tucano-sai-de-servico-na-forca-aerea-francesa-foto-armee-de-lair-sirpa-air1

Último voo foi no dia 22 de julho, após 15 anos de serviço. Mudanças na evolução dos cursos de treinamento de pilotos ditaram a aposentadoria.

O último voo dos aviões de treinamento Tucano no Armée de l´air (Força Aérea Francesa) foi realizado na manhã de 22 de julho. Os Tucanos franceses comemoraram recentemente, em 10 de junho, 15 anos de operação na Força e sua despedida oficial foi realizada no último dia 9 de julho, na Base Aérea de Salon de Provence, de onde operaram. Dos cerca de 20 aviões do tipo que permaneciam em serviço, alguns serão utilizados para a instrução de sub-oficiais mecânicos em Rochefort, e outros serão destinados a museus.

A retirada dos Tucanos de serviço no Armée de l´air deve-se a mudanças na sistemática de treinamento dos pilotos franceses, em que tanto o tronco comum da instrução quanto a pré-especialização em transporte ou caça deverá ser realizada em modelos Grob e Epsilon, em Cognac.

FONTE e FOTO: Armée de l’air / Sirpa Air

NOTA do BLOG: a Força Aérea Francesa recebeu um total de 48 treinadores Tucanos a partir de 1993, em substituição aos jatos Fouga Magister. Por volta de 2002, 36 dos turboélices de treinamento fabricados pela Embraer permaneciam em linha (outros 10 ficavam estocados, em reserva). Em 2006, foi tomada a decisão de aposentar prematuramente a frota, devido à modificação na sistemática de instrução de voo, e a última turma a passar pela aeronave iniciou treinamento em março do ano passado.

Leia mais sobre o Tucano na Força Aérea Francesa e em outra Força europeia, a RAF, clicando nos links abaixo:

Tags: , , , ,

About Fernando "Nunão" De Martini

View all posts by Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

34 Responses to “Tucano é retirado de serviço na Força Aérea Francesa” Subscribe

  1. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 0:02 #

    Prezados
    Será substituido pelo super tucano?
    sds

  2. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 0:02 #

    Prezados
    Será substituido pelo super tucano?
    sds

  3. Wilson Johann 27 de julho de 2009 at 0:03 #

    Alguns poderiam ser remetidos de volta para o Brasil, já que possuem muito menos horas de vôo do que as unidades da Fab, que aqui ainda vai usá-los por um bom tempo ainda. Com isso poderíamos substituir as unidades que estamos enviando para Angola e para o Paraguai. Essas doações dão a entender que estão sobrando tucanos na FAB.

    Abraços!

  4. Wilson Johann 27 de julho de 2009 at 0:03 #

    Alguns poderiam ser remetidos de volta para o Brasil, já que possuem muito menos horas de vôo do que as unidades da Fab, que aqui ainda vai usá-los por um bom tempo ainda. Com isso poderíamos substituir as unidades que estamos enviando para Angola e para o Paraguai. Essas doações dão a entender que estão sobrando tucanos na FAB.

    Abraços!

  5. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 0:15 #

    Prezado Wilson Johann
    Esse é o avião perfeito para a esquadrilha da fumaça e logicamente outros para patrulhamento ou reserva de peças poque não sei se a Embraer ainda o está produzindo ou se o grau de compatibilidade com o super tucano é alta?
    Abraço

  6. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 0:15 #

    Prezado Wilson Johann
    Esse é o avião perfeito para a esquadrilha da fumaça e logicamente outros para patrulhamento ou reserva de peças poque não sei se a Embraer ainda o está produzindo ou se o grau de compatibilidade com o super tucano é alta?
    Abraço

  7. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 0:16 #

    ops
    correção
    ? =.

  8. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 0:16 #

    ops
    correção
    ? =.

  9. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 4:07 #

    Prezados
    desculpem pelo off topic

    …..estão brincando e lá fora já estão questionando. E a matéria não está num jornaleco de quinta categoria. Ninguém pergunta de quem é a Sibéria, ou as grandes florestas do Canadá. Ninguém pergunta a quem pertence as florestas da Nova Guiné, e de toda a África, que por sinal estão quase destruídas exatamente por quem vive questionando sobre a posse da floresta amazônica. Interessante.

    18/05/2008 – 08h01
    ‘De quem é a Amazônia, afinal?’, diz ‘NY Times’

    Uma reportagem publicada neste domingo no jornal americano The New York Times afirma que a sugestão feita por líderes globais de que a Amazônia não é patrimônio exclusivo de nenhum país está causando preocupação no Brasil.

    No texto intitulado “De quem é esta floresta amazônica, afinal?”, assinado pelo correspondente do jornal no Rio de Janeiro Alexei Barrionuevo, o jornal diz que “um coro de líderes internacionais está declarando mais abertamente a Amazônia como parte de um patrimônio muito maior do que apenas das nações que dividem o seu território”.

    O jornal cita o ex-vice-presidente americano Al Gore, que em 1989 disse que “ao contrário do que os brasileiros acreditam, a Amazônia não é propriedade deles, ela pertence a todos nós”.

    “Esses comentários não são bem-aceitos aqui (no Brasil)”, diz o jornal. “Aliás, eles reacenderam velhas atitudes de protecionismo territorial e observação de invasores estrangeiros escondidos.”

    O jornal afirma que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta aprovar uma lei para restringir o acesso à floresta amazônica, impondo um regime de licenças tanto para estrangeiros como para brasileiros.

    “Mas muitos especialistas em Amazônia dizem que as restrições propostas entram em conflito com os próprios esforços (do presidente Lula) de dar ao Brasil uma voz maior nas negociações sobre mudanças climáticas globais – um reconhecimento implícito de que a Amazônia é crítica para o mundo como um todo”, afirma a reportagem.

    O jornal diz que “visto em um contexto global, as restrições refletem um debate maior sobre direitos de soberania contra o patrimônio da humanidade”.

    “Também existe uma briga sobre quem tem o direito de dar acesso a cientistas internacionais e ambientalistas que querem proteger essas áreas, e para companhias que querem explorá-las.”

    “É uma briga que deve apenas se tornar mais complicada nos próximos anos, à luz de duas tendências conflituosas: uma demanda crescente por recursos energéticos e uma preocupação crescente com mudanças climáticas e poluição.”

  10. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 4:07 #

    Prezados
    desculpem pelo off topic

    …..estão brincando e lá fora já estão questionando. E a matéria não está num jornaleco de quinta categoria. Ninguém pergunta de quem é a Sibéria, ou as grandes florestas do Canadá. Ninguém pergunta a quem pertence as florestas da Nova Guiné, e de toda a África, que por sinal estão quase destruídas exatamente por quem vive questionando sobre a posse da floresta amazônica. Interessante.

    18/05/2008 – 08h01
    ‘De quem é a Amazônia, afinal?’, diz ‘NY Times’

    Uma reportagem publicada neste domingo no jornal americano The New York Times afirma que a sugestão feita por líderes globais de que a Amazônia não é patrimônio exclusivo de nenhum país está causando preocupação no Brasil.

    No texto intitulado “De quem é esta floresta amazônica, afinal?”, assinado pelo correspondente do jornal no Rio de Janeiro Alexei Barrionuevo, o jornal diz que “um coro de líderes internacionais está declarando mais abertamente a Amazônia como parte de um patrimônio muito maior do que apenas das nações que dividem o seu território”.

    O jornal cita o ex-vice-presidente americano Al Gore, que em 1989 disse que “ao contrário do que os brasileiros acreditam, a Amazônia não é propriedade deles, ela pertence a todos nós”.

    “Esses comentários não são bem-aceitos aqui (no Brasil)”, diz o jornal. “Aliás, eles reacenderam velhas atitudes de protecionismo territorial e observação de invasores estrangeiros escondidos.”

    O jornal afirma que o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta aprovar uma lei para restringir o acesso à floresta amazônica, impondo um regime de licenças tanto para estrangeiros como para brasileiros.

    “Mas muitos especialistas em Amazônia dizem que as restrições propostas entram em conflito com os próprios esforços (do presidente Lula) de dar ao Brasil uma voz maior nas negociações sobre mudanças climáticas globais – um reconhecimento implícito de que a Amazônia é crítica para o mundo como um todo”, afirma a reportagem.

    O jornal diz que “visto em um contexto global, as restrições refletem um debate maior sobre direitos de soberania contra o patrimônio da humanidade”.

    “Também existe uma briga sobre quem tem o direito de dar acesso a cientistas internacionais e ambientalistas que querem proteger essas áreas, e para companhias que querem explorá-las.”

    “É uma briga que deve apenas se tornar mais complicada nos próximos anos, à luz de duas tendências conflituosas: uma demanda crescente por recursos energéticos e uma preocupação crescente com mudanças climáticas e poluição.”

  11. william 27 de julho de 2009 at 13:04 #

    sempre aquele mesmo pensamento do Brasileiro de comprar coisas usadas, porque?

  12. william 27 de julho de 2009 at 13:04 #

    sempre aquele mesmo pensamento do Brasileiro de comprar coisas usadas, porque?

  13. Carpe 27 de julho de 2009 at 13:07 #

    Parece até comentário de louco, mas o Rafale, teria um valor maior se viesse com algumas bombinhas nuclear. Ninquém mais téria interesse na Amazônia. Por este motivo eu acho valido uma parceria com a Russia,Irã. Infelizmente os EUA parece que estão prontos para dar o bote, por este motivo eles não tem interesse nenhum em repassar tecnologia, nem do SH ou mesmo do “Gripen Sueco” com turbina americana.

    Sds.

  14. Carpe 27 de julho de 2009 at 13:07 #

    Parece até comentário de louco, mas o Rafale, teria um valor maior se viesse com algumas bombinhas nuclear. Ninquém mais téria interesse na Amazônia. Por este motivo eu acho valido uma parceria com a Russia,Irã. Infelizmente os EUA parece que estão prontos para dar o bote, por este motivo eles não tem interesse nenhum em repassar tecnologia, nem do SH ou mesmo do “Gripen Sueco” com turbina americana.

    Sds.

  15. Cantarelli 27 de julho de 2009 at 14:11 #

    Meu caro Wilson Johann a FAB comprou 100 super tucanos da embraer pra que commprar uma versao inferior? se eu fosse o governo faria asim se o rafale for escolhido no f-x em contra partida obrigar a frança a comprar super tucanos que acham.

  16. Cantarelli 27 de julho de 2009 at 14:11 #

    Meu caro Wilson Johann a FAB comprou 100 super tucanos da embraer pra que commprar uma versao inferior? se eu fosse o governo faria asim se o rafale for escolhido no f-x em contra partida obrigar a frança a comprar super tucanos que acham.

  17. Walderson 27 de julho de 2009 at 14:36 #

    Caro colega Carpe,

    realmente parece comentário de louco. Desculpe-me, mas achei totalmente fora de propósitos.

    Um abraço.

  18. Walderson 27 de julho de 2009 at 14:36 #

    Caro colega Carpe,

    realmente parece comentário de louco. Desculpe-me, mas achei totalmente fora de propósitos.

    Um abraço.

  19. Pedro Rocha 27 de julho de 2009 at 16:15 #

    Olá senhores! Os nossos T-27 Tucanos serão modernizados! Eu li na revista Flap que 70 serão modernizados quanto à aviônica! O Tucano é extremamente robusto, necessita somente de upgrade na aviônica que os deixarão equivalentes ao A/T-29! Essa modernização será muito interessante, pois o T-27 ficaria com as funções de treinamento do A/T-29 liberando este para dedicação exclusiva a missões de caça! Acredito que esse seja o plano da FAB! Estão estocados os A/T-27 que pertenciam aos Terceiros, esses são excedentes que podem ser comercializados com nações amigas! Para o Brasil é muito interessante participar da reestruturação das forças armadas angolanas, um país da África que possuímos varias sinergias! Quanto ao Paraguai na verdade trocaríamos os T-27 pelos Xavantes e 707, um excelente negocio para ambos os paises, porem o presidente do Paraguai numa aguda miopia embargou o negocio! Acredito que esses Tucanos Franceses serão comercializados para particulares como os Tucanos Ingleses que estão sendo retirados! A poderosa mercenária Black Water já teve ter uma esquadrilha completa! Um ponto para um projeto vencedor!
    Em tempo antes que os senhores digam que estou louco quero dizer que T-27 modernizado será equivalente ao A/T-29 na aviônica embarcada! Padronizando essa aviônica entre os dois!

  20. Pedro Rocha 27 de julho de 2009 at 16:15 #

    Olá senhores! Os nossos T-27 Tucanos serão modernizados! Eu li na revista Flap que 70 serão modernizados quanto à aviônica! O Tucano é extremamente robusto, necessita somente de upgrade na aviônica que os deixarão equivalentes ao A/T-29! Essa modernização será muito interessante, pois o T-27 ficaria com as funções de treinamento do A/T-29 liberando este para dedicação exclusiva a missões de caça! Acredito que esse seja o plano da FAB! Estão estocados os A/T-27 que pertenciam aos Terceiros, esses são excedentes que podem ser comercializados com nações amigas! Para o Brasil é muito interessante participar da reestruturação das forças armadas angolanas, um país da África que possuímos varias sinergias! Quanto ao Paraguai na verdade trocaríamos os T-27 pelos Xavantes e 707, um excelente negocio para ambos os paises, porem o presidente do Paraguai numa aguda miopia embargou o negocio! Acredito que esses Tucanos Franceses serão comercializados para particulares como os Tucanos Ingleses que estão sendo retirados! A poderosa mercenária Black Water já teve ter uma esquadrilha completa! Um ponto para um projeto vencedor!
    Em tempo antes que os senhores digam que estou louco quero dizer que T-27 modernizado será equivalente ao A/T-29 na aviônica embarcada! Padronizando essa aviônica entre os dois!

  21. Mauricio R. 27 de julho de 2009 at 21:31 #

    “…ou se o grau de compatibilidade com o super tucano é alta?”

    Não tem nada a ver, seria de certo modo um T-27 modificado, pois a longarina principal da asa tem vida utíl de 10.000 horas contra 6.000 horas do T-27 padrão.
    E a aviônica é Sextant Avionique, francesa.

  22. Mauricio R. 27 de julho de 2009 at 21:31 #

    “…ou se o grau de compatibilidade com o super tucano é alta?”

    Não tem nada a ver, seria de certo modo um T-27 modificado, pois a longarina principal da asa tem vida utíl de 10.000 horas contra 6.000 horas do T-27 padrão.
    E a aviônica é Sextant Avionique, francesa.

  23. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 22:57 #

    Prezado Mauricio R.
    Creio que tu devas postar a frase correta para não pareças incauto
    pois a frase ficou incorreta e sem a correção posterior pois da maneira que foi colocada parece uma assertiva e não um questionamento que foi o caso . Entretanto EU SEI que o tucano é diferente do super tucano. por isso que postei para ser respondido.
    “não sei se a Embraer ainda o está produzindo ou se o grau de compatibilidade com o super tucano é alta.”
    Abraço

  24. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 22:57 #

    Prezado Mauricio R.
    Creio que tu devas postar a frase correta para não pareças incauto
    pois a frase ficou incorreta e sem a correção posterior pois da maneira que foi colocada parece uma assertiva e não um questionamento que foi o caso . Entretanto EU SEI que o tucano é diferente do super tucano. por isso que postei para ser respondido.
    “não sei se a Embraer ainda o está produzindo ou se o grau de compatibilidade com o super tucano é alta.”
    Abraço

  25. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 23:01 #

    Creio que nenhum de nós seja o dono da verdade ou tenha a pretensão
    para tal e aqui neste blog é O local IDEAL para trocas de conhecimentos e tirada de dúvidas (que são muitas).
    sds

  26. Lucas Calabrio 27 de julho de 2009 at 23:01 #

    Creio que nenhum de nós seja o dono da verdade ou tenha a pretensão
    para tal e aqui neste blog é O local IDEAL para trocas de conhecimentos e tirada de dúvidas (que são muitas).
    sds

  27. Baschera 27 de julho de 2009 at 23:52 #

    Nunão,

    Desta vez você foi mais rápido……rsrssss.

    Tenho uma dúvida…., ao pesquisar a matéria, a Wikipedia menciona que a França teria comprado 80 unidades, porém acho que o correto mesmo é que foram vendidos 50 Und. O Tucano francês foi designado EMB-312 F (de França) pois teria aviônicos franceses.

    Lucas Calabrio,

    Não. Não será substituído pelo Super Tucano.
    Já está sendo substituído pelo alemão Grob G-120, da Grob Aircraf AG, uma subsidiária da H3 Aerospace GmbH & Co KG.
    É um avião pequeno, de dois lugares, desenvolvido para treinamento e acrobacias, com muitos compostos de fibra de carbono e fibra de plástico, imunes à corrosão, e segundo o fabricante, tem estimatíva de mínima de uso em serviço de 15.000 horas. Obviamente custa menos que um Tucano e muito menos do que um Super Tucano.
    Siceramente o Grob parece um T-25 Neiva moderno. Acho que os franceses miraram somente o preço.

    Sds.

  28. Baschera 27 de julho de 2009 at 23:52 #

    Nunão,

    Desta vez você foi mais rápido……rsrssss.

    Tenho uma dúvida…., ao pesquisar a matéria, a Wikipedia menciona que a França teria comprado 80 unidades, porém acho que o correto mesmo é que foram vendidos 50 Und. O Tucano francês foi designado EMB-312 F (de França) pois teria aviônicos franceses.

    Lucas Calabrio,

    Não. Não será substituído pelo Super Tucano.
    Já está sendo substituído pelo alemão Grob G-120, da Grob Aircraf AG, uma subsidiária da H3 Aerospace GmbH & Co KG.
    É um avião pequeno, de dois lugares, desenvolvido para treinamento e acrobacias, com muitos compostos de fibra de carbono e fibra de plástico, imunes à corrosão, e segundo o fabricante, tem estimatíva de mínima de uso em serviço de 15.000 horas. Obviamente custa menos que um Tucano e muito menos do que um Super Tucano.
    Siceramente o Grob parece um T-25 Neiva moderno. Acho que os franceses miraram somente o preço.

    Sds.

  29. Nunão 28 de julho de 2009 at 11:58 #

    Baschera, na verdade não teve nada de rápido nessa matéria: vi a notícia no Armée de l´air e comecei a escrever na sexta à noite, mas o problema no servidor do Aéreo a deixou de molho até domingo à noite.

    Vc estava tentando escrever também sobre esse assunto?

    Quanto ao número, o que sei é que foram 48 Tucanos entregues, com duas perdas logo no início da vida operacional devido a um probleminha nos motores que logo foi resolvido.

    Acho que ainda vai levar um tempo pra se entender direito como vai funcionar o salto dos Episilon e Grob para o Alpha Jet na Força Aérea Francesa. Se bem que não muito tempo, pois a primeira turma a não passar mais pelo Tucano no caminho para o Alpha Jet já deve estar pra fazer isso.

    Em tempo: achei esse vídeo sobre o último voo do Tucano no Armée de l´air. Infelizmente, minha leitura em francês quebra bem o galho, mas daí a entender tudo que os sujeitos tão falando no vídeo…

    http://www.dailymotion.com/video/x9ydx8_dernier-vol-du-tucano-sur-la-ba-721_tech

    Saudações,
    Nunão

  30. Nunão 28 de julho de 2009 at 11:58 #

    Baschera, na verdade não teve nada de rápido nessa matéria: vi a notícia no Armée de l´air e comecei a escrever na sexta à noite, mas o problema no servidor do Aéreo a deixou de molho até domingo à noite.

    Vc estava tentando escrever também sobre esse assunto?

    Quanto ao número, o que sei é que foram 48 Tucanos entregues, com duas perdas logo no início da vida operacional devido a um probleminha nos motores que logo foi resolvido.

    Acho que ainda vai levar um tempo pra se entender direito como vai funcionar o salto dos Episilon e Grob para o Alpha Jet na Força Aérea Francesa. Se bem que não muito tempo, pois a primeira turma a não passar mais pelo Tucano no caminho para o Alpha Jet já deve estar pra fazer isso.

    Em tempo: achei esse vídeo sobre o último voo do Tucano no Armée de l´air. Infelizmente, minha leitura em francês quebra bem o galho, mas daí a entender tudo que os sujeitos tão falando no vídeo…

    http://www.dailymotion.com/video/x9ydx8_dernier-vol-du-tucano-sur-la-ba-721_tech

    Saudações,
    Nunão

  31. Nunão 28 de julho de 2009 at 12:00 #

    Aliás, falando em Alpha Jet, acho que o Armée de l´air deve estar mais preocupado com a necessidade de um sucessor pra ele, no médio prazo pelo menos, do que com a transição do Grob / Epsilon para o mesmo.

  32. Nunão 28 de julho de 2009 at 12:00 #

    Aliás, falando em Alpha Jet, acho que o Armée de l´air deve estar mais preocupado com a necessidade de um sucessor pra ele, no médio prazo pelo menos, do que com a transição do Grob / Epsilon para o mesmo.

  33. Baschera 28 de julho de 2009 at 17:21 #

    Olá Nunão.

    Pois é…. zé mané aqui preparou a matéria….mas resolvi entrar no Word Press e checar os dados …aí vi sua matéria e ….rsrsrsrsrsrssss.

    Nunão, também quero ver o desempenho destes Grob/Epsilon os quais acho fraquinhos comparando com um T-27 Tucanão. Vamos ver…..

    Sobre a lingua francesa… putz só sei três palavras…. bouclê, abajur e bonjour….rsrsrsss.

    Um Abraço.

  34. Baschera 28 de julho de 2009 at 17:21 #

    Olá Nunão.

    Pois é…. zé mané aqui preparou a matéria….mas resolvi entrar no Word Press e checar os dados …aí vi sua matéria e ….rsrsrsrsrsrssss.

    Nunão, também quero ver o desempenho destes Grob/Epsilon os quais acho fraquinhos comparando com um T-27 Tucanão. Vamos ver…..

    Sobre a lingua francesa… putz só sei três palavras…. bouclê, abajur e bonjour….rsrsrsss.

    Um Abraço.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Falando na base chilena na Antártida onde o C-130 da FAB se acidentou…

… algumas fotos mostrando o local um dia antes do acidente, quando houve a troca de comando na Base Aérea […]

Trailer de Star Wars: Episódio VII

Saiu hoje o primeiro trailer de “Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força” que está sendo dirigido por […]

Comandante da USAF na Europa visita ala de Gripen na Suécia

Visita do general Frank Gorenc, que deseja expandir exercícios entre as forças, incluiu ‘voo’ no simulador do caça JAS 39 […]

Baixe 7 edições da revista Forças de Defesa e doe quanto quiser

Agora você poderá baixar para o seu computador, tablet ou smartphone as melhores reportagens da nossa revista impressa Forças de […]

Salada russa? Índia nega que cancelaria Rafale por França não entregar Mistral à Rússia…

Sim, o título é confuso, mas a notícia também é. Segundo reportagem publicada nesta quinta-feira (27-11) no site Sputnik International […]

Fotos do C-130 Hércules da FAB acidentado na Antártida

Fotos enviadas hoje pelo aplicativo WhatsApp mostram o estado do C-130 da FAB após o acidente ocorrido hoje de manhã […]