Typhoons da RAF já estão nas Malvinas

    360
    26

    Quatro Eurofighter Typhoon da RAF chegaram à base aérea de Mount Pleasant, localizada nas Ilhas Falklands/Malvinas. Estes aviões substituirão em breve os Panavia Tornado F3 que atualmente realizam a tarefa de QRA em defesa do arquipélago.

    Os Typhoon deixaram a base de Coningsby (Lincolnshire) no ultimo dia 12 de setembro, acompanhados por uma aeronave de reabastecimento aéreo que também transportava peças sobressalentes e equipamentos de apoio. Os aviões pertenciam ao esquadrão 3 da RAF.

    Esta é a primeira missão dos Typhoon da RAF fora da Europa desde que o mesmo entrou em serviço naquela Força Aérea.

    FONTE: Flightglobal

    26 COMMENTS

    1. Desperdício de dinheiro, bastava um par de Spitfire para dar conta do serviço, doo jeito que está a Armada e Força Aérea Argentina.

    2. Minha opinião, hoje mesmo com Typhoons a defesa das Malvinas e a repitição do sucesso britânico da Guerra de 82 seria muito difícil. A Logística continua complicada. Claro as Forças Argentinas atuais não apresentam o mesmo grau de atualização que apresentavam em 82.
      Abs

    3. O Caças dos meus Sonhos.
      Eles poderiam ter dado uma passadinha por aqui para ver-mos de perto.

      Isso tem Q demonstração de Força?

    4. interessante, mas com a atual força aerea argentina “tão moderna” e operacional, acho que 1 typhoon seria o suficiente…rsrsrs brincadeira.

      amigos deem uma olhada no blog geopolotica brasil, tem algumas materias interessantes, esta semana vou lançar uma série sobre a guerra das malvinas e a relação geopolitica Brasil x Argentina após o conflito.

      http://www.brasilnicolaci.blogspot.com

    5. Bom, com a decisão do governo Ingles de diminuir o numero que adquiriria de Typhoon em 47 unidades, ele esta se tornando quase (eu disse “quase”), um elefante branco, todos os outros paises que o operam não compraram o numero que acordaram e sua manutenção esta se tornando incrivelmente cara, talvez fosse a hora de deixarem o orgulho de lado e fazer como a França e apostar no brasil e oferecer ele pra nós mais acessivel, mas agora é tarde demais.

    6. Pra falar a verdade esses 4 Tyohoon + um E-3 Sentry e talves um KC da RAF são capazes de defender as malvinas a ate fechar o espaço aerea da Patagonia…ja que os A-4 são não nada mesmo.
      Ponto Final

    7. As ilhas chamam-se FALKLANDS, Malvinas é delírio argentino.

      Notem bem que para defender um enclave no fim do mundo, a RAF envia aviões de primeira linha. O Brasil, mal consegue manter voando seus vetustos F-5, A-1, M-2000, e não consegue concluir uma licitação ridícula para a aquisição de um número de aviões insuficientes para a proteção do sudeste do país, que dizer do pís inteiro.

    8. Realmente. Um grande desperdício de dinheiro.
      Seria bem mais econômico ultilizar três teco-teco, um cara armado com um 22 em cada um que a FAA 😀 não chega perto nem em sonho 😉

    9. Caros senhores

      Façam suas apostas façam suas apostas caros senhores
      Eu aposto 10 contra 1 com voces que logo veremos um comentario de um vermelho ou melhor atualmente cabe melhor vermelho desbotado seguidor fiel do Forum São Paulo de que a conspiração inglesa=americana teve inicio e que estes 2 paises imperialistas belicosos ja começama posicionar tropas em nossas circuvizinhanças para nos atacarem e tomarem nossas amazonias azuis verdes roxas marrons amarelas e brancas
      Ah sim em tempo ainda invadir Copacabana Leblom Ipanema e logico Pindamonhangaba e Itaquaquecetuba
      Cubro qualquer aposta na base de 10 por 1 senhores
      Façam suas apostas

      SDS Senhores

    10. Fabio Mayer:

      Por uma resolução da ONU (não me lembro qual e nem de quando), as ilhas passaram a ser denominadas Falkland/Malvinas.

    11. Ninguem vai bular c/ Itaquaquecetuba.
      Podem ficar tranquilos! Nem M(u)ogi.

      Os F-4 ingleses foram estudados p/ Caças de Defesa de Frota do S.Paulo, mas o custo operacional já era totalmente impeditivo. Então trocaram a letra de “F” para “A”, e o custo parece q também “se tornou proibitivo”, ficam todos escondidos no hangar da Macega.

    12. A Inglaterra nunca mais vai dar mole aos argentinos com as Falklands. As ilhas são importantes econômica e geopoliticamente. Lembremos que são uma importante base de apoio para a Antártida, onde os britânicos estão presentes. A proximidade do Estreito de Magalhães pesa muito também.
      Abs.

    13. Deio,

      Malvinas é delírio argentino. ^

      E como aquele território é inglês, o nome inglês prevalece, independentemente dos delírios da ONU, entidade que sabidamente não resolve nada, se o fizesse, os argentinos não se humilhariam naquela guerra brancaleone.

    14. Quem sabe a Inglaterra não ceda as Falklands para uma base aeronaval norte americana?

      Ahahahahahaha… deixaria os bolivarianos loucos!!!

    15. Fabio Meyer,

      Acho que vc deveria conhecer melhor a FAB e o FX-2. Vc acha que serão só 36 aviões? Serão 120!!! E a FAB já demonstrou em vários exercícios conjuntos como se luta nos céus.

      Sds,

    16. Me da pena que ciertas personas del Brasil las llamen Falklands. Creo que los moderadores tendrían que intervenir este tema. Saludos.-

    17. Alguns S300 dariam conta rapidinho dos E3Sentry e EF2000 e os problemas para os Britânicos contuariam os mesmo de 82, deslocar uma grande frota para o Atlântico Sul, fazer REVO todos os dias para os Typhoons e Nimrods que partem de Ascenção. Se a Argentina de hoje tivesse o que o Chavez têm hoje, colocaria a Inglaterra em dificuldades para recuperar as Malvinas. Malvinas sim por que não. Têm cara ai que é paga pau de Inglês… Somente um país hoje no Mundo consegue transpor seu poder além de suas fronteiras, e este país consegue fazer isso com um só NAe Nimitz ou Gerald Ford.
      A Inglaterra e todo seu poderio no auge da Guerra Fria por pouco não voltou pra casa com o rabo entre as pernas, bastava para isso maior doutrina na operação dos cinco AM39, estopins de bombas de queda livre corretos e um submarino com mínimas chances de operar que a Frota Britânica iria congelar nos mares do sul.
      História meus caros, leitura não faz mal a ninguém.

    18. Caro Francisco, que ótimo senso de humor que vc tem, é piada né =D

      Agora falando sério, como previram em comentários anteriores essa atitude do governo inglês com certeza é uma manobra para no futuro, junto com a sua ex colônia os estates, “pegarem” a nossa amazonia e o pre-sal, quem sabe até umas mulatas e umas gaúchas. Que o governo brasileiro leia isso e tomem vergonha na cara e façam algo a respeito como fazer uma aliança estratégica com irã para desenvolverem e produzirem de armas nucleares. Tenho certeza absoluta que ninguém iria ligar.

    19. “Fábio Mayer em 22 set, 2009 às 22:29

      As ilhas chamam-se FALKLANDS, Malvinas é delírio argentino.

      Notem bem que para defender um enclave no fim do mundo, a RAF envia aviões de primeira linha. O Brasil, mal consegue manter voando seus vetustos F-5, A-1, M-2000, e não consegue concluir uma licitação ridícula para a aquisição de um número de aviões insuficientes para a proteção do sudeste do país, que dizer do pís inteiro”

      Perfeito! Principalmente a parte “não consegue concluir uma licitação ridícula”

      Agora, uma pergunta? Por onde os Typhoons vieram? Pelo que sei, não têm alcance para virem a partir de Ascensão ou de qualquer ilha do Atlântico até as Falklands (Falklands, Falklands, Falklands, Falklands, viu Francisco? rsrsrsr)

      Também não têm reabastecedores com alcance para acompanhá-los em um trajeto direto, muito menos realizar o raid insano de reabstecedores da época da guerra.

      Enfim, onde quero chegar: obrigatoriamente, os Typhoons teriam que ter passado por aqui. Será? Alguém sabe?

      Falklands, viu Francisco?

    20. verdade seja dita…
      muito corajosos os soldados argentino de 82, principalmente os pilotos… parabens aos bravos que perderam a vida por culpa de um governo louco

    21. Tenho certeza que todos da Amárica Latina chamam a ilha primeiro pelo nome de Malvinas, depois dão uma de intelectual e falam Falklands. Na verdade toda a opinião pública do continete desejou a vitória da Argentina em 1982. Entretato, a coragem e bravura dos pilotos de caça argentinos, alem da qualidade das bombas, infelizmente não foram suficientes para o triunfo.

      Mas, para aqueles quem gosta de subestimar os fracos, a Armada Argentina ainda opera super Ethendard’s, que mesmo debilitados são bem capazes de realizar um ataque surpresa e aniquilar o quarteto de Thypoons da RAF ainda no chão. Evento para apenas imaginarmos, claro.

      Mas eu sinto que num futuro distante o desejo de reconquista da ilha será iminente.

    22. acho q Brasil e argentina deveriam por pra correr esses imperialistas de ______…e ainda aproveitava e divi o petroleo de la com a gente…ingles ta longe pra ___________e quer ficar botando moral aqui…temos que nos unir!!

      EDITADO POR CONTER PALAVRAS DE BAIXO CALÃO. EVITE TER O SEU COMENTÁRIO EXCLUÍDO SEGUINDO AS REGRAS DO BLOG

    LEAVE A REPLY

    Please enter your comment!
    Please enter your name here