segunda-feira, outubro 18, 2021

Gripen para o Brasil

Jornal informa que anúncio de Lula foi feito à revelia da avaliação técnica da FAB

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

rafale-congresso

A decisão do governo brasileiro de iniciar uma negociação com os franceses para a compra de 36 caças de combate do modelo Rafale, produzido pela empresa Dassault, foi feita à revelia da Força Aérea Brasileira (FAB), que foi surpreendida pela notícia divulgada na última segunda-feira. “Lula ignorou o relatório da FAB, que levou meses para ser elaborado, e tomou a decisão política, sem base técnica”, comentou uma fonte que acompanha de perto o processo.

Na Aeronáutica a informação oficial, divulgada pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (Cecomsaer), era de que o processo licitatório dos caças ainda está aberto e que a decisão final só será conhecida entre o final de setembro e início de outubro. A assessoria de imprensa do Ministério da Defesa informou que estava valendo o que foi dito pelo presidente Lula e o ministro de Relações Exteriores, Celso Amorim, mas não confirmou nem desmentiu a escolha da oferta francesa.

Segundo fonte ligada ao processo de seleção dos caças, na última sexta-feira o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito e o presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (Copac) e coordenador do F-X2, brigadeiro Dirceu Tondolo Noro teriam se reunido com o ministro da Defesa Nelson Jobim e o presidente Lula para falar sobre o conteúdo do relatório técnico da FAB, que não indicava o Rafale como o preferido dos militares.

Um fator preocupante, segundo a fonte, é que além do Rafale ser 40% mais caro que os outros concorrentes, a proposta da Dassault não inclui montagem final e integração de armamentos. “Seria uma negociação à parte, o que encarece ainda mais o valor do contrato, estimado em US$ 4 bilhões”, afirma.

Especialistas afirmam ainda que na negociação com a França uma das questões pendentes seria o alto custo das horas de vôo dos caças franceses, o que inviabilizaria sua operação na Força Aérea. O custo operacional do Rafale foi estimado em US$ 16 mil, enquanto o americano F-18, da Boeing, teria um custo de US$ 10 mil e o sueco Gripen, da Saab, de US$ 4,5 mil.

Em relação às propostas de transferência de tecnologia, item em que a aeronave francesa estaria bem à frente dos concorrentes, nos bastidores do setor aeroespacial brasileiro a informação também é diferente. Segundo fonte ligada aos militares, durante a seleção do FX-2, as empresas Embraer, Atech, Mectron e Aeroeletrônica foram convocadas pela Aeronáutica para fazer uma avaliação das propostas de parceria feitas pelos concorrentes, principalmente na transferência de tecnologia. De acordo com a fonte, somente a Atech teria colocado o Rafale em primeiro lugar. As demais colocaram o Gripen em primeiro, o F-18 em segundo e em último o Rafale.

Um empresário do setor aeroespacial disse que a forma como a transferência de tecnologia foi colocada no processo de compra dos caças não dá nenhuma garantia efetiva de que será cumprida. “No F-X2 essa transferência fica a critério da empresa contratada. Deveríamos fazer como nos Estados Unidos, onde as compras de defesa sempre são feitas diretamente da empresa nacional, e quando a tecnologia é comprada de fora, existe a obrigação de um percentual mínimo de participação da empresa nacional, que hoje é de 75%”.

Procurada, a Embraer também não se manifestou sobre a decisão do governo de negociar a compra dos caças com a Dassault. A empresa deve ser uma das principais beneficiárias do acordo com os franceses, pois o presidente Nicolas Sarkozi, anunciou a intenção de compra de 10 aeronaves KC-390, o cargueiro militar que a Embraer está desenvolvendo para a FAB. Segundo especialistas próximos ao F-X2, a Boeing teria manifestado essa intenção em sua proposta enviada à FAB e o número de unidades a serem compradas pelos americanos supera em muito o anunciado pelos franceses.

A Boeing e a Saab não se manifestarem ontem. Segundo o diretor geral da Gripen Internacional, Bengt Janér, a empresa não recebeu nenhuma informação oficial da FAB e nem do governo a respeito da escolha de um dos concorrentes ao FX-2. A Boeing limitou-se ontem a emitir uma nota por meio da qual informa não ter sido comunicada “nem pela comissão do FX-2 nem pelo governo brasileiro a respeito de qualquer decisão “.

A fabricante americana, que obtém na área de defesa metade da receita anual de US$ 67 bilhões, havia montado uma gigantesca rede de apoio para a negociação. A operação envolveu três departamentos da empresa, num total de 150 pessoas, além de contratos com consultorias brasileiras.

A direção da Boeing estava animada com as chances de seu avião, o Super Hornet, ser escolhido. Enquanto negociava com o governo brasileiro, nos últimos meses, a Boeing assinou termos de compromisso com 25 fabricantes de componentes do Brasil, espalhados entre São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Além disso, sondou diversas empresas, como a pequena Navtec, com 15 funcionários, localizada em Santa Rita do Sapucaí, Sul de Minas Gerais. A Navtec, que surgiu para abastecer a Helibras, foi visitada pela Boeing há mais ou menos dois meses, conta Claile Oppenheimer, um dos sócios.

FONTE: Valor Econômico
IMAGEM: Rafale Internacional

- Advertisement -

51 Comments

Subscribe
Notify of
guest
51 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Invincible

É ridículo o que está acontecendo.

Estão melando todo o processo. Como que o executivo vai justificar para o legislativo a compra de um equipamento militar sem embasamento técnico da FAB?

Que tipo de transparência podemos esperar deste processo?

Percebemos que a decisão vai ser tomada sem que se considere a parte técnica que foi tão arduamente trabalhada pela equipe da Força Aérea.

Não prefiro nenhuma das plataformas em específico. O que espero é um processo transparente.

Alexandre G.R.S.

Srs. Estamos vendo os players jogando. Imaginem que isso é um campo de batalha. Os exércitos estão fazendo seus movimentos. É exatamente isso que esta acontecendo. Vale então, nesse momento, estarmos muito cientes do que queremos porque o jogo será pesado. Não será de se admirar se começarmos a ver escandalos nos três poderes, sanções veladas, pressão sobre o pré-sal, campanhas difamatórias dentre outras coisas. Estamos entrando em um campo novo para nós ainda. Temos que ser muito firmes nesse momento e aprender o máximo que pudermos. Agora o “negócio” virou “conversa de gente grande”. Fiquemos atentos ao que acontecerá… Read more »

jose greff

Jornal ZERO HORA:
“Apesar do anúncio, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, declarou ontem em nota que o acordo não está fechado. Pressionado pela FAB, excluída da negociação, o governo admitiu o atropelo das regras formais da concorrência com o anúncio prematuro.”
http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a2647157.xml&template=3898.dwt&edition=13084&section=1014´

Pisada de bola do governo. Esqueceram de avisar a FAB sobre a decisão de escolher o Rafale.

André

O processo vinha sendo muito bem conduzido pela FAB, mas por que uma calça arriada dessa do Lula na FAB e, creio eu, no próprio MD, com esse anúncio que tudo indicava que somente seria dado em outubro? Ainda que a oitiva do Conselho de Segurança Nacional viesse a ser uma mera formalidade – já que a decisão do Presidente certamente é a que iria prevalecer -, nem sequer o relatório técnico da Força parece ter sido consultado, até porque parece que sequer concluído. Acho que esse anúncio foi totalmente a destempo, e só faz com que os críticos do… Read more »

sonic wings

Lamentável, o processo estava sendo conduzido de maneira única.

Como diria FHC: Assim não dá! Assim não tem jeito!

Abs

Marcelo Tadeu

GENTE!! Vcs estão caindo na armadilha desta imprensa marrom!! Sabem de quem é o jornal Valor Econômico? Folha e O Globo. Rá, me fazem ri!!! O EUA iam comprar muitos KC-390!!!! Quantos , uns 500!!! Eles iam abrir mão do C-130J, do C-17 (quem nem compete com o cargueiro brasileiro). A FAB já tinha entregue o relatório sobre o 3 concorrentes mostrando os prós e contra de cada um, a decisão seria, a partir daí, política, e foi. O que estão fazendo agora é negociar com a Dassault. “Olha Dassault, a gente fica com o Rafale, mas, tem isto aqui,… Read more »

LBacelar

Acho que virão mais 12 MIRAGE 2000C…

Corre bino isso é uma cilada

Mauro dias

Pessoal, agora começa o processo de desinformação e desestabilização.
A mesma fonte aponta duas matérias contraditórias.

Alexandre G.R.S.

Srs. Poderei ser mau interpretádo pelo comentário que eu farei agora. Vejam em momento algum irei difamar qualquer instituição. Ao meu ver, a dignissima FAB já cumpriu seu papel. A análise técnica ja foi feita. Ponto. Cabe agora ao ministério da Defesa em conjunto com a alta cúpula do governo tomar a decisão. Até porque o temos hoje são comandos que integram um ministério. A decisão será politica sim e os militares já sabiam disso quando iniciaram o processo de escolha do novo caça. Isso já era sabido. Como postei anteriormente. As decisões tomadas hoje são DIFERENTES daquelas tomadas a… Read more »

Alexandre G.R.S.

Prezado Marcelo Tadeu.

Muito bem comentado. Ótimo post.

Rafael

Realmente um fiasco mesmo esse anuncio prematuro.. depois de tanto trabalho da FAB.. parece q foi em vao.. Eu torço para Rafale, mas antes de tudo sou brasileiro e e quem pode nos representar da melhor maneira possivel e a FAB.. se realmente for comfirmado q no relatorio da FAB o gripen e o F 18 SH ganharam em preço, transferencia, custo manut. e operação como citado na materia acima, o Lula arrumou p cabeça..gente vai dar ate CPI.. Espero q as informaçoes dados por fontes ligadas ao processo de seleção estejam equivocadas porque sinceramente fiquei com medo.. continuo ahando… Read more »

A-Bomb

O molusco semi analfabe deveria estar bebado na hora do anuncio.
Tambem champagne francesa ate eu^^

Rafael

Maercelo Tadeu
Excelente comentario.. espero q seja isso mesmo..
abraço

Fabio Silva

está notícia tem tanta credibilidade, quando as vária feitaspela folha sobre o subs alemães. O dia que os estados unidos liberarem mais tecnologia a casa cai!!!!
por favor pode até a decisão política ter sido tomada sem a analise dos relatórios da Fab tudo bem, mas agora dizer que os yanques vão transferir mais tecnologia é nos chamar de burros!!

Marcos T.

Tenho um amigo empresario que participou de uma missão empresarial junto com o Lula e uma coisa ele deu o braço a torcer e elogia:
“O cara sabe negociar”
Pode entender pouco de caças más de pechinchar ele entende.
O “cara” deve ter jogado verde com o francês e do nada conseguiu uma importante incomenda de 10 KC390 que nem saiu do papel ainda.
Acho que está na hora de darmos um pouco de credito para o “cara” também, não só criticar.
Vamos esperar, acho que muita coisa boa virá para o Brasil nesse negócio.

ivan

Do jeito que vai vão modernizar os Mirage III, até aqueles que estao

estáticos em algumas bases para mais trinta anos

Flavio

Marcelo Tadeu, excelente comentário

Agora, sinceramente, acreditar que as empresas disseram que a Boeing vai transferir mais tecnologia que o pessoal do Rafale, é pedir para nós acreditarmos em papai noel, saci, mula sem cabeça, nostradamus, entre outros.

Parece piada.

Acredito que as negociações com os franceses estão avançando a grandes passos em busca de melhores condições para a compra e melhores preços e TT.

Vamos de Rafale, esse sim é o melhor para o BRASIL.

Melhor que isso, só a dupla Rafale + Gripen NG.

BRASIL!!!

Rodrigo Marques

Acho que nesse caso não tem nada de imprensa marrom, tanto é que toda imprensa francesa também entendeu o que o lula falou: Iniciamos entendimentos para aquisção do RAFALE. Celso Amorin também deu seus pitacos, o proprio blog deu a noticia.

Uma coisa é cada um ter sua visão politica, outra é um presidente atropelar um processo que vinha sendo razoavelmente bem implementado.

A única coisa boa nisso tudo é que sendo a escolha a do RAFALE, foi esta a melhor.

Caipira

Pode ser um zilhão de coisas, mas as impressões que passam são:
Ou existe uma enorme desorganização entre governo x FAB, ou a impressa tá fazendo de tudo pra criar tempestade em copo d’água.

Mauro dias

Volto a dizer começou a desinoformação, a decisão é política sim , e é na política que se vai levar , pois se for na marra, não vai ser nenhum.imaginem tomar a decisão baseado só em área tecnica, o que levaría-mos de resto?
Nesse momento realmente , só a França disponibilizaria, sua tecnologia para nós .Eles dependem disto , deste contrato.

Felipe Cps

Excelente reportagem de um dos melhores jornais do país.

Podem esperar, porque se ocorreu essa palhaçada toda (e parece que virou de vez num circo) a vingança dos americanos será “maligna” rsrsrs… Pessoal, esses caras quando querem derrubam até governo… aguardem…

Sds.

Francisco AMX

10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, FIGHT! Digo mais uma vez! se a FAB foi lesada ela que venha a público e fale! A imprensa marrom já começou a atacar! esta matéria aí de cima é mais do mesmo, contraditória e nítida em desqualificar o Rafale! normal! A Imprensa tem dono! e muitas vezes alguns ficam de fora! mas querem briga! é isso! Vamos FAB falem alguma coisa! sr Saito, e sr. deve estar indo para reserva logo, fale! coloque o que está acontecendo! tá com medo de quem e do quê? O Lula está se… Read more »

Martini

E vem mais propostas por ae! O negocio ta ficando muito melhor! EUA resistem a admitir que jogo esteja perdido A Casa Branca não está preparada para “jogar a toalha” na concorrência dos caças e “continua na disputa”, disse ontem uma fonte do governo americano. Na sexta-feira, o Congresso americano aprovou a transferência de tecnologia dos F-18 Super Hornet, sob pressão da Casa Branca. A secretária de Estado, Hillary Clinton, se envolveu na campanha pelos caças da Boeing, ao enviar carta ao governo Lula prometendo transferência de tecnologia. Um porta-voz do Departamento de Estado disse acreditar que “a decisão não… Read more »

Francisco AMX

O que achei estranho nesta matéria é a Boeing querer comprar mais unidades do cargueiro da EMBRAER, isto nunca foi divulgado! parece estorinha de perdedor mesmo!

Felipe, não existe jornal “sério”! existe interesse, apenas isso! na imprensa! elas são feitas e construidas assim, imprensa que quer ser imparcial ou digna, não vinga! começam com o jornalzinho que apoia o prefeito, compra uma rádio que se vende aos políticos para aumentar sua área de influencia, vira uma TVzinha retransmissora da Globo e por aí vai… Ou quando não, é “encampada” por pilantras como o bispo EM… NÂO EXISTE AMIGO!

Abraço

Douglas

Pois é. Áreas do governo agora fazem desmentido parcial. Essa é a face da administração desse governo. Uma esculhembação. Pior é que Boing e Saab podem se fechar em copas, pois tudo agora parece ser carta politicamente marcada. Como noticiado na França esse contrato é a salvação da Dassault que financeiramente vai muito mal… pergunto, qual a capacidade de inovação dessa companhia???? qual a capacidade industrial..???? por isso esse avião é caríssimo, e nunca atinge a maturidade de seu desenvolvimento depois de mais de 20 anos do primeiro voo. Até os franceses reduziram suas encomendas. Quem acredita no bom mocismo… Read more »

Douglas

Como um participante disse acima, a força que vai operar o equipamento, a FAB, parece que sumiu do mapa.

Daqui mais uns dias vai sair uma notinha formal chamando a imprensa de mal informada etc e tal, como a MB anda fazendo agora. fala fala mas não consegue explicar.

E como diz um dos aceclas petistas entrevistado ontem pelo O Globo, “faltou transparencia mas a aquisição foi correta”.

Essa é a ótica petista, pode até rolar uma safadeza desde que seja em prol dos interesses do partidão.

Francisco AMX

Martini, se isso for verdade melhor para nós! Que venha um classe Nimitz com 24 F-18C/D, que venham 36 SH com AMRAM C-7, que venham 800 Strykers, 2000 Humvees “usadinhos”, Umas escoltas bacaninhas, umas baterias de SAMs, uns projetos de cooperação em defesa e equipamentos futuros… e, principalmente uma parceria real, séria e duradoura com os americanos! Porém, duvido muito disso tudo! os USA não querem isso! não sei o que eles querem… mas ver o Brasil ficar independente e projetar seus meios isso ficou claro, digo isso pois os USA tiveram a chance de arrebentar a boca do balão,… Read more »

Francisco AMX

Douglas, “Como noticiado na França esse contrato é a salvação da Dassault que financeiramente vai muito mal… pergunto, qual a capacidade de inovação dessa companhia???? qual a capacidade industrial..???? por isso esse avião é caríssimo, e nunca atinge a maturidade de seu desenvolvimento depois de mais de 20 anos do primeiro voo. Até os franceses reduziram suas encomendas.” Sendo assim, o NG, que não existe e não pode ter custo definido, tb não poderia estar sendo considerado bom negócio, pois a SAAB está numa situação aterradora tb!… de mais a mais, o jornal frances que colocou esta “balela” é um… Read more »

Vitor

Sempre gostei do Gripen por seu custo operacional. Permitiria a FAB manter seus avioes sempre voando ao contrario do Rafale que teria que ficar uma boa parte do tempo em solo. Seja qual for a aviao, o Brasil vai estar muito bem servido. Esperemos quando o processo final por finalizado. Ja que Lula mais uma vez colocou a carroça na frente dos burros.

Martini

O que! Ele colocou a carroça na frente do senado?!

Desculpem o off-topic mais não aguentei!

URUTAU

Senhores Quem conhece muito bem a transferencia de tecnologia francesa é a HELLIBRAS perguntem para eles a grande transferencia francesa ja esperada ha nada mais nada menos que singelissimos 30 anos de espera e ainda não acabou talvez venha a TT dos pneus farois de neblina retrovisores rsrsrsrs …………. cuidado e caldo de galinha nunca fizeram mal a ninguem senhores outro ponto importantissimo e que não deveriamos nos esquecer é que entre os nossos pilotos ou caçadores que na verdade são quem mais entende do assunto pois suas vidas de certa forma dependem dessa escolha o Rafale embora seja reconhecido… Read more »

sonic wings

Francisco AMX em 09 set, 2009 às 12:09

Estou contigo, e digo mais. Se foi realmente esta palhaçada do MD, penso que o comando do GPFX-2 deve solicitar uma coletiva anunciando afastamento da força pq foram feitos de otários trabalhando incansavelmente durante todos estes anos pra que fosse feito a melhor escolha, coisa que não foi feita e blá blá blá.

É isso, abraços

A-Bomb

Tambem né Francisco AMX o Brasil fica apoiando ditaduras como a do Hugo Chaves e Morales voce quer o que? Que os USA de graça a deus que o Brasil exista? USA não aceita pais em cima do muro ou esta com eles ou não esta. Simples. Incrivel como o povo acha que americanos não merecem confiança mas acham que franceses sim. A Dassault esta quebrada todo mundo sabe disso. Se esse presidente não fosse tao burro poderia tirar esses jatos por metade do preço. A frança depende muito mais do Brasil do que nos deles entendam isso. USA Faz… Read more »

Ricardo

O choro é livre!!!

Hornet

Sem querer entrar no mérito do que está ocorrendo, se está certo ou errado, só digo uma coisa: esta matéria tem um problema grave que coloca toda a reportagem sob suspeita. A parte a que me refiro está aqui: “…brigadeiro Dirceu Tondolo Noro teriam se reunido com o ministro da Defesa Nelson Jobim e o presidente Lula para falar sobre o conteúdo do relatório técnico da FAB, que não indicava o Rafale como o preferido dos militares.” Desde o início, quem acompanha o FX2 sabe bem disso, o relatório técnico da FAB não é indicativo e nem classificatório. Ele é… Read more »

gerson

caros amigos,

pelo visto o que a FAB que é o que for mais barato! neste caso podemos comprar uns fuscas, acho que o mexico ainda fabrica! hehehehe

falando serio o F18 é bom mais sabemos que não vão transferir nada! e ja sera muito se deixarem a gente usar nossos misseis nele! o Gripen é um bom prototipo e tambem tem muita tecnologia americana que sera vetada. agora se não querem transferencia real de tecnologia então é melhor comprar de prateleira uns 100 SU35!!

gerson

caros amigos,

Vou hoje ser mais audacioso vamos usar o petroleo com os EUA, ou seja compramos de prateleira uns F18, uns escoltas para a MB e uns mbt para o exercito e pagamos com petroleo que garanto que eles topam!!! e ai fazemos tambem o negocio com a França com TT e tudo mais. ficamos com dois bons vetores emontamos varias bases!!

Hornet

Até porque, é um relatório. Relatório relata, informa, diz como são as coisas, mas não hierarquiza, não prioriza, não escolhe. Se fizer isso, deixa de ser relatório e passa a ser uma espécie de requerimento, deixa de informar e passa a solicitar. E é um relatório técnico ainda por cima. Ou seja, não é um documento de caráter político. Indicar, classificar, é fazer escolha. E escolhas são políticas. Relatório técnico que indica, que escolhe, é uma contradição entre termos. Ou é técnico, ou indicativo. Ou é relatório, ou é posicionamento. Ser ambas as coisas ao mesmo tempo, não tem jeito.… Read more »

Rodrigo Marques

Vendo o Congresso ao fundo nesta montagem, só faltou o RAFALE estar lançando uma AN-11… 🙂

eduardo

Do site defense-aerospace de hoje. Não é que ele fez a pergunta certa no final da nota? (EDITOR’S NOTE: French sources attribute the above announcement to Brazil’s legal obligation to complete the FX-2 fighter competition as originally planned. Simply cutting it short in favor of the Rafale would have made it liable to the other two competitors, Boeing and Saab. However, local media report that the statement was demanded by air force commander Gen. Juniti Saito who considers the announcement in favour of Rafale as premature, and who was supported by an emergency meeting of the air force high command.… Read more »

Igor

anúNcio

Alberto

Prezados,

Licitacao é a base do sistema de compras do estado brasileiro mas comprar aviao de combate com base nesta lei é dose! Ta na cara, que Lula ja sabia, de alguma forma, do resultado da mesma e anunciou. Nao fiquem achando que Lula é ingenuo…por que isso ele nao é nao. O que esta acontecendo agora, o desmentido, e para que processo nao seja todo “melado”…

Para mim, continua dando Rafale para a FAB e para a MB

sds

Alberto S.

jose greff

Caro Alberto Como Servidor Público gostaria de esclarecer que a compra de material bélico, lastreada em questões estratégicas de segurança nacional, não é feita por meio da Lei de Licitações, portanto não está subordinada ao CRITÉRIO DE MENOR PREÇO. Comprar caças, submarinos ou blindados não é como comprar carros oficiais civis ou papel A4 prá repartições públicas. O que mais pesa são as questões Geopolíticas, e no momento o Brasil está dando prioridade ao Acordo Brasil-França. Faço este esclarecimento, pois vejo que pessoas leigas em legislação administrativa vêm criticando a compra dos caças Rafale, sob o argumento de estes são… Read more »

Francisco AMX

A-Bomb, “Tambem né Francisco AMX o Brasil fica apoiando ditaduras como a do Hugo Chaves e Morales voce quer o que? Que os USA de graça a deus que o Brasil exista?” Pois é meu amigo, eu não quero nada! e concordo com vc, e já escrevi isso algumas vezes, os USA não confiam no Brasil pq tem suas razões, e nosso atual governo deixa isso claro apoiando, veladamente, o chavismo. Porém os USA perderam a chance de mudar isso! é como eu vejo! só torço agora para que eles não tentem mudar na base da força! só falei isso!… Read more »

Anildo Silva

Moro na Inglaterra e um amigo meu daqui, que acompanha assuntos da area de defesa, veio me perguntar: “Mr. Silva what a fuck is going on in Brazil?” Bom….desconversei e disse que na nossa terra as coisas acontecem de um “jeitinho” diferente. Aff… na boa da vergonha de como somos amadores para questoes tao importantes.

Zeke A6M

Leiam o relato da reunião com Sarkozy, do ministro Jobim, ao jornalista Luiz Nassif. Conversei agora com o Ministro da Defesa Nelson Jobim, sobre as negociações com os franceses da licitação FX – os caças da Força Aérea Brasileira. O quadro é o seguinte. Em abril de 2008, Lula mandou reativar o projeto, que tinha sido paralisado devido à crise econômica de 2005. Incumbida de levantar as propostas, a FAB pediu novas informações aos concorrentes. Cinco haviam se apresentado: a Boeing F/A18, a Dassault Rafale, a Eurofighter Typhoon, a Lockeed MArtin F-16, a Saab Gripen e o Sukhoi Su-35. Em… Read more »

gustavo

é incrível como o rafale é caro, não estou conseguindo acreditar que o governo considere escolher este caça sendo que mais tarde quem vai pagar pelas horas de voo e pelas manutenções vai ser ele mesmo (o próprio governo)!!!!

16 mil por hora de voo isso é um absurdo!

Francisco AMX

Zeke, muito elucidativa a matéria do Nassif! tomara que seja verdade! que os USA tenham mais uma oportunidade de nos surpreender! e olha que torço pelo Rafale como vetor, mas o SH acompanhado de escoltas, NaE nuclear, Humvees, Strykers, SAMs, Fuzis, radares, trucks… dando uma bela incrementada nas nossas abandonadas FAs, além de uma proposta de parceria tecnológica com TT e compromisso de estado… não seria nada mal!

bulldog

Como tem índio querendo ganhar espelho…inacreditável…e a manutenção desses elefantes brancos..quem paga????

Alberto

Caro jose greff,

Creio que voce nao entendeu o eu quiz dizer: Este comentario, antes do anuncio oficial, pois pode “melar” o processo. Entretanto, eu nao disse nada sobre “menor preco” ser o referencial pois, caca nao é papel higienico. Porem, como voce entrou neste merito, pq o processo esta classificado como licitacao? Que eu saiba nao houve pedido de dispensa neste processo. No projeto CLX, para a compra dos CASA 295, sim…neste nao.

De nada,

Alberto S.

Últimas Notícias

China testa nova capacidade espacial com míssil hipersônico

O lançamento em agosto de um foguete com capacidade nuclear que circulou o globo pegou a inteligência dos EUA...
- Advertisement -
- Advertisement -