Home Vídeo Mais sobre o Rafale no Afeganistão

Mais sobre o Rafale no Afeganistão

196
61

COLABOROU: Patriota

Subscribe
Notify of
guest
61 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
10 anos atrás

Patriota Com relação aos Gripens o prezado amigo esta mal informado quanto a adoção do mesmo pela suécia, que esta prevista para um futuro próximo, dependendo a mesma de que assim como a França, obtenha encomendas para tocar o projeto, e o Brasil teria muito a ganhar com os Gripens. Quanto ao fato de Combate de tais vetores, o Rafale não pode ser considerado provado em combate, diferente de diversos outros vetores, como a familia su-27/30/35, como F/A-18 SH. O gripen NG possui apenas um demosntrador que pouco difere da versão definitiva, e que esta sendo intensamente testada. Entenda que… Read more »

Patriota
Patriota
10 anos atrás

Felipe Cps Estas outras aeronaves para iluminar os alvos não se deve ao fato desta aeronave ser incapaz de realizar ataques ao solo e sim a classe de bombas que estão sendo empregadas , foi indentificado que bombas GBU-12 melhor se enquadrariam as rígidas regras de engajamento adotadas naquele Teatro de Operações (TO), referente a danos colaterais , como as autoridades francesas . Esta reportagem do defesanet traz importantes informações sobre o assunto “Rafales em Operação Em Outubro de 2006, o Ministério de Defesa da França anunciou os requisitos para a urgente adoção da armas guiadas a laser no caça… Read more »

Dr.Air
Dr.Air
10 anos atrás

Isso que é sistema de defesa.
http://www.youtube.com/watch?v=nVxZ9IHTH2E
Sds.

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Patriota, não misture assuntos: o fato de o Rafale ser tudo isso aí que você falou (e não digo que não é) não significa, como disse o amigo Ângelo, que ele seja “testado em combate” e muito menos que o Gripen NG não será capaz de executar a mesma missão de ataque ao solo contra os “super-perigosos-e-bem-armados” talebans… e muito possivelmente com economia de custos e sem necesitar de outra aeronave pra lhe iluminar alvos…

A verdade é que esse “testado em combate” do Rafale é beeeem relativo…

Sds.

Patriota
Patriota
10 anos atrás

Angelo Nicolaci Pelo menos estamos falando de uma aeronave que existe e foi adquirida pelo país que desenvolveu, não é? Tem muito tempo que o mundo não vê combates aereos que o senhor menciona, mas mesmo assim a dassault fabricou fabulosos caças ao longo da história inclusive muitos destes foram empregados com sucesso em combate, o Rafale foi desenvolvido não só para ser o melhor caça frances de todos os tempos como tambem a primeira linha de defesa do espaço aereo da França ( lembrando que territórios de ultramar tambem fazem parte do território francês ) ao contrario do Gripen… Read more »

Angelo Nicolaci
Angelo Nicolaci
10 anos atrás

Pessoal

Provado em combate???

O talibã por acaso dispunha de caças? Ou mesmo de baterias anti aéreas?
Que oposição o talibã ofereceu a supremacia aérea no afeganistão???

Até hoje só soube de alguns Helis abatidos e mesmo assim quando em operação a baixa altitude ou em solo.

Agora dizer que a atuação do Rafale é uma prova de capacidades? Manda nosso F-5M e vocês verão o mesmo resultados que o Rafale, mas com um custo de operação e manutenção bem menor…

Me poupem deste marketing a favor do Rafale.

Rafael
Rafael
10 anos atrás

Provado em combate?
A defesa antiaérea á base de estilingue e bodoque?
A molecada da minha rua é mais perigosa, pois têm melhor pontaria!!!!!

Thierry
Thierry
10 anos atrás

Google translate: Oi tudo A história de Thales pod Dâmocles ainda não foram instalados em alguns Rafale também rir França tudo .. amarelo .. é só sobre dinheiro com 5 mil milhões €, mais o orçamento de uma aquisição de equipamento segundo porta-aviões em construção já está avançado e não haveria o dobro do Rafale na marinha e força aérea e Thales ter recebido ordens de pagamento e por muito tempo foi seu melhor equipamento Vocês todos sabem que é um círculo vicioso .. o dinheiro conduz a investigação adicionar peso E.U. militares e diplomáticos você amortizar tudo, vendendo milhares… Read more »

KeplerK
KeplerK
10 anos atrás

Duvido que barulho de avião bote medo em talibã, os caras são enjoados pra caramba, já tão acostumados. Não tem jeito meus amigos, pra tirar os barbudos da toca tem que botar o pé na estrada e subir o morro (e virar alvo, é claro), por cima vai ser difícil.

A propósito, gostei dos aviões. Quero 3 dúzias. Embrulha pra presente e manda entregar no Planalto.

Gabriel
Gabriel
10 anos atrás

É engraçado D+ que tem povo que compara a compra desses caças com a compra de carros populares. Se querem o consumo dos caças sejam menores é só tirar as coisas que pesam, ou torná-los FLEX, já pensaram? rafales sobrevoando a álcool!
uahauhauaa

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Realmente só o Rafale…

Você esqueceu dos SH, F15E e F16C-52.

O Rafale F2, também usa o designador de outro avião porque até o hoje o famoso Damocles, não funciona nele.

Luan
Luan
10 anos atrás

Fritche. Realmente a um Gap de gerações que impossibilita o F-5M ser tão bom quantos os F-16 chilenos por exemplo,sim um gap de 30 anos.mas veja bem… è um avião que pode atingir outro a 60 Km de distancia,parece,mas não é pouco,sua autonomia esta dentro do normal para um caça leve,biturbina,pode levar uma quantidade consideravel de armas,2 BVR,o novo vetor da fab não ira levar mais que isso,e tbm não a necessidade,alem de bombas guiadas e misseis anti-radiação. tem quem o malhe,eu ja o acho excelente para os padrões da FAB,não demos um show na Red Flag?dizer que ele não… Read more »

Asterix
Asterix
10 anos atrás

Wolfpack, muito obrigado! Existem fatores que beneficiam o Brasil por ser tão grande. Parece controverso,eu sei. Como tabalhei na aviação comercial durante algum tempo, para cada país que a aeronave sobrevoava, haveria de se pagar para passar pelo espaço aéreo do país sobrevoado em questão. Claro que em se tratando de assuntos militares, as coisas funcionam de forma diferente e depende de uma autorização mais específica e estudada. Então a operação de REVO (se houvesse necessidade) não seria mais complicada? O Rafale e o Gripen foram especificamente desenhados para atuarem no cenário europeu?

Challenger
Challenger
10 anos atrás

Reportagem da Defesanet de 31/10/207, sobre os RAFALES no Afeganistão.
Rafales em combate
http://www.defesanet.com.br/france/rafale.htm

Challenger
Challenger
10 anos atrás

O Rafale F1, é otimizado para Defesa aérea da Frota, talvez isso explique porque ele não utiliza pod designador proprio, mas isso não o torna menos capaz.

O unico Caça de 4º geração, que está sendo utilizado em um conflito, é o RAFALE,gostem ou não, e eles está se dando bem lá no Afeganistão.

WAR
WAR
10 anos atrás

Andr Luiz em 13 out, 2009 às 16:37 “Aviao bonito,idioma chato” Discordo. Pra mim é: Avião lindo, poderoso, e o mais moderno de todos, além, é claro, da prometida TT (a checar!) e……. Idioma também lindo (pra quem sabe) e parecido com o nosso. É só não fazer biquinho… Abraço forte, amigo! ___________________________________________________________ Nenhum foi testado em combate “de verdade”, ou seja, contra força equivalente. Talvez F16 e F15 na primeira guerra do Golfo (já pré histórica tecnologicamente falando) e no Oriente Médio (mais ou menos. Os judeus são muuuuito melhores, logo, não dá pra comparar). Queria ver qualquer um… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
10 anos atrás

Asterix, a maioria das informações que deseja já estão no Blog, basta dar uma procuradinha. O Blog do poder Aéreo é uma Enciclopédia Fantástica. Vale a pena garimpar.
http://www.aereo.jor.br/?p=11602
Abs

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

Acabei de ver o vídeo agora e não aparece uma só decolagem com carga de combate do CDG! Queria ver se ele leva as mesmas 4 LGB de 200kg que o Rafale F2 leva.

Fritche
Fritche
10 anos atrás

Luan. Concordo com o ponto de que o F5 é um bom caça, porém a 30 anos atrás. Hoje ele leva o dobro da carga de um AT-29, o que é muito pouco para um caça. Até o raio de ação dele em combate é menor do que o do Super Tucano. Claro que na questão de desempenho fica crítico compararmos com o AT-29. Mas o que quero dizer é que, para derrubar aviões ele serve, só que se um míssil vier na direção dele, não ha quase nenhum recurso para ele esquivarse, além da quantidade reduzida de mísseis que… Read more »

jonatan
jonatan
10 anos atrás

Nós pilotos da FAB temos que esperar para essa maquina chegar mas tenho certeza que ele é o top de linha atual fiquem tranquilos esse cuidara muuuuuuuuuuuuuito bem do nosso pais
na questão da automonia não é problema pois temos nossos rapidos ageis e bonitos kc-390

Rodrigo
Rodrigo
10 anos atrás

O Rafale é tão provado em combate, quanto o SH. Aliás, combatem os dois no Afeganistão. A diferença é que o SH designa os seus alvos sozinhos e o Rafale tem que ter o COMBO do MacDonald´s, com o Mirage 2000 e uma batata-frita média.

Comparar robustez ainda não dá, porque os Rafale M voam muito menos que os SH.

ze
ze
10 anos atrás

cmte.felix em 13 out, 2009 às 13:59 “Impressionante. Porem os inimigos se defendem com pedras e ou dinamites amarrados ao corpo a muitos pés a baixo do teto operacional dos Rafales. Muito $$$ fora. Mais uma guerra perdida.” É verdade, essa guerra assimétrica não se ganha com aviões de combate, mas sim com um sério trabalho de conquistar a lealdade dos chefes tribais. Os EUA tomaram uma dura no Vietnã, os soviéticos no Afeganistão. Será que eles não aprendem. Daqui a pouco, vão querer mandar submarinos nucleares (o Afeganistão não tem mar), a USS Enterprise com o Spock e cia…… Read more »

Asterix
Asterix
10 anos atrás

É isso aí, Zé!

ze
ze
10 anos atrás

URUTAU em 13 out, 2009 às 15:58

‘”Caros senhores

Aprovado em combate ????
Só pode ser piada não é ??
Pegadinha ??
Show de risos ??
Fala sério brincadeira tem hora e lugar senhores

SDS Senhores”

Caro amigo, você disse tudo. O dia que os guerrilheiros afegãos tiverem Sukhois, Eurofighters, Super hornets…Aí sim, as pessoas poderão falar que o Rafale é um vetor verdadeiramente provado em combate.Se assim não fosse, eu poderia pegar um teco-teco, sobrevoar algumas aldeias no Alto Xingú, deixar cair algumas bombinhas e dizer que o meu teco-teco tupiniquim é também provado em combate.

ze
ze
10 anos atrás

Andr Luiz em 13 out, 2009 às 16:37

“Aviao bonito,idioma chato”

Apenas uma pequena correção: Avião bonito, idioma horrível.O futuro será ainda pior. Já escutou alguém falar chinês ? Pois, é.

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Outro parêntese: esse negócio de ser “provado em combate” é uma bobice. Oras, uma aeronave de combate não tem experiência de combate até que entre em combate (desculpem a redundância óbvia)! Mas é óbvio que toda aeronave de combate é preparada para o combate! 🙂 No mais, qual aeronave “moderna” hoje pode dizer que operou em combate ar-ar, que consta ser o mais difícil e desgastante pro avião? Só “velharia”: o F-15, o F-16, o F-18A, o Harrier e o Tornado. Só. Todo o resto que veio depois nunca utilizou todas as suas plenas capacidades de combate. É aquela velha… Read more »

Asterix
Asterix
10 anos atrás

Azul&branco
Se não me engano, a presença dos “SUPER” seria para os mesmos “iluminarem” os alvos para os Rafale atacarem.
A coisa é estranha, porque uma pergunta que surge é:
“Por quê esses caças que iluminam o alvo não os ataca também?”
Afinal de contas eles não combateram em ataques á Marinha Real, nas Malvinas?

Azul&branco
Azul&branco
10 anos atrás

Que blá blá blá! Alguém poderia explicar o que os Super Etandart estavam fazendo naquela farsa, digo, naquela missão com os maravilhosos rafales?? Não faltou mostrar também os M 2000 que “auxiliaram” naquele impressionante desempenho do caça gaulês?? Ao menos poderiam ter dublado em inglês que é uma lingüa conhecida.

Challenger
Challenger
10 anos atrás

Beberrão é o Maverick V8 do meu vizinho
E eu tmb é claro.rsrsrsr

Nunão
Nunão
10 anos atrás

Aos interessados em mais informações sobre os programas de lasers embarcados em aeronaves, basta digitar Laser Aerotransportado e/ou Laser Tático Avançado no campo busca, no canto superior direito da página do Blog.

Saudações

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

Rafale beberrão? quem prova? onde está escrito? quem tem tradição de fazer motor beberrão não é francês não!

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

Rodrigo, dá uma olhadinha no trem de pouso do F1 e depois me fala…

Challenger
Challenger
10 anos atrás

Estamos esquecendo, da configuração de cada missão, isso influencia muito na autonomia. Se o F-35, carregar sua carga paga maxima e voar em regime Supercruiser, sua autonomia também será pouca.

Os que estão dizendo que o RAFALE é beberrão, poderiam me dizer qual é sua media de consumo, na estrada e na Cidade.

O Revo tornou praticamente ilimitado, o raio de alcance dos Caças atuais, nenhuma missão é pensada sem emprego de REVO.

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

jochen em 13 out, 2009 às 19:08

Existe um laser muito mais poderoso que esse instalado em um 747. Ele tem potência para destruir uma outra aeronave e um míssil

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Crossfire em 13 out, 2009 às 18:17

Já foi cogitado alguns problemas de se usar laser, como o colega disse, um alvo travado é fácil, as um alvo em movimento seria difícil, mas isso será possivel.
Outro problema levantado é que poderia existir uma espécie de camada refletiva tanto em mísseis de cruzeiro inimigo quanto em aviões. Algo como uma superfície espelhada

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

Rodrigo e Asterix

lembram daquele gráfico sobre o alcançe dos caças do Fx2?

Do Su35, Rafale, Gripan NG e etc?

Pois é!
Acho que não consta naquela esboço, que esses caças possuiam armamento. Devem ter levado em conta apenas o alcançe sem o peso das armas com apenas o limite máximo de alcançe + subalares.

Que no caso do Gripen e Rafale, deveriam estar levando 3 subalares enormes para ir tão longe sem REVO.

abraçooooo

jochen
jochen
10 anos atrás

o melhor dos comentários no youtube sobre o laser foi:

“Oh man, enemies of the US watch out! We now have the capability to burn the paint job on your car or vehicle with a multi-million dollar laser!”

Bruno Rocha
Bruno Rocha
10 anos atrás

O fato que me deixou de pernas para o ar, foi dizerem que um caça tem que ter “histórico” de combate para ser vendidos. Bem, será que pelo menos não reconhecem os feitos do Mirage com os israelenses? Ou será que a França ia se lascar toda para fazer um caça sozinha para ser inferior a um Typhoon da vida? A Dassault não é burra de se empenhar para criar um caça inferior aos outros europeus, que dirá americano ou russo. O mesmo vale para o Gripen, que também é bom. Esse Rafale é beberão mesmo! Mas não é um… Read more »

Asterix
Asterix
10 anos atrás

A impressão que tenho é de que, a eficiência do laser é para com alvos estáticos. Se um avião inimigo não manter um padrão rígido de voo (linha reta ou altitude) essa eficiência deixará a desejar.

Luan
Luan
10 anos atrás

Fritche.

De geito nenhum amigo.O que os F-5M não fazem bem?

Não estou comparando nenhum outro avião,apenas dizendo que eles cumprem bem o que devem comprir,com relação a autonomia tbm.

Abração.

michellineker
michellineker
10 anos atrás

Crossfire esse laser é f…Sera que eles vão enventar de por isso no F-22 substituindo ocanhão?

Fritche
Fritche
10 anos atrás

Luan em 13 out, 2009 às 17:08

‘nossos Mike tbm não tem grande autonomia e atende perfeitamente as necessidades da FAB’

Você esta brincando quanto a esta parte, esta né?

Crossfire
Crossfire
10 anos atrás

Aproveitando a tag Vídeo, aqui vai um assunto offtopic, mas de interesse do blog: “Boeing Advanced Tactical Laser In Action Faz 12 anos que o governo norte-americano solicitou ao pessoal da Boeing Missile Defense Systems que desenvolvesse uma tecnologia laser vista somente em filmes de ficção científica, pelo menos até hoje. A tecnologia está para se tornar uma realidade muito em breve, uma vez que após todos esses anos de desenvolvimento os primeiros testes já se mostram promissores. Gary Fitzmire, vice-presidente e diretor de programa da Boeing Missile Defense Systems, disse que a arma funcionou extremamente bem durante a realização… Read more »

michellineker
michellineker
10 anos atrás

Logo o veremos voando pela nossa querida FAB.

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Realmente, uma coisa há de ser falada (rsrs): Pode até não ser, mas em termos de “parecer” robusto, o SH dá um pau tanto no Rafale quanto no Gripen, rsrs.

Muito boa a do Rodrigo, tô rindo até agora imaginando “a cena” e demais coisas indecentes, rsrsrs… 🙂

Sds.

Francisco AMX
Francisco AMX
10 anos atrás

URUTAU, aprovado em combate deve ser aprovado em ambiente de guerra, eu concordo que ainda é cedo para afirmar que o Rafale é “provado” em confronto de igualdade de forças, porém desde a segunda guerra que não vimos mais isso, na Coréia os USA já possuiam superioridade numérica (mesmo assim levaram uma sova boa no inicio, e não mais que equilibraram a balança com o Sabre), porém colocaria a minha mão no fogo que o Rafale F-3 + meteor não faria feio frente a qualquer caça dos dias atuais, excetuando-se o F-22! ao contrário, superaria a maioria, entre eles o… Read more »

MD 11
MD 11
10 anos atrás

COMO DIZ OUTRO VC SO ACREDITA NO QUE VC QUER NAO E DE ADIMIRA QUE TENHA FULANINHOS AQUI COM ESPECULACAO MILS
DE POUSA QUEBRA PERNA QUE NAO VOA
SEO passarinho DA SAAB FAZ TUDO AQUILO SEGUNDO SAAB E TEM FALADO E FULANINHO ACREDITA NAO ME ADIMIRO NAOOOOOOO
PACIENCIA

Luan
Luan
10 anos atrás

O Rafale não tem grande autonomia de combate e tem motores beberrões mas isto é totalmente irrelevante,nossos Mike tbm não tem grande autonomia e atende perfeitamente as necessidades da FAB,assim como os A-1.

abraços.

Asterix
Asterix
10 anos atrás

Rodrigo, naquele gráfico devem ter escondido um REVO!

Felipe Cps
Felipe Cps
10 anos atrás

Rodrigo em 13 out, 2009 às 16:55:

“o dia que o piloto fizer um pouso mais duro quebra as perninhas da mocinha francesa”

AHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA!!!

Powta relaxo, rsrsrs… 🙂

Sds.