dos pilotos suiços com seus MIII! talvez ele aprenda algo!… ou não! ah sim! talvez os suiços sejam vaqueiros! vai saber!

Realista
Visitante
Realista

F-5M contra M2000 no DF? tão de brincadeira não é?
Eu já presenciei, algumas vezes, as decolagens do F-5M/E e do M2000 e só quem observou isso vai entender o que eu digo! não falem isso! é feio! rsrsrsrsrs

Marcelo
Visitante
Marcelo

hms tireless , acho que o que estava sendo comentado era na mesma arena, ou seja, corpo a corpo com uso do canhão. NO BVR realmente sem chances para o M2000, se tudo correr bem. Não podemos esquecer que o M2000 tb tem BVR, só que o Super 530D não é BVR “fire and forget”, é de guaigem semi-ativa, tem que ficar iluminando o alvo até o impacto, mas em uma arena tática, isso pode ser usado para dispersar os adversários e permitir um dogfight a curta, onde o desempenho da dupla M2000/Magic 2 não pode ser desconsiderado. ATENÇÂO, não… Read more »

Marcelo
Visitante
Marcelo

Relista, pode ser mais claro, fiquei curioso….grato

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Marcelo, acredito que o colega se refira a não existir um termo de comparação de desempenho aerodinâmico entre o M2000 e o Mike.

Livre Pensador
Visitante
Livre Pensador

Só de ver a decolagem os “EXPERT”conhecem a maquina que bom.

Tito
Visitante
Tito

Quanto ao combate entre o F-5M e o M2000, é só ver o resultado da Cruzex.

MA
Visitante
MA

Pela outra matéria, eu entendi que a síntese da tática do Mirage III não é Turn & Burn mas sim Boom & Zoom, e que a faixa de altitude ideal do F-5 e do Mirage III são diferentes. Mas o relato nessa matéria continua comparando ambos em termos de manobrabilidade e conservação de energia em curva.
Será que é apropriada essa comparação?

BARAK
Visitante
BARAK

Até onde eu saiba foram os próprios pilotos do GDA que deram o apelido de “Jaca” ao F-103. Vejam neste vídeo (aos 9 min) o porque do apelido: http://www.youtube.com/watch?v=462AQN6CpqM

Ilya Ehrenburg
Visitante
Ilya Ehrenburg

Bom… Lamento ter que lembrar, mas… O Derby é um míssil de embargo, de desempenho sofrível, como bem sabe os seus construtores. Uma coisa é o funcionamento estimado deste, em um exercício, onde as falhas do sofrível projeto são esquecidas, outra, é o desempenho real em combate, onde as falhas aparecem e se impõem. Por isto tudo, não subestimem a solução Mirage 2000/ Super 530D, afinal, um Mirage F1, equipado com a versão F do Super 530, abateu um F-14A com AIM-54 Phoenix (Guerra Irã-Iraque), e isto, há mais de 25 anos! Quanto ao MiG-25 abatido por um F-5E… O… Read more »

Danton
Visitante
Danton

Caro Ylia “PP” Ehrenburg,

Comparar o obsoleto Super 530D com o Derby é brincadeira não? Não dá nem para começar.

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Caro Roberto, tem MIG25 no currículo do F5E. Obrigado pela lista. O mais interessante é o passeio dos F14A neste Guerra Irã x Iraque.
[]s

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Boa BARAK, caiu como uma jaca… Muito bom o vídeo…
[]s

Ilya Ehrenburg
Visitante
Ilya Ehrenburg

Não foi um passeio a atuação dos F-14A naquela guerra, Wolfpack. Para você ter uma idéia, o currículo do MiG-21 … Inclui um F-14A, equipado com AIM-54 Phoenix.

czarccc
Visitante
czarccc

Obrigado pelo link Roberto. Sabe o que mais me chamou a atenção? Tem dois abates feitos por Cobras contra um Mig-23 e um Mig-21! Os pilotos devem ser ninjas!!

Roberto
Visitante
Roberto

czarccc,
Pois é, ou então os caras dos Migs, uns manés!
Agora dá uma olhada na lista dos iraquianos, pro pessoal que falava da queda do C-130 argentino, tem uma vitória lá, feita por um Mig-25 com um R-40.(hercules do Irã).

G-LOC
Visitante
G-LOC

“O Derby é um míssil de embargo”

Quem sempre fala isso é o Pepê.

“de desempenho sofrível, como bem sabe os seus construtores”

A outra opção para armar o F-5EM era o MICA. Bem mais caro e com o mesmo desempenho (alcance – pois o resto não dá para discutir).

Paulo Rick
Visitante
Paulo Rick

Gente,

Qualquer avião pode ser abatido por outro, isso não quer dizer muita coisa, porém, o F-5 do Irã era o terceiro lugar, em que F-14 e F-4 faziam de fato a primeira linha.

[ ]´s

Sirkis
Visitante
Sirkis

Saudações!

Míssil de embargo é mais um delírio do Pepê, NÃO É MESMO ILYA EHRENBURG? risos

Boa Noite!

Paulo Rick
Visitante
Paulo Rick

O Derby é o míssil BVR ARH mais limitado, sobretudo, em alcance. Creio por isso o Pepe se refere a míssil de embargo.

[]´s

Edcreek
Visitante
Edcreek

Olá,

Amigos não se enganem o Derby é o melhor missel que temos no Brasil, por ser BVR, mas ele não é a 8º maravilha do mundo.

Ele tem seus problemas, para nivel Sulamericano quebra o galho(desde que não enfrentemos Chilenos/ futuramente Venezuelanos e Peruanos que tem ou vão ter os misseis BVR porém ainda precisão complementalos com treinamento e aviões de alerta aereo antecipado).

O derby é bom mas não se compara aos misseis AIM-120, Mica ou R-77 na minha humilde opinião, e não é só no quesito de alcançe que me refiro.

Abraços,

Ilya Ehrenburg
Visitante
Ilya Ehrenburg

Olá senhores, debatedores inseguros. Antes de qualquer coisa, lembro, que o senhor Pedro Paulo Rezênde, possui uma respeitabilidade e um trânsito, entre altas patentes, que creio, nenhum de vocês possam equiparar. Eu tive o prazer de conhece-lo pessoalmente, bem como muito das suas fontes. Dito isto, vamos às respostas: Míssil de embargo: aquele disponível, para quem tem vedado o acesso, para aquisição de mísseis de melhor desempenho, fabricado nos EUA ou Europa, e que por ventura, não tenha acesso algum ao equipamento russo. É o caso de quem adquire o Derby. Cujo desepenho abaixo da crítica, o fez que não… Read more »

Ilya Ehrenburg
Visitante
Ilya Ehrenburg

Em tempo: enganam-se aqueles que acreditam que eu seja o consagrado jornalista Pedro Paulo Rezênde. Não o sou.

Compreendo, pois temos algumas opiniões parecidas, como acontece em geral, com as pessoas independentes de espírito, racionais, de mentes brilhantes e distantes da mediocridade geral. Mas, discordamos em muitas coisas, em vários campos.

No mais, apenas posso dizer que os companheiros, poderão ter como exercício, tentar acompanhar-me no brilho. Já que sou uma montanha tibetana, que alcança e toca o horizonte. Não me surpreende a admiração alheia, bem como a inveja, quanto à minha pessoa, portanto.

Att.
Ilya Ehrenburg

Roberto
Visitante
Roberto

Ilya Ehrenburg (SIC), Que escolha de codinome inusitada, caro amigo! Permita-me o off-topic, a intromissão no gosto e alertá-lo sobre infâme figura histórica. No mais não me lembro de nenhuma relação desse delirante gnóstico com a aviação militar! Vai aqui uma de suas obras: “The Germans are not human beings. From now on the word German means to use the most terrible oath. From now on the word German strikes us to the quick. We shall not speak any more. We shall not get excited. We shall kill. If you have not killed at least one German a day, you… Read more »

Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Pode não ser o Pepê, mas afirma as mesmas groselhas, típicas do comandante de teclado, e tem o mesmo ego inflado dele.