terça-feira, dezembro 7, 2021

Gripen para o Brasil

Segundo Abin, franceses espionaram CLA

Destaques

Guilherme Poggiohttp://www.aereo.jor.br
Membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

alcantara

Boias de captação de dados sigilosos instaladas em locais suspeitos e comunidades de quilombolas com conhecimento técnico e específico sobre lançamento de foguetes espaciais. Num mercado que gira US$ 1 bilhão por ano e já foi expressão da corrida tecnológica na Guerra Fria entre Estados Unidos e Rússia, a sombra de espionagem é cada vez maior. Com esse roteiro na cabeça, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) garante ter coletado indícios de que a Base de Alcântara, no Maranhão, foi espionada por franceses.

cla-simboloNo Centro de Lançamentos de Alcântara (CLA), há uma base militar e uma área reservada à Alcântara Cyclone Space, uma empresa binacional Brasil-Ucrânia, comandada pelo ex-ministro da Ciência e Tecnologia Roberto Amaral, filiado ao PSB. Próximo da costa, foram encontradas, em outubro de 2008, as boias que carregavam equipamentos de telemetria capazes de captar e enviar dados à distância. Foi a terceira vez. Como a disputa entre os países é a cada centímetro pela capacidade de possuir tecnologia própria para colocar satélites em órbita, os arapongas concluíram, preliminarmente, que esses equipamentos estavam sendo monitorados “possivelmente por um grupo de franceses”, segundo fontes do setor que leram o documento da Abin.

As boias são de fabricação japonesa e espanhola. Elas transmitem dados via satélite e por ondas VHF e UHF. Uma das pessoas que teve acesso ao informe da Abin foi Roberto Amaral. Ele teve conhecimento dos dados da espionagem durante uma reunião no começo de março. Procurado pelo Correio Braziliense/ Diario de Pernambuco, Amaral negou o encontro e a informação recebida. Como há toda uma trama internacional, o governo brasileiro trata o assunto com a máxima delicadeza. O documento da Abin não faz qualquer menção a governos, mas a grupos.

Os militares brasileiros vendem a Base de Alcântara como o local mais adequado para se lançar um foguete, por estar mais próxima da Linha do Equador, mais ainda do que a Guiana Francesa, onde fica a Agência Espacial Europeia. A economia de combustível no Brasil é de 30%, por isso, o cuidado extra do setor de inteligência e dos militares.

mapa de lançamentos

A sombra da espionagem ronda o CLA desde a explosão, em agosto de 2003, do terceiro protótipo do Veículo Lançador de Satélites (VLS), que matou 21 pessoas. Jamais se provou nada e o episódio ficou creditado a uma fatalidade. O fracasso com o VLS foi um baque para o governo, que patina nas tentativas de retomar o programa espacial. A Cyclone espera lançar seu primeiro foguete em julho do ano que vem. O problema é que esse cronograma já foi atrasado diversas vezes por uma disputa de terras com os quilombolas.

No fim de 2008, o Incra reconheceu o direito dos quilombolas a 65% das terras do município de Alcântara, de 115 mil hectares. A suspeita apurada pelos arapongas é a de que ONGs que atuam na defesa dos direitos das comunidades negras venham recebendo nos últimos anos contribuições estrangeiras para emperrar o programa espacial. Os serviços de inteligência do Exército eda Aeronáutica também investigam a questão.

FONTE: Diário de Pernambuco, via NOTIMP

NOTA DO BLOG: Em junho de 2007 o VSB foi lançado com sucesso e a queda da carga útil ocorreu dentro da zona de impacto planejada, mas ela nunca foi encontrada.

Previous articleApresentação do EDA no Peru
Next articleAgência Look
- Advertisement -

191 Comments

Subscribe
Notify of
guest
191 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fernando_MG

Estranho seria se eles não espionassem.

Rudel

E tem gente que ainda defende a aliança estratégica com esses caras. FORA RAFALE!

Fernando Cabral

É o ano da França no Brasil. hahahahahah.

P.S. – Interessante trabalho sobre as táticas do Hamas.

http://www.youtube.com/watch?v=hRQa5-gmqys&feature=sdig&et=1240673174.66

Matheus Felipe

Viva o ano da França no Brasil.

Adolf Galland

Na verdade não da para confiar em ninguem, é todo mundo querendo passar a perna em todo mundo, resta ao Brasil, se precaver e usar seus serviços de inteligencia para minimizar isso, porque acho impossível acabar, tendo exemplo a guerra fria em que EUA e URSS se espionavam mesmo com todas as medidas anti-espionagem.

Bronco

O VLS seria concorrente dos “Ariane” franceses. É natural que eles tivessem (e ainda tenham) interesse pelo andamento do projeto brasileiro, afinal esse nicho de lançamento de salétiles é extremamente restrito, estratégico, além de dar muito dinheiro.

Felipe TP

O mais engraçado é que quando saiu as notícias todo mundo culpou o tio sam.

Alexandre Marlon

Franceses, …, … e vá saber quem mais … os estrangeiros certamente conhecem mais e melhor a Base de Alcantara e arredores do que as criaturas que lá trabalham …

evandro

ENGRAÇADO!! SERÁ QUE NÃO ESPIONARAM TAMBÉM IRÃ E CORÉIA DO NORTE??? VAMOS TRABALHAR E PARAR DE FICAR ARRUMANDO DESCULPAS!!!!

Leigo - BR7

Olha o tamanho do Brasil … e foram dar terras para os quilombolas logo no lugar onde é realizado o programa Capengospacial brasileiro !!!

Só pode ser sacanagem … Ongs recebendo dinheiro para emperrar o programa aerospacial ?!?!?!?! Poooo parece comédia pastelão !!!

Cabeça de papel

Será que os quilombolas estão levando bola dos franceses?

Será que o nosso governo está levando uma bola nas costas dos quilombolas?

Desculpe, eu sei que o assunto é sério, mas não resisti…

camberiu

“Num mercado que gira US$ 1 bilhão por ano e já foi expressão da corrida tecnológica na Guerra Fria entre Estados Unidos e Rússia, a sombra de espionagem é cada vez maior.”

Isso ai e’ para rir, ne? Esse mercado movimenta US$ 1 bilhao por ano??? Se for verdade, entao trata-se de uma mercadozinho MISERAVEL. So a industria pornografica americana movimenta US$ 16 bilhoes por ano. Ja a industria de video games movimenta US$ 20 bilhoes por ano. Ou seja, comparado com essas industrias cotidianas, o mercado de lancadores e’ absolutamente banal em termos economicos.

lucas lasota

A Uniao tinha que contratar para um parecer juridico um escritorio de renome e acabar logo com essa controversia com os quilombos, porque a AGU e os advogados da FAB nao tao com nada.

A historia do vls ate hj nao me desce na garganta, mas faz parte. E necessario que se siga em frente, disponibilizando cada vez mais verba para o projeto, com vistas ao mercado multibilionario que vamos entrar.

Hornet

desculpem o off-topic… O Baschera postou uma notícia no Naval que vou colocar aqui, pois, apesar de ser mais de interesse naval, diz respeito ao FX2 também (vejam mais no final da matéria): “A Northrop Grumman, a DCNS e a Hyundai estão lutando nos bastidores pelo nosso FX-Naval. A Marinha do Brasil pretende construir ainda em 2011 três unidades de até 6 mil toneladas para substituir as seis fragatas da classe Niterói, construídas, com apoio dos estaleiros britânicos Vosper, entre o fim da década de 1970 e o início dos anos 1980. Os coreanos concorrem com os destróieres da classe… Read more »

Hornet

O único problema com esta notícia do Estadão (acima) é que não estou conseguindo achá-la no site do jornal…se alguém estiver com mais tempo que eu pra procurar…

abraços

Hornet

Bem, definitivamente não achei a notícia no Estadão e desisti de procurar…só coloquei aqui, pra saber se alguém confirma isso ou não, se confirma a existência da matéria, nem me refiro ao conteúdo da matéria…

abraços

welington

As SUSPEITAS sempre foram e são referentes aos EUA e a França, estas duas nações representam duas das três maiores “empresas” do setor e não querem concorrência… A Rússia nos auxilia no programa espacial Brasileiro, será que é porque eles são bonzinhos, não é porque eles tem interesse em firmar uma parceria com o Brasil para futuramente poderem lançar foguetes no Brasil, alugando bases para os mesmos realizarem lançamentos que alem de economizarem combustível tem bom tempo para lançamento o ano todo… Para min os Russos optaram pelo lado certo nos auxiliarem em pesquisas e desenvolvimentos conjuntos e firmar parcerias… Read more »

Raphael Barros

Isso é coisa do agente 024 do serviço secreto iluminista francês

Roberto CR

Eu sei quem espionou: foi o ET de Varginha em associação interplanetária com o Chupa-cabra, através de uma unidade infiltrada entre os quilombolas, que por sua vez recebem recursos da família Sarney para supervisionar o lançamento dos rojões. rsrsrs Falando sério, a nota do blog é infinitamente mais consistência na sua afirmação do que o artigo que, diga-se de passagem, usou o tema VLS somente para falar de mais uma “suposta” ONG que “supostamente” recebem dinheiro para atrapalhar o programa. Espero, um dia, ver na imprensa brasileira, o nome de qualquer instituição estrangeira que DE FATO esteja fazendo coisas do… Read more »

gaspar

tem que expulsar os quilombolas de la… nem que seje a base de forca… quem estiver com do, que os receba em casa…
Brasil acima de tudo !!!!!!!!!!!

Julio

Bom…demorou, mas até que enfim resolveram divulgar algo que grande parte de nós já desconfiavamos. Quilombolas, incra, PT, ora, interesse deles no local era apenas para vender informações aos estrangeiros e se apropriar dos bens publicos. Nunca, num país sério destinaria uma área tão extensa e tão perto de uma estrategica para pessoas nativas, somente porque já moravam lá. Agora, dizer que os franceses espionaram…e os americanos e outros… Infelizmente, mesmo com essa informação e todas as provas que devem existir, pois, caso contrário não divulgariam, o governo PT não irá mexer nos quilombolas. Tem que tirar os quilombolas de… Read more »

Goiano

Isso pode ser coisa de gente querendo queimar a frança em um momento de definição do FX2.

E mesmo se os equipamentos tiverem sido colocados pelos franceses, e daí, idiotas se não ficassem de olho em nosso programa.

Apesar de eu achar que uma parceria com a franca em outras areas militares é a melhor opção para nós, concordo com o Welington que falou muito bem sobre a parceria na area espacial, somos concorrentes diretos.

guilherme

Se isso for verdade uma bomba nuclear na guiana e 10 Na frañça :@

SMarcos

“ONGs que atuam na defesa dos direitos das comunidades negras venham recebendo nos últimos anos contribuições estrangeiras para emperrar o programa espacial” Só agora que eles pensaram nisso??? As ONGs são financiadas por governos desde a época da criação da National Geographic. No caso do MST, ONGs receberam financiamento de partidos que repassam para a mesma. Quanto aos quilombolas de Alcântara, até hoje eu não entendo pq o governo não cede o dobro de terra, mas em outro lugar. Nenhum país do mundo tem um local de lançamento como Alcântara. Se fossem nos EUA ou Rússia, esse caso já estava… Read more »

FERNANDO

Eles não precisam espionar, qualquer um entra naquele lugar, e além do mais o investimento governamental no setor é ridiculo! Um país com tantos recursos, que investe menos de 500 milhões no seu programa espacial, é evidente que não é prioridade. Mais vcs querem o que? Dentro das universidades brasileiros é feita propaganda de que o programa espacial brasileira é um projeto militar, é falou militar dentro das universidades, o pessoal fica de má vontade. Tem que justificar o porque da importância de um programa espacial, mais vá explicar isso para alguém que não tem casa própria, por exemplo, ou… Read more »

SMarcos

Fernando.
É por isso que o governo americano deixa bem claro que a NASA não é nem nunca será controlado pelo setor militar, atraindo assim assim, mais investimento (não só financeiro) do setor privado.

storm

Como se diz na linguagem popular o Brasil esta marcando Sinceramente a espionagem é preocupante até ceto ponto, mas preocupante mesmo é a sabotagem interna e a falta de comprometimento e descaso de nossas autoridades com essa questão Fala sério esse negócio de Quilombolas é uma tremenda bobagem, tá claro que tem gente por trás disso, sejam ONG’S, sejam grupos politicos e ou estrangeiros. Precisamos alguém de braço forte pra resolver esta questão. Se os descendentes dos Quilombos que ali exitiram tem direito a terra é uma questão, o que vão fazer com ela? nada ? enrtregar a ONGS?, entregar… Read more »

Ulisses

RESISTENCE(Hornet,Vassili e outros)

Vamos ajudar e descobrir que foi o responsável,VAMOS TRABALHAR!

rsrsrssrsr.

Erich Hartmann

Espionqagem considero até “normal”(mas não é desejável ou “honesto” se fazer valer deste meio…) dentre competidores de um segmento,mas se este ultrapassar limites do razoável(além das bóias “passivas” para um modo “ativo”…) e vir a se tornar algo mais grave como sabotagem (emissões de rádio para interferir ou acionar comandos dos dispositivos do VLS)aí meus amigos cabe uma decisão mais forte,incisiva que seja a expulsão,denúncia a organismos internacionais,sanções,rompimentos,pois penso que mesmo para o tradicional “deitado eternamente em berço explêndiso” acordar para a realidade de que em relações internacionais nem sempre uma analogia política de uma espécie de “laisse passe laisse… Read more »

Erich Hartmann

erros …”laisse faire laisse passe”… de explêndiso para emplêndido…

Erich Hartmann

vish hoje é o dia desulpem à todos (bem que poderiamos ter um edit nos posts…) é “laissez faire laissez passe”…

Aproveitando…essa questão dos quilombolas …mais um Raposa do Sol…para que tanto território para tão pouca população?

(a coisa começa a extrapolar dos direitos sociais,função social da moradia,de minorias etc para invadir o próprio interesse nacional ferindo a soberania inclusive.)

FERNANDO

O problema gente não é só de investimento, mais de mentalidade, os caras que estão estudando no ITA, tão com a cabeça no MIT, NASA ou algum centro de tecnologia dos USA. Estas pessoas vão para fora do Brasil angariar conhecimentos, algumas vezes com dinheiro público, mais não retornam para repassar o conhecimento, tem que mudar isso. Tem que haver comprometimento das pessoas, com o seu país, é por isso que eu não acredito em Programa Espacial Civil no Brasil, tem q estar na mãos dos militares, com engenheiros, técnicos, enfim cientistas militares, ai sim o negócio vão pra frente.… Read more »

joao terba

A morte de nossos tecnico e cientista não pode passar em branco,tem forte indício que houve sabotagem,existe uma matéria na tecnologia e defesa que o combustível usado não poderia explodir de forma alguma.abraço.

camberiu

Tem razao Fernando. Alias, os militares do IME fizeram um trabalho espetacular construindo a usina de ANGRA II em Itaorna (terra podre em Tupi Guarany). So’ teve o probleminha que ANGRA II comecou a afundar e o governo teve que gastar BILHOES em estruturas para evitar a perda total da obra. Mas como voce disse, se nao tiver na mao dos militares, nao vai para frente.

Zero Uno

Pessoal. Espionagem sempre houve e sempre haverá independente de quem quer que seja o país. A maioria dos países possuem serviços de inteligência exatamente para isso e o Brasil também não fica fora disso não. Agora, o que realmente ficou LATENTE para nós aqui do Blog foi a falta de NAVIOS PATRULHAS sejam elas de que classe fossem para que constantemente possamos – semanas antes de qualquer lançamento – fazer uma vigilância constante na costa Maranhense e estados vizinhos. Por esse motivo é que precisamos de uma MARINHA mais presente na costa marítima deste GRANDE PAÍS. A frota da Marinha… Read more »

Henrique Sousa

Sempre entre a conspiração internacional e a incompetência nacional eu fico com a segunda (até que me provem o contrário……)

Incompetência não daqueles que perderam a vida no acidente, mas da estrutura que gere o programa.

E para o pessoal chegado em conclusões definitivas, o texto e reportagem de um Jornal, intrigante é verdade, mas uma reportagem.

Aluisio

” “possivelmente por um grupo de franceses”, segundo fontes do setor que leram o documento da Abin.” Será que só eu achei no mínimo estranho isso?! A ABIN está até certo ponto paranóica com a proteção do nosso conhecimento,principalmente pq atualmente ela encontra muitas dificuldades,entao tenta fazer seu serviço da melhor forma possível. Sendo assim,não seria no mínimo estranho que um relatório como esse seja ULTRA SECRETO?! Entao como pode ter “fontes do setor que leram o documento da Abin”?! Ainda mais quando as suspeitas recaem sobre um país VIZINHO,com o qual foi firmado um grande acordo de cooperação militar,e… Read more »

FERNANDO

Camberiu, vc não entendeu! Em relação a isto que vc comentou, sobre Angra II, pense, vc acredita que uma instituição conceituada como o IME, iria deliberadamente construir uma usina nuclear em solo com problemas. Cara aquilo ali foi imposição política, como tudo o que ocorre neste país. Em relação a minha critica, ela se baseia no fato de que, dinheiro publico é gasto para financiar especializações fora do Brasil, então estas pessoas deveriam pelo menos retornar e repassar o conhecimento adquirido, e depois ai sim fechar com grandes instituições civis e estatais dos USA, mas não é isso que ocorre.… Read more »

Felipe Cps

É isso aí, confiem nos Franceses, dêem também o FX2 para eles, Fragatas, Porta-Aviões, Submarinos… MUY AMIGOS! Como já cansei de dizer aqui: FRANCESES NÃO SÃO CONFIÁVEIS!!!

Agora tenho certeza de que o vencedor do FX2 é o Gripen NG, pois é o único dos concorrentes cujo país de origem não tem interesse direto na AL.

A FAB não vai deixar barato essa NUNCA. O Rafale só ganha se a decisão for extra-FAB, tomada pelos políticos vende-pátria. Se depender da FAB, tenho certeza que foi pro espaço o Dassault Rafale no FX2.

Abraços.

Zero Uno

Felipe CPs.

Em quem vc acha que devemos confiar? Pode nos dizer?
Afinal, todos aqui sabem que nações não tem amigos e sim interesses comuns. E é isso que está em jogo na modernização das nossas Forças Armadas. INTERESSES COMUNS. Quem oferecer o melhor, LEVA…

Abração meu velho…

Dalton

Entao…desta vez…ao menos desta vez os EUA sao inocentes!

keep walking Obama

MARSP

É realmente não foi sabotagem mesmo a explosão que matou todos os técnicos do programa espacial brasileiro, atrasando o pais em mais de 20 anos nessa área, ninguém tem interesse nisso… Tem que ser muito ingênuo mesmo… Tem diversos interesses tanto comercial como militar, vamos admitir a hipótese de o Brasil desenvolver armas nucleares, essa hipótese e bem realista pois hoje temos essa capacidade é só tomar e decisão. De nada adianta ter essas armas, se você não tem o veiculo lançador… no caso o VLS. E eles “gringos” sabem disso.

Zero Uno

Dalton…

Pois é… E agora? rsssssss.

Abraços.

Zero Uno

MARSP

Concordo contigo. Tem algo que ainda – na minha sincera opnião – que não foi devidamente explicado e resolvido…

Raphael Barros

Vamos lá no CLA pelados e monstrar o pinto

SMarcos

Felipe CPS.
A FAB já deixou claro que não será ela que definirá o avião do FX-2.
Ela entregará o relatório dizendo qual se encaixa mais as suas necessidades e Brasilia que escolherá no final.
Ou seja, pelo menos 50% será definição política.

Dalton

Zero,

devo ser um dos mais ingenuos a frequentar o blog, mas definitivamente nao acredito em sabotagem.

Nossos governos, sem citar um especificamente, já sabotam de muitas maneiras o Brasil e nao dar a devida atençao a tecnologia é apenas uma delas.

EUA vao se preocupar com missil balistico brasileiro? Eles já tem Coreia do Norte, Irã, China, Russia e Paraguay…se bem que deste ultimo devem ser falsificados.

Aos ingenuos como eu, coragem!
Aos demais, um abraço

kaleu

Amigos,

Definitivamente, não é este comportamento que esperamos de PARCEIROS ESTRATÉGICOS, como muitas vezes são classificados os Franceses aqui no blog …

abraços
Kaleu

João Curitiba

Prezado FERNANDO Mais do que dizer que os militares são uma força política no Brasil, prefiro dizer que eles são uma instituição permanente, que não muda quando muda o governo. E que possuem verba própria. Mais ou menos como o Itamaraty e a Receita Federal. E como educação e saúde deveriam ser. Independente de quem esteja no poder, eles têm sua missão constitucional a cumprir. Porisso o VLS e o SubNuc continuam aos trancos e barrancos. Caso contrário já teriam desaparecido. Passar para os burocratas civis seria o fim. Antes prefiro que o VLS passe para a iniciativa privada, então.… Read more »

adelmo

Este caso está parecendo o que ocorreu com o SIVAN,lembrão?.

Últimas Notícias

O novo objetivo da Força Aérea dos EUA? Livrar-se de aviões que não assustam a China

SIMI VALLEY, Califórnia - O secretário da Força Aérea dos EUA, Frank Kendall, disse que a USAF precisa com...
- Advertisement -
- Advertisement -