sábado, janeiro 22, 2022

Gripen para o Brasil

Bildt: compra de caças não será tema central

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Chanceler sueco visitará o Brasil na próxima semana

CARL BILDT

vinheta-clippingO chanceler da Suécia, Carl Bildt, disse nesta segunda-feira no México que a compra de caças pelo Brasil, na qual os modelos suecos da SAAB competem com os americanos da Boeing e os franceses da Dassault, não será o tema central da visita que fará a Brasília, próxima escala na região.

“Não exageraria a importância da visita e da compra. A viagem à América Latina visa, principalmente, desenvolver relações políticas”, disse Bildt em entrevista à imprensa.

A decisão do Brasil sobre a compra de aviões supersônicos será tomada “sobre outras bases”, acrescentou Bildt, que partirá na noite de terça-feira para Brasília.

O Brasil está prestes a definir a compra de cerca de 30 caças e estudou ofertas para os modelos Rafale, de Dassault, os F-18 Super Hornet da Boeing e os Gripen NG de SAAB.

O preço dos aviões franceses seria de 6,2 bilhões de dólares; dos americanos, 5,7 bilhões e dos suecos, 4,5 bilhões de dólares, de acordo com cifras publicadas pela imprensa brasileira.

FONTE/FOTO: AFP, via Notimp/ejpress

- Advertisement -

74 Comments

Subscribe
Notify of
guest
74 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Invincible

Será que existe a possibilidade do Brasil Fechar o acordo com a França e de quebra entrar no desenvolvimento do NG com a Embraer?

Não seria uma vantagem para o país “receber tecnologia” dos franceses e também dos Suecos?

Além de ter um Hi-Lo… Não nos daria mais independência?

Flanker

Do jeito que estão demorando pra escolher de quem comprar míseros 36 caças, acho muito difícil comprarem dois diferentes. Mas seria muito bom se isso acontecesse.

Felipe Cps

Invincible:

Acredito que nossa indústria não tenha capacidade de absorção de tanta tecnologia e, pior, como estaríamos comprando o “pacote fechado” acabaríamos por pagar por tecnologia redundante.

Abs.

Felipe Cps apoia o cancelamento do FX2

humberto

Caro Invincible, Infelizmente creio que não, pois a FAB já disse mais de uma vez que deseja somente um vetor, pois ele precisa manter somente uma linha para otimizar os seus custos (coisa mais prioritária vendo o orçamento não crescer). No mais, se houvesse esta chance (do NG ser co-desenvolvida pela Embraer) creio que o vetor escolhido seria o F-18, pois no mínimo o motor seria o mesmo (mesmo com “traço” diferente) e o armamento seria BEM mais compatível. Gosto da ideia do HI-LOW mas creio que não cabe para nós, não existe uma necessidade (HOJE) para que a FAB… Read more »

ComAir

Elegantes palavras. Se fosse o Francês, falaria novamente da “venda” do voto no Conselho de Segurança da ONU…

[]s!

LBacelar

“humberto em 09 fev, 2010 às 10:12”

Humberto, quanto à turbina vc tem razão, mas quanto ao armamento não faz muito sentido. Com os códigos fontes dos aviões abertos os técnicos da FAB podem fazer o Gripen NG e o Rafale respectivamente dispararem até armamentos Klingon, claro, se possuirem tal conhecimento.

Brincadeiras a parte, qualquer um dos tres vetores são altamente dinâmicos em relação ao armamento, tanto é que o míssel de longo alcance utilizado pelo ganhador do FX2 deverá ser Sul-Africano.

forte abraço

LBacelar

corrigindo,

Todos os três vetores são…

Rodrigo

Esta compra do voto Francês para o CS da ONU é muito estranha.

O que adianta comprar UM voto a peso de ouro se os outros membros não vendem o seu em hipótese alguma ?

Mais do que um voto para o CS tudo isto me cheira mais a financiamento de campanha.

Leonardo

Felipe Cps, Entendo seus argumentos e seu gosto pelo Gripen NG, porém se o FX-2 for cancelado não haverá tempo hábil para realização de nova abertura de concorrência, outro agravante se dá pelo fato dos nossos Mirage “Tampão” atingirem o fim de suas vidas úteis por volta de 2013 ou 2014, sinceramente acho muito difícil haver essa possibilidade, haja visto, que haverá uma Copa do Mundo em 2014 e uma Olimpíada 2016, e temos que ter uma “segurança” adequada em nossos céus e em nossas forças armadas de uma maneira geral, se realmente isso ocorrer haverá outra compra “tampão” aí… Read more »

Felipe Cps

Leonardo em 09 fev, 2010 às 10:36: Leonardo, ao que tudo indica a ponta de lança da FAB hoje não é o Mirage 2000, mas sim os Mike. Note-se que são esses que são enviados a eventos e não os “velhinhos” franceses (CRUZEX, Red Flag, etc). Assim, a aposentadoria de tal vetor pouco mudaria para a FAB como um todo, embora o GDA de fato não vá gostar muito da idéia. Por outro lado, não entendi a ligação entre a Copa do Mundo e os Mirage? Seremos atacados por algum país contrário à realização do evento no Brasil (argentinos enciumados),… Read more »

ZE

É óbvio que ele vai tratar da compra do Gripen NG. Não poderia ser diferente. Faz o Chanceler muito bem.

[]s

ZE

Felipe Cps em 09 fev, 2010 às 10:54

“Por outro lado, não entendi a ligação entre a Copa do Mundo e os Mirage? Seremos atacados por algum país contrário à realização do evento no Brasil (argentinos enciumados), ou será que nossos Mike não são capazes sequer de abater eventual aeronave comercial tomada por terroristas?”

CORRETÍSSIMO, CORRETÍSSIMO, CORRETÍSSIMO.

[]S

humberto

Carissimo LBacelar, Vc está correto, mas… 1-) Assumindo que realmente a TT ocorra e que tenhamos acesso aos fontes, não significa necessariamente que podemos integrar, pois vc tem que ter acesso aos dois lados, a do caça (que em tese viria com a tal de TT) e do armamento (que não sei bem se vai vir..); 2-) Mesmo que tenhamos acesso aos dois, esta integração pode ser demorada (trabalho em TI e sei da dificuldade de “entender” o código mesmo que veja bem documentada) e cara (pois demanda muita certificação). Como o NG (creio que devam aproveitar a experiencia do… Read more »

Leonardo

Atacados… RSRSRSRS Não, é pelo fato de vivermos em um país que “faz tudo para inglês ver” e temos que mostrar ao mundo que nossas forças armadas estão a altura da defesa de nossa soberania! Sabe, aquele blá, blá, blá, mas de qualquer forma temos de demonstrar um mínimo de segurança para os atletas e todas as personalidades importantes que estarão presentes, nas duas competições, mostrar modernidade, realmente parece não ter nada haver, mas sabemos que no fundo tem, e o principal, é a tão almejada cadeira cativa no CS da ONU, isso acredito é a principal causa de toda… Read more »

Alexandre

O VFX2 tem que sair de qualquer jeito, pois em 2014 os M2000 param. E se faz necessário alguma aeronave no lugar para a defesa e para o treinamento dos pilotos. Se for deslocado f5M para o local haverá um enfraquecimento de outros esquadrões e lembrando a todos que os f5M mais antigos irão parar entre 2017 e 2020 e a fab precisa estar preparada para isso. Quanto a importância do M2000 ele se faz necessário para missões de interceptação pois o f5M por mais moderno que seja não tem a mesma autonomia ou o tempo de reação de um… Read more »

ZE

Do ForTe: “O governo brasileiro garante à França lucros importantes com o comércio de armamentos em 2009. Enquanto os gastos militares no planeta caíram no ano passado diante da crise, as vendas francesas ao mundo tiveram uma alta de 21%, atingindo 7,95 bilhões de euros. Quase metade desse volume se refere aos contratos fechados pelos franceses para as exportações de quatro submarinos ao Brasil. Para 2010, o contrato para a compra de caças com o Brasil é mais uma vez a esperança dos franceses, que nunca conseguiram exportar a nenhum mercado seu caça Rafale. Os dados são da Direção Geral… Read more »

Alexandre G.R.S.

Prezados, Lembrando também que, caso cancelado o FX-2, realmente não haverá tempo hábil para a abertura de nova licitação. Até pelo fato de que, devido à copa e a olimpíada, teremos um montante de recursos destinados à esses eventos ficando outros assuntos em segundo plano a exemplo do que aconteceu com a Grecia em 2004, quando postergou a compra do Typhons. O FX-2 tem que sair de qualquer maneira. Seja o vencedor que for. Obviamente que a preferência reside na aeronave Francesa e, ainda sustento a idéia de termos dois vetores operando em conjunto: Rafale e Gripen. Quanto ao fato… Read more »

motta_eiras

O representante sueco minimiza a discussão sobre o Gripen mas me parece uma jogada comercial para tirar o foco. Certamente ele vem melhorar sua proposta mas não creio que ele tire algum coelho da cartola. O gripen ao meu ver está descartado ,só um milagre. Quem sabe não apresentem uma proposta para participação conjunta no caça de 5o geração lá pra frente. Afinal somos a galinha dos ovos de ouro da vez.

Robson Br

É logico que ele vai falar de negócios. Como o processo está chegando ao final ele veio tentar alguma cartada. Não vejo no momento uma solução hi-lo para caças novos, já que tem f-5M para mais de 15 anos e AMX-M para vinte, portanto não justifica isso agora. O 1ºs F5-M que forem aposentaods já estão previstos a sua substituição por parte dos 36 FX-2. Tenho certeza que a suécia, assim como os EEUU vão sair com algum contrato militar do Brasil. Tudo é uma costura. Apesar da suécia perder o gripen NG, pois nem ela vai comprar e sem… Read more »

Robson Br

E a diferença só aumenta. Já está em 42%%%%% RSRSRES
Espero que não oculte isso, pois o fundamento é o próprio blog.

Alexandre

Ze A compra realizada pelo Brasil com os franceses foi muito boa para a nossa industria e defesa. Veja a compra dos submarinos convencionais, com a compra a Marinha vai ganhar como conhecimento a tecnologia de projeto de um submarino convencional coisa que a mesma não ganhou dos alemães como também a capacidade de projetar um casco para um submarino nuclear.Algo que a alemanha não tem e a rússia não quis seder. No mesmo pacote o brasil fechou a construção de um estaleiro para a construção de um sub dessa categoria e de um nuclear como também a construção de… Read more »

Alex

eu não acredito em transferência nem uma, e sim um acomodação de montagem e manutenção de maquinas. esse negocio de estratégia, nunca existiu, e fora que produtos militares, são guardado a 7 chaves, conversa fiada. imagina, o Brasil hoje recebendo essa tal transferência, e amanhã repassando ao Irã amanhã.

LBacelar

humberto em 09 fev, 2010 às 11:04

Entendi Humberto, eu também trabalho com TI e conheço bem a questão dos prazos.

Mas oq eu quis salientar é que com um pouco de trabalho, poderíamos compor a Força Aérea com esquadrões Hi e Lows, claro que existirá sempre uma dificuldade, mas não é tarefa impossível.

Maaas voltemos a realidade, a FAB só utilizará 1 dos 3 vetores (isso se utilizar, tá dificil p/ sair) sendo assim só nos resta torcer para que a concorrência não seja adiada para outro governo.

Forte abraço brother

Giordani RS

Amigo bloguista “Invincible”. Se é para fazer um ho-li, que seja então com o caça TEJAS…um binomio Rafaele-Gripen NG seria o mesmo que o binomio F-15/F-16…e infelizmente a nação não tem(vontade política) para arcar com tal…infelizmente…

eduardo

Nota que saiu na coluna “Entrelinhas”, de autoria de Alon Feuerwerker, no jornal Correio Braziliense “Piada de francês O agente secreto de certo país europeu (não digo qual é, para não ser politicamente incorreto) desembarca no Tom Jobim, recolhe a bagagem, entra no táxi. E fica em silêncio. Até que o profissional ao volante finalmente faz a pergunta de praxe: — Para onde vamos, senhor? A resposta vem na hora: — Você não acha que está fazendo perguntas demais? A piada é velha, eu não tenho talento para contar piadas, mas ela serve para ilustrar o comportamento dos governos brasileiro… Read more »

bruno luiz

Rodrigo em 09 fev, 2010 às 10:26 “Mais do que um voto para o CS tudo isto me cheira mais a financiamento de campanha.” Você não sabe o quanto esta perto da verdade. Nós aqui financiando os Chavez nunca falando mal dele. Sempre dando suporte e ajuda para esse governo maldito. Agora vem a frança nos ajudar com o Lula e a Dilma. Veja como são as coisas. Compramos caro tudo que é lixo francês (superfaturado) para parte desse dinheiro voltar com suborno disso e aquilo para financiamento de muitas coisas. Isso é bem comum no Brasil. Todos os países… Read more »

LBacelar

bruno luiz em 09 fev, 2010 às 13:51 Bruno, não é por uqe vc não apoia a escolha do armamento frances que isso os torna “Lixo” como vc mesmo acabou de dizer. Quais foram os países além da França que nos ofereceram a ajuda na construção de um submarino nuclear, que realmente dominam tal técnologia? Chamar o RAFALE de lixo é hipocrisia de leigo revoltado, me desculpe, mas é isso que me parece, pois o mesmo é o melhor de todos os componentes da short list da FAB em questão de desempenho, e se o mesmo não cumprisse os nossos… Read more »

Mad Dog

RAFAAALEEE…..

O único a permitir soberania no cone sul…
O melhor tem que ser caro mesmo…
Chega de aceitar porcarias enganosas…
Gripados AMXNG já eram…

Ronaldo

So sei de uma coisa, podem chorar, gritar, socar a parede, fazer longos comentários, mas a verdade é uma só: O GRIPEN NG JA NASCEU MORTO! Ele depende do Brasil para entrar em operação, como precisamos de um caça pronto, testado e aprovado que transfira alguma tecnologia para o país, so resta a opção pelo Rafale e o F/A-18, e como no momento político o Brasil esta próximo da França a escolha foi pelo Rafale.

Francisco AMX

Vai oferecer 3 x 1 agora? rsrsrsrs

Daqui a pouco eles pegam nossos AMX na troca! ÓTIMA AVALIAÇÃO!

Só que o “cliente”, depois, percebe a M… que fez, trocando 6×6… e dá-le AMX de volta na pele de um gripen melhorado! e quando a FAB for negociar no futuro… vai ter de vender para alvos móveis… rsrsrsrs pois será para depois de 2020… quando o SU-50 já estará na lista de vários comrapadores mundo afora!

Giordani RS

Só complementando o bloguista Ronaldo…Marcel Dassault já havia dito: “Não basta voar bem, tem de ser bonito”! Quanta sabedoria! E é lindo esse tal de Rafaele!

Leopodo Duarte

Quanto ao tema central da discusão, o chanceler da Suécia, Carl Bildt, diz que o assunto sobre a compra dos caças não será o tema central. Pode até não ser o tema central, contudo, acredito eu, que neste encontro vem mais uma oferta e concerteza só vai deixa o governo mais enduvidado, porque entre o RAFALE E GRIPEN o acordo estratégico pesa mais, entretanto o caça sueco também é bem visto pelo governo brasileiro, o problema é os países que detem tecnologias embutidas no caça sueco. Prefiro concordar com o governo pela escolha do RAFALE, agora se a transferência não… Read more »

Leopodo Duarte

Tem pessoas falando mal do RAFALE e digo: O RAFALE dos três concorrentes e até do Eurofhiter, ele bem mais superior em combate e tecnologia.

Leopodo Duarte

A França não faz nada em vão e eles não gastariam tanto dinheiro em um caça.

Leopodo Duarte

A França não faz nada em vão e eles não gastariam tanto dinheiro em um caça.

Leopodo Duarte

Quando digo cultura armanetista é o Estado que gasta na sua DEFESA com o interesse e o apoio da SOCIEDADE.

bruno luiz

LBacelar em 09 fev, 2010 às 14:00 Quando me refiro a lixo, não estou falando por ser ruim, Sei que são bons. O LIXO ao qual me refiro não é ao caça nem aos submarinos, mas a tudo que se compra numa palhaçada governamental de comprar tudo caro e chamar isso de “liberdade” de comprar apenas de um fornecedor. Não sei se você é empresário, mas depender de um fornecedor em alguns negocio é a maior fria. Então você não acha estranho comprarmos tudo da França numa chamada autossuficiente no qual o governo prega aos ventos sendo que quase 90%… Read more »

bruno luiz

Na boa, podem me dar -100 pts, mas muitos aqui estão apaixonados pelos seus caças e vão querê-los na FAB de qualquer jeito. Eles chamam a FAB de fraca, que seus militares são isso e aquilo, que só gostam de lixo. Hora, se a até hoje o governo é que manda na FAB ainda não acabou com a farra da família dos pensionistas (tem até neto de general ganhando o $$ dele), então, a FAB que sonhamos só existirá nos nossos sonhos meus amigos. Eu também queria ver a FAB com belos caças, mas antes de tudo, ela tem que… Read more »

Ivan 2

Por Plano Brasil: “Aprovado a compra do segundo lote de Gripen para a Tailândia”

Link: http://pbrasil.wordpress.com/2010/02/09/aprovada-a-compra-de-segundo-lote-de-gripen-para-a-tailandia/

Isso me deixa triste… não pelo fato de que eu gosto do modelo sueco, mas enquanto patinamos em debates colorosos, a “Tailândia” (sem desmerecer o país) já está comprando um segundo lote do caça firme e forte!

Lamentável e difícil imaginar…. bom deixe para lá!

Nick

Sobre o a fala do Chanceler Sueco, no meu entender ele já jogou a toalha, quando disse que a decisão sobre o FX2 “sobre outras bases”. Ou seja não adianta oferecer 3×1 como disse o Francisco AMX, não adianta ter 40% do caça a partir da 1ª unidade, não adianta ter nossos engenheiros participando “on the job doing”, não adianta ser o preferido da FAB(a se confirmar), não adianta ser 40% mais barato. Não adianta dizer que o radar não será americano, não adianta dizer que a possiblidade de as Turbinas serem embargadas são muito baixas(COTS) e se for o… Read more »

bruno luiz

Ivan 2 Como eu disse ivan. Temos que saber o que é bom ou ruim. Nesse caso, a Tailândia não é um país grande como o brasil. Vaja de acordo com a opinião de um humilde leigo como eu. A ordem não importa. 1ª O caça para o Brasil tem que ter uma autonomia bem grande. R: O Su-30 daria certo nesse caso 2ª Precisamos de um número considerável de caça até pelo que a FAB quer, diminuindo o número de tipos de ferentes de linhas de manutenção, deixando mais barato o lado tecnico e operacional. E é isso que… Read more »

bruno luiz

de tipos [de ferentes] de linhas de

é Diferente

LBacelar

bruno luiz

Concordo com vc nesse ponto, afinal ao meu ver mais vale esperar até 2015 e ter o PAK-FA do que comprar qualquer um dos 3. Eu entendo os riscos de se manter preso a um unico fornecedor, isso não é viavel há um país de 3º mundo, pois ainda estamos nessa categoria! Países como Israel ou Japão podem se arriscar pois possuem apoio unilateral, mas nós não.

Me desculpe se me expressei de maneira rude, eu só não compreendi os ataques ao Rafale como avião

abraços brother

LBacelar

Ivan 2 em 09 fev, 2010 às 15:26

Ivan, esse tipo oferecido a Tailandia não é o NG, é o JAS 39C.

Temos que recordar o processo de evolução do Hornet para Super Hornet.

No inicio o SH teve uma série de problemas estruturais e de potência até se tornar o avião que é hoje. Mas nos EEUU o orçamento de defesa é bem maior do que o nosso, em 3 dias eles gastam oq gastamos em 1 ano. Se houver o mesmo problema no NG, quem vai pagar a conta???

abcs

bruno luiz

LBacelar em 09 fev, 2010 às 15:48

Eu que peço desculpas por ser um tanto exagerado ao me referir com palavres baixas os equipamentos franceses, mas estou indignado do modo como as coisas ocorrem no Brasil.

Leopodo Duarte

Quanto alguns comentários a respeito da escolha do RAFALE, não defendo o RAFALE por achar que é superior aos outros concorrentes, já mais, quando falo pela escolha do caça frances não é por entusiasmo e sim para o Brasil sair da maldita dependência Aamericana. Sei que outros caças são excelentes, sei que a própria França também não é nenhuma santa em transferência em tecnologia, entretanto como diz anteriormente não vai depender da França ou outro país que seja escolhido, mas sim a competência do nosso Governo, não adianta adquir e produzir algumas unidades, mas desenvolver novas tecnologias, até porque se… Read more »

Leopodo Duarte

A India e China são os melhores exemplos, referente a transferência de tecnologia. Tem suas próprias capacidade.

Ivan 2

Com certeza, Você tem razão no que diz, eu não defendo o Gripen. O que quero transmitir é a confusão que o FX-2 está criado na mídia e na sociedade! Não quero entrar no mérito do melhor modelo. Só vejo os calorosos debates que o FX-2 está causando, não me refiro só aqui… derepente toda a mídia brasileira se interessou pelo FX-2 e tem feito entrevista com “especialistas” de todo o tipo. O pior é que há desentendimento geral, e por incrível que pareça, na penumbra que se encontra a FAB, a marinha e o EB, há quem defenda o… Read more »

LBacelar

Ivan 2 em 09 fev, 2010 às 16:00

Onde eu assino? Falou tudo!

bruno luiz

Leopodo Duarte em 09 fev, 2010 às 15:55 “quando falo pela escolha do caça frances não é por entusiasmo e sim para o Brasil sair da maldita dependência Aamericana. “ Vamos sair da dependência americana e cair na francesa, que, cá entre nós, é pior que a estadunidense. Veja pelo meu lado. A postura militar de um país subdesenvolvido requer que nós compremos alguns tipos de equipamentos de um único fornecedor (como caças, trasporte cargueiro e etc), até pelo tipo de geopolítica, a doutrina que nós utilizamos, que além de ser ocidental, é americana. O que precisamos mesmo é de uma nova… Read more »

Últimas Notícias

Argentina também negocia a compra de caças F-16 da Dinamarca

Segundo o site argentino Pucara.org, as Forças Aéreas da Argentina e da Colômbia estão analisando ofertas para aeronaves Lockheed...
- Advertisement -
- Advertisement -