Home Divulgação ‘Blackbird’

‘Blackbird’

353
62

Blackbirds

Leia matéria sobre como era voar uma missão no SR-71 Blackbird, clicando aqui.

COLABOROU: Leo Nishihata

Subscribe
Notify of
guest
62 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Edgar
10 anos atrás

Espetacular a foto, Galante. Pena que o projeto foi abandonado devido aos altíssimos custos, foi realmente uma aeronave muito à frente de seu tempo.

Contentemo-nos apenas com os U-2 agora. 🙂

RatusNatus
RatusNatus
10 anos atrás

Eu comecei a me interessar por aviação devido a este belíssimo pássaro negro.

Nesta época, o melhor era o que ia mais alto e a maior velocidade. Esse era o mais rápido. Foi o melhor do seu tempo.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 anos atrás

Quem for ler o texto, pelo amor de Deus não leve a sério as conversões que o tradutor do texto fez dos números Mach para km/h. O cara simplesmente pegou o valor de Mach 1 ao nível do mar (~1.224km/h) e fez suas contas, sem levar em consideração que a velocidade do som a grande altitude, que é onde o Blackbird voa suas missões, é consideravelmente menor que ao nível do mar. E ainda teve gente lá duvidando de mim. E por falar nisso, enquanto eu pesquisava para dar respostas lá, fiquei chocado ao descobrir que os sites das forças… Read more »

Marcelo Tadeu
Marcelo Tadeu
10 anos atrás

Foi um avião espetacular!!! Ainda tenho o volume 1 de “Aviões de Guerra” , onde no fascículo 3, se não me engano, era sobre esta máquina. Um dos símbolos da guerra fria. Desculpem a nostalgia, mas é que até hoje ainda não lançaram uma coleção tão rica em detalhes quanto aquela.

RenanZ
RenanZ
10 anos atrás

SR-71 Blackbird….

Esse sim é um nome de respeito!

Ainda me causa um certo calafrio ao ler sobre esta aeronave, fiquei pasmo ao saber que sua velocidade máxima era limitada à MACH 3.6 apenas por causa da integridade estrutural de seu canopy!

Fluido hidráulico que se congelava a uma temperatura inferior a 30ºC
Combustível JP-7, tão volátil quanto água….
Altitude operacional de 27 km
Velocidade de até 1km/s

E tudo isso feito pela tecnlogia dos anos 60
Imagine o que de tão avançado há hoje ?!?!?!?!

Tomcat
Tomcat
10 anos atrás

Galante, e o crédito pela sugestão de post? 🙂

[ ]’ s

Justin Case
Justin Case
10 anos atrás

Clésio, boa noite.

Sobre o assunto, complemento:
A velocidade do som no ar varia de acordo com a temperatura.
Podemos observar que a diferença não é tão grande assim. Veja a tabela de velocidade do som para as condições padrão (ISA).
http://home.iae.nl/users/wbergmns/jetmach1.htm
Veja que a velocidade do som se mantém constante a partir da tropopausa (altitude > que 36.000 pés, onde passamos a ter temperatura constante).
Abraços,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

Alexandre Galante
10 anos atrás

Tomcat, obrigado! 🙂

Tomcat
Tomcat
10 anos atrás

Renanz, Sem querer desmerecer os engenheiros atuais, os da década de 60 eram sinistros. Na base da régua de cálculo e utilizando computadores mais limitados que a calculadora xing-ling do camelô da esquina, construiram obras de arte como o B-58 Hustler, XB-70 Valkyrie, SR-71 Blackbird, entre outros, e ainda mandaram o homem à lua. Não tenho dúvidas de que, se este esforço continuasse, já estaríamos em Marte faz tempo e o ano 2000 seria muito parecido com o mundo dos Jetsons… 🙂 Muito se deve à corrida armamentista da guerra fria e hoje não há cenário político que demande esse… Read more »

Tomcat
Tomcat
10 anos atrás

Valeu, Galante! 🙂

Alex
Alex
10 anos atrás

homem a lua, onde e quando…

Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 anos atrás

@Justin Case

Na verdade tem mais a ver com a densidade do meio em que o som se propaga. Quanto mais denso o meio, mais veloz é sua velocidade. Obviamente, a densidade do ar varia de acordo com a temperatura, mas também umidade. O som se propaga velocidades fantásticas em meios mais densos que o ar, como a água do mar ou os trilhos de trem.

Wilson Giordani de Souza
Wilson Giordani de Souza
10 anos atrás

(…)

homem a lua, onde e quando…

(…)

Ai meu Deus…

Alexandre Galante
10 anos atrás

Como eu sofro…

Danilo
Danilo
10 anos atrás

Incrivel o relato do piloto, parabéns por divulgar a todos nós !

Sem palavras …

jomado
jomado
10 anos atrás

…o homem nunca teve na lua, foi uma armação dos yankes, deu na globo esses tempos…

jomado
jomado
10 anos atrás

…oque que é “Jetsons”?

Vilas Nobre
Vilas Nobre
10 anos atrás

“Wilson Giordani de Souza disse:
14 de abril de 2010 às 20:12
(…)

homem a lua, onde e quando…

(…)

Ai meu Deus…”

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!??????????????

Tecnocop
Tecnocop
10 anos atrás

Bela história e depoimento do piloto do Sr-71.Parabéns ai por compartilhar conosco tal informação.

Marco Nunes
Marco Nunes
10 anos atrás

O mais lindo avião de todos os tempos. Sem contar o quanto ele estava à frente do seu tempo.

É de emocionar!

Vilas Nobre
Vilas Nobre
10 anos atrás

“jomado disse:
14 de abril de 2010 às 20:31

…o homem nunca teve na lua, foi uma armação dos yankes, deu na globo esses tempos…”

espero que esta tenha sido uma ironia…

jomado
jomado
10 anos atrás

….será que o sarkozy não deu o santo daime pro lulinha….sei-lá tenho minhas desconfianças….

HARPIA
10 anos atrás

Acho que esse trecho ficou meio esquisito. A velocidade contiua a aumentar, mas durante esse trecho da rota, não tenho humor para puxar os manetes para trás. A voz de Walt fura o silêncio do cockpit avisando sobre mais sinais de mísseis lançados. A gravidade da voz de Walter me diz que esses sinais são mais válidos que os outros. Em poucos segundos ele me pede para empurrar tudo. “EMPURRAR TUDO??????” Tô começando a achar que isso é um “conto erótico a bordo de um BLACKBIRD nas alturas”. Desculpem amigos, mas foi mais forte que eu, rsrs… 😀

jomado
jomado
10 anos atrás

“jomado disse:
14 de abril de 2010 às 20:31

…o homem nunca teve na lua, foi uma armação dos yankes, deu na globo esses tempos…”

espero que esta tenha sido uma ironia…

Não, é uma afirmação!…eles tavam perdendo a corrida espacial para os russos, então usaram de um artificio, fizeram um filme do homem chegando a lua…até os russos cairam, só foram descobrir depois, mas dai eles calaram para não serem motivo de chacotas(só foram descobrir anos mais tarde o embuste) da comunidade internacional !

Nick
Nick
10 anos atrás

Sou fan da velocidade, e quando li o relato do piloto a mach 3.5…que inveja…

Aeronvae tão fantástica que serviu para filmes como X-MEN e Transformers. O design dele é incomparável, uma peça de arte.

Fantástica Aeronave, relato impressionante do piloto,

parabéns ao Blog e ao Tomcat!

[]’s

Matheusts
Matheusts
10 anos atrás

Bem é bom ouvir materias assim envés de debater e falar com funciona uma aronave ou mesmo como ela mata.

Pra mim é um sonho ser piloto mais eu não quero matar com um avião
mais sim apreciar as manobras e sua velocidade incrivel.
Eu com uma aronave ao menos sob o meu controle nem que seja por miseros segundos seria um sonho realisado para mim.

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Impressionante…

Pra mim, esse piloto é um dos homens mais sortudos do planeta, eu trocaria um prêmio da Mega-Sena para ter a experiência que ele teve.

jomado, quais são as razões que o fazem acreditar que o homem não foi a Lua? Quais são os argumentos que o levam a essa opinião?

robert
robert
10 anos atrás

o galante vai ter que fazer uma votaçao ali do lado:

Afinal, o homem foi ou nao foi á lua?

( ) SIM

( )NÃO

eu mereço….

Tomcat
Tomcat
10 anos atrás

Rodrigo,

Se não quiser perder toda a Mega-Sena, na Rússia existem vôos de Mig-25 comercializados, Dá para fazer alguns vôos e ainda sobram uns trocados. Você voa a quase Mach 3 e a uns 25.000 m! Dá para ver a curvatura da Terra!

Mas não é o mesmo que ser piloto de Blackbird…

[ ]’ s

The Captain
The Captain
10 anos atrás

Galante, estes caras que perguntaram: “Homem na lua, onde e quando?”, tão de sacanagem conosco, né?

Digo: Não é possível que aqui, em sã consciência tenha alguém que apreciando tecnologia, e é isto que apreciamos em essência na trilogia, não creia que o homem foi à lua.

Edgar
10 anos atrás

Uma pergunta interessante: Em nossa década, no auge dos satélites, estas aeronaves ainda teriam utilidade? Talvez numa possibilidade de redundância a sistemas baseados em satélites, não deixando o Estado dependente apenas de uma tecnologia?

Fica aí a sugestão de debate.

Guilherme Poggio
Editor
10 anos atrás

Justin Case e Clésio Luis O fator primordial para a velocidade do som não é a temperatura e nem a densidade do meio, mas sim a “elasticidade” do meio. Esse assunto foi abordado por mim quando escrevi o (ainda inacabado) texto “Guia de gerra antisubmarina”. Vejamos o item 3.2 do referido texto: 3.2 VELOCIDADE DO SOM O conhecimento da velocidade do som é importante para a Guerra Anti-Submarina porque a variação da mesma afeta a transmissão e pode significar a existência de refração ou absorção do som. Geralmente as pessoas que possuem um pouco de conhecimento aeronáutico sabem que a… Read more »

Edgar
10 anos atrás

Ah sim, sobre a Lua, totalmente off-topic, obviamente que o homem nunca foi à Lua e foi tudo armação do império capitalista do mal, afinal, a nação mais poderosa à leste de Greenwich, que possuía todo o mapeamento de Vênus, pioneira na exploração e envio do homem ao espaço, foi totalmente ludibriada pelo filme “impecavelmente” produzido por Holywood. Fala sério, dizer que o homem não foi à Lua é duvidar da inteligência dos próprios astrônomos e engenheiros soviéticos. Este pessoal anti-americano precisa de mais argumentos concretos ou que se fixem em atrocidades e mentiras realmente feitas pelo governo americano. Ah… Read more »

Justin Case
Justin Case
10 anos atrás

Valeu, Poggio.

Concordo.
Grato por ter expandido o assunto para um universo mais amplo.
Estávamos restritos à velocidade do som no ar.
Quando finalizar o documento, por favor disponibilize o link para nós.
Abraço,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

The Captain
The Captain
10 anos atrás

Alguém saberia dizer se o “Aurora”, que presumivelmente teria substituído o Blackbird, tem realmente alguma chance de existir ou ter existido?

Guilherme Poggio
Editor
10 anos atrás

Justin Case

Esse é o problema. Não sei se vou terminar algum dia. O texto começou a crescer e crescer, incorporando logarítimos e Lei de Snell, ou seja, não vende bem.

Duvido que tenha público. E se tiver, será para os especialistas que acharão o texto muito básico.

Leonardo Besteiro de Almeida alves
Leonardo Besteiro de Almeida alves
10 anos atrás

Só quero dizer uma coisa. Obrigado ao Poder Aéreo pela possibilidade de ler algo tão bacana e emocionante. Vocês estão de parabéns, sempre nos surpreendendo com matérias super legais e oportunidades fantasticas. Novamente parabéns e uma salva de palmas ao Poder Aéreo!!!

Amdré Castro
Amdré Castro
10 anos atrás

Este avião parece ter saido de um filme de ficção científica

JapaMan
JapaMan
10 anos atrás

Belíssima Aeronave, meu Deus!!! essa foto esta incrível, comecei a me interessar por aviões graças a esse avião.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 anos atrás

Voltando ao Blackbird, quem se arrisca a dizer os modelos expostos na foto do artigo?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
10 anos atrás

Me refiro as versões do Blackbird, não os cargueiros ao fundo 🙂

Galileu
Galileu
10 anos atrás

“ahahahha trocaria a mega-sena para ser piloto.”

Não faça isso companheiro como o colega disse, paga pra mãe russia que eles dão voltinah de mig 25, e a velo é quase igual

Vitor
Vitor
10 anos atrás

Blackbird! Verdadeiro opalão. Fica até vazando oleo na garagem depois de uma voltinha.

RAF
RAF
10 anos atrás

Sou apaixonado por esse avião, na minha opinião a maior lenda da historia da aviação. Esse superou em muito seu tempo.

Obs: Também trocaria a loteria por um desses.

Pedro
Pedro
10 anos atrás

Esse virou lenda… o terror dos comunistas.

ABRAÇOS.

black_762
black_762
10 anos atrás

Matéria excepcional. Fechei bem a noite.

Paulo Costa
Paulo Costa
10 anos atrás

Um dos ultimos trabalhos do Blackbird,era fotografia lateral na Europa Oriental,existia um esquema de voo,em que de Mach3,reduzia a Mach .8
para reabastecer,novamente com combustivel,acelerava a Mach3 de novo,e assim por varias vezes no percurso,sem contar os misseis e
aviões do antigo pacto de Varsovia que tentavam derrubar o SR-71.
A fuselagem era de titanio corrugado,que expandia na velocidade maxima devido ao calor da fricção.O maior desafio do SR-71 era
o calor gerado pelo mach 3.0…

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Por ser uma unidade de medida “variável” não é interessante na prática se usar o número Mach como unidade de velocidade quando se deseja informar a velocidade de uma aeronave Para tanto o uso de “metros por segundos”, “quilômetros por hora”, “nós por hora”, etc, é mais conveniente. Dizer que um Concorde está a Mach 2 não nos informa sua velocidade real já que o mesmo só conseguia fazê-lo a mais de 12.000 metros de altitude, onde a onda de choque sônica se dá muito mais “cedo” do que se estivesse ao nível do mar, ou seja, ele estará bem… Read more »

Alecsander
Alecsander
10 anos atrás

Cara o Blackbird é uma aeronave incrível, fantástica e sensacional, diz à lenda que quando os seus engenheiros o apresentaram pela primeira vez em 1962 para seu piloto de teste, o piloto deu uma boa olhada no SR-71, saiu para fora e passou a mão no rosto como se não estivesse acreditando no que estava vendo. Imaginem só, uns 40 anos antes, as pessoas ainda cruzavam o atlântico em navios, e voavam em dirigíveis, e do nada aparece uma aeronave mais extraordinária que qualquer espaçonave imaginado pelos diretores de filmes de ficção cientifica. Isso deixaria o cara desconcertado mesmo, para… Read more »

Theo Gatos
Theo Gatos
10 anos atrás

FANTÁSTICO post e LINDA foto ! ! ! Nossa que inveja! E nós discutindo 36 caças… Desse jeito potência o Brasil não será tão cedo… Sabe o que seremos no futuro? Seremos o país do futuro! É triste, mas é verdade, eternamente o país do futuro… Com esse pensamento que nossos líderes tem vai ser complicado o mundo olhar pra nós com uma opinião diferente da famosa frase do Charles De Gaulle! Aliás deixando esse pessimismo todo de lado e falando com o lado emocional mais do que racional, preferia ToT do Blackbird do que o Rafale ou Gripen ou… Read more »