Home Divulgação Carta da CIESP aberta à nação

Carta da CIESP aberta à nação

236
124

(esta carta foi tema de matéria anterior, mas a íntegra ainda não havia sido publicada no Blog do Poder Aéreo. Vale a pena analisar o texto e debater detalhes do conteúdo)


Gripen frontal

CIESP

O governo brasileiro está na iminência de decidir qual a melhor alternativa para equipar a FAB – Força Aérea Brasileira com 36 aeronaves de caça supersônicas (Programa F-X2). Por que este assunto vem levantando tanto interesse da mídia dos países desenvolvidos e em desenvolvimento do globo? Por que um “simples” reequipamento da FAB vem levando os presidentes e principais autoridades das nações participantes desta concorrência a se envolverem diretamente?

O objetivo desta carta é esclarecer a população brasileira da real importância deste processo e como o o mesmo irá influenciar as nossas vidas.

Em todas as Forças Militares do mundo, e o Brasil não é uma exceção, a aquisição de material bélico tem que obedecer inicialmente às necessidades estratégicas militares, seguidas de seus custos e benefícios econômicos para a nação e por fim geopolítica, sendo esta última baseada nos interesses do país em se posicionar soberanamente.

A FAB escolheu o caça sueco Gripen devido às características tecnológicas, econômicas e de desempenho apresentadas por esta aeronave.

Porém, segundo dados divulgados pela imprensa, a empresa concorrente Dassault, francesa, com o avião Rafale, teria um custo de US$ 6,2 bilhões e um valor de manutenção de US$ 4 bilhões, totalizando US$ 10,2 bilhões. Já a concorrente Boeing, americana, com o avião F-18, teria um custo de US$ 5,7 bilhões, com um valor de manutenção de US$ 2 bilhões, totalizando US$ 7,7 bilhões. Por sua vez, a concorrente Saab, sueca, com o avião Gripen NG, teria um custo de US$ 4,5 bilhões, com um custo de manutenção de US$ 1,5 bilhões, totalizando um valor de US$ 6 bilhões. Além disso, o caça francês, preferido pelo Governo Federal, gerará em nosso país menos de 10% dos empregos que seu concorrente Gripen.

Gripen longitudinal

Por fim, o Brasil ficará extremamente dependente de uma única nação como fornecedora de material bélico, já que firmou com o governo francês compromisso de compra de cinco submarinos, na ordem de R$ 11,5 bilhões, e de 50 helicópteros, por mais de R$ 4,7 bilhões, o que estrategicamente é um erro absoluto para uma nação que pretende se tornar soberana.

Um governo é o representante legal do povo que o elege, portanto, deve ter como principal compromisso usar com responsabilidade e sabedoria todos os recursos arrecadados com os impostos pagos pelos contribuintes.

O que motivou o governo brasileiro a declarar sua preferência por uma aeronave mais cara e que nos trará menos benefícios?

A FAB é real sabedora do que ela necessita, pois com sua competência e capacitação deu suporte para construir a terceira maior indústria aeronáutica do planeta.

Portanto, qual o motivo de negligenciar a escolha da FAB e seus especialistas?

Este é um momento único, pois o Brasil desponta como uma das candidatas à potência global, levando os governos de todos os países participantes desta concorrência a se envolver diretamente. Portanto, em situação igual, qualquer negociante com a mínima competência conquistaria vantagens para sua organização.

No entanto, o governo, segundo reportagens recentes, vem buscando contrariar a lógica da racionalidade, ao preferir um produto que absorverá de nosso tesouro além do necessário para defender nosso espaço aéreo.

O caça francês, se escolhido, será uma derrota para todo o povo brasileiro, pois perderemos a oportunidade de nos tornarmos soberanos e independentes como nação e como potência.

Em consequência disso, a diretoria do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) Regional de São José dos Campos, que congrega cerca de 60% das empresas do setor aeroespacial e de defesa brasileiro, está preocupada com a finalização deste processo, no qual se discute que o trabalho meticuloso, sério e profissional, desenvolvido pelo Comando da Aeronáutica, pudesse ser desconsiderado.

A Diretoria do CIESP – Regional de São José dos Campos vem a público declarar que considera de vital importância para o futuro da indústria de defesa brasileira que, com relação ao F-X2, o processo de seleção conduzido pelo Comando da Aeronáutica, suas conclusões e recomendações sejam acatados e respeitados pelo governo federal.

São José dos Campos, 10 de fevereiro de 2010

Almir Fernandes
Diretor

Ney Pasqualini Bevacqua
Nerino Pinho Junior

Vice-Diretores

CIESP – Regional de São José dos Campos

Subscribe
Notify of
guest
124 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Robson
Robson
10 anos atrás

Entre o presidente e alguns empresarios quem pensa mais na nação, eu fico com presidente?

empresas privadas não pensam em defesa visam apenas lucro só isso,

Lacerdinha
10 anos atrás

A Dassault será muito bem vinda no Estado do Rio de Janeiro.

TADEU
TADEU
10 anos atrás

ESSE PAÍS É UMA DEMOCRACIA, QUE OS OUTROS SETORES INTERESSADOS APAREÇAM PARA LUTA, NÃO ADIANTA SE ESCONDER E ESPERAR.

Fuzila
Fuzila
10 anos atrás

Natural para quem está prestes a perder alguns milhões em contratos e alguns “incentivos” …

Robson
Robson
10 anos atrás

Se a Dassault quiser eu posso falar com os sem terras ou os indios aqui do Pará eles podem doar um terreno pra fabricar o Rafale aqui. rsrs

RenanZ
RenanZ
10 anos atrás

Nossa …

Como pode.?!?!?!

Mesmo apresentando fatos concretos, ainda há aqueles
que preferem o RAFALE por qualquer que seja o pífio motivo

Espero mesmo que esta decisão seja adiada para o próximo governo, pois se for o RAFALE………decepcionante

Gerson Victorio
Gerson Victorio
10 anos atrás

“Dejavu”….

Barreto
Barreto
10 anos atrás

Tudo é jogo,todos os lados querem ganhar algo,e irão ganhar algo com isso.
eu prefiro ficar do lado do Governo,que pouco pensa na nação,mas o mesmo o faz.

Bravo os guerreiros brasileiros do EB,MB e FAB.

emerson
emerson
10 anos atrás

minha pergunta é outra….. o que leva a CIESP a se fazer porta-voz da FAB? Isso faz algum sentido?

Para mim é fato inédito que uma confederação de indústrias faça tão intenso lobby à favor de uma empresa estrangeira e no escopo de uma decisão sobre equipamentos militares.

Quem deu tal poder de decisão à CIESP?
Não me agrada uma entidade civil se colocar como porta-voz da FAB.

th98
th98
10 anos atrás

Quero observar alguns pontos. 1° “segundo dados divulgados pela imprensa” toda a argumentação é baseada em suposições da imprensa, todos aqui sabem que os preços só secretos e que a real proposta não é de domínio publico 2° “A FAB escolheu o caça sueco Gripen devido às características tecnológicas, econômicas e de desempenho apresentadas por esta aeronave.” ques características são essas, já que a negociação de TT terá que envolver muitos países,os preços de hora voo não são muito reais e o desempenho do NG tenderá a ser inferior ao SH e ao F3. 3° “O caça francês, se escolhido,… Read more »

Thiago Pimenta |[Flankero
10 anos atrás

Ráh… Coisas como essa vem somente par manipular a opnião publica. Afinal, eles querem um pedaço desse bolo bilhonário da industria de defesa. Falam que a FAB é quem tem a maior capacitação para decidir qual avião comprar, e depois falam que será uma derrota em ser soberano, mas não diz aonde será essa derrota! Sendo o Gripen, Rafale, Super Hornet ou até mesmo um avião chines, russo a nossa soberania seria a mesma! Ficariamos “dependentes” de uma nação estrangeira da mesma forma. Além do que, o que a SAAB e seu governo tem a oferecer realmente além dos avioes?… Read more »

rober
rober
10 anos atrás

Essa carta está mais para uma carta querendo pegar otários: Vamos aos fatos,olhem a figura tem quase o mesmo número de componentes ingleses em relação aos suecos,e olha que os suecos são os projetistas,o sistema de contrle de combústivel é francês,teriamos que negociar cada item desses com a inglaterra e a alemanha e tb com a frança,fariamos partes sem importancia,ou vcs acham que os suecos transfereriam as partes vitais do caça em que eles são responsáveis. Outra verdade esses senhores da Ciesp,estão mais preocupados com o bolso deles,pois sabem que terão um novo AMX,a grana vai jorar e não terão… Read more »

rogerio
10 anos atrás

concordo emerson isso realmente e ruim pois mostra que os empresarios estão cade vez mais controlando o pais de forma que se ninguem contestar iram controlar as forças armadas pra que façam papel de segurança para empresas civis como ciesp eafim dos seus interesses

Skill
Skill
10 anos atrás

Alias não vi o relatório da FAB…vi e ouvi especulações.

Sem contar que o Relatório Oficial nas maos do Jobim diz…” que todos os vetores satisfazem a FAB”…mas abre uma brecha alegando que F3 será o mais “aberto” às tecnologias sensiveis.

Então..mais uma vez…especulação.

Alias…a alegação que será gerado empregos é realmente verdade…só lembrando que QUALQUER VETOR ESCOLHIDO gerará empregos.

Eduardo
Eduardo
10 anos atrás

Só pra fazer um exercicio mental!!!!!!
A Dassault está desesperada para fazer sua primeira venda fora da França, participando de varias concorrencias pelo mundo. O rafale seria então sua melhor propaganda, mas os Mirage e que estão sendo usados nas operações francesas no Baltico e no Afeganistão e tambem no exercicio no brasil ano passado.
Não seria melhor utilizar o Rafale e mostrar toda sua eficiencia??????

Mateus Lobo
Mateus Lobo
10 anos atrás

Tô cansado de FX-2 não vou nem mais comentar sobre isso enqunto não sair uma decisão eu vou ficar feliz do mesmo jeito se for rafale ou gripen NG, mas eu prefiro o rafale, só não quero o SH, não pelo avião que é excelente mas o país que o fabricatem um congresso muito chato às vezes.

PORQUE O PODER AEREO NÃO TEM MASCOTE?!!!
O FORTE JÁ TEM O SEU.

Nelson Lima
Nelson Lima
10 anos atrás

Uma boa resposta pra alguns pilotos de caça de lan house que escrevem por aqui e pro grande jurista que caiu de para-quedas no Mindef

rogerio
10 anos atrás

assino embaixo rober esses empresarios ja se metem demais no pais como
exemplo a politica e agora ja querem se meter em algo importante que e a defesa do pais para encherem ainda mais seus bolsos gananciosos as custas da população tão sofrida que paga impostos diferente desses sangessugas da população

th98
th98
10 anos atrás

RenanZ disse:
8 de abril de 2010 às 18:11
Nossa …

Como pode.?!?!?!

Mesmo apresentando fatos concretos, ainda há aqueles
que preferem o RAFALE por qualquer que seja o pífio motivo

que fatos concretos??? que vamos produzir, para o Gripen, partes que ja sabemos fazer??
Que o preço dele é menor, mesmo numca tendo sido feito m unico NG, que pode dar um milhão de problemas na exacução do projeto, que a França pode boicotar o NG????

Bosco
Bosco
10 anos atrás

emerson,
a partir do momento em que o programa F-X2 deixou de ser para a aquisição de um avião de caça e virou um programa de transferência de tecnologia, foi dado “poder” às entidades pertinentes de se manifestarem.
Aliás, a FAB parece ser a instituição menos importante nisso tudo, passando para as empresas, os centros científicos e as ambições político-estratégicas do atual governo a responsabilidade de escolher o caça que irá defender o território brasileiro pelos próximos 40 anos.

Robson
Robson
10 anos atrás

Nelson Lima, eu sou piloto de simulador, não em lan em casa mesmo, você deve ser piloto de mirage – 2000 em Anápolis, pra ter tanta propriedade,

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
10 anos atrás

Três empresas foram chamado para uma compra de 36 caças: um sueco, um americano e um francês. – Vendo por US$ 3 bilhões – disse a SAAB. – Um pela mão-de-obra, um pelo material e um para meu lucro. – Vendo por US$ 6 bilhões – propôs a Boeing – Dois pela mão-de-obra, dois pelo material e dois para mim, mas garanto serviço de primeira! – Faço por US$ 9 bilhões – disse Sarkozy. – Nove bilhões? – espantou-se Jobim. – Por quê? – Três para mim, três para você e três pra Dassault fazer o caça. – Negocio fechado!… Read more »

th98
th98
10 anos atrás

Bosco
sem questionar sua esperiencia, mas para os empresarios o que vier vai ser lucro, já que eles vão receber capacitação e isso não tem preço, o queeles querem é advogar em favor de quem pagou mais pra eles. Sobre a FAB, ninguem numca leu uma unica pagina do relatorio da FAB, ou seja é tudo tiro no escuro

Tõe Alves
Tõe Alves
10 anos atrás

O melhor que o GF faz, é acabar com esse FX-2.
Essa compra já virou palhaçada. É tanta gente dando opinião. O pior é que a maioria dos novos especialistas (CIESP, CUT etc), opte por um caça que nem existe.
Que venha o FX-3.

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Pessoal,
se formos comparar quem pensa mais em “lucrar” (se o Estado, o Governo ou o empresariado) vai ficar complicado.

rogerio
10 anos atrás

sabe o que deveria ser feito desde o inicio pra acabar com essa confusão
simples comprase 30 rafales e mais 30 gripen ng dando um total de 60
assim agradava a todos e terminava essa confusão pois não a certeza desse ter num futuro uma frota de 120

rober
rober
10 anos atrás

Tiago Jeronimo espero que o senhor tenha dados que comprovem as suas afirmações,pois se não os tem,não acho certo levantar falso testemunho contra uma pessoa,não cai bem para um homem,fica parecendo mais coisa de mulher fofoqueira!

rogerio
10 anos atrás

mais uma coisa gente pra um pais que não tem dinheiro para manter suas
forças armadas ja tem pelo menos garantido blindados como o guarani,helicopteros como ec725e mi35,e 4 submarinos diesel melhor que nada para esse pais que pensa pequeno ,estamos na frente da costa rica ,uruguai, e afeganistão otimo

RatusNatus
RatusNatus
10 anos atrás

Pelo amor de Deus. Parem de dar espaço a lob pago!

O valor da oferta francesa já foi divulgado e ainda tem gente montando lob sobre informações que já foram desmascaradas como factoides.

Esse valor de US$10bi só saíu na Folha de SP… e ainda tem gente que acredita neste jornal que tem como acionista uma empresa estrangeira de mídia de onde saíram os 2 primeiros presidentes sul-africanos do sistema do apartheid.
Dizer que este jornal é de direita é um elogio. Na verade ele é de extrema direita com um pézinho no neonazismo.

Bosco
Bosco
10 anos atrás

th, eu só disse que a FAB é a que menos foi ouvida no processo. E pelo que sei, ela se baseou muito mais em requisitos como a “transferência de tecnologia” do que na questão operacional, tal o rumo que tomo esse programa de “aquisição de um caça para a FAB”, repetindo, para a FAB. Quanto a “lucros”, acho que o governo é tão ou mais suspeito pra falar do que o empresariado. A maioria desses senhores que defendem com unhas e dentes a atual “parceria estratégica”, dentro de alguns dias ou no máximo, meses, sequer estarão em seus atuais… Read more »

Sheppard
Sheppard
10 anos atrás

Deixa eu ver se entendi bem, comprar um caça frances é um “erro absoluto para uma nação que pretende se tornar soberana” ? Então quer dizer que ao comprar caças de qualquer outro país a nação não estará cometendo este erro ?! Nem sei o que falar nesse caso, mas “uma nação que pretende se tornar soberana” deveria fazer os seus próprios caças, com tecnólogias próprias. Pena que estes … aquilo, que estão governando nosso país ainda estão pensando em interesses próprios (coisa que td mundo já sabe) e não na segurança da nação e na vida dos pilotos que… Read more »

Challenger
Challenger
10 anos atrás

Medidas desesperadas.

Pergunta: O que os empresarios da Fiesp, vão fazer se o Rafale ganhar? Vão virar as costas para a Dassault? Francamente.

Mateus Lobo
Mateus Lobo
10 anos atrás

Uma sugestão de mascote do blog:

http://ego.globo.com/Gente/Noticias/0,,MUL1028001-9798,00-DE+ROUPAO+DE+ONCINHA+VICTORIA+BECKHAM+POSA+COMO+PILOTO+SEXY.html

Alexandre Galante
Reply to  Mateus Lobo
10 anos atrás

Lobo, tá bem caidinha essa mascote hein? 😉
Tem que ser uma melhorzinha. Mas valeu, abraços!

Paulo
Paulo
10 anos atrás

Este tipo de manifestação por parte das indústrias acontece no mundo inteiro. Afinal, quem gera empregos, renda e impostos são as empresas. E para tanto elas precisam sobreviver. A diferença de metodologia entre nós e os países “sérios” é que lá isto é feito na surdina. O loby empresarial corre solto em todo lugar. Nos Estados Unidos ser lobista é uma profissão reconhecida e aceita e eles circulam livremente pelo congresso. Portanto, não vamos nos surpreender mais com estas coisas. Sem saber qualquer detalhe dos documentos oficiais do FX2, apenas baseado no que “diz” o relatório da FAB e a… Read more »

Alexander
Alexander
10 anos atrás

O texto acima fala como se o principal objetivo da compra de caças fosse o geramento de empregos. Qual é o principal objetivo da compra é logicamente ter um avião a altura de nossas riquezas e garantir a soberania do espaço aéreo brasileiro, e não qual avião geraria mais emprego esses empresarios so pensam no lucro nada mais.

O pior que esse texto faz a cabeça do povo desinformado. Seria bem melhor que a compra fosse secreta não dando munição a maldita midia.

Bosco
Bosco
10 anos atrás

Eu sempre defendi que o programa exclusivamente militar de aquisição de um caça para a FAB, para substituir os Mirage em curto prazo fosse separado de um programa de transferência de tecnologia de longo prazo e com grande envolvimento da sociedade civil para a capacitação científica e tecnológica para que possamos ter um alto grau de autonomia no desenvolvimento e na produção de uma próxima geração de caças, pós F-X2. Quanto a parceria estratégica, não vejo como sendo o melhor caminho a dependência de apenas um “fornecedor” e não acho que o Rafale seja a melhor opção tendo em vista… Read more »

Top Gun
Top Gun
10 anos atrás

Eduardo disse: 8 de abril de 2010 às 18:22 “Só pra fazer um exercicio mental!!!!!! A Dassault está desesperada para fazer sua primeira venda fora da França, participando de varias concorrencias pelo mundo. O rafale seria então sua melhor propaganda, mas os Mirage e que estão sendo usados nas operações francesas no Baltico e no Afeganistão e tambem no exercicio no brasil ano passado. Não seria melhor utilizar o Rafale e mostrar toda sua eficiencia??????” – Mas eles também estão usando o Rafala! O problema é que o Rafale F2 não tem o pod damocles operacional (só na versão F3)..… Read more »

Gaspar
Gaspar
10 anos atrás

Todo processo do FX-2 foi um engôdo generalizado para esconder certamente algo bastante podre. A escolha do governo federal pelo Rafale foi feita em 2005 quando decidiu que o gap fill seria o Mirage 2000, mesmo a FAB sendo contra. Desde este dia tudo já estava acertado, para nossa sorte como nosso presidente é um fanfarrão que abriu a boca antes do tempo demonstrando o que era todo o FX-2, o mais novo mensalão da república. Todo o processo foi um jogo de cartas marcadas, a FAB foi enrolada, acreditou que era um processo sério, mas nossos políticos são tudo… Read more »

Danilo
Danilo
10 anos atrás

Sou a favor de um movimento visando a publicação do relatório da FAB. Os detalhes secretos podem ser omitidos, mas seria importante saber qual os melhores nos quesitos operacional, logístico, transferência de tecnologia, offset, geração de empregos e os preços de aquisição e de manutenção.
Se o Rafale estiver em primeiro na classificação me tornarei o rafalista número 1.
Transparência já!!!

Nick
Nick
10 anos atrás

Enquanto parte interessada no processo, eles tem o direito de opinar, tanto eles como a CUT, Entidades de classe, Universidades, Intelectuais, entusiastas…… Por enquanto o Brasil ainda é uma democracia, e opiniões contrárias ao governo ainda podem ser exercidas. Mas quem decide é o Governo Federal , através do seu Presidente, aconselhado pelo seu MD e referendado pelo seu CDN. E como já declarado em alto e bom som. Pelo Presidente e MD. O Rafale já venceu. Vamos voar o 3º melhor avião de combate dentro do TO da América do Sul. Tudo em nome da Parceria Estratégica. Um brinde… Read more »

Andre Oliveira
Andre Oliveira
10 anos atrás

Mais uma vez a elite _____________________________________ô mágoa..

NOTA DO EDITOR: COMENTÁRIO EDITADO POR CONTER INFORMAÇÕES DE CUNHO RACISTA, PRÁTICA TOTALMENTE REPUDIADA PELO BLOG

Vader
Vader
10 anos atrás

Gaspar disse: 8 de abril de 2010 às 19:17

EXCELENTE comentário. Parabéns!

Faço minhas as suas palavras porque não tenho mais saco pra escrever sobre o lixo que foi esse FX2.

Vader apóia o ENTERRO do FX2!

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Vader, nem esquenta que este já era…

Talvez, muito dificilmente eles façam o anúncio do Rafale…

O SH é inaceitável para os comunistas e o NG foi negado pela FAB e pelo GF.

O resto é perfumaria.

grifo
grifo
10 anos atrás

Mais uma vez a elite morfética da Sampa se insurge contra o Lula.. ô mágoa..

É, a CUT, o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, a Confederação Nacional dos Metalúrgicos, esse pessoal todo é contra o Rafale porque não gosta do Lula…

Ilya Ehrenburg
Ilya Ehrenburg
10 anos atrás

FEBEAPÁ: Festival de Besteiras que Assola o País!

Agora, protagonizado pela CIESP… Aliás, com a atuação da Folha de São Paulo, como se partido político fosse, o que foi, inclusive, declarado de viva voz pela responsável da sucursal de Brasília, nada diferente pode-se esperar advindo da laia de esgoto.

Quanto ao Gripen NG: aqueles que conhecem a saga do AMX, de pronto reconhecem o perigo de embarcar em um projeto sem sustentação, como é o caso do balão furado sueco.

Robson Br
Robson Br
10 anos atrás

Pô Galante…..Você falou que não ia mais comentar sobre o FX-2. Depois tem uma recaida e começa a colocar notícia velha. Essa carta foi até contestada na época no defesanet que explicou os motivos dela em relação a Embraer. De 10 de fevereiro até agora muita coisa já mudou e não vale a pena ficar requentando notícias velhas, principalmente porque temos muita coisa nova. Por que você não coloca a verdades sobre o gripen NG. Qual seu grau de desenvolvimento, sua dependeência por ser uma colcha de retalhos. Será que um jurista como o jobim é tão burro de dizer… Read more »

Mateus Lobo
Mateus Lobo
10 anos atrás

hehehe, Galante espero que você tenha mais sorte do que eu. 😀

EAFAL
EAFAL
10 anos atrás

Excelente Gaspar.
Sds

RicardoG
RicardoG
10 anos atrás

Se bem me lembro o F-X original empacotou logo depois de uma série de ataques do lobby dos suecos – que tinha apoio americano – tomara que não ocorra o mesmo com o F-X2.
PS. (Sinceramente, só vejo vantagens em termos comerciais na compra da colcha de retalhos).

D'Almeida
D'Almeida
10 anos atrás

Uma lembrançinhas aos fánaticos pelo Rafale e que falem uma porção de asneiras e não param para pensar. Voces conhecem as empresas Lockheed, Boeing, Embraer e até mesmo a Dassault? AO TODAS EMPRESAS PRIVADAS QUE VISAM O LUCRO… TODAS TEM ACIONISTAS. Ridiculoa colocação de alguns que não permitem que o maior centro de desenvolvimento da aeronautico da nação se pronuncie. Que criticam até a CUT e seus trabalhadores interessados em E M P R E G O S. Visão limitada e pobre de pensamento que parece vir dos porões da pseudo ditadura populista que estão tentando colocar neste país. Sinto… Read more »