terça-feira, outubro 26, 2021

Gripen para o Brasil

Lula diz que ainda não decidiu sobre compra de novos caças

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Escolha deve mirar a política nacional de defesa como ‘eixo de desenvolvimento e de autonomia tecnológica’

vinheta-clippingO presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirmou nesta sexta-feira, 5, que ainda não há qualquer decisão do governo a respeito da compra de novos caças para modernização da Força Aérea Brasileira (FAB). Lula disse que as propostas das empresas continuam sob análise do Ministério da Defesa.

“Um dos pontos dos quais não vamos abrir mão é o compromisso da empresa de promover a transferência irrestrita de toda a tecnologia de ponta”, ressaltou o presidente em entrevista ao Jornal do Comércio.

Ele disse ainda que, antes de tomar qualquer decisão sobre o assunto, submeterá a análise feita pelo Ministério da Defesa ao Conselho de Defesa Nacional, “tendo em conta as diretrizes da Estratégia Nacional de Defesa”.

FONTE: Estadão

- Advertisement -

33 Comments

Subscribe
Notify of
guest
33 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Joaquim Rocha

Embromação, se como ele disse a decisão vai ser politica e não tecnica, não precisa escutar ninguem.

Mauricio R.

“…não vamos abrir mão é o compromisso da empresa de promover a transferência irrestrita de toda a tecnologia de ponta”,…”

Combinaram c/ a Dassault??? Estão tdos na mesma página???

Nick

“promover a transferência irrestrita de toda a tecnologia”

Única proposta com a palavra irrestrita é a francesa…..rsssss

Quero ver esses argumentos sendo apresentados para o Conselho de Defesa… e vamos ver se esse conselho consegue argumentar o preço e as garantias de transferência.

[]’s

Ivan 2

A briga pela disputa do FX-2 rendeu boas brigas no nossos jornais…

FSP “Já foi tomada a decisão”, o Estadão “Lula ainda não decidiu nada”, O Globo “Decisão Será Política e não técnica”.

FSP x Estadão x Globo… quem será que será o vencedor?

Imagino o tema… “Acirra a disputa dos Jornais brasileiros”

Danilo

Para uma transferência irrestrita é necessário uma capacidade irrestrita de absorção.
Não existe nem sombra dessa capacidade tecnológica no Brasil.
Qual a empresa nacional vai absorver, por exemplo, a tecnologia do motor Snecma?
Menas Presidente, menas…

Theo Gatos

HHAHAHAHAHA….

O Lula ainda não decidiu??? É piada essa notícia!

Já decidiu antes de abrir a concorrência, mas queria pressionar o preço para baixo… Os eventos do 7 de setembro que o digam, sem nem ouvir a FAB ele decidiu, imagina que ouviria o que os outros consórcios diriam…

Sarkozi 3 X 0 bolso do contribuinte brasileiro

RH-MG

Prezados uma dúvida.

Eles esta sabendo ou não do FX?????

[]

Fã da aviação de caça

RH-MG

ops

Ele e não ‘Eles’

Justin Case

Amigos,

Considerando a consulta que será feita ao Conselho de Defesa Nacional em breve, deixo link para que se conheça a composição e a atribuição do CDN:
http://www.planalto.gov.br/ccivil/LEIS/L8183.htm
Abraços,

Justin

“Justin Case supports Rafale”

RenanZ

Sério mesmo, alguém acredita
nessa transferência irrestrita dos franceses ???

O problema do RAFALE não é a aeronave,
aliás, este um excelente vetor de combate,
mas assim como os americanos, seu problema
é sua procedência, além claro de seu
altíssimo custo de operação/manutenção !!!

Carlos

“Justin Case supports constitucional”

ZE

É óbvio que o Lula já se decidiu.

Depois daquela mancada do 7 de setembro de 2009, todos nós sabemos quem vai ganhar esse jogo de cartas marcadas.

Deixo bem claro: Eu, Você… Nós sabemos quem ganhou.

O nome do vencedor começa com Ra e acaba com FALE.

[]s

Carlos Augusto

Off topic
Meus parabéns ao Galante e Guilherme Poggio, por ter colocado o sistema de pontuação de comentários, assim agente vê aceitação do comentário daqueles que se julgam os donos da verdade(expert), eu até estou sentido falta de alguns comentarista.

Braziliano

Eu fico pensando no futuro, um piloto da FAB tendo em mãos um equipamento que foi escolhido por alguém em nome de uma indefinida aliança estratégica. Como é fácil arriscar a vida das pessoas e o destino de um País. mas é um comportamento coerente com quem é apátrida, internacionalista, etc. Vá lá que Deus escreve certo por linhas tortas, mas que é duro acreditar na lisura desse processo, principalmente pela elite “à la sinistra” que dá as ordens. E o curioso é ver como temos memória curta, pois quem hoje brada que a decisão é dele, representa um grupo… Read more »

Luan

Não acredito que esteje tudo terminado.

A decisão é sim politica,mas não somos uma monarquia,portanto não é decisão de um homem só que vai resolver a pendenga.Se assim ele quiser,vai ter de enfrentar uma legião de opositores,e sei que ele não quer isso.

O Homi é bão de papo pra 80% da população,isso não siguinifica que ele vai convencer a FAB e a Federação das índustrias.

Em todo lugar onde tem forças armadas sérias,os termo tecnicos são tão ou mais importantes quanto os geopoliticos e estratégicos em uma aquisição bélica.Aqui é um pouquinho diferente.

[]’s

[]’s

João

“Ele disse ainda que, antes de tomar qualquer decisão sobre o assunto, submeterá a análise feita pelo Ministério da Defesa ao Conselho de Defesa Nacional, “tendo em conta as diretrizes da Estratégia Nacional de Defesa”.”

Diretriz #1: O Brasil só comprará armamentos franceses;
Diretriz #2: O Brasil só comprará armamentos franceses;
Diretriz #3: O Brasil só comprará armamentos franceses;
(…)
Diretriz #N: O Brasil só comprará armamentos franceses;

Depois de ler atentamente todas as diretrizes da END, eu fico me perguntando: quem será que vai levar o F-X2?

Ricardo

Danilo em 05 fev, 2010 às 16:06

Você tem razão Danilo, as empresas que aí estão não tem capacidade de fazer nada. Aliás, acho que o governo deve parar de assitir estas empresas. Inclusive a Embraer que já teve o seu FX na época do AMX.

O governo deveria partir para industrias como o Ceitec, onde a empresa é pública, e não ficar dando dinheiro para os empresários enterrarem os desenvolvimentos e ficar com o dinheiro.
http://www.tiinside.com.br/04/02/2010/fabrica-de-chips-do-ceitec-entra-em-operacao-nesta-sexta/ti/165295/news.aspx

Ricardo

Braziliano em 05 fev, 2010 às 17:52

Memória curta? Nãaooo.

Eu sempre vou me lembrar o que as decisões da “FAB”, e o governo na ocasião, fizeram com o AMX.

Ricardo

Luan em 05 fev, 2010 às 18:14

…isso não siguinifica que ele vai convencer a FAB e a Federação das índustrias.

Esses dois são justamente o nosso maior problema. Aliás, a Federação das Indústrias (que você não explicita, é a de SP, não é?) poderia ganhar uma passagem só de ida para a Suécia. Hehe.

Luan

Sim Ricardo,me refiro a FIESP,a que está mais presente no FX-2.A Suécia é a que da uma parceria mais ampla e palpável para as empresas.

[]’s

Ricardo

Luan em 05 fev, 2010 às 18:47 Desculpe-me por usar os seus comentários para fazer os meus. Não me entenda mau, apenas tenho pontos de vista divergentes em relação ao que a própria mídia fala. Por isso , lá vai….hehe O que exatamente a FIESP quer para o Brasil (e não para as indústrias de SP) e o que a Suécia tem? O Radar, o motor, os sistemas embarcados, os mísseis? Oferecer o que é dos outros não vale. Por sí só, ainda fico com a proposta francesa, salvo fique comprovado que a França não vai transferir essas tecnologias, não… Read more »

URUTAU

Caro Ricardo

Caro Ricardo se a tecnologia a ser transferida pela França for igual a
que foi prometida e contratada pela Hellibras quanto aos Esquilos
com sinceridade prefiro que continuemos de F-5M

Saudações Ricardo

Ricardo

URUTAU em 05 fev, 2010 às 19:31

Eles se negaram a fazer a devida transferência? Ou apenas ela não foi feita?

Aliás, a história diz que foi mais fácil os franceses comprarem a Helibras do que transferir a tecnologia. Através da compra anularam a cláusula, e satisfizeram os antigos proprietários. Quem foi mais perverso? Os franceses ou os brasileiros?

É por essas e outra que é um tiro no pé o governo pagar pela tecnologia e entregar de bandeija para os empresários. Como disse acima, vão enterrar o desenvolvimento e ficar com a grana.

URUTAU

Caro Ricardo

Eu particularmente procuro me ater a fatos e neste caso em especifico
ficou caracterizado sem a menor sombra de duvidas que a transferencia de tecnologia ajustada e contratada não foi repassada pesando portanto na minha modesta opinião o onus sobre os franceses
Alias coisa corriqueira na qual o ESTADO frances se tornou useiro e vezeiro vide exemplos de Argentina e Israel entre uma infinidade deles

Saudações Ricardo

Luan

Ricardo. A FIESP não quer só motor,armas e sensores,tecnicas de usinagem,utilização e fabricação de materiais compostos e etc.Coisa que nada “pronto” tem a oferecer,e,tirando o fato da FIESP ja ter uma parceria com a Suécia.portanto,não é segredo pra ninguem a preferencia pelo Gripen da FIESP. Quanto ao brinquedo da Estrela “made in China” não se preocupe,inteligente de quem o faz,e isso não o torna falcificado ou porcaria.Grandes empresas buscam isso,instalar suas fabricas na China para cortar custo(mão de obra,obra-prima,impostos e taxas) ou seja,empresário nenhum quer jogar dinheiro fora sendo que pode economizar…Fabricar certas coisas na China para vender no Brasil… Read more »

Paulo

Não votei no cara. Não vou votar na coroa. Portanto, estou à vontade para comentar. Se o presidente da República diz pessoalmente que a decisão ainda não foi tomada, por que vem meio mundo chamá-lo de mentiroso? Está certo que nossos políticos nunca mereceram confiança, mas como ele está lidando com 3 outros países, deveria merecer um crédito. Na linguagem diplomática ele quis dizer: “Ainda estamos abertos a novas propostas”. O mesmo que Getúlio fez com os Estados Unidos na II GG. Retardou ao máximo a permissão para o uso do Nordeste na ponte aérea com a África, até que… Read more »

Joropi

Pelo que eu sei, no quase final da 2ª Guerra Mundial, os americanos e os russos efetuaram uma corrida monstro para capturar os maiores cientistas da Alemanha nazista e levaram os mesmos para seus paises. Deu no que deu, as duas maiores “potencias” na exploração espacial e motores à jato. Depois disso investiram pesado na formação de novos cientistas tendo como professores esses fabulosos alemães. E o Brasil, o que faz com suas grandes mentes; segura aqui e lhes dá estrutura adequada para evoluirem? Ou deixa essas grandes “cabeças” ser exportada para esses grandes centros? Tenham certeza, a 2ª opção.… Read more »

PROFESSOR

Doce foi meu sonho achando que essa novela tinha acabado, Folha vc me enganou, juro que quase acreditei na materia da especialista em defesa Eliane Cantanhêde.

Dalton

“O mesmo que Getúlio fez com os Estados Unidos na II GG. Retardou ao máximo a permissão para o uso do Nordeste na ponte aérea com a África, até que veio a CSN.” Paulo…na verdade não houve nenhum retardamento. Seis meses antes de Pearl Harbor, junho de 1941, o Brasil já havia colocado a disposição das forças americanas as bases de Salvador e Recife. Em outubro os EUA cederam ao Brasil pela Lei de emprestimo e arrendamento 200 milhões de dolares em materiais com redução de 65% sobre o valor tabelado. Um mes após Pearl Harbor rompemos definitivamente relações com… Read more »

Leopoldo Duarte

O governo Lula deve tomar uma posição mais rapida possível, a burocracia na escolha do novo vetor combate da FAB não pode esperar, a decisão deve ser tomada.

tomas

O Lula decidiu antes mesmo de começar a concorrência…
Lamentavelmente o Rafale, mesmo sendo um excelente vetor, ficará marcado negativamente por muito tempo devido ao despudor como foi feita esta licitação desde o começo.
Este governo e o ministro da defesa emitiram pareceres tendenciosos muito antes do relatório da FAB estar pronto. Foi vergonhoso!

Paulo

Caro Dalton Talvez eu tenha me equivocado. Então, em vez das bases, foi a declaração de guerra ao Eixo. Mas que o Getúlio barganhou alguma coisa, isso sim. Mas mesmo as bases, os EUA chegaram a cogitar numa “invasão” para tomar “na marra” aquela área. Felizmente eles perceberam que não valeria a pena abrir outra frente, o que poderia levar o Brasil de vez para o lado dos alemães. Isto está em livros. Só não lembro em quais. E felizmente ainda, o nosso bom senso também prevaleceu e o Brasil cedeu as bases. Abraços PS: desconhecia este episódio envolvendo o… Read more »

JULIO

Meu presidente Lula, compra logo o melhor conjunto para o Brasil.
Que alia soberania, tecnologia e interesse estratégico.
Assine logo com o RAFALLE e acabe logo com isso.

Últimas Notícias

IMAGENS: Cerimônia do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira

Por André Magalhães Aconteceu na manhã do dia 22 de outubro, na ALA 1, em Brasília (DF), a cerimônia alusiva...
- Advertisement -
- Advertisement -