sukhoi_t50-1

A Rússia não exclui a possibilidade de participação do Brasil na fabricação de caças de quinta geração, declarou hoje o vice-diretor do Serviço Federal para a Cooperação Técnico-Militar russa, Alexander Fomin.
“Estamos estudando com a companhia brasileira Embraer questões de troca de tecnologias, da criação, na base dessa empresa, de áreas para a montagem e a produção, segundo licenças russas, de aviões no futuro”, afirmou à agência noticiosa russa Ria-Novosti.

“Trata-se de uma direção promissora como o caça russo de quinta geração. Por enquanto, isso está na fase inicial, ao nível da teoria. Mas admitimos isso”, acrescentou o dirigente do departamento que controla a exportação de armamentos russos.
Aviões de combate deste tipo serão fabricados pelas empresas russas Sukhoi e MIG e os primeiros testes reais deverão realizar-se no final deste ano.

Os novos caças russos visam concorrer com os aviões de combate norte-americanos F-22.

O caça dos BRICs?

A Rússia e a Índia desenvolverão conjuntamente duas versões do novo caça de quinta geração. O caça avançado multifunção russo-indiano será desenvolvido pela Sukhoi, que faz parte da United Aircraft Corporation (UAC) da Rússia, juntamente com a Hindustan Aeronautics Limited (HAL), da Índia, conforme um acordo intergovernamental assinado em outubro de 2007.
A Índia vai desenvolver uma versão de dois lugares, para satisfazer as exigências da doutrina de superioridade aérea indiana, enquanto a Rússia vai desenvolver a versão de um único assento.
A Sukhoi russa informou que que o caça de quinta geração terá características de alta manobrabilidade e stealth, para garantir a superioridade aérea e a precisão na destruição de alvos terrestres e marítimos.
A versão russa será construída na fábrica de Komsomolsk-on-Amur, no Extremo Oriente da Rússia.
Os vôos de testes do caça de quinta geração terão início em 2009, e a produção em massa da aeronave pode começar em 2015, segundo a Sukhoi.

pak-fa_render

FONTE: RIA Novosti

SEGUNDA ARTEJulhelm

NOTA do BLOG: Se existe a possibilidade do Brasil participar no projeto do caça de 5ª geração, juntamente com a Rússia e Índia, faz sentido continuar com o Programa FX-2? Os US$ 2 bilhões que serão gastos na compra de duas dúzias de caças de geração 4.5 não seriam melhor empregados se investidos num projeto de última geração? Enquanto isso a FAB poderia adquirir mais “caças-tampão” e operá-los até 2015.

Jornalista especializado em temas militares, editor-chefe da revista Forças de Defesa e da trilogia de sites Poder Naval, Poder Aéreo e Forças Terrestres. É também fotógrafo, designer gráfico e piloto virtual nas horas vagas. Perfil no Facebook: https://www.facebook.com/alexandregalante

430 Responses to “Rússia admite participação da Embraer no seu caça de 5ª geração” Subscribe

  1. Felipe TP 7 de abril de 2009 at 14:13 #

    Que boa notícia, ao meu ver dá a entender que a participação não depende do FX-2. Isso é bom.

    Os indianos quando entraram pediram um caça biposto, bem que se embraer entrar poderia pedir um caça navalizado também!

  2. Felipe TP 7 de abril de 2009 at 14:13 #

    Que boa notícia, ao meu ver dá a entender que a participação não depende do FX-2. Isso é bom.

    Os indianos quando entraram pediram um caça biposto, bem que se embraer entrar poderia pedir um caça navalizado também!

  3. welington 7 de abril de 2009 at 14:25 #

    Felipe TP o PAK FA também terá uma versão nasalizada para os novos 6 porta aviões a serem adquiridos pela Rússia.
    A meu ver o FX2 é extremamente fundamental para firmarmos uma parceria de curto, médio e longo prazo no setor de aeronaves de combate multifuncionais de alto desempenho.
    Um abraço a todos.

  4. welington 7 de abril de 2009 at 14:25 #

    Felipe TP o PAK FA também terá uma versão nasalizada para os novos 6 porta aviões a serem adquiridos pela Rússia.
    A meu ver o FX2 é extremamente fundamental para firmarmos uma parceria de curto, médio e longo prazo no setor de aeronaves de combate multifuncionais de alto desempenho.
    Um abraço a todos.

  5. Paulo Renato 7 de abril de 2009 at 14:27 #

    Uma ótima noticia se for concretizada, será uma grande evolução para a Embraer, um belo vetor que poderá concorrer diretamente com o F22.

    Abs.

  6. Paulo Renato 7 de abril de 2009 at 14:27 #

    Uma ótima noticia se for concretizada, será uma grande evolução para a Embraer, um belo vetor que poderá concorrer diretamente com o F22.

    Abs.

  7. gaspar 7 de abril de 2009 at 14:34 #

    jogaran mais agua no chopp…
    espero que nao acabemos com os Tucanos a alcool…

  8. gaspar 7 de abril de 2009 at 14:34 #

    jogaran mais agua no chopp…
    espero que nao acabemos com os Tucanos a alcool…

  9. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 14:36 #

    Provável produção em massa em 2015… E o SU-35BM ?

  10. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 14:36 #

    Provável produção em massa em 2015… E o SU-35BM ?

  11. SMarcos 7 de abril de 2009 at 14:38 #

    Como que a Embraer participaria no desenvolvimento do caça se o mesmo já foi desenvolvido e será testado esse ano?
    O ideal seria participar desde o início do projeto.
    O importante agora é fechar parcerias, com o programa FX-2 e se puder com a Rússia tbm. Quanto mais parceiros tivermos, mais independente seremos e mais tecnologia iremos absorver.

  12. SMarcos 7 de abril de 2009 at 14:38 #

    Como que a Embraer participaria no desenvolvimento do caça se o mesmo já foi desenvolvido e será testado esse ano?
    O ideal seria participar desde o início do projeto.
    O importante agora é fechar parcerias, com o programa FX-2 e se puder com a Rússia tbm. Quanto mais parceiros tivermos, mais independente seremos e mais tecnologia iremos absorver.

  13. Marcos T. 7 de abril de 2009 at 14:40 #

    Continuo achando que isso é conversa pra boi dormir.
    Os russos tão fora do Fx, e inventam essas noticias só pra manter a “porta aberta”.

  14. Marcos T. 7 de abril de 2009 at 14:40 #

    Continuo achando que isso é conversa pra boi dormir.
    Os russos tão fora do Fx, e inventam essas noticias só pra manter a “porta aberta”.

  15. SMarcos 7 de abril de 2009 at 14:45 #

    Marcos.
    O FX não pára mais.
    O Brasil quer pq quer cadeira na ONU. E lá soh consegue qm tem força política e de defesa. O Brasil tbm qr desenvolvimento tecnologico, onde esse tipo de investimento que está sendo feito tem grande força.
    O FX tem apoio político hoje.
    Mas se Dilma ganhar, pessoal, esqueçam. Ela odeia o meio militar e vai fazer de tudo para boicotar.

  16. SMarcos 7 de abril de 2009 at 14:45 #

    Marcos.
    O FX não pára mais.
    O Brasil quer pq quer cadeira na ONU. E lá soh consegue qm tem força política e de defesa. O Brasil tbm qr desenvolvimento tecnologico, onde esse tipo de investimento que está sendo feito tem grande força.
    O FX tem apoio político hoje.
    Mas se Dilma ganhar, pessoal, esqueçam. Ela odeia o meio militar e vai fazer de tudo para boicotar.

  17. evandro 7 de abril de 2009 at 14:46 #

    CONCORDO PLENAMENTE COM VC MARCOS T.

  18. evandro 7 de abril de 2009 at 14:46 #

    CONCORDO PLENAMENTE COM VC MARCOS T.

  19. Thiago Pimenta 7 de abril de 2009 at 14:47 #

    Seria uma boa, PAK-FA+FX-2…

    Tomara que vinge. Só assim para as FA ficar reaparelhadas… quem sabe não vem alguns S-300 no pacote?

  20. Thiago Pimenta 7 de abril de 2009 at 14:47 #

    Seria uma boa, PAK-FA+FX-2…

    Tomara que vinge. Só assim para as FA ficar reaparelhadas… quem sabe não vem alguns S-300 no pacote?

  21. evandro 7 de abril de 2009 at 14:51 #

    SMarcos

    QUANDO O LULA GANHOU A ELEIÇÃO FALAVAM COISAS PIORES DO QUE SEU COMENTÁRIO INFELIZ DE QUE A DILMA VAI BOICOTAR FX 2.

  22. evandro 7 de abril de 2009 at 14:51 #

    SMarcos

    QUANDO O LULA GANHOU A ELEIÇÃO FALAVAM COISAS PIORES DO QUE SEU COMENTÁRIO INFELIZ DE QUE A DILMA VAI BOICOTAR FX 2.

  23. joao terba 7 de abril de 2009 at 14:56 #

    Os americanos se meteram no quintal da Rússia,agora eles querem pagar com a mesma moeda,a China quer fazer o mesmo.só existe um lugar bem próximo dos EUA,esse lugar é America Latina.um abraço.

  24. joao terba 7 de abril de 2009 at 14:56 #

    Os americanos se meteram no quintal da Rússia,agora eles querem pagar com a mesma moeda,a China quer fazer o mesmo.só existe um lugar bem próximo dos EUA,esse lugar é America Latina.um abraço.

  25. Sandro 7 de abril de 2009 at 15:09 #

    Bom acho que no assunto da Dilma vetar ou nao as verbas se ganhar isso e maior besteira, tdo mundo falava que o Lula ia arrazar com o Pais e hj o Brasil ta emprestando pro FMI, vamos parar de besteira por favor. Quanto ao FX2, se realmente a proposta e seria acho que a FAB deveria adquirir as M2000-9 Arabes e partir para esse empreendimento com os Russos e Indianos, e se tiver que ter algum consumo pra satisfazer os Russos, que tal uns S-300 seria um ótimo negocio.

  26. Sandro 7 de abril de 2009 at 15:09 #

    Bom acho que no assunto da Dilma vetar ou nao as verbas se ganhar isso e maior besteira, tdo mundo falava que o Lula ia arrazar com o Pais e hj o Brasil ta emprestando pro FMI, vamos parar de besteira por favor. Quanto ao FX2, se realmente a proposta e seria acho que a FAB deveria adquirir as M2000-9 Arabes e partir para esse empreendimento com os Russos e Indianos, e se tiver que ter algum consumo pra satisfazer os Russos, que tal uns S-300 seria um ótimo negocio.

  27. Além do horizonte visual 7 de abril de 2009 at 15:15 #

    Se fosse para realizar uma associação brasileira com os russos nesse projeto, o lógico seria a eleição do SU-35 no projeto FX2, e nem ao menos tal caça chegou nas “semi-finais”…

    A mim parece apenas um “balão de ensaio” russo na busca de mais um parceiro…

  28. Além do horizonte visual 7 de abril de 2009 at 15:15 #

    Se fosse para realizar uma associação brasileira com os russos nesse projeto, o lógico seria a eleição do SU-35 no projeto FX2, e nem ao menos tal caça chegou nas “semi-finais”…

    A mim parece apenas um “balão de ensaio” russo na busca de mais um parceiro…

  29. Luiz Maia 7 de abril de 2009 at 15:23 #

    Eu já tinha levantado essa bola em conversas quando o ministro Jobim aceitou receber a nova proposta dos russos no meio do processo do FX-2. Me parece que os Gripen vão vir assumir, de imediato, a defesa do espaço aéreo e, aos poucos, substituirão os F-5 e A-1, assumindo suas funções. E o caça de superioridade aérea, com autonomia para defender as fronteiras brasileiras, deve vir da Rússia/Índia. Assim, Rússia, Índia e África do Sul serão os principais parceiros do Brasil em cooperação tecnológica. Quanto ao sistema antiaéreo russo S-300, segundo a revista Segurança&Defesa, eles já estão sendo considerados para a defesa das bases aéreas nacionais.

  30. Luiz Maia 7 de abril de 2009 at 15:23 #

    Eu já tinha levantado essa bola em conversas quando o ministro Jobim aceitou receber a nova proposta dos russos no meio do processo do FX-2. Me parece que os Gripen vão vir assumir, de imediato, a defesa do espaço aéreo e, aos poucos, substituirão os F-5 e A-1, assumindo suas funções. E o caça de superioridade aérea, com autonomia para defender as fronteiras brasileiras, deve vir da Rússia/Índia. Assim, Rússia, Índia e África do Sul serão os principais parceiros do Brasil em cooperação tecnológica. Quanto ao sistema antiaéreo russo S-300, segundo a revista Segurança&Defesa, eles já estão sendo considerados para a defesa das bases aéreas nacionais.

  31. henrique 7 de abril de 2009 at 15:36 #

    Seria perfeito, os gripen agora e o novo caça russo para complementar. A versão brasileira poderia receber avionicos ocidentais, talvez uma evolução dos eqipamentos do gripen, uma vez que os equipamentos eletronicos ocidentais dao um banho nos russos.

  32. henrique 7 de abril de 2009 at 15:36 #

    Seria perfeito, os gripen agora e o novo caça russo para complementar. A versão brasileira poderia receber avionicos ocidentais, talvez uma evolução dos eqipamentos do gripen, uma vez que os equipamentos eletronicos ocidentais dao um banho nos russos.

  33. henrique 7 de abril de 2009 at 15:40 #

    Gosto da opção pelo gripen ´por ser um avião moderno, mais barato de adquirir e operar que o f18 e rafale, que mesmo assim substituiria com muitas vantagens os F5 e A1, além disso não nos deixaria amarrados a apenas um fornecedor de armamentos. Os gripen usam armamentos israelenses, europeus e americanos.

  34. henrique 7 de abril de 2009 at 15:40 #

    Gosto da opção pelo gripen ´por ser um avião moderno, mais barato de adquirir e operar que o f18 e rafale, que mesmo assim substituiria com muitas vantagens os F5 e A1, além disso não nos deixaria amarrados a apenas um fornecedor de armamentos. Os gripen usam armamentos israelenses, europeus e americanos.

  35. carlos 7 de abril de 2009 at 15:45 #

    Todos agora querem fica do lado BRASIL, ele está com peso maior no cenário internacional tem três querendo o BRASIL como parceiro são eles FRANÇA, EUA E RUSSIA, uma nova ordem mundial esta sendo costurada, eles querem o BRASIL com parceiro, temos muitos recursos naturais que muitos não tem petróleo, urânio, ouro e o principal de todos a água ela está acabando mundo a fora só o BRASIL possui a maior reserva de água potável do mundo temos muito a ganha com isso eles vão quere nos oferece o melhor equipamentos isso vai ser uma briga de cachorro grande.

  36. carlos 7 de abril de 2009 at 15:45 #

    Todos agora querem fica do lado BRASIL, ele está com peso maior no cenário internacional tem três querendo o BRASIL como parceiro são eles FRANÇA, EUA E RUSSIA, uma nova ordem mundial esta sendo costurada, eles querem o BRASIL com parceiro, temos muitos recursos naturais que muitos não tem petróleo, urânio, ouro e o principal de todos a água ela está acabando mundo a fora só o BRASIL possui a maior reserva de água potável do mundo temos muito a ganha com isso eles vão quere nos oferece o melhor equipamentos isso vai ser uma briga de cachorro grande.

  37. COMANDANTE MELK 7 de abril de 2009 at 15:49 #

    Senhor SMarcos, discordo totalmente de sua teoria de que se a Dilma ganhar as eleições de 2010, boicotaria o meio militar, não é nada pessoal, mas esta sua visão equivocada, é a mesma de uma boa parcela de pessoas, que não é capaz de enxergar, que justamente no governo do PT que eram tidos como aqueles que iriam afundar a nação, o Brasil se tornou um país respeitado e próspero, com um presidente que segundo o lider da Nação mais poderosa da Terra, é o politico atualmente, mais popular da face da Terra.
    Somos um país grande em extensão, grande em tecnologia, grande exportador de bens e insumos, somos um dos países mais populosos da Terra, e por tudo isso e muito mais, um homem e um partido que todos achavam que era despreparado e que iriam afundar o Brasil, hoje aí estão, com “Projetos de Estado´´ que procuram inserir de fato, de uma vez por todas, o Brasil na pagina de grandes Nações da Terra.
    Quando digo “Projetos de Estado´´, quero dizer que não estão criando “Programas de Partido´´, justamente estes que todos julgavam desprepardos para comandar o país, tiveram a noção exata de que era nescessario o apartidarismo em projetos para o desenvolvimento nacional.
    Prova disso, é o PND, que é um projeto de Estado, e não de governo, logo, quem se sentar na cadeira de presidente em 2010, tera que dar continuidade as diretivas do plano já estabelecido, sendo a Ministra Dilma ou não…

  38. COMANDANTE MELK 7 de abril de 2009 at 15:49 #

    Senhor SMarcos, discordo totalmente de sua teoria de que se a Dilma ganhar as eleições de 2010, boicotaria o meio militar, não é nada pessoal, mas esta sua visão equivocada, é a mesma de uma boa parcela de pessoas, que não é capaz de enxergar, que justamente no governo do PT que eram tidos como aqueles que iriam afundar a nação, o Brasil se tornou um país respeitado e próspero, com um presidente que segundo o lider da Nação mais poderosa da Terra, é o politico atualmente, mais popular da face da Terra.
    Somos um país grande em extensão, grande em tecnologia, grande exportador de bens e insumos, somos um dos países mais populosos da Terra, e por tudo isso e muito mais, um homem e um partido que todos achavam que era despreparado e que iriam afundar o Brasil, hoje aí estão, com “Projetos de Estado´´ que procuram inserir de fato, de uma vez por todas, o Brasil na pagina de grandes Nações da Terra.
    Quando digo “Projetos de Estado´´, quero dizer que não estão criando “Programas de Partido´´, justamente estes que todos julgavam desprepardos para comandar o país, tiveram a noção exata de que era nescessario o apartidarismo em projetos para o desenvolvimento nacional.
    Prova disso, é o PND, que é um projeto de Estado, e não de governo, logo, quem se sentar na cadeira de presidente em 2010, tera que dar continuidade as diretivas do plano já estabelecido, sendo a Ministra Dilma ou não…

  39. Wladimir 7 de abril de 2009 at 15:54 #

    As datas ditas na entrevista, para mim, são apenas especulações. O Su-35BM q

  40. Wladimir 7 de abril de 2009 at 15:54 #

    As datas ditas na entrevista, para mim, são apenas especulações. O Su-35BM q

  41. PVSO 7 de abril de 2009 at 15:54 #

    Claro que o F-X2 vale a pena. A idéia da Força Aerea é de subir um degrau por vez, sem dar sautos, assim teremos (eu espero) uma transição mais eficaz no que diz respeito a tecnologia, não dá para ir do F-5EM direto para o PAK-FA, sem antes ter uma boa idéia de como opera-lo, e o caça que for definido no F-X2, terá essa função, elevar o nível técnico e operacional da FAB, isso explica o número não tão expressivo.

  42. PVSO 7 de abril de 2009 at 15:54 #

    Claro que o F-X2 vale a pena. A idéia da Força Aerea é de subir um degrau por vez, sem dar sautos, assim teremos (eu espero) uma transição mais eficaz no que diz respeito a tecnologia, não dá para ir do F-5EM direto para o PAK-FA, sem antes ter uma boa idéia de como opera-lo, e o caça que for definido no F-X2, terá essa função, elevar o nível técnico e operacional da FAB, isso explica o número não tão expressivo.

  43. Mirage 7 de abril de 2009 at 16:07 #

    Concordo com a nota do Blog.

  44. Mirage 7 de abril de 2009 at 16:07 #

    Concordo com a nota do Blog.

  45. Claudio 7 de abril de 2009 at 16:09 #

    Aqui está fonte original da notícia
    fonte: http://www.air- attack.com/ news/article/ 3652/Brazil- could-make- Russian-new- generation- fighters- under-license. html

  46. Claudio 7 de abril de 2009 at 16:09 #

    Aqui está fonte original da notícia
    fonte: http://www.air- attack.com/ news/article/ 3652/Brazil- could-make- Russian-new- generation- fighters- under-license. html

  47. Thiago 7 de abril de 2009 at 16:14 #

    Amigos eu li a matéria no defesabr e eles fizeram um comentário dando a entender sobre o que o Jobim disse de avaliar os caças eliminados para a segunda etapa o FX-2 será que termos surpressa Su-35 na FAB

  48. Thiago 7 de abril de 2009 at 16:14 #

    Amigos eu li a matéria no defesabr e eles fizeram um comentário dando a entender sobre o que o Jobim disse de avaliar os caças eliminados para a segunda etapa o FX-2 será que termos surpressa Su-35 na FAB

  49. Flamenguista 7 de abril de 2009 at 16:18 #

    Discordo com a nota do blog! Vejam o exemplo da Índia que, além de participar do projeto do caça russo, ainda vão adiquirir mais 120 caças, podendo ser americanos, russos ou europeus.
    Temos que ter em mente que o Brasil TEM sim, dinheiro suficiente para bancar o FX-2 e ainda, se quisesse, participar do programa PAK-FA. Além do mais, precisamos diminuir o gap tecnológico das FAs já!

  50. Flamenguista 7 de abril de 2009 at 16:18 #

    Discordo com a nota do blog! Vejam o exemplo da Índia que, além de participar do projeto do caça russo, ainda vão adiquirir mais 120 caças, podendo ser americanos, russos ou europeus.
    Temos que ter em mente que o Brasil TEM sim, dinheiro suficiente para bancar o FX-2 e ainda, se quisesse, participar do programa PAK-FA. Além do mais, precisamos diminuir o gap tecnológico das FAs já!

  51. Claudio 7 de abril de 2009 at 16:27 #

    Podemos adotar uma estratégia igual a da India, que está escolhendo uma aeronave de 4º+ geração por um programa do tipo F-X, ao mesmo tempo desenvolve com a Russia o PAK-FA (5º geração) e já estuda o desenvolvimento do MCA
    http://flareout.blogspot.com/2009/02/drdo-reveals-mca-concept-details-at.html

    O problema não é dinheiro, o problema é prioridades.

  52. Claudio 7 de abril de 2009 at 16:27 #

    Podemos adotar uma estratégia igual a da India, que está escolhendo uma aeronave de 4º+ geração por um programa do tipo F-X, ao mesmo tempo desenvolve com a Russia o PAK-FA (5º geração) e já estuda o desenvolvimento do MCA
    http://flareout.blogspot.com/2009/02/drdo-reveals-mca-concept-details-at.html

    O problema não é dinheiro, o problema é prioridades.

  53. Edilson 7 de abril de 2009 at 16:45 #

    Salve Galante, cumprimentos da terra dos camelos, boa pergunta…Bem ao me ver há varios cenários nos quais acredito que is to valha a pena.
    primeiro não está explicito que a FAB eou a marinha irão adquirir estes aviões.
    a Embraer pode atuar como parceira em determinados ninchos e desenvolver certas tecnologias para apalicar num futuro projeto não necessariamente neste, tal como o fez a Kawasaki e ou enaer sendo parceiras da embraer.
    mas na eventualidade disso ocorrer (a aquisição) creio que um cenário ideal seria o de uma mudança de doutrina da FAB e a adoção de uma dupla de caças Hi-Lo, tipo PAK- GRIPen ai sim estaremos dando saltos galáticos.
    antes dos cabeças de planilha tagarelarem a cerca do “HHHHHAIII e de onde vai sair o dinheiro??????”
    eu digo do orçamento da união, 2.5% do Pib cobrem com folga as despesas de forças armadas do nível da frança e da inglaterra, é só querer.
    e mais, só para cubrir o buraco dos fanfarrões do sistema financeiro o Brasil e tão somente o Brasil (governo ) injetou 480 billhões de reais na economia, certo ou errado nestas horas aparece o dinheiro.
    por isso estas mariquices e mania de pobreza não se justificam e nem se quer se fudamentam mais na velha desculpa do Brasil 3º mundo.

    que venha FX e que venha o PAK nem que seja para aprendermos e quando mudar a cabeça do povo e dos cabeças de planilha quem sabe o nosso país se torne algo melhor…

  54. Edilson 7 de abril de 2009 at 16:45 #

    Salve Galante, cumprimentos da terra dos camelos, boa pergunta…Bem ao me ver há varios cenários nos quais acredito que is to valha a pena.
    primeiro não está explicito que a FAB eou a marinha irão adquirir estes aviões.
    a Embraer pode atuar como parceira em determinados ninchos e desenvolver certas tecnologias para apalicar num futuro projeto não necessariamente neste, tal como o fez a Kawasaki e ou enaer sendo parceiras da embraer.
    mas na eventualidade disso ocorrer (a aquisição) creio que um cenário ideal seria o de uma mudança de doutrina da FAB e a adoção de uma dupla de caças Hi-Lo, tipo PAK- GRIPen ai sim estaremos dando saltos galáticos.
    antes dos cabeças de planilha tagarelarem a cerca do “HHHHHAIII e de onde vai sair o dinheiro??????”
    eu digo do orçamento da união, 2.5% do Pib cobrem com folga as despesas de forças armadas do nível da frança e da inglaterra, é só querer.
    e mais, só para cubrir o buraco dos fanfarrões do sistema financeiro o Brasil e tão somente o Brasil (governo ) injetou 480 billhões de reais na economia, certo ou errado nestas horas aparece o dinheiro.
    por isso estas mariquices e mania de pobreza não se justificam e nem se quer se fudamentam mais na velha desculpa do Brasil 3º mundo.

    que venha FX e que venha o PAK nem que seja para aprendermos e quando mudar a cabeça do povo e dos cabeças de planilha quem sabe o nosso país se torne algo melhor…

  55. Wladimir 7 de abril de 2009 at 16:46 #

    As datas divulgadas na entrevistas são apenas previsões, pois vejam o caso do Su-35BM: anos de aperfeiçoamento e apenas irá entrar em opração em 2011. Creio que, se o projeto seguir adiante (provavelmente) o PAK entrará em operação por volta de 2020 (vide F-22 – anos de desenvolvimento, pequisas, testes, produção). Se o Brasil realmente entrar para o projeto, seria mais viável adquirir o Gripen, menor custo de manutenção. Mas eu DUVIDO muito que isso venha a acontecer. Defesa no país não é política de Estado, mas sim de governo, infelizmente.

    Abraço.

  56. Wladimir 7 de abril de 2009 at 16:46 #

    As datas divulgadas na entrevistas são apenas previsões, pois vejam o caso do Su-35BM: anos de aperfeiçoamento e apenas irá entrar em opração em 2011. Creio que, se o projeto seguir adiante (provavelmente) o PAK entrará em operação por volta de 2020 (vide F-22 – anos de desenvolvimento, pequisas, testes, produção). Se o Brasil realmente entrar para o projeto, seria mais viável adquirir o Gripen, menor custo de manutenção. Mas eu DUVIDO muito que isso venha a acontecer. Defesa no país não é política de Estado, mas sim de governo, infelizmente.

    Abraço.

  57. Walderson 7 de abril de 2009 at 17:09 #

    Fala sério,

    ainda tem gente falando que a galera do Lula vai fazer isso e aquilo. Pessoal, tem gente precisando ler muito jornal e revista. Nem o Antônio Ermírio (acho que é assim), dono do Grupo Votorantim, que disse que iria embora se o Lula ganhasse, acredita mais nisso. Vamos concordar, galera, está faltando atualizar os conhecimentos políticos. Esse governo está muito melhor do que todos os anteriores. Não estou inventando, vejam as estatísticas. O FHC, o covardão, é que deu pra trás no FX, graças a Deus, pois seria a maior C… do século. Amarraram tanto que o tiro iria sair pela culatra. Aí, o Senhor FHC teve de dar para trás. Caso contrário, estaríamos de Mirage 2000 BR. Quanto a alguns comentários aí acima, vamos ler um pouquinho para deixarmos de ser massa de manobra – vulgo, inocentes uteis).
    Um abraço a todos.

  58. Walderson 7 de abril de 2009 at 17:09 #

    Fala sério,

    ainda tem gente falando que a galera do Lula vai fazer isso e aquilo. Pessoal, tem gente precisando ler muito jornal e revista. Nem o Antônio Ermírio (acho que é assim), dono do Grupo Votorantim, que disse que iria embora se o Lula ganhasse, acredita mais nisso. Vamos concordar, galera, está faltando atualizar os conhecimentos políticos. Esse governo está muito melhor do que todos os anteriores. Não estou inventando, vejam as estatísticas. O FHC, o covardão, é que deu pra trás no FX, graças a Deus, pois seria a maior C… do século. Amarraram tanto que o tiro iria sair pela culatra. Aí, o Senhor FHC teve de dar para trás. Caso contrário, estaríamos de Mirage 2000 BR. Quanto a alguns comentários aí acima, vamos ler um pouquinho para deixarmos de ser massa de manobra – vulgo, inocentes uteis).
    Um abraço a todos.

  59. Brujhar 7 de abril de 2009 at 17:09 #

    Amigos não seria muito arriscado parar o FX2 e entrar de cabeça em um projeto, no qual não sabemos se o produto final vai realizar aquilo que promete? Concordo que os Russos sabem desenvolver equipamentos militares, mais seria uma boa aposta colocar todas as fichas em algo não concretizado? Deixando o espaço aéreo com uma proteção pífia de M2000-9 de segunda mão? (já sei, atualmente estamos nesta situação, mais ficaríamos com um gap ainda maior.).

    Flamenguista e PVSO, eu concordo com os seus comentários sobre o assunto.

    Quanto à parte política, o problema não está no poder executivo, mas sim no legislativo, deputados e senadores, que deveriam estar fiscalizado o executivo e melhorando as leis para se adequar à realidade do mundo, mais que só pensa no próprio umbigo. Não os culpo por essa atitude, pois a culpa e daqueles que não fazem a mínima questão de saber sobre o passado dos candidatos, alegando que todos são iguais ou simplesmente aceitando santinhos no dia da eleição e também dos pobres coitados que precisam vender o seu voto por migalhas.

  60. Brujhar 7 de abril de 2009 at 17:09 #

    Amigos não seria muito arriscado parar o FX2 e entrar de cabeça em um projeto, no qual não sabemos se o produto final vai realizar aquilo que promete? Concordo que os Russos sabem desenvolver equipamentos militares, mais seria uma boa aposta colocar todas as fichas em algo não concretizado? Deixando o espaço aéreo com uma proteção pífia de M2000-9 de segunda mão? (já sei, atualmente estamos nesta situação, mais ficaríamos com um gap ainda maior.).

    Flamenguista e PVSO, eu concordo com os seus comentários sobre o assunto.

    Quanto à parte política, o problema não está no poder executivo, mas sim no legislativo, deputados e senadores, que deveriam estar fiscalizado o executivo e melhorando as leis para se adequar à realidade do mundo, mais que só pensa no próprio umbigo. Não os culpo por essa atitude, pois a culpa e daqueles que não fazem a mínima questão de saber sobre o passado dos candidatos, alegando que todos são iguais ou simplesmente aceitando santinhos no dia da eleição e também dos pobres coitados que precisam vender o seu voto por migalhas.

  61. Paulo Renato 7 de abril de 2009 at 17:25 #

    Nosso governo atual está afzendo muito pelo nosso País, muito mas do que o do Sr. FHC que nada fez para as forças Armadas.É clatro que temos muito que melhorar pois estamos em decadencia e para atualizar as forças não será de um dia para o outro, então vamos com calma e pensar antes de metar o cacete no gogverno atual.

    Em relação a nota do blog, acho que tem realmente sentido por um lado, mas vendo os nossos vizinhos os caças tampão poderia ser arriscado, pois teria que investir em mas Mirage 2000, sendo nossos vizinhohs possuem vetores de melhor qualidade.

    Como foi falado acima pq não se adquirir alguns Gripens NG e depois em um futuro não muito distante comprar os caças Russos de 5º geração. Teríamos 2 vetores de boa qualidade e ainda uma boa economia pois os Gripens não caros em manutenção e ainda podem utilizar vários tipos de armamentos.

    Na verdade essa noticia dá uma boa apimentada nos debates sobre o FX2.

    Abs.

  62. Paulo Renato 7 de abril de 2009 at 17:25 #

    Nosso governo atual está afzendo muito pelo nosso País, muito mas do que o do Sr. FHC que nada fez para as forças Armadas.É clatro que temos muito que melhorar pois estamos em decadencia e para atualizar as forças não será de um dia para o outro, então vamos com calma e pensar antes de metar o cacete no gogverno atual.

    Em relação a nota do blog, acho que tem realmente sentido por um lado, mas vendo os nossos vizinhos os caças tampão poderia ser arriscado, pois teria que investir em mas Mirage 2000, sendo nossos vizinhohs possuem vetores de melhor qualidade.

    Como foi falado acima pq não se adquirir alguns Gripens NG e depois em um futuro não muito distante comprar os caças Russos de 5º geração. Teríamos 2 vetores de boa qualidade e ainda uma boa economia pois os Gripens não caros em manutenção e ainda podem utilizar vários tipos de armamentos.

    Na verdade essa noticia dá uma boa apimentada nos debates sobre o FX2.

    Abs.

  63. Hornet 7 de abril de 2009 at 17:28 #

    Se acontecer mesmo essa entrada da Embraer no PAK-FA, não vejo como algo excludente do FX2.

    A Embraer participar no PAK-FA não quer dizer automaticamente que compraremos o PAK-FA para a FAB. Ao contrário até.

    Acho que estamos nos tornando, sabiamente, Borgs (lembram de Star Trek?). O que os Borgs queriam? Tecnologia, apenas a tecnologia. É o que estamos querendo neste momento também.

    A Embraer pode participar do PAK-FA, mesmo neste atual momento de desenvolvimento do projeto, de várias maneiras, inclusive melhorando as relações comerciais dos russos, que ainda são problemáticas. E em troca, teria uma colaboração de up-grade tecnológico.

    E ao mesmo tempo, a mesma Embraer estará também participando da parceria com o vencedor do FX2.

    Com isso tudo poderíamos sim, num futuro não muito distante, desenvolvermos o nosso aguardado FX-BR de quinta geração…mas, um caça Made in Brazil. E porque não, ao mesmo tempo, trabalhando com tecnologias de UCAVS (projeto nEUROn, por exemplo). Aí sim a gente daria um salto tecnológico do tamanho do país e a FAB seria um dos pólos de desenvolvimento do Brasil. Este é o sonho da FAB e é o que o MD e o atual governo estão implementando no país: defesa relacionada com desenvolvimento tecnológico.

    abraços a todos

    ps. Amigos Walderson e Comandante Melk, vcs estão cobertos de razão no tocante aos comentários sobre a política partidária do país.

  64. Hornet 7 de abril de 2009 at 17:28 #

    Se acontecer mesmo essa entrada da Embraer no PAK-FA, não vejo como algo excludente do FX2.

    A Embraer participar no PAK-FA não quer dizer automaticamente que compraremos o PAK-FA para a FAB. Ao contrário até.

    Acho que estamos nos tornando, sabiamente, Borgs (lembram de Star Trek?). O que os Borgs queriam? Tecnologia, apenas a tecnologia. É o que estamos querendo neste momento também.

    A Embraer pode participar do PAK-FA, mesmo neste atual momento de desenvolvimento do projeto, de várias maneiras, inclusive melhorando as relações comerciais dos russos, que ainda são problemáticas. E em troca, teria uma colaboração de up-grade tecnológico.

    E ao mesmo tempo, a mesma Embraer estará também participando da parceria com o vencedor do FX2.

    Com isso tudo poderíamos sim, num futuro não muito distante, desenvolvermos o nosso aguardado FX-BR de quinta geração…mas, um caça Made in Brazil. E porque não, ao mesmo tempo, trabalhando com tecnologias de UCAVS (projeto nEUROn, por exemplo). Aí sim a gente daria um salto tecnológico do tamanho do país e a FAB seria um dos pólos de desenvolvimento do Brasil. Este é o sonho da FAB e é o que o MD e o atual governo estão implementando no país: defesa relacionada com desenvolvimento tecnológico.

    abraços a todos

    ps. Amigos Walderson e Comandante Melk, vcs estão cobertos de razão no tocante aos comentários sobre a política partidária do país.

  65. Tiago Jeronimo 7 de abril de 2009 at 17:30 #

    Tem gente que acredita em Papai-Noel também.

    Acho muito improvavél que o PAK-FA esteja voando em 2015, porque? Porque com todas essas conversas de parcerias o desenho final do caça ainda não está pronto e não se desenvolve um caça de 5ª geração em 6 anos. Eu ei que vão vir as russetes falar que o caça já estava sendo desenvolvido faz tempo mas é mentira, o Mig 1.42 e o Su-47 Berkut foram apenas demonstradores de tecnologia portanto quem viver verá.

    Quanto a participação da Embraer não acho tão improvavel assim já que ninguém pode ignorar a 3ª maior fabricantes de avião do mundo. A questão é se vai participar como parceira ou coo simples fornecedora.

  66. Tiago Jeronimo 7 de abril de 2009 at 17:30 #

    Tem gente que acredita em Papai-Noel também.

    Acho muito improvavél que o PAK-FA esteja voando em 2015, porque? Porque com todas essas conversas de parcerias o desenho final do caça ainda não está pronto e não se desenvolve um caça de 5ª geração em 6 anos. Eu ei que vão vir as russetes falar que o caça já estava sendo desenvolvido faz tempo mas é mentira, o Mig 1.42 e o Su-47 Berkut foram apenas demonstradores de tecnologia portanto quem viver verá.

    Quanto a participação da Embraer não acho tão improvavel assim já que ninguém pode ignorar a 3ª maior fabricantes de avião do mundo. A questão é se vai participar como parceira ou coo simples fornecedora.

  67. Jacubão 7 de abril de 2009 at 17:47 #

    Chance de ouro se concretizada. se esse caça for adquirido pela FAB, tornará todos os outros aviões da A.L. obsoletos, e se adquirido em grande quantidade, colocará o Brasil definitivamente no rool das superpotências mundiais, comforme previsões feita por especialistas internacionais de que BRASIL, CHINA, ÍNDIA e RÚSSIA serão as novas potências mundiais (notícia exibida no jornal da BAND).

  68. Jacubão 7 de abril de 2009 at 17:47 #

    Chance de ouro se concretizada. se esse caça for adquirido pela FAB, tornará todos os outros aviões da A.L. obsoletos, e se adquirido em grande quantidade, colocará o Brasil definitivamente no rool das superpotências mundiais, comforme previsões feita por especialistas internacionais de que BRASIL, CHINA, ÍNDIA e RÚSSIA serão as novas potências mundiais (notícia exibida no jornal da BAND).

  69. Carlos Augusto 7 de abril de 2009 at 17:50 #

    Nessa historia toda a onde fica os americanos? Vocês acham que eles vão deixar o Brasil fazer essa parceria com os Russos? Acorda sonhadores!
    Olha ai o F-18 no lugar do Sukhoi. Essa é a nossa realidade, doa a quem doer, mas é a verdade mais pura e cristalina.

  70. Carlos Augusto 7 de abril de 2009 at 17:50 #

    Nessa historia toda a onde fica os americanos? Vocês acham que eles vão deixar o Brasil fazer essa parceria com os Russos? Acorda sonhadores!
    Olha ai o F-18 no lugar do Sukhoi. Essa é a nossa realidade, doa a quem doer, mas é a verdade mais pura e cristalina.

  71. Aluisio 7 de abril de 2009 at 17:50 #

    Eu compartilho a opiniao de muitos aqui de que dificilmente o FX2 será cancelado,por duas razões:
    1- Credibilidade: Um país que abre 2 processos de seleção de caças envolvendo grandes empresas,chega na fase final e por 2 vezes o cancelada certamente nao seria bem visto pelos outros países. Seria visto como uma fanfarronice com as do Claudilho Louco.
    2- O Brasil realmente precisa de caças modernos urgentemente,não tem como esperar até que o PAK-FA fique pronto. (vide o F-35,que já voa a anos e está a anos de começar a ser produzido em escala…). A urgencia disso só aumenta com a já lembrada aqui ambiçao brasileira por uma cadeira no CSN.
    Quanto a Dilma perseguir os militares,isso é tudo besteira. Algumas pessoas simplesmente se esquecem que nem todos são uns pirados maniqueístas.Ela certamente sabe que ter as FAs sucateadas de forma alguma é do interesse nacional,e que é extremamente remota a possibilidade de um novo golpe de estado para que se justifique medidas “punitivas” desse tipo…

  72. Aluisio 7 de abril de 2009 at 17:50 #

    Eu compartilho a opiniao de muitos aqui de que dificilmente o FX2 será cancelado,por duas razões:
    1- Credibilidade: Um país que abre 2 processos de seleção de caças envolvendo grandes empresas,chega na fase final e por 2 vezes o cancelada certamente nao seria bem visto pelos outros países. Seria visto como uma fanfarronice com as do Claudilho Louco.
    2- O Brasil realmente precisa de caças modernos urgentemente,não tem como esperar até que o PAK-FA fique pronto. (vide o F-35,que já voa a anos e está a anos de começar a ser produzido em escala…). A urgencia disso só aumenta com a já lembrada aqui ambiçao brasileira por uma cadeira no CSN.
    Quanto a Dilma perseguir os militares,isso é tudo besteira. Algumas pessoas simplesmente se esquecem que nem todos são uns pirados maniqueístas.Ela certamente sabe que ter as FAs sucateadas de forma alguma é do interesse nacional,e que é extremamente remota a possibilidade de um novo golpe de estado para que se justifique medidas “punitivas” desse tipo…

  73. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 17:55 #

    Só para pontuar algumas coisas:

    1 – O fx1 foi cancelado no governo Lula. ( não importa se certo ou errado, é só uma informação)

    2 – A politica economica do governo Lula foi e é exatamamente a mesma dos governos Itamar e FHC, com a diferença de que os remédios ministrados a partir do governo ITAMAR, passaram a fazer efeito a partir de 2004/05. Um deles, amargo por sinal, é ministrado até hoje, a alta taxa de juros que faz com que paguemos a mais alta do mundo. Somente em spreads bancários pagamos ano passado 187 Bilhões de Reais, isso é 4 x o valor investido em saúde no período. O resultado danoso dessa politica monetária, no caso, é que crescemos economicamente na America Latina apenas mais que o Haiti, um país que está praticamente em guerra civil.

    3 – Antes que me acusem de partidario do FHC tenho muito contra ele que em 8 anos pouco investiu em infraestrutura, outro fator limitante do nosso crescimento. Para termos um exemplo: Se crescermos mais que 5% ao ano, em 2011 terermos um novo apagão, porque nao investimos corretamente em energia, fazem 16 anos…

    Abraços a todos

  74. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 17:55 #

    Só para pontuar algumas coisas:

    1 – O fx1 foi cancelado no governo Lula. ( não importa se certo ou errado, é só uma informação)

    2 – A politica economica do governo Lula foi e é exatamamente a mesma dos governos Itamar e FHC, com a diferença de que os remédios ministrados a partir do governo ITAMAR, passaram a fazer efeito a partir de 2004/05. Um deles, amargo por sinal, é ministrado até hoje, a alta taxa de juros que faz com que paguemos a mais alta do mundo. Somente em spreads bancários pagamos ano passado 187 Bilhões de Reais, isso é 4 x o valor investido em saúde no período. O resultado danoso dessa politica monetária, no caso, é que crescemos economicamente na America Latina apenas mais que o Haiti, um país que está praticamente em guerra civil.

    3 – Antes que me acusem de partidario do FHC tenho muito contra ele que em 8 anos pouco investiu em infraestrutura, outro fator limitante do nosso crescimento. Para termos um exemplo: Se crescermos mais que 5% ao ano, em 2011 terermos um novo apagão, porque nao investimos corretamente em energia, fazem 16 anos…

    Abraços a todos

  75. Henrique Sousa 7 de abril de 2009 at 18:02 #

    Típico de gente mal agradecida que cospe no prato que comeu estes comentários à respeito do FHC.

    Nem santo nem o capeta. Um político que teve erros e acertos, como todos que vão passar por lá.

    Tudo que a administração Lula construiu para a nação foi em cima do que deixaram, particularmente a moeda Real. Quem ignora isto esta sendo no mínimo desonesto intelectualmente.

  76. Henrique Sousa 7 de abril de 2009 at 18:02 #

    Típico de gente mal agradecida que cospe no prato que comeu estes comentários à respeito do FHC.

    Nem santo nem o capeta. Um político que teve erros e acertos, como todos que vão passar por lá.

    Tudo que a administração Lula construiu para a nação foi em cima do que deixaram, particularmente a moeda Real. Quem ignora isto esta sendo no mínimo desonesto intelectualmente.

  77. Felipe TP 7 de abril de 2009 at 18:08 #

    Rodrigo Marques, concordo com você nos 3 quesitos, principalmente no segundo.

  78. Felipe TP 7 de abril de 2009 at 18:08 #

    Rodrigo Marques, concordo com você nos 3 quesitos, principalmente no segundo.

  79. Hornet 7 de abril de 2009 at 18:23 #

    Caro Rodrigo Marques,

    eu sei que aqui não é o lugar apropriado para isso, mas como o assunto veio a baila, então…

    deixa eu corrigir uma coisa no seu comentário…

    A política econômica do governo Lula não é a mesma do governo do FHC. O que são semelhantes entre os dois é a política financeira. Tanto FHC quanto o Lula estão com essa política monetária de juros altos, privilégio ao sitema bancário etc.

    A política econômica é totalmente diferente. No governo do FHC ela baseou-se na abertura de mercados sem critérios nenhum, o que criou uma balança comercial muito desfavorável para nós, apoiado num política de exportação quase que exclusivamente para Europa e EUA. No caso do governo Lula houve uma diversificação dos mercados externos e um incremento do mercado interno. No governo do FHC houve um direcionamento de capitais (via privatizações) para as grandes empresas e apenas isso, no governo Lula está ocorrendo uma diversificação, incluindo incentivos para o pequeno e micro empresário (ainda que não totalmente adequado, mas está ocorrendo este incentivo), no campo (agricultura) também são políticas diferentes…e por aí vai.

    Se pensarmos a economia como algo mais amplo, a comparação fica ainda mais complicada para o FHC…pois o FHC simplesmente acabou com o sitema educacional e universitário brasileiro (achou que educação era coisa de mercado, de livre mercado…assim como a saúde, que teve uma proliferação de planos de saude ao montes, sem nenhuma regulamentação)…Lula, aos poucos, está recuperando a educação e a qualidade no país…E, como sabemos, economia nenhuma, no mundo, funciona sem grandes investimentos na educação…

    enfim…a comparação entre o governo do Lula e do FHC deixa o sociólogo de meia pataca no chinelo (falo sociólogo de meia pataca porque estudei na USP, lugar onde ele deu aula; e nem sequer lá ele é bem visto como um intelectual de respeito…todos dizem que ele nunca foi nada além de uma sombra pálida do Florestan Fernandes…que foi o professor dele e do qual ele “roubou” muitas de suas idéias no campo sociológico…mas como ele pediu para esquecermos tudo o que ele escreveu, então está bem, eu já esqueci a sua “teoria da dependência”, que como sociólogo ele criticou, e como presidente ele implementou).

    um grande abraço

  80. Hornet 7 de abril de 2009 at 18:23 #

    Caro Rodrigo Marques,

    eu sei que aqui não é o lugar apropriado para isso, mas como o assunto veio a baila, então…

    deixa eu corrigir uma coisa no seu comentário…

    A política econômica do governo Lula não é a mesma do governo do FHC. O que são semelhantes entre os dois é a política financeira. Tanto FHC quanto o Lula estão com essa política monetária de juros altos, privilégio ao sitema bancário etc.

    A política econômica é totalmente diferente. No governo do FHC ela baseou-se na abertura de mercados sem critérios nenhum, o que criou uma balança comercial muito desfavorável para nós, apoiado num política de exportação quase que exclusivamente para Europa e EUA. No caso do governo Lula houve uma diversificação dos mercados externos e um incremento do mercado interno. No governo do FHC houve um direcionamento de capitais (via privatizações) para as grandes empresas e apenas isso, no governo Lula está ocorrendo uma diversificação, incluindo incentivos para o pequeno e micro empresário (ainda que não totalmente adequado, mas está ocorrendo este incentivo), no campo (agricultura) também são políticas diferentes…e por aí vai.

    Se pensarmos a economia como algo mais amplo, a comparação fica ainda mais complicada para o FHC…pois o FHC simplesmente acabou com o sitema educacional e universitário brasileiro (achou que educação era coisa de mercado, de livre mercado…assim como a saúde, que teve uma proliferação de planos de saude ao montes, sem nenhuma regulamentação)…Lula, aos poucos, está recuperando a educação e a qualidade no país…E, como sabemos, economia nenhuma, no mundo, funciona sem grandes investimentos na educação…

    enfim…a comparação entre o governo do Lula e do FHC deixa o sociólogo de meia pataca no chinelo (falo sociólogo de meia pataca porque estudei na USP, lugar onde ele deu aula; e nem sequer lá ele é bem visto como um intelectual de respeito…todos dizem que ele nunca foi nada além de uma sombra pálida do Florestan Fernandes…que foi o professor dele e do qual ele “roubou” muitas de suas idéias no campo sociológico…mas como ele pediu para esquecermos tudo o que ele escreveu, então está bem, eu já esqueci a sua “teoria da dependência”, que como sociólogo ele criticou, e como presidente ele implementou).

    um grande abraço

  81. Edilson 7 de abril de 2009 at 18:38 #

    Hornet…
    borg? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    pqp esta foi a melhor do ano….

    mas o que você falou de fato está (ao meu ver) totalmente coerente e lógico tal como diria o Dr. Spok…
    grande abraço

  82. Edilson 7 de abril de 2009 at 18:38 #

    Hornet…
    borg? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    pqp esta foi a melhor do ano….

    mas o que você falou de fato está (ao meu ver) totalmente coerente e lógico tal como diria o Dr. Spok…
    grande abraço

  83. Bosco 7 de abril de 2009 at 18:45 #

    Se sobreo F-18 tem uma turma que acha que vai ficar defasado, imaginem o Su-Chico-Ton-35.rsrs….
    Mas eu achei a idéia bom ser for verdade.
    Mais uns 24 Mirage estaria de bom tamanho. Mas pelo amor de Deus, se vier com o Super 530D é melhor mais F-5 com Derby/Python V.

  84. Bosco 7 de abril de 2009 at 18:45 #

    Se sobreo F-18 tem uma turma que acha que vai ficar defasado, imaginem o Su-Chico-Ton-35.rsrs….
    Mas eu achei a idéia bom ser for verdade.
    Mais uns 24 Mirage estaria de bom tamanho. Mas pelo amor de Deus, se vier com o Super 530D é melhor mais F-5 com Derby/Python V.

  85. Bosco 7 de abril de 2009 at 18:47 #

    Correção: Mas eu achei a idéia boa se for verdade.

    Em relação a minha gramática (ou seria aritmética ?)rsrs.., nasci burro, não aprendi nada, esqueci a metade. rsrs…..

  86. Bosco 7 de abril de 2009 at 18:47 #

    Correção: Mas eu achei a idéia boa se for verdade.

    Em relação a minha gramática (ou seria aritmética ?)rsrs.., nasci burro, não aprendi nada, esqueci a metade. rsrs…..

  87. Higgins 7 de abril de 2009 at 18:48 #

    Boicote ao meio militar, quem sabe das coisas entende… É muito mais provável da parte do Serra que da Dilma.
    O careca é rancoroso…

  88. Higgins 7 de abril de 2009 at 18:48 #

    Boicote ao meio militar, quem sabe das coisas entende… É muito mais provável da parte do Serra que da Dilma.
    O careca é rancoroso…

  89. Bosco 7 de abril de 2009 at 18:50 #

    Agora acreditar que os vôos de testes começaram ainda em 2009 sem que haja nenhumazinha fotinha do dito cujo acho meio forçação de barra. Mas tudo é possível. Vamos esperar pra ver.

  90. Bosco 7 de abril de 2009 at 18:50 #

    Agora acreditar que os vôos de testes começaram ainda em 2009 sem que haja nenhumazinha fotinha do dito cujo acho meio forçação de barra. Mas tudo é possível. Vamos esperar pra ver.

  91. Bosco 7 de abril de 2009 at 18:52 #

    Correção: “começarão” e não “começaram”.
    Fiz de novo! PQP!

  92. Bosco 7 de abril de 2009 at 18:52 #

    Correção: “começarão” e não “começaram”.
    Fiz de novo! PQP!

  93. Edilson 7 de abril de 2009 at 18:54 #

    ps: pqp II a missão…
    depois do humorado borg este seu comentário a cerca das semlhanças e dos buraco negros dos dois governos merec destaque.
    muito boa a sua comparação.
    pena que o Braisil e o brasileiro apenas repitam o que lhes é dito, não fazem uma análise crítica a fundo.
    há uma entrevista á BBC do programa Hard Talking no qual o entrevistador, entrevista (claro, senão não se chamava assim) o nosso honores presidente, FHC, e em outra ocasião o memso apresentador (tipo abujanra (provocações)) entrevista o Lula (analfabeto) assistam os dois e depois comentem, não quei senão os caras do blog me matam.
    esqueçam as pessoas e foquem apenas nas argumentações de ambos.
    é um exercício muito bom de como pensar pela minha cabeça e nã pela do willan boner nem pela da fátima bernards.
    ps: esqueçam os erros de português e a dislexia…

    Hornet parabéns e 2×0 hoje…

  94. Edilson 7 de abril de 2009 at 18:54 #

    ps: pqp II a missão…
    depois do humorado borg este seu comentário a cerca das semlhanças e dos buraco negros dos dois governos merec destaque.
    muito boa a sua comparação.
    pena que o Braisil e o brasileiro apenas repitam o que lhes é dito, não fazem uma análise crítica a fundo.
    há uma entrevista á BBC do programa Hard Talking no qual o entrevistador, entrevista (claro, senão não se chamava assim) o nosso honores presidente, FHC, e em outra ocasião o memso apresentador (tipo abujanra (provocações)) entrevista o Lula (analfabeto) assistam os dois e depois comentem, não quei senão os caras do blog me matam.
    esqueçam as pessoas e foquem apenas nas argumentações de ambos.
    é um exercício muito bom de como pensar pela minha cabeça e nã pela do willan boner nem pela da fátima bernards.
    ps: esqueçam os erros de português e a dislexia…

    Hornet parabéns e 2×0 hoje…

  95. JMRC 7 de abril de 2009 at 18:54 #

    Hornet;

    Também concordo com você, pois afinal de contas cada um tem o que merece. Lembro-me, ao ler suas palavras, do saudoso Rui Barbosa, que em 1919 proferiu na Faculdade de Direito Largo do São Francisco (USP) as seguintes palavras:

    “Vai se até ao incrível de se inculcar o medo aos preparados, e havê-los como cidadãos perigosos, e ter-se por dogma que um homem, cujos estudos passarem da craveira vulgar, não poderia ocupar qualquer posto mais grado no governo, em um país de analfabetos. SE O POVO É ANALFABETO, SÓ IGUINORANTES ESTARÃO EM TERMOS DE GOVERNAR. NAÇÃO DE ANALFABETOS, GOVERNO DE ANALBAFETOS”.

    FHC, certamente merece algo melhor do que o Brasil. Lula colhe hoje a semente que foi plantada pelo governo FHC. Mas o povo é burro.

    É bem verdade, que FHC esqueceu-se de privatizar nosso maior patrimônio, qual seja, como diria o já falecido jornalista Paulo Francis, a ignorância. Dizia o mestre: “A ignorância é o nosso grande patrimônio nacional privatizemo-la”

    Aristóteles também tinha razão há mais de 2000 anos atrás “Se o Estado é o que é; É porque as pessoas são o que são”.

    Você está certo.

    Sem mais dito

  96. JMRC 7 de abril de 2009 at 18:54 #

    Hornet;

    Também concordo com você, pois afinal de contas cada um tem o que merece. Lembro-me, ao ler suas palavras, do saudoso Rui Barbosa, que em 1919 proferiu na Faculdade de Direito Largo do São Francisco (USP) as seguintes palavras:

    “Vai se até ao incrível de se inculcar o medo aos preparados, e havê-los como cidadãos perigosos, e ter-se por dogma que um homem, cujos estudos passarem da craveira vulgar, não poderia ocupar qualquer posto mais grado no governo, em um país de analfabetos. SE O POVO É ANALFABETO, SÓ IGUINORANTES ESTARÃO EM TERMOS DE GOVERNAR. NAÇÃO DE ANALFABETOS, GOVERNO DE ANALBAFETOS”.

    FHC, certamente merece algo melhor do que o Brasil. Lula colhe hoje a semente que foi plantada pelo governo FHC. Mas o povo é burro.

    É bem verdade, que FHC esqueceu-se de privatizar nosso maior patrimônio, qual seja, como diria o já falecido jornalista Paulo Francis, a ignorância. Dizia o mestre: “A ignorância é o nosso grande patrimônio nacional privatizemo-la”

    Aristóteles também tinha razão há mais de 2000 anos atrás “Se o Estado é o que é; É porque as pessoas são o que são”.

    Você está certo.

    Sem mais dito

  97. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 19:06 #

    Hornet

    Só quis acentuar no que eles foram parecidos e eu escrevi politica monetária( está errado, é politica financeira).

    Quanto a abertura de mercados, alguns setores no Brasil realmente penaram ( aqui em Petropolis-RJ, a industria Textil desapareceu por causa dos produtos chineses), outros crescerem absurdamente e a nossa balança comercial foi extremamente favorável a nós, vide o grande volume de reservas que conseguimos acumular, a maior parte vem dos superavits comerciais.

    De qualquer modo eu continuo vendo mais semelhanças do que contradições, mas emfim…

    Abraços!!!

  98. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 19:06 #

    Hornet

    Só quis acentuar no que eles foram parecidos e eu escrevi politica monetária( está errado, é politica financeira).

    Quanto a abertura de mercados, alguns setores no Brasil realmente penaram ( aqui em Petropolis-RJ, a industria Textil desapareceu por causa dos produtos chineses), outros crescerem absurdamente e a nossa balança comercial foi extremamente favorável a nós, vide o grande volume de reservas que conseguimos acumular, a maior parte vem dos superavits comerciais.

    De qualquer modo eu continuo vendo mais semelhanças do que contradições, mas emfim…

    Abraços!!!

  99. Marlos Barcelos 7 de abril de 2009 at 19:20 #

    Henrique Sousa

    FHC foi só o homem que disse: esqueçam tudo o que eu disse, ou seja, tudo que ele escreveu como sociólogo, mandou todos rasgarem o que ele escreveu, este era FHC, dá pra ver que é um homem compromissado com a verdade.

  100. Marlos Barcelos 7 de abril de 2009 at 19:20 #

    Henrique Sousa

    FHC foi só o homem que disse: esqueçam tudo o que eu disse, ou seja, tudo que ele escreveu como sociólogo, mandou todos rasgarem o que ele escreveu, este era FHC, dá pra ver que é um homem compromissado com a verdade.

  101. Rafael K. 7 de abril de 2009 at 19:37 #

    mudando de assunto, por favor alguém me responde como o Eurofighter Typhoon ficou fora da disputa????? da lista inicial com certeza ele era o melhor, ficando atrás só dos caças de 5ª geração!

  102. Rafael K. 7 de abril de 2009 at 19:37 #

    mudando de assunto, por favor alguém me responde como o Eurofighter Typhoon ficou fora da disputa????? da lista inicial com certeza ele era o melhor, ficando atrás só dos caças de 5ª geração!

  103. kaleu 7 de abril de 2009 at 19:37 #

    Caro Rodrigo Marques… concordo contigo !

    Caro Comandante Melk… o Gov atual não é do PT… enquanto foi do PT tava um “bandalheira” danada, mensalão, carequinha, Zé Dirceu, dolar na cueca, cartão institucional, dossiê, deportação de cubanos, … e aí vai…, restam algumas sequelas: Marco Aurélio Garcia, Tarço Genro, banqueiros perdoados, Br Telecom…etc…

    Caro AMIGO Hornet… permita-me discordar de vc, em um único aspecto, a questão da POLITICA macro-econômica adotada no Gov, Lula é a mesmíssima do Gov FHC (sem entrar no mérito do homem FHC), não é somente as taxas de juros, tem a política cambial, independência do BACEN com uma figura de mercado e credibilidade internacional, a questão da responsabilidade fiscal (coluna vertebral de nosso sucesso econômico) essa lei foi criada no Gov FHC e o PT impediu sistemáticamente sua implantação até a eleição do Pres. Lula, abertura de mercado iniciada no Gov FHC foi excencial para o desenvolvimento da ind local e aprimoramento de nossa competitividade e produtividade, mantida e regulamentada, como vc bem mencionou, pelo Gov Lula, não houve alteração da política agricola, fato este objeto de forte reclamações por parte dos produtores rurais, política energética, só pra lembrar em 2003 80% dos veículos fabricados são Flex, obviamente reflexo do que foi plantado no Gov anterior, sitema educacional continua uma merd… e sobre o sociólogo não tenho competência para opinar.

    O que quero dizer com isso é que o maior acerto e talves a principal razão do sucesso do atual Gov. foi justamente manter a política econômica austera e sem “malabarismos” iniciada com FHC e mantida com Lula, lembro-me que os organismos internacionais achavam que o Lula iria “rasgar” todos os contratos firmados pelo Brasil e o que o Lula fez foi cumpri-los e até mesmo antecipar suas liquidações…. palavras do Pres. lula : “Se alguém, depois de velho, continua um socialista de extrema esquerda é idiota ou parou no tempo”

    Com relação a PAK-FA, apesar da seriedade da fonte acho dificíl a Embraer entrar em um investimento desse calibre sem o apoio do Governo Brasileiro, exceto se for como fornecedora de peças, faço minhas as palavras do amigo Rodrigo Marques (acima) se o PAK-FA ta praticamente pronto quem vai optar por SU-35 BM ? não faz sentido.

    abraço a todos
    Kaleu

  104. kaleu 7 de abril de 2009 at 19:37 #

    Caro Rodrigo Marques… concordo contigo !

    Caro Comandante Melk… o Gov atual não é do PT… enquanto foi do PT tava um “bandalheira” danada, mensalão, carequinha, Zé Dirceu, dolar na cueca, cartão institucional, dossiê, deportação de cubanos, … e aí vai…, restam algumas sequelas: Marco Aurélio Garcia, Tarço Genro, banqueiros perdoados, Br Telecom…etc…

    Caro AMIGO Hornet… permita-me discordar de vc, em um único aspecto, a questão da POLITICA macro-econômica adotada no Gov, Lula é a mesmíssima do Gov FHC (sem entrar no mérito do homem FHC), não é somente as taxas de juros, tem a política cambial, independência do BACEN com uma figura de mercado e credibilidade internacional, a questão da responsabilidade fiscal (coluna vertebral de nosso sucesso econômico) essa lei foi criada no Gov FHC e o PT impediu sistemáticamente sua implantação até a eleição do Pres. Lula, abertura de mercado iniciada no Gov FHC foi excencial para o desenvolvimento da ind local e aprimoramento de nossa competitividade e produtividade, mantida e regulamentada, como vc bem mencionou, pelo Gov Lula, não houve alteração da política agricola, fato este objeto de forte reclamações por parte dos produtores rurais, política energética, só pra lembrar em 2003 80% dos veículos fabricados são Flex, obviamente reflexo do que foi plantado no Gov anterior, sitema educacional continua uma merd… e sobre o sociólogo não tenho competência para opinar.

    O que quero dizer com isso é que o maior acerto e talves a principal razão do sucesso do atual Gov. foi justamente manter a política econômica austera e sem “malabarismos” iniciada com FHC e mantida com Lula, lembro-me que os organismos internacionais achavam que o Lula iria “rasgar” todos os contratos firmados pelo Brasil e o que o Lula fez foi cumpri-los e até mesmo antecipar suas liquidações…. palavras do Pres. lula : “Se alguém, depois de velho, continua um socialista de extrema esquerda é idiota ou parou no tempo”

    Com relação a PAK-FA, apesar da seriedade da fonte acho dificíl a Embraer entrar em um investimento desse calibre sem o apoio do Governo Brasileiro, exceto se for como fornecedora de peças, faço minhas as palavras do amigo Rodrigo Marques (acima) se o PAK-FA ta praticamente pronto quem vai optar por SU-35 BM ? não faz sentido.

    abraço a todos
    Kaleu

  105. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 19:53 #

    Marlos,

    Mas o Lula disse: Eu sou uma metamorfose ambulante!

    São idênticos em muitos aspectos!

    Abraços

  106. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 19:53 #

    Marlos,

    Mas o Lula disse: Eu sou uma metamorfose ambulante!

    São idênticos em muitos aspectos!

    Abraços

  107. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 19:54 #

    Pô,

    Desvirtuamos o post.

    Desculpem. Paro por aqui.

  108. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 19:54 #

    Pô,

    Desvirtuamos o post.

    Desculpem. Paro por aqui.

  109. bandeira 7 de abril de 2009 at 19:54 #

    Acreditar na conversa Russa, seria como acreditar em coelho da páscoa e papai noel. Como estão de fora do FX, o negócio dêles e tentar melar a compra da FAB, sem falar no aporte inicial de dinheiro que o Brasil teria de fazer, pois segundo eles, o PAK, já estaria muito adiantado, já existiria dinheiro da India e Russia, e provavelmente seria pedida uma participação do Brasil, no mesmo valor já investido. Ou seja conversa p/boi dormir.

  110. bandeira 7 de abril de 2009 at 19:54 #

    Acreditar na conversa Russa, seria como acreditar em coelho da páscoa e papai noel. Como estão de fora do FX, o negócio dêles e tentar melar a compra da FAB, sem falar no aporte inicial de dinheiro que o Brasil teria de fazer, pois segundo eles, o PAK, já estaria muito adiantado, já existiria dinheiro da India e Russia, e provavelmente seria pedida uma participação do Brasil, no mesmo valor já investido. Ou seja conversa p/boi dormir.

  111. airacobra 7 de abril de 2009 at 20:07 #

    vamos dar cada passo por vez!!!

    Brasileiro é foda nem aprendeu a andar direito e ja quer andar de bicicleta

  112. airacobra 7 de abril de 2009 at 20:07 #

    vamos dar cada passo por vez!!!

    Brasileiro é foda nem aprendeu a andar direito e ja quer andar de bicicleta

  113. airacobra 7 de abril de 2009 at 20:31 #

    temos mania de implementar um sistema e ja contar com ele mesmo sem estar operacional
    nem mesmo nossos F-5M estao totalmente operacionais, cade os pyton 5? cade os HMD? nossos A-1 começaram a ser incorporados em 89 e até hj não estão capacitados a lançar MAA , apesar dos lançadores nas pontasda asas e os ensaios com o piranha, nem armas guiadas

    temos que colocar os pés no chao e dar continuidade a nossos programas em curso como: FX-2, conclusão do F-5M, A-1M, na modernização dos C-95/P-95/T-27, C-390,e até mesmo um vetor de grande importancia para a FAB como o canadair CL-415,para manter na região amazonica para conter as queimadas criminosas em parceria com os R-99B que as localizariam, apesar de ter sido realizados testes em C-130 com kit antincendio, os vetores ideais seriam mesmo os CL-415, por serem anfibios e abastecerem rapidamente somente com um toque e arremetida em um dos rios daquela vasta região.

    mas não sou contra qualquer parceria que venha a nos trazer conhecimento tecnológico, contanto que não seja pretexto para desandar toda uma gama de projetos em curso.

    sds

  114. airacobra 7 de abril de 2009 at 20:31 #

    temos mania de implementar um sistema e ja contar com ele mesmo sem estar operacional
    nem mesmo nossos F-5M estao totalmente operacionais, cade os pyton 5? cade os HMD? nossos A-1 começaram a ser incorporados em 89 e até hj não estão capacitados a lançar MAA , apesar dos lançadores nas pontasda asas e os ensaios com o piranha, nem armas guiadas

    temos que colocar os pés no chao e dar continuidade a nossos programas em curso como: FX-2, conclusão do F-5M, A-1M, na modernização dos C-95/P-95/T-27, C-390,e até mesmo um vetor de grande importancia para a FAB como o canadair CL-415,para manter na região amazonica para conter as queimadas criminosas em parceria com os R-99B que as localizariam, apesar de ter sido realizados testes em C-130 com kit antincendio, os vetores ideais seriam mesmo os CL-415, por serem anfibios e abastecerem rapidamente somente com um toque e arremetida em um dos rios daquela vasta região.

    mas não sou contra qualquer parceria que venha a nos trazer conhecimento tecnológico, contanto que não seja pretexto para desandar toda uma gama de projetos em curso.

    sds

  115. Baschera 7 de abril de 2009 at 20:33 #

    Estou meio por fora sobre este assunto, depois do caldo de ontem a noite na Chat Room do Blog, até as duas da matina e depois a devida mijada da patroa…. e ainda por cima dormir no sofá.

    Mas me parece puro Marketing dos russos atráz de $$$$$ para esta empreitada.
    Lembrando que o projeto oponente, do F-22 Raptor, provavelmente estará cancelado, dependendo do congresso americano para isto. E tome lobby lá também….

    Sou defensor de equipamentos russos para nossas FFAAs, mas depois de ler minunciosamente um compêndio de artigos escritos por gente realmente entendida nas minúcias aeronáuticas, fiquei com o pé atráz.

    Posso até estar equivocado, mas acho que não vinga…..

    Sds.

  116. Baschera 7 de abril de 2009 at 20:33 #

    Estou meio por fora sobre este assunto, depois do caldo de ontem a noite na Chat Room do Blog, até as duas da matina e depois a devida mijada da patroa…. e ainda por cima dormir no sofá.

    Mas me parece puro Marketing dos russos atráz de $$$$$ para esta empreitada.
    Lembrando que o projeto oponente, do F-22 Raptor, provavelmente estará cancelado, dependendo do congresso americano para isto. E tome lobby lá também….

    Sou defensor de equipamentos russos para nossas FFAAs, mas depois de ler minunciosamente um compêndio de artigos escritos por gente realmente entendida nas minúcias aeronáuticas, fiquei com o pé atráz.

    Posso até estar equivocado, mas acho que não vinga…..

    Sds.

  117. welignton 7 de abril de 2009 at 20:56 #

    Acho que tem muita gente que não acompanha as discussões do BLOG, o SU-35 BM vai entrar em operação na WS em 2011, sigo todos os cronogramas, o PAK FA de acordo com os cronogramas vai começar a ser produzido em serie em 2016, o SU-35 BM vais ser adquirido para diminuir a superioridade tida pelo F-22 frente a todos os vetores Russos até a chegada do PAK FA em números aceitáveis em 2020 até lá o SU-35 BM será a ponta de lança da WS.
    Até o inicio de 2015 o PAK FA voara com o motor o 117S e realizara todos os testes de capacidades e de pré produção, em 2015 será incorporado o AL-41F para finalização dos testes de pré produção, e em 2016 o mesmo será produzido em serie.
    O SU-35 BM poderia nos fornecer todas as tecnologias pretendidas pela FAB alem de nos fornecer um vetor de alto desempenho para defesa do nosso país, o vetor tem o menor custo de OPERAÇOES de médio e longo alcance por não necessitar de aeronaves de REVO que aumentam exorbitantemente os custos da operação e são aeronaves muito vulneráveis alem de necessitar de um menor numero de vetores para realizar uma mesma operação devido a sua maior capacidade de carga, em missões de curto alcance que demandam de muitos armamentos como bombardeamentos de varias pistas clandestinas o SU-35 BM tem o menor custo para este tipo de operação por levar mais armamentos, desta forma necessita de um menor numero de vetores para realizar esta operação, o custo em operações de curto alcance como de interceptações cutas do SU-35 BM é o maior, mas tem que se levar em conta que este é um vetor pesado de alto desempenho ao nível do F-15 desta forma ele consegue uma superioridade aérea em maior raio e com mais consistência que um vetor médio pela sua alta velocidade de interceptação e pelo seu alto desempenho, estas 36 aeronaves seriam perfeitas para o Brasil até a chegada dos novos vetores de 5º geração por volta de 2022.
    Os Mirage 2000 poderiam ser modernizados para atuar até 2025 como caças tampões para suprir a chegada de vetores de 5º geração que poderiam chegar em 2022, desta forma substituído gradualmente a frota.
    A parceria neste vetor de 5º geração nos trariam vários conhecimentos em diversas aéreas de alta tecnologia, o PAK FA esta sendo desenvolvido desde o final da década de 80, porem seus protótipos só estão sendo desenvolvidos agora, desta forma o Brasil participaria ativamente do desenvolvimento deste vetor que ainda durara 6 anos, o Brasil poderá FABRICAR e MONTAR este vetor nacionalmente trazendo outros inúmeros ganhos par a industria nacional, outros pontos fortes deste programa é que o mesmo percentual investido(%) no programa será a porcentagem a ser recebida pelas vendas deste vetor pelos países participantes do projeto, outro ponto forte é que este programa nos traria o desenvolvimento conjunto de um vetor de “6” geração para as futuras vendas e modernizações de nossas forças.
    Um abraço a todos.

  118. welignton 7 de abril de 2009 at 20:56 #

    Acho que tem muita gente que não acompanha as discussões do BLOG, o SU-35 BM vai entrar em operação na WS em 2011, sigo todos os cronogramas, o PAK FA de acordo com os cronogramas vai começar a ser produzido em serie em 2016, o SU-35 BM vais ser adquirido para diminuir a superioridade tida pelo F-22 frente a todos os vetores Russos até a chegada do PAK FA em números aceitáveis em 2020 até lá o SU-35 BM será a ponta de lança da WS.
    Até o inicio de 2015 o PAK FA voara com o motor o 117S e realizara todos os testes de capacidades e de pré produção, em 2015 será incorporado o AL-41F para finalização dos testes de pré produção, e em 2016 o mesmo será produzido em serie.
    O SU-35 BM poderia nos fornecer todas as tecnologias pretendidas pela FAB alem de nos fornecer um vetor de alto desempenho para defesa do nosso país, o vetor tem o menor custo de OPERAÇOES de médio e longo alcance por não necessitar de aeronaves de REVO que aumentam exorbitantemente os custos da operação e são aeronaves muito vulneráveis alem de necessitar de um menor numero de vetores para realizar uma mesma operação devido a sua maior capacidade de carga, em missões de curto alcance que demandam de muitos armamentos como bombardeamentos de varias pistas clandestinas o SU-35 BM tem o menor custo para este tipo de operação por levar mais armamentos, desta forma necessita de um menor numero de vetores para realizar esta operação, o custo em operações de curto alcance como de interceptações cutas do SU-35 BM é o maior, mas tem que se levar em conta que este é um vetor pesado de alto desempenho ao nível do F-15 desta forma ele consegue uma superioridade aérea em maior raio e com mais consistência que um vetor médio pela sua alta velocidade de interceptação e pelo seu alto desempenho, estas 36 aeronaves seriam perfeitas para o Brasil até a chegada dos novos vetores de 5º geração por volta de 2022.
    Os Mirage 2000 poderiam ser modernizados para atuar até 2025 como caças tampões para suprir a chegada de vetores de 5º geração que poderiam chegar em 2022, desta forma substituído gradualmente a frota.
    A parceria neste vetor de 5º geração nos trariam vários conhecimentos em diversas aéreas de alta tecnologia, o PAK FA esta sendo desenvolvido desde o final da década de 80, porem seus protótipos só estão sendo desenvolvidos agora, desta forma o Brasil participaria ativamente do desenvolvimento deste vetor que ainda durara 6 anos, o Brasil poderá FABRICAR e MONTAR este vetor nacionalmente trazendo outros inúmeros ganhos par a industria nacional, outros pontos fortes deste programa é que o mesmo percentual investido(%) no programa será a porcentagem a ser recebida pelas vendas deste vetor pelos países participantes do projeto, outro ponto forte é que este programa nos traria o desenvolvimento conjunto de um vetor de “6” geração para as futuras vendas e modernizações de nossas forças.
    Um abraço a todos.

  119. welignton 7 de abril de 2009 at 21:02 #

    Noticia Bombástica.
    Orçamento de defesa dos EUA prevê fim de programas de alto custo inclusive o fim da produção do F-22 em 187 unidades.
    O secretário norte-americano de Defesa, Robert Gates, apresentou na segunda-feira um orçamento para 2010 que cancela vários programas militares de alto custo e politicamente polêmicos, inclusive um novo helicóptero presidencial, ao mesmo tempo em que amplia verbas para veículos aéreos não-tripulados e outros programas.

    Gates recomendou reduzir as armas para guerras convencionais, e aumentar os programas de inteligência, vigilância, comunicação e reconhecimento, destinados a enfrentar insurgentes em lugares como Iraque e Afeganistão.

    “Como eu disse em janeiro ao Congresso, este orçamento representa uma oportunidade, uma dessas raras chances de equiparar a virtude ao necessário, de separar crítica e brutalmente os apetites das reais necessidades”, disse Gates a jornalistas.
    Entre os programas mais relevantes do Pentágono, a proposta de Gates para 2010 prevê cortar os gastos com defesa antimísseis em 1,4 bilhão de dólares, encerrar após 187 unidades a produção do caça F-22 da Lockheed Martin, cancelar uma licitação de 15 bilhões de dólares para novos helicópteros de resgate e adquirir mais 31 caças F/A-18, da Boeing.

    Iria também rever a forma como a Marinha constrói destroieres, cancelar um novo programa de cruzadores, e suspender um programa de 13 bilhões de dólares para o novo helicóptero presidencial, mantido pela Lochkeed e pela AgustaWestland, subsidiária da italiana Finmeccanica.

    Ao mesmo tempo, ampliaria dramaticamente as verbas para o caça F-35 Joint Strike Fighter, que está sendo construído pela Lockheed.

    O orçamento, se for aprovado pela Casa Branca e o Congresso, irá injetar bilhões de dólares adicionais em programas como os sistemas aéreos não-tripulados, o que daria novas capacidades militares para os EUA, especialmente em guerras mais curtas e menos convencionais, que devem dominar o futuro.
    “Este departamento deve demonstrar consistentemente a liderança para paralisar programas que excedam significativamente seu orçamento”, disse Gates. “Há uma ampla concordância sobre a necessidade de reformas (no processo) de aquisição e contratação no Departamento de Defesa. Já houve suficientes estudos, suficiente queda-de-braço, suficiente retórica. Agora é hora de ação.”

    Gates concluiu suas propostas no fim de semana, enquanto a Coreia do Norte lançava um foguete que provoca mais debates sobre programas futuristas, como o Laser Embarcado, planejado para ser um Boeing-747 Jumbo modificado para poder abater mísseis logo após seu lançamento.

  120. welignton 7 de abril de 2009 at 21:02 #

    Noticia Bombástica.
    Orçamento de defesa dos EUA prevê fim de programas de alto custo inclusive o fim da produção do F-22 em 187 unidades.
    O secretário norte-americano de Defesa, Robert Gates, apresentou na segunda-feira um orçamento para 2010 que cancela vários programas militares de alto custo e politicamente polêmicos, inclusive um novo helicóptero presidencial, ao mesmo tempo em que amplia verbas para veículos aéreos não-tripulados e outros programas.

    Gates recomendou reduzir as armas para guerras convencionais, e aumentar os programas de inteligência, vigilância, comunicação e reconhecimento, destinados a enfrentar insurgentes em lugares como Iraque e Afeganistão.

    “Como eu disse em janeiro ao Congresso, este orçamento representa uma oportunidade, uma dessas raras chances de equiparar a virtude ao necessário, de separar crítica e brutalmente os apetites das reais necessidades”, disse Gates a jornalistas.
    Entre os programas mais relevantes do Pentágono, a proposta de Gates para 2010 prevê cortar os gastos com defesa antimísseis em 1,4 bilhão de dólares, encerrar após 187 unidades a produção do caça F-22 da Lockheed Martin, cancelar uma licitação de 15 bilhões de dólares para novos helicópteros de resgate e adquirir mais 31 caças F/A-18, da Boeing.

    Iria também rever a forma como a Marinha constrói destroieres, cancelar um novo programa de cruzadores, e suspender um programa de 13 bilhões de dólares para o novo helicóptero presidencial, mantido pela Lochkeed e pela AgustaWestland, subsidiária da italiana Finmeccanica.

    Ao mesmo tempo, ampliaria dramaticamente as verbas para o caça F-35 Joint Strike Fighter, que está sendo construído pela Lockheed.

    O orçamento, se for aprovado pela Casa Branca e o Congresso, irá injetar bilhões de dólares adicionais em programas como os sistemas aéreos não-tripulados, o que daria novas capacidades militares para os EUA, especialmente em guerras mais curtas e menos convencionais, que devem dominar o futuro.
    “Este departamento deve demonstrar consistentemente a liderança para paralisar programas que excedam significativamente seu orçamento”, disse Gates. “Há uma ampla concordância sobre a necessidade de reformas (no processo) de aquisição e contratação no Departamento de Defesa. Já houve suficientes estudos, suficiente queda-de-braço, suficiente retórica. Agora é hora de ação.”

    Gates concluiu suas propostas no fim de semana, enquanto a Coreia do Norte lançava um foguete que provoca mais debates sobre programas futuristas, como o Laser Embarcado, planejado para ser um Boeing-747 Jumbo modificado para poder abater mísseis logo após seu lançamento.

  121. Hornet 7 de abril de 2009 at 21:11 #

    Amigo Kaleu,

    eu não vejo assim. O que vc chama de macroeconomia é justamente a política financeira, que é conduzida pelo Meireles com “mãos de ferro”. Já sobre a atual credibilidade do país no exterior, não tem nada que ver com o FHC (o FHC se auto-promoveu no exterior, o que é uma coisa diferente do que ocorre hoje)…mas sim com a diversificação de mercados promovida pelo atual governo (não fosse isso, essa crise já tinha quebrado o país) e com a inserção política multipolar do Brasil no mundo…a política internacional do Brasil hoje é respeitada no mundo todo, basta ver o que aconteceu na reunião do G-20. Mas lá foi apenas um fato anedótico…a questão é bem outra. Acabei de ver nos jornais da noite: o Brasil é hoje o terceiro maior credor (estou falando credor) dos EUA (atrás de China e Japão somente) e um dos maiores parceiros econômicos da China. É ou não é uma mudança drástica na política internacional e na inserção do país no mundo?

    Não se trata de dizer que o FHC só fez cagadas…embora no que diz respeito ao que ele fez ao Estado brasileiro seja quase isso (que é uma característica do PSDB, aqui em SP o Zé Serra está fazendo a mesma coisa…arrebenta com a educação, joga fora bancos públicos etc.). Ele desprezou a importância e a função do Estado brasileiro em seu governo.

    de qualquer modo, deixemos este assunto de lado…vamos falar de aviões que é um assunto mais apropriado ao blog, né?

    abração

  122. Hornet 7 de abril de 2009 at 21:11 #

    Amigo Kaleu,

    eu não vejo assim. O que vc chama de macroeconomia é justamente a política financeira, que é conduzida pelo Meireles com “mãos de ferro”. Já sobre a atual credibilidade do país no exterior, não tem nada que ver com o FHC (o FHC se auto-promoveu no exterior, o que é uma coisa diferente do que ocorre hoje)…mas sim com a diversificação de mercados promovida pelo atual governo (não fosse isso, essa crise já tinha quebrado o país) e com a inserção política multipolar do Brasil no mundo…a política internacional do Brasil hoje é respeitada no mundo todo, basta ver o que aconteceu na reunião do G-20. Mas lá foi apenas um fato anedótico…a questão é bem outra. Acabei de ver nos jornais da noite: o Brasil é hoje o terceiro maior credor (estou falando credor) dos EUA (atrás de China e Japão somente) e um dos maiores parceiros econômicos da China. É ou não é uma mudança drástica na política internacional e na inserção do país no mundo?

    Não se trata de dizer que o FHC só fez cagadas…embora no que diz respeito ao que ele fez ao Estado brasileiro seja quase isso (que é uma característica do PSDB, aqui em SP o Zé Serra está fazendo a mesma coisa…arrebenta com a educação, joga fora bancos públicos etc.). Ele desprezou a importância e a função do Estado brasileiro em seu governo.

    de qualquer modo, deixemos este assunto de lado…vamos falar de aviões que é um assunto mais apropriado ao blog, né?

    abração

  123. Lecen 7 de abril de 2009 at 21:11 #

    Ignorando completamente os terríveis e absurdos erros gramaticais que muitos aqui cometem, irei opinar sobre FHC e Lula, visto que a esmagadora maioria nada sabe de história.

    De 1822 até 1889, a inflação do Brasil em torno de 1,5% ao ano. A dívida externa e interna eram pagas sem muito prejuízo aos cofres públicos, de maneira que o nosso país, ao contrário das repúblicas latino-americanas, tinham um alto grau de confiança por parte dos investidores externos. Para se ter uma idéia, o risco-Brasil da época era de apenas 300 pontos.

    Sobre este tema, recomendo os estudos do historiador norte-americano William Summerhill.

    Enfim, veio a República, e como é bem sabido, a farra com o dinheiro público. Para piorar tudo, a política desastrosa de Rui Barbosa causou o Encilhamento, que resultou numa inflação mensal de 50% ao ano e recessão econômica. A moeda brasileira que tinha um valor próximo a libra esterlina (o dólar da época, e moerda britânica) até 1889, desvalorizou-se de maneira abrupta. O país empobreceu, o Estado arrecadou menos, e isto resultou na necessidade de contrair empréstimos externos para pagar o déficit.

    Mas ninguém quis emprestar dinheiro ao país.

    Até 1889, o Brasil, ao contrário dos demais países altino-americanos, não passava por golpes de Estado, rebeliões militares, prisões arbitrárias, corrupção desenfreada, etc… De repente tudo mudou, e os países estrangeiros perceberam isto.

    Da maior potência americana, atrás apenas dos EUA (Ler o segundo volume da biografia de dom Pedro II escrita pelo historiador Heitor Lyra), o Brasil se viu suplantado pela Argentina e México (ler a obra “Brasil e Argentina: um ensaio de história comparada” de Boris Fausto). Se antes (em 1889) o PIB brasileiro era 30% maior que o da Argentina, agora o PIB argentino era 50% superior ao brasileiro e quarto maior do mundo (ler a obra citada anteriormente e o livro “Os Cabeças-de-Planilha” de Luis Nassif).

    A República Café-com-Leite se revelara uma anarquia e fracasso completos. Foi necessário renegociar a dívida externa, o famoso “Funding Loan”, com juros anuais altíssimos.

    E assim o tempo foi passando, e o país voltou a crescer, mas a instabilidade política sempre impediu maiores investimentos estrangeiros (vitais para a modernização industrialização de qualquer país na era moderna).

    Chegamos ao ano de 1992. Collor, o primeiro presidente eleito diretamente pelo povo brasileiro desde 1960, sofre impedimento e é retirado do cargo. A inflação é de 2.000% ao ano. A economia cresce, mas muito pouco (recomendo novamente a obra que trata da comparação entre Brasil e Argentina). Assume em seu lugar um político completamente desconhecido: Itamar Franco.

    Itamar Franco é conhecido por todos que o cercam como um homem que pouco sabe e que faz ainda menos para entender melhor. Mas ele escolhe um jovem político, ex-senador, chamado Fernando Henrique Cardoso. Ideologicamente, ele é o que se chamam de “social-democrata” (a esquerda que desistiu de tomar o poder a força e resolveu aceitar o poder das urnas eleitorais). Ele inicia um processo de saneamento financeiro que vários países latino-americanos já haviam iniciado anos anteriormente.

    Para tanto, foi necessário criar uma política de transição da moeda antiga, completamente devalorizada para uma nova, vista por todos com suspeita (do Cruzeiro Real ao URV e enfim, para o Real).

    O problema é que o Brasil é um país muito atrasado, muito mesmo. Em 1994, é um país com centenas de empresas estatais que gastam mas nada arrecadam e que serviam apenas para manter funcionários públicos altamente ineficientes e incompetentes.

    Ou seja: ao invés de gastar dinheiro em obras de infra-estrutura, saúde, educação, segurança e o escambau, o Estado tinha que cobrir os rombos dessas estatais podres (as Telescomunicações, Vale, etc…). Ele resolveu vendê-las e diminuir ao máximo o Estado (o que chamam pejorativamente de “Neoliberalismo” e que qualquer país desenvolvido já havia feito décadas anteriormente). Vendeu algumas, mas não todas.

    FHC é eleito pela primeira vez. Consegue derrubar a inflação, algo que NENHUM PRESIDENTE desde o INÍCIO DA REPÚBLICA foi capaz de fazer. Brasileiro nenhum, do miserável ao rico, tinha que se preocupar em ver um pacote de biscoito passar de R$1 para R$50 em apenas um ano.

    Havia um outro problema: para fortalecer a nova moeda e manter baixa a inflação, era necessário manter os juros altos e a união assumiu (isso mesmo, ASSUMIU) a dívida externa e interna dos Estados da federação Resultado: a dívida interna do país aumentou absurdamente, mas em compensação, os Estados ficaram sanados.

    Por isso que a dívida cresceu tanto e a maior parte das pessoas acha que se deveu a uma política econômica e financeira maluca do FHC. Pelo contrário, ele reorganizou o país completamente.

    Havia um terceiro problema: para manter o equilíbrio econômico, gastou-se mais do que arrecadou-se no primeiro mandato de FHC. No segundo mandato, várias e várias crises internacionais ocorreram e o Brasil manteve-se firme e não quebrou. O governo FHC iniciou a gastar menos do que arrecadava (o famoso Superávit primário) e começou a pagar os juros da dívida externa e interna.

    Resultado: os investidores estrangeiros perceberam que o Brasil honrava suas dívidas e que o Governo gastava apenas o que podia. Ou seja: o Brasil, pela primeira vez de fato em 110 anos de República, era um país confiável.

    E aí, meus caros, o dinheiro choveu e muito. E o país cresceu espetacularmente… durante o governo Lula.

    Resumindo tudo: o FHC é aquele sujeito que arrumou uma mansão inteira durante todo o dia que estava abandonada há anos. O Lula éo cara que recebe as chaves da mansão no final do dia e ainda sai por aí vangloriando-se que foi ele quem fez a arrumação.

    Acho que consegui explicar a história e econômica e financeira do nosso país de maneira simples. Mesmo que não sejam tucanos (eu não sou, pois sou de direita liberal e o PSDB e PT são de esquerda), deveriam respeitar mais o FHC. Ele foi sim, o melhor presidente que o Brasil já teve, mas de fato não foi perfeito.

  124. Lecen 7 de abril de 2009 at 21:11 #

    Ignorando completamente os terríveis e absurdos erros gramaticais que muitos aqui cometem, irei opinar sobre FHC e Lula, visto que a esmagadora maioria nada sabe de história.

    De 1822 até 1889, a inflação do Brasil em torno de 1,5% ao ano. A dívida externa e interna eram pagas sem muito prejuízo aos cofres públicos, de maneira que o nosso país, ao contrário das repúblicas latino-americanas, tinham um alto grau de confiança por parte dos investidores externos. Para se ter uma idéia, o risco-Brasil da época era de apenas 300 pontos.

    Sobre este tema, recomendo os estudos do historiador norte-americano William Summerhill.

    Enfim, veio a República, e como é bem sabido, a farra com o dinheiro público. Para piorar tudo, a política desastrosa de Rui Barbosa causou o Encilhamento, que resultou numa inflação mensal de 50% ao ano e recessão econômica. A moeda brasileira que tinha um valor próximo a libra esterlina (o dólar da época, e moerda britânica) até 1889, desvalorizou-se de maneira abrupta. O país empobreceu, o Estado arrecadou menos, e isto resultou na necessidade de contrair empréstimos externos para pagar o déficit.

    Mas ninguém quis emprestar dinheiro ao país.

    Até 1889, o Brasil, ao contrário dos demais países altino-americanos, não passava por golpes de Estado, rebeliões militares, prisões arbitrárias, corrupção desenfreada, etc… De repente tudo mudou, e os países estrangeiros perceberam isto.

    Da maior potência americana, atrás apenas dos EUA (Ler o segundo volume da biografia de dom Pedro II escrita pelo historiador Heitor Lyra), o Brasil se viu suplantado pela Argentina e México (ler a obra “Brasil e Argentina: um ensaio de história comparada” de Boris Fausto). Se antes (em 1889) o PIB brasileiro era 30% maior que o da Argentina, agora o PIB argentino era 50% superior ao brasileiro e quarto maior do mundo (ler a obra citada anteriormente e o livro “Os Cabeças-de-Planilha” de Luis Nassif).

    A República Café-com-Leite se revelara uma anarquia e fracasso completos. Foi necessário renegociar a dívida externa, o famoso “Funding Loan”, com juros anuais altíssimos.

    E assim o tempo foi passando, e o país voltou a crescer, mas a instabilidade política sempre impediu maiores investimentos estrangeiros (vitais para a modernização industrialização de qualquer país na era moderna).

    Chegamos ao ano de 1992. Collor, o primeiro presidente eleito diretamente pelo povo brasileiro desde 1960, sofre impedimento e é retirado do cargo. A inflação é de 2.000% ao ano. A economia cresce, mas muito pouco (recomendo novamente a obra que trata da comparação entre Brasil e Argentina). Assume em seu lugar um político completamente desconhecido: Itamar Franco.

    Itamar Franco é conhecido por todos que o cercam como um homem que pouco sabe e que faz ainda menos para entender melhor. Mas ele escolhe um jovem político, ex-senador, chamado Fernando Henrique Cardoso. Ideologicamente, ele é o que se chamam de “social-democrata” (a esquerda que desistiu de tomar o poder a força e resolveu aceitar o poder das urnas eleitorais). Ele inicia um processo de saneamento financeiro que vários países latino-americanos já haviam iniciado anos anteriormente.

    Para tanto, foi necessário criar uma política de transição da moeda antiga, completamente devalorizada para uma nova, vista por todos com suspeita (do Cruzeiro Real ao URV e enfim, para o Real).

    O problema é que o Brasil é um país muito atrasado, muito mesmo. Em 1994, é um país com centenas de empresas estatais que gastam mas nada arrecadam e que serviam apenas para manter funcionários públicos altamente ineficientes e incompetentes.

    Ou seja: ao invés de gastar dinheiro em obras de infra-estrutura, saúde, educação, segurança e o escambau, o Estado tinha que cobrir os rombos dessas estatais podres (as Telescomunicações, Vale, etc…). Ele resolveu vendê-las e diminuir ao máximo o Estado (o que chamam pejorativamente de “Neoliberalismo” e que qualquer país desenvolvido já havia feito décadas anteriormente). Vendeu algumas, mas não todas.

    FHC é eleito pela primeira vez. Consegue derrubar a inflação, algo que NENHUM PRESIDENTE desde o INÍCIO DA REPÚBLICA foi capaz de fazer. Brasileiro nenhum, do miserável ao rico, tinha que se preocupar em ver um pacote de biscoito passar de R$1 para R$50 em apenas um ano.

    Havia um outro problema: para fortalecer a nova moeda e manter baixa a inflação, era necessário manter os juros altos e a união assumiu (isso mesmo, ASSUMIU) a dívida externa e interna dos Estados da federação Resultado: a dívida interna do país aumentou absurdamente, mas em compensação, os Estados ficaram sanados.

    Por isso que a dívida cresceu tanto e a maior parte das pessoas acha que se deveu a uma política econômica e financeira maluca do FHC. Pelo contrário, ele reorganizou o país completamente.

    Havia um terceiro problema: para manter o equilíbrio econômico, gastou-se mais do que arrecadou-se no primeiro mandato de FHC. No segundo mandato, várias e várias crises internacionais ocorreram e o Brasil manteve-se firme e não quebrou. O governo FHC iniciou a gastar menos do que arrecadava (o famoso Superávit primário) e começou a pagar os juros da dívida externa e interna.

    Resultado: os investidores estrangeiros perceberam que o Brasil honrava suas dívidas e que o Governo gastava apenas o que podia. Ou seja: o Brasil, pela primeira vez de fato em 110 anos de República, era um país confiável.

    E aí, meus caros, o dinheiro choveu e muito. E o país cresceu espetacularmente… durante o governo Lula.

    Resumindo tudo: o FHC é aquele sujeito que arrumou uma mansão inteira durante todo o dia que estava abandonada há anos. O Lula éo cara que recebe as chaves da mansão no final do dia e ainda sai por aí vangloriando-se que foi ele quem fez a arrumação.

    Acho que consegui explicar a história e econômica e financeira do nosso país de maneira simples. Mesmo que não sejam tucanos (eu não sou, pois sou de direita liberal e o PSDB e PT são de esquerda), deveriam respeitar mais o FHC. Ele foi sim, o melhor presidente que o Brasil já teve, mas de fato não foi perfeito.

  125. Baschera 7 de abril de 2009 at 21:12 #

    Caro Welington,
    Postei um resumo dos prováveis cortes no Orçamento de Defesa Americano 2010 no tópico “Ampliação da cooperação militar Brasil/Itália na LAAD” de uma olhadinha lá……

    Um abraço…..

  126. Baschera 7 de abril de 2009 at 21:12 #

    Caro Welington,
    Postei um resumo dos prováveis cortes no Orçamento de Defesa Americano 2010 no tópico “Ampliação da cooperação militar Brasil/Itália na LAAD” de uma olhadinha lá……

    Um abraço…..

  127. Cloves Pessoa 7 de abril de 2009 at 21:22 #

    Entendão Porque eu não gostaria que nossos ventores fosse os F-18?

    Segunda-feira, Março 02, 2009
    O uso do terrorismo como arma política
    Operação falsa bandeira: é uma operação encoberta conduzida por governos, corporações ou outras organizações a qual é desenhada para aparecer como se tivesse sido levada a cabo por outras entidades. O nome vem do conceito militar de hastear falsas cores, ou seja, hastear a bandeira de um país que não é o seu. Há muitas variantes de operação falsa bandeira, mas uma das mais preferidas pelos governos é simular um ataque terrorista ou um horrível incidente criminal e depois colocar a culpa em inimigos políticos.

    http://minutoprofetico.blogspot.com/search?updated-max=2009-03-06T17%3A18%3A00-03%3A00&max-results=20

    1967 – Ataque do ao USS Liberty
    A ordem veio do próprio Presidente Johnson para deixar o maldito barco a sua sorte e que os 2 caças que foram enviado no auxílio do porta aviões (6ª Frota) retornasse imediatamente…
    Frase do Presidente: JOHNSON
    “Quero que aquele maldito barco se afunde. Nada de ajuda, ordene o regresso dos aviões”
    O Almirante Geiss implorando o ao presidente para que permitisse defender o barco americano!!!
    Os 3 caças Israelitas e os barcos so foram embora porque um barco espião RUSSO apareceu e foi testemunha de parte do ataque…
    Tudo isso para por a culpa no “Governo Egípcio”

  128. Cloves Pessoa 7 de abril de 2009 at 21:22 #

    Entendão Porque eu não gostaria que nossos ventores fosse os F-18?

    Segunda-feira, Março 02, 2009
    O uso do terrorismo como arma política
    Operação falsa bandeira: é uma operação encoberta conduzida por governos, corporações ou outras organizações a qual é desenhada para aparecer como se tivesse sido levada a cabo por outras entidades. O nome vem do conceito militar de hastear falsas cores, ou seja, hastear a bandeira de um país que não é o seu. Há muitas variantes de operação falsa bandeira, mas uma das mais preferidas pelos governos é simular um ataque terrorista ou um horrível incidente criminal e depois colocar a culpa em inimigos políticos.

    http://minutoprofetico.blogspot.com/search?updated-max=2009-03-06T17%3A18%3A00-03%3A00&max-results=20

    1967 – Ataque do ao USS Liberty
    A ordem veio do próprio Presidente Johnson para deixar o maldito barco a sua sorte e que os 2 caças que foram enviado no auxílio do porta aviões (6ª Frota) retornasse imediatamente…
    Frase do Presidente: JOHNSON
    “Quero que aquele maldito barco se afunde. Nada de ajuda, ordene o regresso dos aviões”
    O Almirante Geiss implorando o ao presidente para que permitisse defender o barco americano!!!
    Os 3 caças Israelitas e os barcos so foram embora porque um barco espião RUSSO apareceu e foi testemunha de parte do ataque…
    Tudo isso para por a culpa no “Governo Egípcio”

  129. welignton 7 de abril de 2009 at 21:25 #

    Baschera amigão me envia o link, não encontrei a matéria, é a mesma esta peguei do terra.
    noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI3688140-EI294,00.html
    Abração amigão.

  130. welignton 7 de abril de 2009 at 21:25 #

    Baschera amigão me envia o link, não encontrei a matéria, é a mesma esta peguei do terra.
    noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI3688140-EI294,00.html
    Abração amigão.

  131. General 7 de abril de 2009 at 21:31 #

    Porque existe tanta gente pra falar mal dos caças russos?

    Se fossem americanos estariam com os olhos deslubrados

    Eu,Hein!

  132. General 7 de abril de 2009 at 21:31 #

    Porque existe tanta gente pra falar mal dos caças russos?

    Se fossem americanos estariam com os olhos deslubrados

    Eu,Hein!

  133. Baschera 7 de abril de 2009 at 21:34 #

    Welington,
    Segue o link abaixo (está sem o http para não ficar em suspenço até a moderação liberar o comentário….)
    http://www.aereo.jor.br/?p=5523

    É o décimo segundo comentário, de cima para baixo……

    Abraço.

  134. Baschera 7 de abril de 2009 at 21:34 #

    Welington,
    Segue o link abaixo (está sem o http para não ficar em suspenço até a moderação liberar o comentário….)
    http://www.aereo.jor.br/?p=5523

    É o décimo segundo comentário, de cima para baixo……

    Abraço.

  135. Marcos 7 de abril de 2009 at 21:51 #

    Caro Lecen,

    Com o devido respeito, realmente a “a esmagadora maioria nada sabe de história”.
    Fico na afirmação de que um império escravocrata cuja economia era baseada na monocultura do café, onde a esmagadora maioria da população ou era escrava ou era miserável e analfabeta era um exemplo, porque possuia inflação baixa e tinha “confiança” dos credores externos…

  136. Marcos 7 de abril de 2009 at 21:51 #

    Caro Lecen,

    Com o devido respeito, realmente a “a esmagadora maioria nada sabe de história”.
    Fico na afirmação de que um império escravocrata cuja economia era baseada na monocultura do café, onde a esmagadora maioria da população ou era escrava ou era miserável e analfabeta era um exemplo, porque possuia inflação baixa e tinha “confiança” dos credores externos…

  137. Bosco 7 de abril de 2009 at 21:54 #

    Lecen,
    você não respeita os “terríveis erros gramaticais” de pessoas virtuais que você nunca viu na vida e que sequer sabe se existem de fato, e que caso existam, nunca lhe deram permissão para serem criticadas por sua pessoa, e acha estranho que elas façam críticas a um político que de livre e espontânea vontade seguiu uma carreira que, implicitamente, está sujeita a crítica de toda uma nação?
    No mínimo estranho!

  138. Bosco 7 de abril de 2009 at 21:54 #

    Lecen,
    você não respeita os “terríveis erros gramaticais” de pessoas virtuais que você nunca viu na vida e que sequer sabe se existem de fato, e que caso existam, nunca lhe deram permissão para serem criticadas por sua pessoa, e acha estranho que elas façam críticas a um político que de livre e espontânea vontade seguiu uma carreira que, implicitamente, está sujeita a crítica de toda uma nação?
    No mínimo estranho!

  139. Bosco 7 de abril de 2009 at 21:56 #

    Correção pra variar: …à crítica de toda uma nação?

  140. Bosco 7 de abril de 2009 at 21:56 #

    Correção pra variar: …à crítica de toda uma nação?

  141. COMANDANTE MELK 7 de abril de 2009 at 21:58 #

    Senhor Higgins,

    concordo em gênero e grau com a sua observação.

    Senhor Hornet, agradeço pelo apreço, abraço.

  142. COMANDANTE MELK 7 de abril de 2009 at 21:58 #

    Senhor Higgins,

    concordo em gênero e grau com a sua observação.

    Senhor Hornet, agradeço pelo apreço, abraço.

  143. JULIO SILVEIRA 7 de abril de 2009 at 22:27 #

    Este post que admiro, por que me tras boas lembranças dos tempos de FAB, espero que não se transforme em uma especie de esquina de bate boca politico.
    Por que quem quer que seja nosso governante, bom ou ruim a Força Aérea e as demais irão prevalecer, como ocorre a séculos.
    Homens com seus erros e acertos passam, mas as instituições são para a posteridade.

  144. JULIO SILVEIRA 7 de abril de 2009 at 22:27 #

    Este post que admiro, por que me tras boas lembranças dos tempos de FAB, espero que não se transforme em uma especie de esquina de bate boca politico.
    Por que quem quer que seja nosso governante, bom ou ruim a Força Aérea e as demais irão prevalecer, como ocorre a séculos.
    Homens com seus erros e acertos passam, mas as instituições são para a posteridade.

  145. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 22:29 #

    Quanta viagem. O tão idolatrado SU-35 é um fracasso comercial, ninguem quer comprar, não deve existir nem meia dúzia de protótipos. Esse PAK-FA não passa de um desenho mal feito e os caras falam que vai voar esse ano !! Essa matéria só pode estar de brincadeira. Tem que ter muita fé para gostar de algo que não existe. Caso venha a existir, esse PAK-FA vai estar operacional lá pra 2020 e olhe lá..

  146. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 22:29 #

    Quanta viagem. O tão idolatrado SU-35 é um fracasso comercial, ninguem quer comprar, não deve existir nem meia dúzia de protótipos. Esse PAK-FA não passa de um desenho mal feito e os caras falam que vai voar esse ano !! Essa matéria só pode estar de brincadeira. Tem que ter muita fé para gostar de algo que não existe. Caso venha a existir, esse PAK-FA vai estar operacional lá pra 2020 e olhe lá..

  147. welignton 7 de abril de 2009 at 22:42 #

    Tailhooker o SU-35 BM tem ótimas perspectivas de vendas, exemplo só a Venezuela pretende adquirir 100 unidades, outros possíveis compradores são o Irã, Síria, China, malásia e Rússia (2011), ele vai ser provavelmente produzido até 2020.O PAK FA será construído em serie em 2016 e entrara em operação na WS em seguida, mas somente em 2020 a WS contará com números suficientes para substituir os Flankers e Fulcrums por PAK FAs.
    Um abraço a todos.

  148. welignton 7 de abril de 2009 at 22:42 #

    Tailhooker o SU-35 BM tem ótimas perspectivas de vendas, exemplo só a Venezuela pretende adquirir 100 unidades, outros possíveis compradores são o Irã, Síria, China, malásia e Rússia (2011), ele vai ser provavelmente produzido até 2020.O PAK FA será construído em serie em 2016 e entrara em operação na WS em seguida, mas somente em 2020 a WS contará com números suficientes para substituir os Flankers e Fulcrums por PAK FAs.
    Um abraço a todos.

  149. Roberto CR 7 de abril de 2009 at 22:43 #

    Lecen

    Opinião deve-se realmente respeitar, mas:

    1 – “terríveis erros gramaticais”. O que me dizer então quando alguém escreve “moerda britânica”, como você acabou de fazer?

    2 – O governo federal realmente assumiu a dívida dos estados. Lembra dos “precatórios”? Um calote monumental destes governos saneados em cima do governo federal da época que você cita, e que ninguém consegue investigar atualmente.

    3 – O Brasil não quebrou no fim da década de 1990? O Bill Clinton não “mandou” o FHC contratar a Raytheon na licitação do SIVAM em troca de 50 BILHÕES DE DÓLARES DE EMPRÉSTIMO PARA LIVRAR O PAÍS DA BANCARROTA, QUE TEVE ORIGEM NA POLÍTICA ECONÔMICA DA EQUIPE DELE?

    Menos Lecen. O que você fez agora é a mesma coisa que os ditos xiitas do PT fazem. Fechou os olhos e f… o resto.

    Abraços

  150. Roberto CR 7 de abril de 2009 at 22:43 #

    Lecen

    Opinião deve-se realmente respeitar, mas:

    1 – “terríveis erros gramaticais”. O que me dizer então quando alguém escreve “moerda britânica”, como você acabou de fazer?

    2 – O governo federal realmente assumiu a dívida dos estados. Lembra dos “precatórios”? Um calote monumental destes governos saneados em cima do governo federal da época que você cita, e que ninguém consegue investigar atualmente.

    3 – O Brasil não quebrou no fim da década de 1990? O Bill Clinton não “mandou” o FHC contratar a Raytheon na licitação do SIVAM em troca de 50 BILHÕES DE DÓLARES DE EMPRÉSTIMO PARA LIVRAR O PAÍS DA BANCARROTA, QUE TEVE ORIGEM NA POLÍTICA ECONÔMICA DA EQUIPE DELE?

    Menos Lecen. O que você fez agora é a mesma coisa que os ditos xiitas do PT fazem. Fechou os olhos e f… o resto.

    Abraços

  151. welignton 7 de abril de 2009 at 22:45 #

    Tailhooker só uma observação o PAK FA é um programa sigiloso assim como foi o F-22 em certas partes do seu desenvolvimento e ainda é estas “fotos” são projeções.

  152. welignton 7 de abril de 2009 at 22:45 #

    Tailhooker só uma observação o PAK FA é um programa sigiloso assim como foi o F-22 em certas partes do seu desenvolvimento e ainda é estas “fotos” são projeções.

  153. WAR 7 de abril de 2009 at 22:47 #

    Lecen em 07 abr, 2009 às 21:11

    Bravooooooooooooo! Faz tempo que eu queria ler algo parecido. Assino em baixo! Ps.: Votei no Lula na primeira eleição que ele ganhou (Lembram? A esperança venceu o medo…). Na segunda, tinha o Picolé de Chuchu do outro lado… Difícil escolher… Saudades do Sociólogo. Votaria nele de novo (FHC), mas só se ele defenestrasse o Paulo Renato do Ministério da Educação (arrogante, autoritário, criou as escolas dos “coitadinhos que não podem ser reprovados” e a educação desceu mais um pouco. Cadê a competitividade capitalista? Viva as escolas militares ou semi…).
    Que venham os Rafales (acho que já é ponto pacífico), inclusive o navalizado para uns dois porta-aviões. Barcos patrulha e escoltas para a marinha, Ivecos e soldado do futuro para o EB, antiéreos para as tres armas, centenas de pequenos barcos patrulha cheios de tecnologia para a Amazônia Verde e muita, muita gente treinada para defende-la. Sabe como? NO MATO, COM O APOIO DE TODO O MUNDO QUE É VERDE E AMARELO! Defesa é para que todos atuem juntos. Até o finado assassino em série Joseph Stalin e sua turma conclamou o povo Soviético para “A Grande Guerra Pátria”, usando os patriarcas da Igreja Ortodoxa inclusive. Deu no que deu: milhões de mortos (Chuikov, ao assumir o comando em Stalingado: esta batalha só será ganha com muito sangue…) e os nazistas massacrados (graças a Deus, embora eles se dissessem ateus). E tenho dito por hoje. Boa noite a todos!! Valeu!

  154. WAR 7 de abril de 2009 at 22:47 #

    Lecen em 07 abr, 2009 às 21:11

    Bravooooooooooooo! Faz tempo que eu queria ler algo parecido. Assino em baixo! Ps.: Votei no Lula na primeira eleição que ele ganhou (Lembram? A esperança venceu o medo…). Na segunda, tinha o Picolé de Chuchu do outro lado… Difícil escolher… Saudades do Sociólogo. Votaria nele de novo (FHC), mas só se ele defenestrasse o Paulo Renato do Ministério da Educação (arrogante, autoritário, criou as escolas dos “coitadinhos que não podem ser reprovados” e a educação desceu mais um pouco. Cadê a competitividade capitalista? Viva as escolas militares ou semi…).
    Que venham os Rafales (acho que já é ponto pacífico), inclusive o navalizado para uns dois porta-aviões. Barcos patrulha e escoltas para a marinha, Ivecos e soldado do futuro para o EB, antiéreos para as tres armas, centenas de pequenos barcos patrulha cheios de tecnologia para a Amazônia Verde e muita, muita gente treinada para defende-la. Sabe como? NO MATO, COM O APOIO DE TODO O MUNDO QUE É VERDE E AMARELO! Defesa é para que todos atuem juntos. Até o finado assassino em série Joseph Stalin e sua turma conclamou o povo Soviético para “A Grande Guerra Pátria”, usando os patriarcas da Igreja Ortodoxa inclusive. Deu no que deu: milhões de mortos (Chuikov, ao assumir o comando em Stalingado: esta batalha só será ganha com muito sangue…) e os nazistas massacrados (graças a Deus, embora eles se dissessem ateus). E tenho dito por hoje. Boa noite a todos!! Valeu!

  155. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 22:53 #

    Welington

    Vc mesmo disse. Perspectivas. Nenhum programa vive de perspectivas, mas sim de “firm orders”. O SU-35 está por aí dando voltas desde a época do FX-1 e até agora não vendeu nenhuma unidade.
    É impressionante como alguns aqui no blog rasgam uma sêda para esse PAK-FA. Esse avião ainda é uma ilusão. O que existe de concreto sobre esse programa? Pelo que sei só existem os requisitos de alto nível e uma promessa. Segundo o que circula por aí, os Russos não estão com essa grana toda para colocar no mercado um avião de quinta geração HONESTO, pelo menos a médio prazo.

  156. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 22:53 #

    Welington

    Vc mesmo disse. Perspectivas. Nenhum programa vive de perspectivas, mas sim de “firm orders”. O SU-35 está por aí dando voltas desde a época do FX-1 e até agora não vendeu nenhuma unidade.
    É impressionante como alguns aqui no blog rasgam uma sêda para esse PAK-FA. Esse avião ainda é uma ilusão. O que existe de concreto sobre esse programa? Pelo que sei só existem os requisitos de alto nível e uma promessa. Segundo o que circula por aí, os Russos não estão com essa grana toda para colocar no mercado um avião de quinta geração HONESTO, pelo menos a médio prazo.

  157. welignton 7 de abril de 2009 at 22:56 #

    Mauro a Sukhoi é concorrente da Embraer assim como a Bombardier, Boeing e Airbus, o EBM-195 entra em uma fatia de mercado destas empresas com exeção da Bombardier que entra em varias, parcerias são para ambas as partes terem ganhos e a Embraer ganharia infinitos ganhos com uma parceria deste porte, os investimentos de 20% do programa PAK FA poderiam ser feitos pelo governo(Sem nenhum problema), pela Embraer( “Impossível”) ou parte pelo governo e parte pela Embraer.
    Mauro o SU-35 BM faz sentido sim, pois o PAK FA chegaria aqui somente em 2022, mas se o país quisesse adquirir vetores tampões não vejo problemas nisso.
    Mauro acho que estamos falando da Rússia, o país que juntamente com os EUA levam mais a serio a defesa do que tudo, eles vão adquiri somente 6 porta aviões nucleares em quanto os EUA estão cancelando diversos programas, a economia esta mudando, principalmente após 2013.
    O SU-35 BM será REAVALIADO ( O FX2 não éum programa de aquisição, a compra vai ser direta).
    Mauro pelo que eu e todos sabem a o caça preferido pela FAB (Oficiais e praças ) é o SU-35 BM…
    Um abraço a todos.

  158. welignton 7 de abril de 2009 at 22:56 #

    Mauro a Sukhoi é concorrente da Embraer assim como a Bombardier, Boeing e Airbus, o EBM-195 entra em uma fatia de mercado destas empresas com exeção da Bombardier que entra em varias, parcerias são para ambas as partes terem ganhos e a Embraer ganharia infinitos ganhos com uma parceria deste porte, os investimentos de 20% do programa PAK FA poderiam ser feitos pelo governo(Sem nenhum problema), pela Embraer( “Impossível”) ou parte pelo governo e parte pela Embraer.
    Mauro o SU-35 BM faz sentido sim, pois o PAK FA chegaria aqui somente em 2022, mas se o país quisesse adquirir vetores tampões não vejo problemas nisso.
    Mauro acho que estamos falando da Rússia, o país que juntamente com os EUA levam mais a serio a defesa do que tudo, eles vão adquiri somente 6 porta aviões nucleares em quanto os EUA estão cancelando diversos programas, a economia esta mudando, principalmente após 2013.
    O SU-35 BM será REAVALIADO ( O FX2 não éum programa de aquisição, a compra vai ser direta).
    Mauro pelo que eu e todos sabem a o caça preferido pela FAB (Oficiais e praças ) é o SU-35 BM…
    Um abraço a todos.

  159. welignton 7 de abril de 2009 at 22:57 #

    Mauro a Sukhoi é concorrente da Embraer assim como a Bombardier, Boeing e Airbus, o EBM-195 entra em uma fatia de mercado destas empresas com exeção da Bombardier que entra em varias, parcerias são para ambas as partes terem ganhos e a Embraer ganharia infinitos ganhos com uma parceria deste porte, os investimentos de 20% do programa PAK FA poderiam ser feitos pelo governo(Sem nenhum problema), pela Embraer( “Impossível”) ou parte pelo governo e parte pela Embraer.
    Mauro o SU-35 BM faz sentido sim, pois o PAK FA chegaria aqui somente em 2022, mas se o país quisesse adquirir vetores tampões não vejo problemas nisso.
    Mauro acho que estamos falando da Rússia, o país que juntamente com os EUA levam mais a serio a defesa do que tudo, eles vão adquiri somente 6 porta aviões nucleares em quanto os EUA estão cancelando diversos programas, a economia esta mudando, principalmente após 2013.
    O SU-35 BM será REAVALIADO ( O FX2 não éum programa de aquisição, a compra vai ser direta).
    Mauro pelo que eu e todos sabem a o caça preferido pela FAB (Oficiais e praças ) é o SU-35 BM…

    Um abraço a todos.

  160. welignton 7 de abril de 2009 at 22:57 #

    Mauro a Sukhoi é concorrente da Embraer assim como a Bombardier, Boeing e Airbus, o EBM-195 entra em uma fatia de mercado destas empresas com exeção da Bombardier que entra em varias, parcerias são para ambas as partes terem ganhos e a Embraer ganharia infinitos ganhos com uma parceria deste porte, os investimentos de 20% do programa PAK FA poderiam ser feitos pelo governo(Sem nenhum problema), pela Embraer( “Impossível”) ou parte pelo governo e parte pela Embraer.
    Mauro o SU-35 BM faz sentido sim, pois o PAK FA chegaria aqui somente em 2022, mas se o país quisesse adquirir vetores tampões não vejo problemas nisso.
    Mauro acho que estamos falando da Rússia, o país que juntamente com os EUA levam mais a serio a defesa do que tudo, eles vão adquiri somente 6 porta aviões nucleares em quanto os EUA estão cancelando diversos programas, a economia esta mudando, principalmente após 2013.
    O SU-35 BM será REAVALIADO ( O FX2 não éum programa de aquisição, a compra vai ser direta).
    Mauro pelo que eu e todos sabem a o caça preferido pela FAB (Oficiais e praças ) é o SU-35 BM…

    Um abraço a todos.

  161. welignton 7 de abril de 2009 at 23:02 #

    Rsrss, Mauro a Índia tem um programa reaparelhamento de suas forças com vetores “ocidentais”, e mesmo assim o MIG-35 não saiu da disputa, alis ele é o favorito, a Líbia pode sim adquirir o SU-35 BM futuramente…
    Tailhooker aquele vetor que voçe via voando era o SU-35” convencional” este vetor que será reavaliado e participou do FX2 é o SU-35 BM uma aeronave nova baseada em toda a família Flanker acrescentando novas tecnologias de vetores de 5º geração.

  162. welignton 7 de abril de 2009 at 23:02 #

    Rsrss, Mauro a Índia tem um programa reaparelhamento de suas forças com vetores “ocidentais”, e mesmo assim o MIG-35 não saiu da disputa, alis ele é o favorito, a Líbia pode sim adquirir o SU-35 BM futuramente…
    Tailhooker aquele vetor que voçe via voando era o SU-35” convencional” este vetor que será reavaliado e participou do FX2 é o SU-35 BM uma aeronave nova baseada em toda a família Flanker acrescentando novas tecnologias de vetores de 5º geração.

  163. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:11 #

    Acho que o Welington e o Marlos Barcelos são a mesma pessoa,…..rsrsr

  164. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:11 #

    Acho que o Welington e o Marlos Barcelos são a mesma pessoa,…..rsrsr

  165. welington 7 de abril de 2009 at 23:11 #

    A meu ver muitos aqui torcem para vetores e não para o país, eu torço para o melhor para o meu país e não por gostos pessoais, imaginem um vetor de alto desempenho que nos traria vários ganhos operacionais, tecnologias e doutrinas, aliado a uma parceria em um programa de um vetor de 5º geração onde participaríamos de varias fases do desenvolvimento deste vetor e poderíamos FABRICAR e MONTAR este vetor nacionalmente e continuar desenvolvendo em conjunto com esta nação um vetor de “6” geração para futuras vendas e modernizações, seria perfeito crescimento tecnológico, financeiro(Setor), e operacional de nossas forças com constantes modernizações futuramente com tecnologias 100% nacionais.
    Pena que alguns pesam somente em si e não no melhor para o país.

  166. welington 7 de abril de 2009 at 23:11 #

    A meu ver muitos aqui torcem para vetores e não para o país, eu torço para o melhor para o meu país e não por gostos pessoais, imaginem um vetor de alto desempenho que nos traria vários ganhos operacionais, tecnologias e doutrinas, aliado a uma parceria em um programa de um vetor de 5º geração onde participaríamos de varias fases do desenvolvimento deste vetor e poderíamos FABRICAR e MONTAR este vetor nacionalmente e continuar desenvolvendo em conjunto com esta nação um vetor de “6” geração para futuras vendas e modernizações, seria perfeito crescimento tecnológico, financeiro(Setor), e operacional de nossas forças com constantes modernizações futuramente com tecnologias 100% nacionais.
    Pena que alguns pesam somente em si e não no melhor para o país.

  167. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:15 #

    Acho que o Welington voa na ala do Marlos Barcelos, ou vice-versa. Esse elemento vai longe……..

  168. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:15 #

    Acho que o Welington voa na ala do Marlos Barcelos, ou vice-versa. Esse elemento vai longe……..

  169. kaleu 7 de abril de 2009 at 23:15 #

    Amigo Hornet,

    tbm ouvi a noticia sobre o Brasil ser credor dos EEUU, … cara não é “chick” ? rsrsrs

    Concordo… diversificação comercial foi de extrema importância !

    Embora discorde de sua visão política, compartilho contigo da visão sobre os objetivos amplamente declarados do FX-2, ADQUIRIR TECNOLOGIA, independência e sobretudo o desenvolvimento, pelo Brasil, de um caça de 5ªG, que será, sim, desenvolvido pelo Brasil, não por uma parceria sub-serviente como querem os Russos, onde se lê: – “montagem e a produção, segundo licenças russas, de aviões no futuro”,… Camaradas, podem pegar sua licença e enf…. não queremos deixar de ser subservientes dos americanos para nos tornarmos subservientes dos Russos… e… entendam definitivamente… desse mato não sai coelho ($$$$$$)…

    abraço a todos… hááá, antes que me esqueça…. a tal sequela deve ter sido classificado como “um terrível erro gramatical” …sem dúvida… então aí vai… Seqüela …

    Kaleu

  170. kaleu 7 de abril de 2009 at 23:15 #

    Amigo Hornet,

    tbm ouvi a noticia sobre o Brasil ser credor dos EEUU, … cara não é “chick” ? rsrsrs

    Concordo… diversificação comercial foi de extrema importância !

    Embora discorde de sua visão política, compartilho contigo da visão sobre os objetivos amplamente declarados do FX-2, ADQUIRIR TECNOLOGIA, independência e sobretudo o desenvolvimento, pelo Brasil, de um caça de 5ªG, que será, sim, desenvolvido pelo Brasil, não por uma parceria sub-serviente como querem os Russos, onde se lê: – “montagem e a produção, segundo licenças russas, de aviões no futuro”,… Camaradas, podem pegar sua licença e enf…. não queremos deixar de ser subservientes dos americanos para nos tornarmos subservientes dos Russos… e… entendam definitivamente… desse mato não sai coelho ($$$$$$)…

    abraço a todos… hááá, antes que me esqueça…. a tal sequela deve ter sido classificado como “um terrível erro gramatical” …sem dúvida… então aí vai… Seqüela …

    Kaleu

  171. Getulio - São Paulo 7 de abril de 2009 at 23:15 #

    Esta é uma grande notícia. Com a globalização da economia, náo há limites para uma associação de interesses no mundo. Os russos querem tecnologia da embraer, e a Embraer quer a tecnologia dos russos principalmente dos materiais compostos.
    Depois da matéria do F-14, só esta para alegrar os torcedores.
    Bem que poderiam vir alguns SU-35, para servir de tampão.
    E olhe que há lugar para todo mundo que queira investir no Brasil, sejam os americanos com o F-18, Boeing, os franceses com o Rafale, comprem alguns destes como se fez com os mirages.

  172. Getulio - São Paulo 7 de abril de 2009 at 23:15 #

    Esta é uma grande notícia. Com a globalização da economia, náo há limites para uma associação de interesses no mundo. Os russos querem tecnologia da embraer, e a Embraer quer a tecnologia dos russos principalmente dos materiais compostos.
    Depois da matéria do F-14, só esta para alegrar os torcedores.
    Bem que poderiam vir alguns SU-35, para servir de tampão.
    E olhe que há lugar para todo mundo que queira investir no Brasil, sejam os americanos com o F-18, Boeing, os franceses com o Rafale, comprem alguns destes como se fez com os mirages.

  173. welington 7 de abril de 2009 at 23:17 #

    Mauro em 07 abr, 2009 às 23:07
    Pelo amor de Deus!!!! A Aibus e a Boeing são concorrentes da EMBRAER!!!! Meu Deus!!!!!
    Me recuso a responder, lenbrando do meu comenteario fatia de mercado, BEM-195 ( Até 122 passageiros) A-319 (124 passageiros), Boeing 737-600 (110 passageiros).* configuraçoes minimas.

  174. welington 7 de abril de 2009 at 23:17 #

    Mauro em 07 abr, 2009 às 23:07
    Pelo amor de Deus!!!! A Aibus e a Boeing são concorrentes da EMBRAER!!!! Meu Deus!!!!!
    Me recuso a responder, lenbrando do meu comenteario fatia de mercado, BEM-195 ( Até 122 passageiros) A-319 (124 passageiros), Boeing 737-600 (110 passageiros).* configuraçoes minimas.

  175. JMRC 7 de abril de 2009 at 23:18 #

    Lecen;

    Muito Bem !!! Parabéns pelo comentário.

    Com todo respeito (se é que é possível), Lula está gozando com o p… dos outros.

  176. JMRC 7 de abril de 2009 at 23:18 #

    Lecen;

    Muito Bem !!! Parabéns pelo comentário.

    Com todo respeito (se é que é possível), Lula está gozando com o p… dos outros.

  177. Marlos Barcelos 7 de abril de 2009 at 23:20 #

    Rodrigo Marques

    não acho nem um pouquinho sequer o Lula com FHC e posso falar que nunca votei nele, nem pra presidente, mas o segundo governo dele está sendo fantástico, o FHC teve a crise da indonésia sairam 75 bilhões de dólares em 1 mês do Brasil, está crise é mundial e nossas reservas continuam intactas, isto chama-se credibilidade, coisa que fhc nunca teve.

    Todos do BLOG

    Agora sobre o stealth russo, o Brasil não tem como desenvolver um caça sozinho, participar de um projeto desses pode até ser, mas quanto nos custaria? vale a pena participar ou apenas comprar? o projeto por exemplo do f-35 custou até agora 41 bilhões de dólares e olha que os EUA já tinham um farto conhecimento de tecnologia stealth coisa que russos pouco tem, se fossemos gastar 10 ou 15 bilhões de dólares, acho que não valeria a pena, seria melhor pagar pelos stealths gastaríamos menos e os russos vendem qualquer de suas armas.

  178. Marlos Barcelos 7 de abril de 2009 at 23:20 #

    Rodrigo Marques

    não acho nem um pouquinho sequer o Lula com FHC e posso falar que nunca votei nele, nem pra presidente, mas o segundo governo dele está sendo fantástico, o FHC teve a crise da indonésia sairam 75 bilhões de dólares em 1 mês do Brasil, está crise é mundial e nossas reservas continuam intactas, isto chama-se credibilidade, coisa que fhc nunca teve.

    Todos do BLOG

    Agora sobre o stealth russo, o Brasil não tem como desenvolver um caça sozinho, participar de um projeto desses pode até ser, mas quanto nos custaria? vale a pena participar ou apenas comprar? o projeto por exemplo do f-35 custou até agora 41 bilhões de dólares e olha que os EUA já tinham um farto conhecimento de tecnologia stealth coisa que russos pouco tem, se fossemos gastar 10 ou 15 bilhões de dólares, acho que não valeria a pena, seria melhor pagar pelos stealths gastaríamos menos e os russos vendem qualquer de suas armas.

  179. welington 7 de abril de 2009 at 23:22 #

    Mauro em 07 abr, 2009 às 23:13Algum dos 3 finalistas é um vetor de baixo rendimento?
    Comparado ao F-15 e ao SU-35 BM OU ao F-22 são exatamente como citados acima vetores médios, já os citados por min acima são vetores de ALTO desenpenho.rsrs.
    Kaleu você esta “doido”, fabricação e montagem sob licença sim, poderíamos vender normalmente este vetor porem dentro do consentimento dos outros integrantes assim como o Typhoon…

  180. welington 7 de abril de 2009 at 23:22 #

    Mauro em 07 abr, 2009 às 23:13Algum dos 3 finalistas é um vetor de baixo rendimento?
    Comparado ao F-15 e ao SU-35 BM OU ao F-22 são exatamente como citados acima vetores médios, já os citados por min acima são vetores de ALTO desenpenho.rsrs.
    Kaleu você esta “doido”, fabricação e montagem sob licença sim, poderíamos vender normalmente este vetor porem dentro do consentimento dos outros integrantes assim como o Typhoon…

  181. welington 7 de abril de 2009 at 23:23 #

    Lógico a FAB não é meu país ela é uma instituição passível de sofrer pressões e de seus funcionários se corromperem assim como o governo, pois são feitas de pessoas…

  182. welington 7 de abril de 2009 at 23:23 #

    Lógico a FAB não é meu país ela é uma instituição passível de sofrer pressões e de seus funcionários se corromperem assim como o governo, pois são feitas de pessoas…

  183. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:24 #

    Meu deus, 100 Su-35BM pra Venezuela, seis porta-aviões nucleares etc etc etc… a força aérea russa anda tão bem das asas que de seus 300 Mig-29, pelo menos 200 estão no chão por falta de verba para reposição de peças, manutenção etc… a marinha vai tão bem que desenvolveu apenas UMA CORVETA após a queda da CCCP (quase 20 anos!) Há redução na frota de submarinos, notadamente nucleares (até 2017 haverá uma redução de 22 naves – 02 Typhoons; 07 Delta IV e 13 Delta III – por 08 classe Borei)… É uma força respeitável, mas é muito menor do que já foi. Mas cada um acredita no que quer…

  184. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:24 #

    Meu deus, 100 Su-35BM pra Venezuela, seis porta-aviões nucleares etc etc etc… a força aérea russa anda tão bem das asas que de seus 300 Mig-29, pelo menos 200 estão no chão por falta de verba para reposição de peças, manutenção etc… a marinha vai tão bem que desenvolveu apenas UMA CORVETA após a queda da CCCP (quase 20 anos!) Há redução na frota de submarinos, notadamente nucleares (até 2017 haverá uma redução de 22 naves – 02 Typhoons; 07 Delta IV e 13 Delta III – por 08 classe Borei)… É uma força respeitável, mas é muito menor do que já foi. Mas cada um acredita no que quer…

  185. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:25 #

    Negativo Welington.

    O EMB-195 não concorre com o A319, embora a diferença seja de somente 2 passageiros na configuração que vc colocou, as configurações normalmente adotadas aumentam a diferença de assentos. O 737-600 foi o elemento da família 737NG que menos vendeu, um fracasso comercial, assim como os -900. A maioria dos 600 viraram BBJ.

  186. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:25 #

    Negativo Welington.

    O EMB-195 não concorre com o A319, embora a diferença seja de somente 2 passageiros na configuração que vc colocou, as configurações normalmente adotadas aumentam a diferença de assentos. O 737-600 foi o elemento da família 737NG que menos vendeu, um fracasso comercial, assim como os -900. A maioria dos 600 viraram BBJ.

  187. welington 7 de abril de 2009 at 23:26 #

    Mauro sim meu caro como no caso do C-390 e do C-130, caso você não saiba estes vetores são vetores regionais totalmente passives de atuarem nos ambientes do A-319 e do Boeing 737.
    Seja raacional, rsrss.
    Abração kara.

  188. welington 7 de abril de 2009 at 23:26 #

    Mauro sim meu caro como no caso do C-390 e do C-130, caso você não saiba estes vetores são vetores regionais totalmente passives de atuarem nos ambientes do A-319 e do Boeing 737.
    Seja raacional, rsrss.
    Abração kara.

  189. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:26 #

    O programa do F-35 já custou U$$ 300 bilhões.

  190. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:26 #

    O programa do F-35 já custou U$$ 300 bilhões.

  191. welington 7 de abril de 2009 at 23:28 #

    Tailhooker fui bem específico nesta faixa de mercado onde o cliente queira um vetor nessas condições ou semelhantes.

  192. welington 7 de abril de 2009 at 23:28 #

    Tailhooker fui bem específico nesta faixa de mercado onde o cliente queira um vetor nessas condições ou semelhantes.

  193. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:28 #

    “welington em 07 abr, 2009 às 23:26
    Mauro sim meu caro como no caso do C-390 e do C-130, caso você não saiba estes vetores são vetores regionais totalmente passives de atuarem nos ambientes do A-319 e do Boeing 737.
    Seja raacional, rsrss.
    Abração kara.”

    Não tem como. Desisto! Ou é ironia tua e eu não entendi, ou então eu não sei em que mundo vivo. Abraço

  194. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:28 #

    “welington em 07 abr, 2009 às 23:26
    Mauro sim meu caro como no caso do C-390 e do C-130, caso você não saiba estes vetores são vetores regionais totalmente passives de atuarem nos ambientes do A-319 e do Boeing 737.
    Seja raacional, rsrss.
    Abração kara.”

    Não tem como. Desisto! Ou é ironia tua e eu não entendi, ou então eu não sei em que mundo vivo. Abraço

  195. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:29 #

    Não entendi a sua última, Welington ! poderia explicar melhor a sua visão ?

  196. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:29 #

    Não entendi a sua última, Welington ! poderia explicar melhor a sua visão ?

  197. Lammer 7 de abril de 2009 at 23:32 #

    SO UMA CORREÇÃO ATE HOJE ERAM 36 CAÇAS QUE SÃO 3 DUZIAS PORQUE CADA DUZIA TEM 12, NO COMENTARIO DE VOCÊS TEM 2 DUZIAS ACHO QUE TEVE UM PEQUENO EQUIVOCO…
    ABRAÇOS

  198. Lammer 7 de abril de 2009 at 23:32 #

    SO UMA CORREÇÃO ATE HOJE ERAM 36 CAÇAS QUE SÃO 3 DUZIAS PORQUE CADA DUZIA TEM 12, NO COMENTARIO DE VOCÊS TEM 2 DUZIAS ACHO QUE TEVE UM PEQUENO EQUIVOCO…
    ABRAÇOS

  199. Henirque Sousa 7 de abril de 2009 at 23:33 #

    No FX-1 os argumentos russos eram o mesmo:

    - aqui esta a quintessência na aviação de caça mundial, é uma aeronave praticamente nova, vamos comprar não sei quantos para equipar nossas linhas de frente e diminuir a distância para os norte-americanos, o avião esta pronto e daqui a não sei quanto tempo estarão na linha de frente. Tudo isto para o Su-35 com canard.

    Ai acabou o FX1, o Su-35 com canard pareceu não ser tão bom, e agora sim surgiu o avião de 4,99999ª geração definitivo. Este sim e uma aeronave praticamente nova. Vai ser adotado pela VVS, com quase 100 vendidos para a Venezuela e uma lista de pedidos firmes invejável.

    Já escrevi aqui e vou escrever de novo: queria muito que as propostas russas para o Brasil fossem factíveis e que a aeronave fosse tudo isto que propagam.
    Mas a FAB e o MD avaliaram e viram que não dá, a proposta não é exeqüível. E sinceramente entre esta decisão, que muitos esquecem ser o que de mais concreto aconteceu neste processo FX1 e 2, e um monte de lendas e disse-que-me-disse que surge na internet, eu fico sempre com a decisão da FAB/MD.

    - Marlos, como o Marques disse acima, político brasileiro é virtuoso em mudanças de opinião. Isto não é privilégio do FHC ou do Lula.
    E para quem se deleita com a popularidade do nosso presidente, lembrem-se que o mesmo povo que leva ele nos ombros agora, a pouco mais de 2 anos chegou a dar um “gelo” no primeiro turno da eleição para presidente.
    E voltando um pouco mais atrás, o defenestrado FHC foi reeleito por este mesmo povo, ganhando com folgas do Lula ainda no primeiro turno.

  200. Henirque Sousa 7 de abril de 2009 at 23:33 #

    No FX-1 os argumentos russos eram o mesmo:

    - aqui esta a quintessência na aviação de caça mundial, é uma aeronave praticamente nova, vamos comprar não sei quantos para equipar nossas linhas de frente e diminuir a distância para os norte-americanos, o avião esta pronto e daqui a não sei quanto tempo estarão na linha de frente. Tudo isto para o Su-35 com canard.

    Ai acabou o FX1, o Su-35 com canard pareceu não ser tão bom, e agora sim surgiu o avião de 4,99999ª geração definitivo. Este sim e uma aeronave praticamente nova. Vai ser adotado pela VVS, com quase 100 vendidos para a Venezuela e uma lista de pedidos firmes invejável.

    Já escrevi aqui e vou escrever de novo: queria muito que as propostas russas para o Brasil fossem factíveis e que a aeronave fosse tudo isto que propagam.
    Mas a FAB e o MD avaliaram e viram que não dá, a proposta não é exeqüível. E sinceramente entre esta decisão, que muitos esquecem ser o que de mais concreto aconteceu neste processo FX1 e 2, e um monte de lendas e disse-que-me-disse que surge na internet, eu fico sempre com a decisão da FAB/MD.

    - Marlos, como o Marques disse acima, político brasileiro é virtuoso em mudanças de opinião. Isto não é privilégio do FHC ou do Lula.
    E para quem se deleita com a popularidade do nosso presidente, lembrem-se que o mesmo povo que leva ele nos ombros agora, a pouco mais de 2 anos chegou a dar um “gelo” no primeiro turno da eleição para presidente.
    E voltando um pouco mais atrás, o defenestrado FHC foi reeleito por este mesmo povo, ganhando com folgas do Lula ainda no primeiro turno.

  201. Lammer 7 de abril de 2009 at 23:33 #

    erro,,,,,, seu servidor esta lammer … lammer…

    SO UMA CORREÇÃO ATE HOJE ERAM 36 CAÇAS QUE SÃO 3 DUZIAS PORQUE CADA DUZIA TEM 12, NO COMENTARIO DE VOCÊS TEM 2 DUZIAS ACHO QUE TEVE UM PEQUENO EQUIVOCO…
    ABRAÇOS

  202. Lammer 7 de abril de 2009 at 23:33 #

    erro,,,,,, seu servidor esta lammer … lammer…

    SO UMA CORREÇÃO ATE HOJE ERAM 36 CAÇAS QUE SÃO 3 DUZIAS PORQUE CADA DUZIA TEM 12, NO COMENTARIO DE VOCÊS TEM 2 DUZIAS ACHO QUE TEVE UM PEQUENO EQUIVOCO…
    ABRAÇOS

  203. welington 7 de abril de 2009 at 23:33 #

    Mauro em que o Rafale é superior ao SU-35 BM? O SU-35 BM o detecta primeiro RCS X alcance por RCS do radar, atira primeiro seus armamentos tem maior alcance, tem maior capacidade de sobrevivência via sua maior manobalbilidade aliado as sua contra medidas , possui maior alcance, mauro em que o Rafale é superior ao SU-35 BM?????????

  204. welington 7 de abril de 2009 at 23:33 #

    Mauro em que o Rafale é superior ao SU-35 BM? O SU-35 BM o detecta primeiro RCS X alcance por RCS do radar, atira primeiro seus armamentos tem maior alcance, tem maior capacidade de sobrevivência via sua maior manobalbilidade aliado as sua contra medidas , possui maior alcance, mauro em que o Rafale é superior ao SU-35 BM?????????

  205. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:36 #

    O RAFALE é superior ao Su-35BM começando pelo fato de ser uma realidade e não um projeto de apenas 02 (DOIS) protótipos onde há apenas ESPECTATIVAS e especulações. Só nisto já basta.

  206. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:36 #

    O RAFALE é superior ao Su-35BM começando pelo fato de ser uma realidade e não um projeto de apenas 02 (DOIS) protótipos onde há apenas ESPECTATIVAS e especulações. Só nisto já basta.

  207. welington 7 de abril de 2009 at 23:36 #

    KKKKKKKKKKKKKKK, Mauro eu defendo meu país incluindo as instituições, em especial uma o Exercito Brasileiro ao qual sou da reserva e amo, meu caro sou fã da FAB, esta é compostas por pessoas como disse passiveis de corrupção e erros, a sua maioria como em um país são compostas por pessoas boas, só para citar a maioria da FAB preferia o SU-35 BM.

  208. welington 7 de abril de 2009 at 23:36 #

    KKKKKKKKKKKKKKK, Mauro eu defendo meu país incluindo as instituições, em especial uma o Exercito Brasileiro ao qual sou da reserva e amo, meu caro sou fã da FAB, esta é compostas por pessoas como disse passiveis de corrupção e erros, a sua maioria como em um país são compostas por pessoas boas, só para citar a maioria da FAB preferia o SU-35 BM.

  209. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:37 #

    O espírito teimoso de Marlos Barcelos incorporou em Welington. Agora, atura os caras

  210. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:37 #

    O espírito teimoso de Marlos Barcelos incorporou em Welington. Agora, atura os caras

  211. welington 7 de abril de 2009 at 23:38 #

    Wladimir não sei de que mundo você é mas meu caro o SU-35 BM existe, é um vetor tão testado quanto o Rafale tirando as missões reais no Afeganistão onde o mesmo necessitou de um Mirage 2000 para iluminar o alvo, me diga em que o Rafale é superior ao SU-35 BM.

  212. welington 7 de abril de 2009 at 23:38 #

    Wladimir não sei de que mundo você é mas meu caro o SU-35 BM existe, é um vetor tão testado quanto o Rafale tirando as missões reais no Afeganistão onde o mesmo necessitou de um Mirage 2000 para iluminar o alvo, me diga em que o Rafale é superior ao SU-35 BM.

  213. welington 7 de abril de 2009 at 23:39 #

    Mauro em 07 abr, 2009 às 23:37
    C-390? C-130? Vetores regionais? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    KKKKKKKKK, esqueçeu estou falndo da teimosia sua afirmando que o C-390 não era comcorente do C-130, rsrsrs.

  214. welington 7 de abril de 2009 at 23:39 #

    Mauro em 07 abr, 2009 às 23:37
    C-390? C-130? Vetores regionais? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    KKKKKKKKK, esqueçeu estou falndo da teimosia sua afirmando que o C-390 não era comcorente do C-130, rsrsrs.

  215. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:39 #

    Preferia o Su-35 contra M-2000, F-16, MIG-29 E Gripen-C! Aí realmente não há como discordar… Mas no atual FX2…

  216. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:39 #

    Preferia o Su-35 contra M-2000, F-16, MIG-29 E Gripen-C! Aí realmente não há como discordar… Mas no atual FX2…

  217. welington 7 de abril de 2009 at 23:41 #

    Defendo este vetor por ele ser criticado indevidamente por invejosos que não aceitam que um vetor Russo seja superior em combate a todos os vetores de sua preferências com exceção do F-22 que é de geração diferente e tem um custo total de 400 milhes de dólares.

  218. welington 7 de abril de 2009 at 23:41 #

    Defendo este vetor por ele ser criticado indevidamente por invejosos que não aceitam que um vetor Russo seja superior em combate a todos os vetores de sua preferências com exceção do F-22 que é de geração diferente e tem um custo total de 400 milhes de dólares.

  219. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:42 #

    É concorrente do C-130-30J, com certeza, mas não do A319 nem do 737…

  220. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:42 #

    É concorrente do C-130-30J, com certeza, mas não do A319 nem do 737…

  221. welington 7 de abril de 2009 at 23:45 #

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK,
    Maruo se você colocar o SU-35 BM e o Rafale em combate ele não vai detectar (A ele não existe é uma invenção, uma montagem gráfica, todas as fotos..), poupe me, este protótipo será igualzinho ao SU-35 BM de serie com exceção de alguns reajustes. * OBS=BM 903.
    Mauro me responda em que o vetor médio Rafale é superior ao SU-35 BM?

  222. welington 7 de abril de 2009 at 23:45 #

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK,
    Maruo se você colocar o SU-35 BM e o Rafale em combate ele não vai detectar (A ele não existe é uma invenção, uma montagem gráfica, todas as fotos..), poupe me, este protótipo será igualzinho ao SU-35 BM de serie com exceção de alguns reajustes. * OBS=BM 903.
    Mauro me responda em que o vetor médio Rafale é superior ao SU-35 BM?

  223. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:45 #

    Essa galera defensora do SU-35 é relamente ferrenha. Chega ser religiosa essa fé.
    Posso dizer que é um avião bonito, e só.

  224. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:45 #

    Essa galera defensora do SU-35 é relamente ferrenha. Chega ser religiosa essa fé.
    Posso dizer que é um avião bonito, e só.

  225. welington 7 de abril de 2009 at 23:46 #

    Se quiser colo todos os posts aonde descrevi todas as situações e de perdi tempo pelo menos com você, pois os outros aprenderam direitinho.

  226. welington 7 de abril de 2009 at 23:46 #

    Se quiser colo todos os posts aonde descrevi todas as situações e de perdi tempo pelo menos com você, pois os outros aprenderam direitinho.

  227. welington 7 de abril de 2009 at 23:47 #

    1. Tailhooker em 07 abr, 2009 às 23:45
    Essa galera defensora do SU-35 é relamente ferrenha. Chega ser religiosa essa fé.
    Posso dizer que é um avião bonito, e só.

    Defendo o SU-35 BM assim como defendo o F-22, F-15 e o Rafale, sempre visando a verdade sobre os mesmos.

  228. welington 7 de abril de 2009 at 23:47 #

    1. Tailhooker em 07 abr, 2009 às 23:45
    Essa galera defensora do SU-35 é relamente ferrenha. Chega ser religiosa essa fé.
    Posso dizer que é um avião bonito, e só.

    Defendo o SU-35 BM assim como defendo o F-22, F-15 e o Rafale, sempre visando a verdade sobre os mesmos.

  229. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:47 #

    welington = http://www.aereo.jor.br/?p=5497

    É este mundo que eu vivo. Vá tu eu não sei…

  230. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:47 #

    welington = http://www.aereo.jor.br/?p=5497

    É este mundo que eu vivo. Vá tu eu não sei…

  231. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:48 #

    “Segundo protótipo…” PROTÓTIPO… PROTÓTIPO! Abraço

  232. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:48 #

    “Segundo protótipo…” PROTÓTIPO… PROTÓTIPO! Abraço

  233. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:48 #

    Welignton,

    Vc já voou ou trabalhou com o projeto do SU-35 ? pergunto porque somente alguem que faça parte do projeto e trabalhe nele pode ter conhecimento e amor suficiente para defendê-lo dessa forma calorosa.

  234. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:48 #

    Welignton,

    Vc já voou ou trabalhou com o projeto do SU-35 ? pergunto porque somente alguem que faça parte do projeto e trabalhe nele pode ter conhecimento e amor suficiente para defendê-lo dessa forma calorosa.

  235. welington 7 de abril de 2009 at 23:49 #

    1. Mauro em 07 abr, 2009 às 23:44
    E não são….Ambos são transportes militares, mas o C-390 é jato, o C-130 é turbohélice. O C-390 tem 2 motores, o C-130 tem 4. O C-390 é um projeto novo. O C-130 é antigo, está na última fase de sua vida em produção. O C-390 visa, inclusive, substituir o C-130. basta ler. Basta analisar. Só não enxerga quem não quer. O C-390 terá como principal rival o projeto russo-indiano ora em curso.
    Basta ser realista e menos apaixonado.
    Um abraço a todos

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, o C-390 é o comcorente do C-130 sim, rsrsrs, mesmos ele sendo a jato, mais moderno…. rsrsrsrsrssss.

  236. welington 7 de abril de 2009 at 23:49 #

    1. Mauro em 07 abr, 2009 às 23:44
    E não são….Ambos são transportes militares, mas o C-390 é jato, o C-130 é turbohélice. O C-390 tem 2 motores, o C-130 tem 4. O C-390 é um projeto novo. O C-130 é antigo, está na última fase de sua vida em produção. O C-390 visa, inclusive, substituir o C-130. basta ler. Basta analisar. Só não enxerga quem não quer. O C-390 terá como principal rival o projeto russo-indiano ora em curso.
    Basta ser realista e menos apaixonado.
    Um abraço a todos

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, o C-390 é o comcorente do C-130 sim, rsrsrs, mesmos ele sendo a jato, mais moderno…. rsrsrsrsrssss.

  237. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 23:50 #

    Marlos,

    A crise a que você se refere foi cambial, nada haver com a crise de crédito que estamos vivendo agora. E já sairam US$20 bilhões entre as tentativas do BC em segurar a queda do Real e o do dinheiro dos investidores estrangeiros que venderam (em Real) suas ações na nossa Bolsa (compraram dólares, euros, etc…)e compraram títulos em países mais seguros (com grau de garantia de investimento maior que o nosso).

    Repito, a política econômica é a mesma desde Itamar, com erros e acertos. Não sou partidário dos 3, mas é evidente que Lula teve o mérito de sufocar a ala radical do PT e manter a politica iniciada 9 anos antes, com os mesmos erros e acertos.

    E nisso aqui você tem que concordar comigo: Em matéria de decepção com a ética na política neste governo é insuperável.

    Abraços!

    Fugi do post de novo… Por favor, não me provoquem! :)

  238. Rodrigo Marques 7 de abril de 2009 at 23:50 #

    Marlos,

    A crise a que você se refere foi cambial, nada haver com a crise de crédito que estamos vivendo agora. E já sairam US$20 bilhões entre as tentativas do BC em segurar a queda do Real e o do dinheiro dos investidores estrangeiros que venderam (em Real) suas ações na nossa Bolsa (compraram dólares, euros, etc…)e compraram títulos em países mais seguros (com grau de garantia de investimento maior que o nosso).

    Repito, a política econômica é a mesma desde Itamar, com erros e acertos. Não sou partidário dos 3, mas é evidente que Lula teve o mérito de sufocar a ala radical do PT e manter a politica iniciada 9 anos antes, com os mesmos erros e acertos.

    E nisso aqui você tem que concordar comigo: Em matéria de decepção com a ética na política neste governo é insuperável.

    Abraços!

    Fugi do post de novo… Por favor, não me provoquem! :)

  239. welington 7 de abril de 2009 at 23:51 #

    Tailhooker em 07 abr, 2009 às 23:48
    Não, não trabalhei mas seria uma honra assim como em um desenvolvimento de um F-15 ou de um F-22.

  240. welington 7 de abril de 2009 at 23:51 #

    Tailhooker em 07 abr, 2009 às 23:48
    Não, não trabalhei mas seria uma honra assim como em um desenvolvimento de um F-15 ou de um F-22.

  241. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:51 #

    MAS NÃO DO A319 NEM DO 737 como tu afirmaste há pouco.

  242. Wladimir 7 de abril de 2009 at 23:51 #

    MAS NÃO DO A319 NEM DO 737 como tu afirmaste há pouco.

  243. welington 7 de abril de 2009 at 23:55 #

    Mauro o Rafale F3 é tão realidade quanto o SU-35 BM, pois a incorporação de um novo radar tem que se adaptar os softwares do novo radar e para isto é necessário o radar estar pronto e com os softwares prontos para integração ao sistema de armas coisa que o SU-35 BM já esta pronto a tempos, ele vai ser produzido em serie em 2011 já é um caça funcional, e ele existe nao é uma suposição.

  244. welington 7 de abril de 2009 at 23:55 #

    Mauro o Rafale F3 é tão realidade quanto o SU-35 BM, pois a incorporação de um novo radar tem que se adaptar os softwares do novo radar e para isto é necessário o radar estar pronto e com os softwares prontos para integração ao sistema de armas coisa que o SU-35 BM já esta pronto a tempos, ele vai ser produzido em serie em 2011 já é um caça funcional, e ele existe nao é uma suposição.

  245. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:55 #

    Caraca, o Marlos foi citado de novo no post acima. Ainda está com aquela história de que o BC tem 1 trilhão de dólares em reservas e não sabe……Segundo ele, é só “meter a mão” nas reservas e ir às compras.
    O papo está divertido, mas eu tenho que ir dormir.
    um abraço para o Marlos=welington , pro Mauro, pro wladmidir
    Até amanhã

  246. Tailhooker 7 de abril de 2009 at 23:55 #

    Caraca, o Marlos foi citado de novo no post acima. Ainda está com aquela história de que o BC tem 1 trilhão de dólares em reservas e não sabe……Segundo ele, é só “meter a mão” nas reservas e ir às compras.
    O papo está divertido, mas eu tenho que ir dormir.
    um abraço para o Marlos=welington , pro Mauro, pro wladmidir
    Até amanhã

  247. welington 7 de abril de 2009 at 23:59 #

    Wladimir citei especificamente o setor de atuação, estas aeronaves da Boeing, Airbus, Embraer e Bombardier que atuam nesta faixa de passageiros tem total autonomia para atuarem no mesmo setor inclusive por empresas braseiras que efetuam vôos longos pelo nosso vasto território.
    Lembrando que pelas expectativas da Embraer ela vai lançar a nova falia de aeronaves até 160 passageiros até 2016 tendo uma família mais desenvolvida do que as dos outros concorrentes desta forma ganhando varias vendas iniciais.
    Abração e me desculpe se me exaltei em algum momento abração.

  248. welington 7 de abril de 2009 at 23:59 #

    Wladimir citei especificamente o setor de atuação, estas aeronaves da Boeing, Airbus, Embraer e Bombardier que atuam nesta faixa de passageiros tem total autonomia para atuarem no mesmo setor inclusive por empresas braseiras que efetuam vôos longos pelo nosso vasto território.
    Lembrando que pelas expectativas da Embraer ela vai lançar a nova falia de aeronaves até 160 passageiros até 2016 tendo uma família mais desenvolvida do que as dos outros concorrentes desta forma ganhando varias vendas iniciais.
    Abração e me desculpe se me exaltei em algum momento abração.

  249. welington 8 de abril de 2009 at 0:01 #

    Até mais Tailhooker.
    Abração,rsrs.

  250. welington 8 de abril de 2009 at 0:01 #

    Até mais Tailhooker.
    Abração,rsrs.

  251. Felipe Cps 8 de abril de 2009 at 0:04 #

    Minha mãe do céu, quanta bobagem ufanista, tem maluco falando até de Risco-Brasil na época do… IMPÉRIO!!!! NUSSSSS… E ainda tem o desplante de citar Luiz Nassif, o famoso “mão-peluda anão-de-sauna”, cruz em credo…

    Bem amigos, a imprensa russa é pródiga em fakes do gênero. Já estava achando duvidosa a notícia do blog do Poder Aéreo sobre a participação da Embraer no PAK hindo-russo, mas li no Blog Defesa Brasil sobre o “cancelamento do FX2 para aquisição de 100 (”cem” é conta de mentiroso, aliás) unidades SU-35BM”, rsrsrs… Aí eu parei, rsrsrs… Regojizem-se as viúvas com cada notícia que sai em jornaleco russo, eu tenho mais o que fazer, rsrs…

    Não é complexo de vira-lata não, mas ou isso é uma completa patacoada russa ou somos governados pelos caras mais inteligentes (e caras-de-pau, óbvio) do mundo, porque esses mesmos caras, de dois governos diferentes e opositores, criaram um diversionismo (o programa FX) de 10 anos, enganando o povo, o resto do mundo e os principais fornecedores de aeronaves do globo, para acabar fechando com “um tradicional fornecedor de armamentos brasileiro”: a… Rússia!!! Num dá, pura teoria da conspiração…

    Suma: não dá pra acreditar num aúnica vírgula, ou melhor, só acredito vendo, que nem São Tomé… Até lá, afirmo que é puro fake…

  252. Felipe Cps 8 de abril de 2009 at 0:04 #

    Minha mãe do céu, quanta bobagem ufanista, tem maluco falando até de Risco-Brasil na época do… IMPÉRIO!!!! NUSSSSS… E ainda tem o desplante de citar Luiz Nassif, o famoso “mão-peluda anão-de-sauna”, cruz em credo…

    Bem amigos, a imprensa russa é pródiga em fakes do gênero. Já estava achando duvidosa a notícia do blog do Poder Aéreo sobre a participação da Embraer no PAK hindo-russo, mas li no Blog Defesa Brasil sobre o “cancelamento do FX2 para aquisição de 100 (”cem” é conta de mentiroso, aliás) unidades SU-35BM”, rsrsrs… Aí eu parei, rsrsrs… Regojizem-se as viúvas com cada notícia que sai em jornaleco russo, eu tenho mais o que fazer, rsrs…

    Não é complexo de vira-lata não, mas ou isso é uma completa patacoada russa ou somos governados pelos caras mais inteligentes (e caras-de-pau, óbvio) do mundo, porque esses mesmos caras, de dois governos diferentes e opositores, criaram um diversionismo (o programa FX) de 10 anos, enganando o povo, o resto do mundo e os principais fornecedores de aeronaves do globo, para acabar fechando com “um tradicional fornecedor de armamentos brasileiro”: a… Rússia!!! Num dá, pura teoria da conspiração…

    Suma: não dá pra acreditar num aúnica vírgula, ou melhor, só acredito vendo, que nem São Tomé… Até lá, afirmo que é puro fake…

  253. Felipe Cps 8 de abril de 2009 at 0:07 #

    Mauro, respondendo a uma sua pergunta acima (rsrs): para uns e outros a saída pra melhorar a FAB é uma FAB sem pessoas, simples assim, ahuahuahuahua…

    Rapaz, discute naum que isso ae é uma quinta-coluna só…

  254. Felipe Cps 8 de abril de 2009 at 0:07 #

    Mauro, respondendo a uma sua pergunta acima (rsrs): para uns e outros a saída pra melhorar a FAB é uma FAB sem pessoas, simples assim, ahuahuahuahua…

    Rapaz, discute naum que isso ae é uma quinta-coluna só…

  255. welington 8 de abril de 2009 at 0:19 #

    A Mauro eu te perguntei e estou aguardando as respostas, já te respondi diversas vexes vai La da ctrl C, ctrl V.
    Mauro a Rússia é sim uma base para nós, e os outros estão ao mesmo nível de Israel pela sua lógica.
    Mauro defendo a FAB e as pessoas boas, as quais não sei quem são em sua maioria.
    Não mauro como citado por você são diversos fatores incluindo capacidade, alcance espaço interno… Todos os vetores citados por min podem atuar no mesmo setor específico citado.
    Sobre os SU-27 quem sabe será porque a Rússia tem próximo de 500 Flankers e não menos de 70 vetores super sônicos, as grandes compras russas segundo o governo serão a partir de 2013 a única grande compra a ser efetuada antes serão os SU-35 BM, por necessidade.
    Porque nenhum dos países europeus pensados por vossa pessoa não são aliados Russos e sim Americanos por este motivo eles estão “invadindo” o “quintal” Americano com razão.
    Simplesmente porque este erra um dos grandes pontos da negociação que visava acabar com a desconfiança nos pós venda por partes de “alguns” Brasileiros, no caso da Índia será sim quando os mesmos tiverem um número aceitável para tal, pois isto não foi ponto de negociação como foi no Brasil, e na China, rsrs eles fazem toda a manutenção do Flankers pois tem tecnologia ara isto, não sendo necessária uma empresa internacional efetuar estes serviços que podem ser feitos por uma empresa nacional a qual gera renda e lucros para o país. Nos outros países não é uma opção viável pois os mesmos não te o interesse tecnológico por parte deste processo como a Índia e o Brasil.
    Serão e 5 a 6, porem como as perspectivas econômica Russas tendem a só melhorar provavelmente serão 6.
    …..

  256. welington 8 de abril de 2009 at 0:19 #

    A Mauro eu te perguntei e estou aguardando as respostas, já te respondi diversas vexes vai La da ctrl C, ctrl V.
    Mauro a Rússia é sim uma base para nós, e os outros estão ao mesmo nível de Israel pela sua lógica.
    Mauro defendo a FAB e as pessoas boas, as quais não sei quem são em sua maioria.
    Não mauro como citado por você são diversos fatores incluindo capacidade, alcance espaço interno… Todos os vetores citados por min podem atuar no mesmo setor específico citado.
    Sobre os SU-27 quem sabe será porque a Rússia tem próximo de 500 Flankers e não menos de 70 vetores super sônicos, as grandes compras russas segundo o governo serão a partir de 2013 a única grande compra a ser efetuada antes serão os SU-35 BM, por necessidade.
    Porque nenhum dos países europeus pensados por vossa pessoa não são aliados Russos e sim Americanos por este motivo eles estão “invadindo” o “quintal” Americano com razão.
    Simplesmente porque este erra um dos grandes pontos da negociação que visava acabar com a desconfiança nos pós venda por partes de “alguns” Brasileiros, no caso da Índia será sim quando os mesmos tiverem um número aceitável para tal, pois isto não foi ponto de negociação como foi no Brasil, e na China, rsrs eles fazem toda a manutenção do Flankers pois tem tecnologia ara isto, não sendo necessária uma empresa internacional efetuar estes serviços que podem ser feitos por uma empresa nacional a qual gera renda e lucros para o país. Nos outros países não é uma opção viável pois os mesmos não te o interesse tecnológico por parte deste processo como a Índia e o Brasil.
    Serão e 5 a 6, porem como as perspectivas econômica Russas tendem a só melhorar provavelmente serão 6.
    …..

  257. Hornet 8 de abril de 2009 at 0:27 #

    Kaleu,

    pois é, é chic no úrtimo…ops!…mais um erro gramatical…vê se pode?!!!…hehehe

    Edilson,

    putz! Só vi seu comentário agora…desculpe-me. Então, aquela rainha Borg bem que podia aparecer aqui em casa de vez em quando…estou aqui prontinho pra ser assimilado….Não sou muito fã de contos de fadas, (com esse negócio de rainhas, princesas e tal), mas para aquela rainha Borg eu abriria uma excessão na boa…hehehe

    abração pros dois

  258. Hornet 8 de abril de 2009 at 0:27 #

    Kaleu,

    pois é, é chic no úrtimo…ops!…mais um erro gramatical…vê se pode?!!!…hehehe

    Edilson,

    putz! Só vi seu comentário agora…desculpe-me. Então, aquela rainha Borg bem que podia aparecer aqui em casa de vez em quando…estou aqui prontinho pra ser assimilado….Não sou muito fã de contos de fadas, (com esse negócio de rainhas, princesas e tal), mas para aquela rainha Borg eu abriria uma excessão na boa…hehehe

    abração pros dois

  259. welington 8 de abril de 2009 at 0:29 #

    Mauro só para citar, Zhuk-MSF(SOKOL), OLS-35, AL-41 A futuramente AL-41F.
    Gosto do Spectra do Rafale, alias gosto de todo o Rafale mas pelo custo benefício este fica muito atrás do Gripen NG.
    1. Mauro em 08 abr, 2009 às 0:08
    Poxa Welington…seja homem e assuma seu erro. Vc afirmou que a EMBRAER é concorrente da AIRBUS E DA BOEING!!!!
    Vou colar o que vc escreveu, caso tenha esquecido (o que é normal em vc)
    “Me recuso a responder, lenbrando do meu comenteario fatia de mercado, BEM-195 ( Até 122 passageiros) A-319 (124 passageiros), Boeing 737-600 (110 passageiros).* configuraçoes minimas.”
    Já esta respondido esta ai a fatia de mercado específica onde estes atuam.
    Estou aguardando a resposta.
    A Comcordo em certos pontos o Rafale é mais avançado tecnologicamente como idade do projeto, mas em outros como redução de RCS, Turbinas, Sensores, ETC…
    O Rafale é uma aeronave mais atual sim, mais avançada em certos conceitos sim, mas é inferior sim. O Rafale não é superior em nada em relação ao SU-35 BM em combate.

  260. welington 8 de abril de 2009 at 0:29 #

    Mauro só para citar, Zhuk-MSF(SOKOL), OLS-35, AL-41 A futuramente AL-41F.
    Gosto do Spectra do Rafale, alias gosto de todo o Rafale mas pelo custo benefício este fica muito atrás do Gripen NG.
    1. Mauro em 08 abr, 2009 às 0:08
    Poxa Welington…seja homem e assuma seu erro. Vc afirmou que a EMBRAER é concorrente da AIRBUS E DA BOEING!!!!
    Vou colar o que vc escreveu, caso tenha esquecido (o que é normal em vc)
    “Me recuso a responder, lenbrando do meu comenteario fatia de mercado, BEM-195 ( Até 122 passageiros) A-319 (124 passageiros), Boeing 737-600 (110 passageiros).* configuraçoes minimas.”
    Já esta respondido esta ai a fatia de mercado específica onde estes atuam.
    Estou aguardando a resposta.
    A Comcordo em certos pontos o Rafale é mais avançado tecnologicamente como idade do projeto, mas em outros como redução de RCS, Turbinas, Sensores, ETC…
    O Rafale é uma aeronave mais atual sim, mais avançada em certos conceitos sim, mas é inferior sim. O Rafale não é superior em nada em relação ao SU-35 BM em combate.

  261. welington 8 de abril de 2009 at 0:36 #

    Sinceramente, peço desculpas aos leitores, como já citado pela minha pessoa não é legal ficar lendo comentários com vários erros ortográficos, mas não vejo nenhum “Deus” da língua portuguesa aqui e na maioria das vezes não podemos efetuar edições em nossos posts por N motivos desta forma preço novamente desculpa aos leitores, mas não acho legal ficar criticando as pessoas tão severamente por erros ortográficos em que a pessoa não tem chance de filtrar seus comentários, pelo que vi não houve nenhuma critica em relação a minha pessoa mas acho chato isto, e não gostaria de se fosse em relação a minha pessoa.

  262. welington 8 de abril de 2009 at 0:36 #

    Sinceramente, peço desculpas aos leitores, como já citado pela minha pessoa não é legal ficar lendo comentários com vários erros ortográficos, mas não vejo nenhum “Deus” da língua portuguesa aqui e na maioria das vezes não podemos efetuar edições em nossos posts por N motivos desta forma preço novamente desculpa aos leitores, mas não acho legal ficar criticando as pessoas tão severamente por erros ortográficos em que a pessoa não tem chance de filtrar seus comentários, pelo que vi não houve nenhuma critica em relação a minha pessoa mas acho chato isto, e não gostaria de se fosse em relação a minha pessoa.

  263. Patriota 8 de abril de 2009 at 0:38 #

    Hornet

    concordo plenamente com seu comentario.

    Para mim o FHC foi um dos piores presidentes que o Brasil ja teve,
    ele pode ter controlado a inflação mas este cara abandonou as FAAs, nosso aparato militar está quase que completamente obsoleto estamos tendo que correr contra o tempo devido a irresponsabilidade dos governos de direita tiveram com relação a nossa defesa.

    Pessoal

    O Lula esta fazendo muito mais pelo Brasil que os democratas

    Agora pensando no assunto

    Acho que temos que pensar bastante a respeito de fazer parceria com a Russia, ver os beneficios que teremos e etc.
    tenho uma certa desconfiança a respeito da eficiencia do metodo que os russos empregam no desenvolvimento de aeronaves
    mas acredito sim que pode ser uma boa oportunidade para o Brasil,
    temos sim que concluir o FX2 e fazer a aquisição destes 36
    novos vetores.

    saudações

  264. Patriota 8 de abril de 2009 at 0:38 #

    Hornet

    concordo plenamente com seu comentario.

    Para mim o FHC foi um dos piores presidentes que o Brasil ja teve,
    ele pode ter controlado a inflação mas este cara abandonou as FAAs, nosso aparato militar está quase que completamente obsoleto estamos tendo que correr contra o tempo devido a irresponsabilidade dos governos de direita tiveram com relação a nossa defesa.

    Pessoal

    O Lula esta fazendo muito mais pelo Brasil que os democratas

    Agora pensando no assunto

    Acho que temos que pensar bastante a respeito de fazer parceria com a Russia, ver os beneficios que teremos e etc.
    tenho uma certa desconfiança a respeito da eficiencia do metodo que os russos empregam no desenvolvimento de aeronaves
    mas acredito sim que pode ser uma boa oportunidade para o Brasil,
    temos sim que concluir o FX2 e fazer a aquisição destes 36
    novos vetores.

    saudações

  265. welington 8 de abril de 2009 at 0:57 #

    1. Mauro em 08 abr, 2009 às 0:40
    O RCS do SU-35 é menor que o do Rafale?….rs Ok então….rs.
    Me aponte uma empresa aéra que ficou na dúvida entre um E-Jet da Embraer e outra opção da Boeing ou da AIRBUS para as mesmas rotas. Apenas UMA empresa!!!!
    Vc às vezes me passa a impressão que possui algum disturbio….é sério. Nunca via alguém que tenta defender o indefensável. Parece que acha que assumir um erro diminui um homem, quando ao contrário, apenas mostra firmeza de caráter
    Um abraço
    Mauro estou aguardando a resposta!
    Onde disse que o RCS do SU-35 BM é menor que o do Rafale? Disse que os Russos estão mais aançados em redução de RCS, não que é menor deve ser o mesmo caso do custo de voo com o custo de operação, essa foi de mais, Mauro devo ter ums 500 comentarios onde sempre explico a mesma coisa sobre custio de operação de um vetor e custo de operações, custo de hora de voo e voçe me vem com esta,.
    VARIG.
    Vc às vezes me passa a impressão que possui algum disturbio….é sério.
    Novamente reitero não vou ficar estressado com suas ofensas.
    Mauro defender o indefensável?…

  266. welington 8 de abril de 2009 at 0:57 #

    1. Mauro em 08 abr, 2009 às 0:40
    O RCS do SU-35 é menor que o do Rafale?….rs Ok então….rs.
    Me aponte uma empresa aéra que ficou na dúvida entre um E-Jet da Embraer e outra opção da Boeing ou da AIRBUS para as mesmas rotas. Apenas UMA empresa!!!!
    Vc às vezes me passa a impressão que possui algum disturbio….é sério. Nunca via alguém que tenta defender o indefensável. Parece que acha que assumir um erro diminui um homem, quando ao contrário, apenas mostra firmeza de caráter
    Um abraço
    Mauro estou aguardando a resposta!
    Onde disse que o RCS do SU-35 BM é menor que o do Rafale? Disse que os Russos estão mais aançados em redução de RCS, não que é menor deve ser o mesmo caso do custo de voo com o custo de operação, essa foi de mais, Mauro devo ter ums 500 comentarios onde sempre explico a mesma coisa sobre custio de operação de um vetor e custo de operações, custo de hora de voo e voçe me vem com esta,.
    VARIG.
    Vc às vezes me passa a impressão que possui algum disturbio….é sério.
    Novamente reitero não vou ficar estressado com suas ofensas.
    Mauro defender o indefensável?…

  267. welington 8 de abril de 2009 at 0:58 #

    Mauro vá nos nossos comentários antigos copie e cole aqui!
    Ai você me responde na Hora.

  268. welington 8 de abril de 2009 at 0:58 #

    Mauro vá nos nossos comentários antigos copie e cole aqui!
    Ai você me responde na Hora.

  269. Wladimir 8 de abril de 2009 at 0:59 #

    A Boeing não conseguiu ser um concorrente da EMBRAER porque seu 737-600 foi um fracasso. A AIRBUS é indiretamente um concorrente da EMBRAER com o seu A318, mas apenas indiretamente, pois o foco da empresa européia é o mercado de médio/grande porte/capacidade. O Su-35BM realmente promete ser um dos maiores vetores, superando até mesmo o EF-2000, mas por enquanto é apenas uma promeça. Seu radar (AESA) não esta pronto, suas turbinas definitivas não estão prontas e seus sistemas embarcados, na sua maioria, também não estão. Portanto, ele é apenas uma promeça.

    F-22 > RAFALE > Su-30MK > Su-27 > F-15C… Su35BM = ?

    Abraço!

  270. Wladimir 8 de abril de 2009 at 0:59 #

    A Boeing não conseguiu ser um concorrente da EMBRAER porque seu 737-600 foi um fracasso. A AIRBUS é indiretamente um concorrente da EMBRAER com o seu A318, mas apenas indiretamente, pois o foco da empresa européia é o mercado de médio/grande porte/capacidade. O Su-35BM realmente promete ser um dos maiores vetores, superando até mesmo o EF-2000, mas por enquanto é apenas uma promeça. Seu radar (AESA) não esta pronto, suas turbinas definitivas não estão prontas e seus sistemas embarcados, na sua maioria, também não estão. Portanto, ele é apenas uma promeça.

    F-22 > RAFALE > Su-30MK > Su-27 > F-15C… Su35BM = ?

    Abraço!

  271. welington 8 de abril de 2009 at 1:14 #

    Wladimir concordo com a primeira parte do seu comentário, mas na segunda parte sobre o radar(AESA) já esta pronto sim a “muitos” anos o motor concordo este esta sendo incorporado no 903 já os sistemas embarcados estão prontos, o SU-35 BM utiliza hardware de alto desempenho com alta capacidade de fusão de dados compatível co o desempenho das aeronaves de 5º geração, esta foi tecnologia baseada no hardware desenvolvido para o PAK FA que esta em desenvolvimento desde o final da década de 80 e esta com varias tecnologias prontas.
    O SU-35 BM é o 2º melhor vetor de combate do mundo, ele possui os menores custos em operações de médio e longo alcance, é um vetor pesado de alto desempenho ao nível do F-22 e F-15, seu valor de aquisição é um dos mensures principalmente se for levado em conta que o mesmo é um vetor pesado de alto desempenho, não entendo porque muitos não aceitam que um vetor Russo seja superior aos ocidentais em combate com exceção do F-22 que é de geração diferente, é muita dor de cotovelo mesmo.
    Ainda bem que não perdi meu tempo, pois mudei a mentalidade sobre os vetores Russos em varias pessoas então não foi em vão, Mauro tenho o compromisso com a verdade os que ficam cegos por preconceitos e preferências não mudam mesmo com as provas a sua frente, mas tudo bem ainda bem que existem pessoas sensatas com visão de futuro e que pensão no melhor para o país e não somente em seus próprios gostos.
    Um abraço a todos.

  272. welington 8 de abril de 2009 at 1:14 #

    Wladimir concordo com a primeira parte do seu comentário, mas na segunda parte sobre o radar(AESA) já esta pronto sim a “muitos” anos o motor concordo este esta sendo incorporado no 903 já os sistemas embarcados estão prontos, o SU-35 BM utiliza hardware de alto desempenho com alta capacidade de fusão de dados compatível co o desempenho das aeronaves de 5º geração, esta foi tecnologia baseada no hardware desenvolvido para o PAK FA que esta em desenvolvimento desde o final da década de 80 e esta com varias tecnologias prontas.
    O SU-35 BM é o 2º melhor vetor de combate do mundo, ele possui os menores custos em operações de médio e longo alcance, é um vetor pesado de alto desempenho ao nível do F-22 e F-15, seu valor de aquisição é um dos mensures principalmente se for levado em conta que o mesmo é um vetor pesado de alto desempenho, não entendo porque muitos não aceitam que um vetor Russo seja superior aos ocidentais em combate com exceção do F-22 que é de geração diferente, é muita dor de cotovelo mesmo.
    Ainda bem que não perdi meu tempo, pois mudei a mentalidade sobre os vetores Russos em varias pessoas então não foi em vão, Mauro tenho o compromisso com a verdade os que ficam cegos por preconceitos e preferências não mudam mesmo com as provas a sua frente, mas tudo bem ainda bem que existem pessoas sensatas com visão de futuro e que pensão no melhor para o país e não somente em seus próprios gostos.
    Um abraço a todos.

  273. welington 8 de abril de 2009 at 1:15 #

    F-22, SU-35 BM, F-35 ,(F-15 SE)?, Typhoon, Rafale…

  274. welington 8 de abril de 2009 at 1:15 #

    F-22, SU-35 BM, F-35 ,(F-15 SE)?, Typhoon, Rafale…

  275. welington 8 de abril de 2009 at 1:19 #

    Só uma observação dependendo do radar, IRST e hardware a ser utilizado pelo F-15 SE, seu RCS e motorização este será superior ao F-35 e de acordo com suas capacidades poderá ser superior ao SU-35 BM.
    O F-15 SE provavelmente será um sucesso de vendas, pelas declarações Americanas o programa F-22 se encerara com 187 unidades, desta forma o F-15 SE será um sucesso, mas com a chegada do PAK FA com certeza um similar do F-22 será comercializado.
    Um abraço a todos.

  276. welington 8 de abril de 2009 at 1:19 #

    Só uma observação dependendo do radar, IRST e hardware a ser utilizado pelo F-15 SE, seu RCS e motorização este será superior ao F-35 e de acordo com suas capacidades poderá ser superior ao SU-35 BM.
    O F-15 SE provavelmente será um sucesso de vendas, pelas declarações Americanas o programa F-22 se encerara com 187 unidades, desta forma o F-15 SE será um sucesso, mas com a chegada do PAK FA com certeza um similar do F-22 será comercializado.
    Um abraço a todos.

  277. kaleu 8 de abril de 2009 at 2:00 #

    Caro Amigo Welington,

    Não quero entrar na tua briga com o Mauro, mesmo porque já desisti de falar contigo sobre essa “nave espacial” klingon que vc acredita que é o SU-35BM.

    Afinal, um homem tem que saber a hora de parar… então parei !

    Porém, no meu último comentário, citei as palavras da imprensa Russa… então não sou eu que to louco… é o RIA Novosti !

    Amigo… eu não queria te dar essa noticia assim de supetão… tão de-repente…. mas não tenho alternativa… vou te dizer… o PAK-FA simplesmente não existe…. a única forma dele “fazer frente” ao F-22 é em “desenho animado”… cartoon, sabe?…. pq ele ainda não saiu da prancheta…. e os nosso queridos Russos ainda não dominam a tecno stealth… o motor AL-41F tbm não existe… é projeto… e ainda tenho uma última notícia… vou falar só pra vc… que fique entre nós… “os russos ainda não dominam a tecno do radar AESA…”

    Espero que não esteja em choque !

    abraço
    Kaleu

  278. kaleu 8 de abril de 2009 at 2:00 #

    Caro Amigo Welington,

    Não quero entrar na tua briga com o Mauro, mesmo porque já desisti de falar contigo sobre essa “nave espacial” klingon que vc acredita que é o SU-35BM.

    Afinal, um homem tem que saber a hora de parar… então parei !

    Porém, no meu último comentário, citei as palavras da imprensa Russa… então não sou eu que to louco… é o RIA Novosti !

    Amigo… eu não queria te dar essa noticia assim de supetão… tão de-repente…. mas não tenho alternativa… vou te dizer… o PAK-FA simplesmente não existe…. a única forma dele “fazer frente” ao F-22 é em “desenho animado”… cartoon, sabe?…. pq ele ainda não saiu da prancheta…. e os nosso queridos Russos ainda não dominam a tecno stealth… o motor AL-41F tbm não existe… é projeto… e ainda tenho uma última notícia… vou falar só pra vc… que fique entre nós… “os russos ainda não dominam a tecno do radar AESA…”

    Espero que não esteja em choque !

    abraço
    Kaleu

  279. Hornet 8 de abril de 2009 at 3:29 #

    Bem, eu estava discutindo os Borgs, a Rainha Borg, o FHC e demais coisas do outro mundo…mas esqueci de fazer uma coisa que quase sempre faço antes de comentar algo relativo ao FX2 (e afins): pesquisar o assunto da notícia.

    Só agora eu tive tempo para isso. Achei, no mesmo Ria Novosti, só que na versão em inglês da matéria, algo muito interessante:

    “MOSCOW, April 7 (RIA Novosti) – Russia may allow Brazil to produce its fifth-generation fighters under a license in the future, a senior Russian government official said in an interview with RIA Novosti.

    “We are discussing with the well-known Brazilian company Embraer the transfer of technology and the construction of facilities for the future licensed production of the aircraft, including the fifth-generation fighter,” said Alexander Fomin, deputy director of the Federal Service on Military-Technical Cooperation.

    Russia’s advanced multirole fighter is being developed by the Sukhoi aircraft maker, part of Russia’s United Aircraft Corporation (UAC), along with India’s Hindustan Aeronautics Limited (HAL), under a preliminary intergovernmental agreement signed in October 2007.

    Last November, Russia and Brazil signed a series of agreements on military technology cooperation which emphasize the protection of intellectual property rights and technology secrets.

    The agreements will facilitate the transfer of technology and the licensed production of the Russian aircraft in Brazil if Moscow decides to sign a contract with the South American country.

    Meanwhile, Russia’s Su-35 jet fighter is participating in an ongoing tender for the delivery of over 100 fighters to the Brazilian Air Force.

    “We are actively participating in the Brazilian tender, which has been reopened. It involves over 100 fighter planes. Russia has made a bid in the tender with its Su-35 multirole fighter. The tender has stiff requirements, involving not only the sale, but also the transfer of technology. It is a key condition of the deal and Russia is ready to satisfy it,” Fomin said.

    Brazil wants a multirole fighter to protect its national airspace as well as to keep track of smugglers in the Amazon basin and guard the country’s offshore oil rigs. However, it also wants the multi-billion dollar contract to reenergize the domestic defense industry through home-grown production and as much technology transfer as can be afforded.”

    http://en.rian.ru/russia/20090407/120955182.html

    A versão em inglês diz mais ou menos o seguinte, que os russos estão conversando com a Embraer etc.etc.etc….e que ESTÃO PARTICIPANDO ATIVAMENTE DO FX2, QUE FOI REABERTO, COM O SU-35…e que a transferência de tecnologia imposta pelo FX2 é uma condição fundamental para a transação e a RUSSIA ESTÁ PRONTA PARA SATISFAZER ISTO. Esta ultima parte está ausente na versão em português.

    Enfim…O que os colegas acham disso tudo?

    Eu acho que tem algo de podre no reino da Dinamarca, que a notícia visa criar um factóide, até porque não achei esta notícia em mais nenhum lugar, só no Ria Novosti. Estranho, não?!!!

    abraços a todos

  280. Hornet 8 de abril de 2009 at 3:29 #

    Bem, eu estava discutindo os Borgs, a Rainha Borg, o FHC e demais coisas do outro mundo…mas esqueci de fazer uma coisa que quase sempre faço antes de comentar algo relativo ao FX2 (e afins): pesquisar o assunto da notícia.

    Só agora eu tive tempo para isso. Achei, no mesmo Ria Novosti, só que na versão em inglês da matéria, algo muito interessante:

    “MOSCOW, April 7 (RIA Novosti) – Russia may allow Brazil to produce its fifth-generation fighters under a license in the future, a senior Russian government official said in an interview with RIA Novosti.

    “We are discussing with the well-known Brazilian company Embraer the transfer of technology and the construction of facilities for the future licensed production of the aircraft, including the fifth-generation fighter,” said Alexander Fomin, deputy director of the Federal Service on Military-Technical Cooperation.

    Russia’s advanced multirole fighter is being developed by the Sukhoi aircraft maker, part of Russia’s United Aircraft Corporation (UAC), along with India’s Hindustan Aeronautics Limited (HAL), under a preliminary intergovernmental agreement signed in October 2007.

    Last November, Russia and Brazil signed a series of agreements on military technology cooperation which emphasize the protection of intellectual property rights and technology secrets.

    The agreements will facilitate the transfer of technology and the licensed production of the Russian aircraft in Brazil if Moscow decides to sign a contract with the South American country.

    Meanwhile, Russia’s Su-35 jet fighter is participating in an ongoing tender for the delivery of over 100 fighters to the Brazilian Air Force.

    “We are actively participating in the Brazilian tender, which has been reopened. It involves over 100 fighter planes. Russia has made a bid in the tender with its Su-35 multirole fighter. The tender has stiff requirements, involving not only the sale, but also the transfer of technology. It is a key condition of the deal and Russia is ready to satisfy it,” Fomin said.

    Brazil wants a multirole fighter to protect its national airspace as well as to keep track of smugglers in the Amazon basin and guard the country’s offshore oil rigs. However, it also wants the multi-billion dollar contract to reenergize the domestic defense industry through home-grown production and as much technology transfer as can be afforded.”

    http://en.rian.ru/russia/20090407/120955182.html

    A versão em inglês diz mais ou menos o seguinte, que os russos estão conversando com a Embraer etc.etc.etc….e que ESTÃO PARTICIPANDO ATIVAMENTE DO FX2, QUE FOI REABERTO, COM O SU-35…e que a transferência de tecnologia imposta pelo FX2 é uma condição fundamental para a transação e a RUSSIA ESTÁ PRONTA PARA SATISFAZER ISTO. Esta ultima parte está ausente na versão em português.

    Enfim…O que os colegas acham disso tudo?

    Eu acho que tem algo de podre no reino da Dinamarca, que a notícia visa criar um factóide, até porque não achei esta notícia em mais nenhum lugar, só no Ria Novosti. Estranho, não?!!!

    abraços a todos

  281. Hornet 8 de abril de 2009 at 3:59 #

    em tempo: vários colegas já apontaram para a possibilidade da notícia ser fake…só quis trazer mais alguns subsídios para a discussão.

    abraços a todos

    ps. O que eu escrevi, certamente, deve estar cheio de erros de português… peço perdão, clemência e misericórdia por isso. E que só tenho o maternal, então vcs têm que dar uma colher de chá pra mim, ok? Depois da “dura” que todos nós levamos vou pedir desculpas toda vez que escrever alguma coisa aqui. Ou então vou passar a escrever em inglês…ao menos assim não erro no português… Ah! E também não entendo nada de história do Brasil, já vou avisando desde já que é pra não levar outra “dura” depois…História do Brasil não é com o Hornet…Tô fora!…hehehe

  282. Hornet 8 de abril de 2009 at 3:59 #

    em tempo: vários colegas já apontaram para a possibilidade da notícia ser fake…só quis trazer mais alguns subsídios para a discussão.

    abraços a todos

    ps. O que eu escrevi, certamente, deve estar cheio de erros de português… peço perdão, clemência e misericórdia por isso. E que só tenho o maternal, então vcs têm que dar uma colher de chá pra mim, ok? Depois da “dura” que todos nós levamos vou pedir desculpas toda vez que escrever alguma coisa aqui. Ou então vou passar a escrever em inglês…ao menos assim não erro no português… Ah! E também não entendo nada de história do Brasil, já vou avisando desde já que é pra não levar outra “dura” depois…História do Brasil não é com o Hornet…Tô fora!…hehehe

  283. Hornet 8 de abril de 2009 at 5:09 #

    E o acordo seria tão unilateral (o amigo Kaleu até já havia destacado este ponto, 5 mil comentários acima, a partir da versão em português), que relendo o texto (na versão em inglês) eu prestei atenção nesta parte:

    “The agreements will facilitate the transfer of technology and the licensed production of the Russian aircraft in Brazil if Moscow decides to sign a contract with the South American country.”

    “If Moscow decides to sign”…ou seja, a decisão do acordo cabe a Moscou e só a Moscou!!! Nós faríamos um acordo de cooperação em que só a Rússia decide se assina ou não!!! Interessante. Belo acordo entre duas partes!

    Se por um acaso esta notícia teve a intenção de mostrar boa vontade para o MD e para a FAB, devo reconhecer que fizeram um trabalho brilhante neste quesito. A SAAB, a Boeing e a Dassault devem estar rachando o bico de rir até agora.

    É a tal história, os russos têm um inegável desenvolvimento tecnológico na área militar, coisa que muitos países europeus de ponta (tipo Inglaterra, Alemanha, França, Suécia, Holanda etc.) não têm. Eles criaram isto durante o período da URSS e ainda são muito bons nesta parte, até hoje. Mas na hora de fazer negócio com outros países…ô dureza!

    Não sei se é ingenuidade dos caras, se é prepotência, ou se é falta de habilidade em tratar destes assuntos (defesa) com países que não estavam na antiga esfera de influência da (mais antiga ainda) URSS, como é o caso do Brasil…ou sei lá…mas alguma coisa acontece com esses caras que, mesmo tentando agradar, pisam feio no tomate.

    Imaginem os EUA, a Suécia ou a França, interessados do jeito que estão em fazer o negócio com o Brasil, escrevendo uma coisa dessas na imprensa? Não fazem isso de jeito nenhum…e não se trata de dissimulação destes países e “franqueza” do lado russo. Não tem nada que ver com isso. Na minha opinião é pura falta de jeito mesmo. É mais ou menos como um rinoceronte andando numa loja de cristais.

    Mas um dia eles terão que mudar este jeito “rinocerontesco” de ser, e certamente isso ocorrerá, na medida em que aos trancos e barrancos forem negociando uma meia dúzia de helis aqui, outra meia dúzia de caças ali…este contato com um mercado novo, para os russos, será muito benéfico para eles mesmos…enfim…

    abraços a todos

  284. Hornet 8 de abril de 2009 at 5:09 #

    E o acordo seria tão unilateral (o amigo Kaleu até já havia destacado este ponto, 5 mil comentários acima, a partir da versão em português), que relendo o texto (na versão em inglês) eu prestei atenção nesta parte:

    “The agreements will facilitate the transfer of technology and the licensed production of the Russian aircraft in Brazil if Moscow decides to sign a contract with the South American country.”

    “If Moscow decides to sign”…ou seja, a decisão do acordo cabe a Moscou e só a Moscou!!! Nós faríamos um acordo de cooperação em que só a Rússia decide se assina ou não!!! Interessante. Belo acordo entre duas partes!

    Se por um acaso esta notícia teve a intenção de mostrar boa vontade para o MD e para a FAB, devo reconhecer que fizeram um trabalho brilhante neste quesito. A SAAB, a Boeing e a Dassault devem estar rachando o bico de rir até agora.

    É a tal história, os russos têm um inegável desenvolvimento tecnológico na área militar, coisa que muitos países europeus de ponta (tipo Inglaterra, Alemanha, França, Suécia, Holanda etc.) não têm. Eles criaram isto durante o período da URSS e ainda são muito bons nesta parte, até hoje. Mas na hora de fazer negócio com outros países…ô dureza!

    Não sei se é ingenuidade dos caras, se é prepotência, ou se é falta de habilidade em tratar destes assuntos (defesa) com países que não estavam na antiga esfera de influência da (mais antiga ainda) URSS, como é o caso do Brasil…ou sei lá…mas alguma coisa acontece com esses caras que, mesmo tentando agradar, pisam feio no tomate.

    Imaginem os EUA, a Suécia ou a França, interessados do jeito que estão em fazer o negócio com o Brasil, escrevendo uma coisa dessas na imprensa? Não fazem isso de jeito nenhum…e não se trata de dissimulação destes países e “franqueza” do lado russo. Não tem nada que ver com isso. Na minha opinião é pura falta de jeito mesmo. É mais ou menos como um rinoceronte andando numa loja de cristais.

    Mas um dia eles terão que mudar este jeito “rinocerontesco” de ser, e certamente isso ocorrerá, na medida em que aos trancos e barrancos forem negociando uma meia dúzia de helis aqui, outra meia dúzia de caças ali…este contato com um mercado novo, para os russos, será muito benéfico para eles mesmos…enfim…

    abraços a todos

  285. Hornet 8 de abril de 2009 at 5:20 #

    ops!…”coisa que muitos países europeus…” = com coisas (com tecnologias) que muitos países europeus…

  286. Hornet 8 de abril de 2009 at 5:20 #

    ops!…”coisa que muitos países europeus…” = com coisas (com tecnologias) que muitos países europeus…

  287. Lecen 8 de abril de 2009 at 8:01 #

    MARCOS:

    Fiz um resumo histórico, e não apologia ao período monárquico. O Império do Brasil era de fato o país mais estável das Américas após os EUA, assim como era considerdo a segunda maior potência da região. Era também um dos mais ricos do mundo (na época, o Japão e Alemanha ainda estavam engatinhando, e Suécia, Dinamarca e Noruega eram países agrários e atrasados). Qualquer historiador sério concorda que foi a República Velha que atrasou o Brasil, e não o Império. E mais: se você acha que o Brasil se resumia a café, está enganado.

    Dê uma lida em:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Economy_of_the_Empire_of_Brazil

    ————————————————————–

    BOSCO:

    Minha crítica aos erros gramaticais não foram direcionados a todos de maneira indiscriminada. Eu escrevi que muitos (e é verdade) pecam na gramática de maneira gratuita. Obviamente é comum errarmos quando digitamos rápido, pois não estamos fazendo um relatório ou uma monografia científica. Mas boa parte dos casos não se tratam disso.

    Contudo, meu real objetivo é apenas de alguma maneira alertar a essas mesmas pessoas, e não agredí-las ou humilhá-las (se não eu teria dado nomes aos bois, não concorda?).

    Quanto ao FHC, eu nunca disse que não se poderia comentar ou criticar a sua pessoa ou o seu Governo presidencial, entretanto, a esmagadora maior parte das pessoas aqui o criticavam de maneira extremamente injusta (desconhecendo a história como ela aconteceu) ao mesmo tempo em que acreditam sinceramente que o Lula “transformou” o país.

    Vamos dar a César o que é de César.

    —————————————————————–

    ROBERTO CR:

    É óbvio, como eu disse anteriormente, que é comum palavra sairem erradas ao digitar errado. Acho que você deveria supor que eu sei que o correto é “moeda” e não “moerda”, não é?

    Precatórios estes criados pela Constituição de 1988 para possibilitar o pagamento da dívida pública. Os Precatórios estão corretos, o que não é certo é a maneira como são pagos (ou melhor, o tempo que se demora para pagá-los). Enfim, não foram uma criação de FHC, ele apenas utilizou de um meio perfeitamente legal e constitucional utilizado pelo Estado brasileiro.

    O Brasil não quebrou na década de 1990. Ou eu e você temos conceitos diferentes de “quebrar”. Pedir empréstimos para sobreviver com mais folga a uma crise internacional, ainda mais quando o país tem uma economia frágil que há pouco foi estabilizada, não é nada ruim, pelo contrário, trata-se de bom senso.

    —————————————————————–

    WAR:

    Obrigado pelo elogio. Minha intenção não foi defender o FHC, mas apens ser justo como o homem. Qualquer pessoa que visite esses blogs do Poder (aéreo, terrestre e naval) já devem ter percebido que todos adoram agredir o governo FHC (chegando ao ponto de colocarem nele a culpa de ter cancelado o FX-1!!!!!).

    Mas eu votei primeiro no Serra (minha primeira eleição!), pois eu o considero um homem competente e na segunda no Alckimin (pelos mesmos motivos). Mas no dia em que um Partido defender a diminuição de impostos, a privatização de TODAS as estatais, Estado mínimo, fim das regalias do funcionalismo público, etc… ou seja, uma política de direita e LIBERAL, aí sim, meus amigos, o Brasil irá pra frente.

    ——————————————————————

    JMRC:

    Assino embaixo.

    ——————————————————————

    MARCELOS BASTOS:

    Acho que você não entendeu a questão aqui. Não estamos comparando os dois governos (FHC e Lula). Não trata-se de uma discussão PSDB x PT. Mas sim de deixar claro quem fez o que.

    Mas eu poderia escrever uma boa resposta para o seu comentário…

    ——————————————————————–

  288. Lecen 8 de abril de 2009 at 8:01 #

    MARCOS:

    Fiz um resumo histórico, e não apologia ao período monárquico. O Império do Brasil era de fato o país mais estável das Américas após os EUA, assim como era considerdo a segunda maior potência da região. Era também um dos mais ricos do mundo (na época, o Japão e Alemanha ainda estavam engatinhando, e Suécia, Dinamarca e Noruega eram países agrários e atrasados). Qualquer historiador sério concorda que foi a República Velha que atrasou o Brasil, e não o Império. E mais: se você acha que o Brasil se resumia a café, está enganado.

    Dê uma lida em:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Economy_of_the_Empire_of_Brazil

    ————————————————————–

    BOSCO:

    Minha crítica aos erros gramaticais não foram direcionados a todos de maneira indiscriminada. Eu escrevi que muitos (e é verdade) pecam na gramática de maneira gratuita. Obviamente é comum errarmos quando digitamos rápido, pois não estamos fazendo um relatório ou uma monografia científica. Mas boa parte dos casos não se tratam disso.

    Contudo, meu real objetivo é apenas de alguma maneira alertar a essas mesmas pessoas, e não agredí-las ou humilhá-las (se não eu teria dado nomes aos bois, não concorda?).

    Quanto ao FHC, eu nunca disse que não se poderia comentar ou criticar a sua pessoa ou o seu Governo presidencial, entretanto, a esmagadora maior parte das pessoas aqui o criticavam de maneira extremamente injusta (desconhecendo a história como ela aconteceu) ao mesmo tempo em que acreditam sinceramente que o Lula “transformou” o país.

    Vamos dar a César o que é de César.

    —————————————————————–

    ROBERTO CR:

    É óbvio, como eu disse anteriormente, que é comum palavra sairem erradas ao digitar errado. Acho que você deveria supor que eu sei que o correto é “moeda” e não “moerda”, não é?

    Precatórios estes criados pela Constituição de 1988 para possibilitar o pagamento da dívida pública. Os Precatórios estão corretos, o que não é certo é a maneira como são pagos (ou melhor, o tempo que se demora para pagá-los). Enfim, não foram uma criação de FHC, ele apenas utilizou de um meio perfeitamente legal e constitucional utilizado pelo Estado brasileiro.

    O Brasil não quebrou na década de 1990. Ou eu e você temos conceitos diferentes de “quebrar”. Pedir empréstimos para sobreviver com mais folga a uma crise internacional, ainda mais quando o país tem uma economia frágil que há pouco foi estabilizada, não é nada ruim, pelo contrário, trata-se de bom senso.

    —————————————————————–

    WAR:

    Obrigado pelo elogio. Minha intenção não foi defender o FHC, mas apens ser justo como o homem. Qualquer pessoa que visite esses blogs do Poder (aéreo, terrestre e naval) já devem ter percebido que todos adoram agredir o governo FHC (chegando ao ponto de colocarem nele a culpa de ter cancelado o FX-1!!!!!).

    Mas eu votei primeiro no Serra (minha primeira eleição!), pois eu o considero um homem competente e na segunda no Alckimin (pelos mesmos motivos). Mas no dia em que um Partido defender a diminuição de impostos, a privatização de TODAS as estatais, Estado mínimo, fim das regalias do funcionalismo público, etc… ou seja, uma política de direita e LIBERAL, aí sim, meus amigos, o Brasil irá pra frente.

    ——————————————————————

    JMRC:

    Assino embaixo.

    ——————————————————————

    MARCELOS BASTOS:

    Acho que você não entendeu a questão aqui. Não estamos comparando os dois governos (FHC e Lula). Não trata-se de uma discussão PSDB x PT. Mas sim de deixar claro quem fez o que.

    Mas eu poderia escrever uma boa resposta para o seu comentário…

    ——————————————————————–

  289. Edilson 8 de abril de 2009 at 8:17 #

    Grande Hornet, na dinamarca eu não sei, talvez o bacalhau noroeguês… ou pelo menos o cheiro.
    mas a minha impressão é que o FX2 nada tem haver com esta “oferta” russa.
    explico o porque.
    quem ler atentamente o que a FAB exige como contrapartida para a aquisição do FX perceberá que a intenção da FAB e do MD é de adquirir tecnologias para empregar no futuro (2020-2030) caça de 5ª geração que pode ou não vir a ser um UCAV.
    portanto vencer o FX não garante a participação no desenvolvimento do 5G se e quando o brasil resolver desenvolvê-lo.
    o que acho que está por traz disso é que a Russia está se lançando, oferecendo antes de qualquer um, propondo a participação seja por parceria no desenvolvimento ou como simples fornecedor no projeto do PAK, do qual acreditem, o protótipo está sendo construido sim e deve voar em abril de 2010.
    Não se trata do Mig 1.42 nem do Berkut e sim do protótipo do PAK. a aviônica do PAK está sendo desenvolvida e testada no Su-35 que vai entrar em operação na força aéra russa já em 2012 segundo as agências de notícias, seus sistemas serão desenvolvidos ao longo dos anos a versão final, desenvolvida para o PAK só estará disponível em 2018, até lá os primeiros PAK compartilharão dos mesmos sistemas do Su-35.
    não motivo para dar descretido nisso pois o estes programas se arrastam à 10 anos e não haviam sido praticados porque não havia $$$
    mas se alguém tem dúvida, paciência.
    à 10 anos também a Janes dizia que a industria aeroespacia russa iria desaparecer em 10 anos pois não haveriam interesse em adquirir o flanker e outras aeronaves da linha.
    isto foi inclusive publicado na revista segurança&defesa que fez estimativa para o futuro mercado mundial de caças.
    a revista previa ainda o colapso total da força aérea russa e o que vemos hoje é o renascimento desta.
    agora se querem comparar limões com abacaxi isto é outra estória, se é melhor, vais er melhor que A ou B não entra no mérito da questão.
    sei que o welington é um cabeça dura (desculpe meu amigo mas é verdade) e embora concorde com alguns pontos de vista dele, acho que ass vezes foge do bom senso, mas ele não é o único.
    muitos continuam achando que a russia parou em 1989, basta fazer uma rápida pesquisa nos últimoss 2 mêses em qualquer site de defesa na internt e verificar o número de assuntos referentes a russia e o seu rearmamento.
    quem acha que eles não tem capacidade está enganado, e mais, como na guerra fria eles continuam freneticamente assimilando (borgg sky, está é para o hornet) o que o ocidente anda fazendo, vide o conflito da geórgia do qual batendo em retirada o exército georgeano deixou para traz muito equipamento padrão otan, sem contar com os UAVs israelenses e seus sistemas.
    dos quais diga-se de passagem o próprio comandante da força aérea russa admitiu não possuir tecnologia semelhante e por isso incentiva a aquisição de produtos israelenses para este fim.
    baseado em que esta informações, engenharia reversa e espionagem dos aparatos capturados.
    Não para por ai, alguém disse que eles não ossuem capacidade de desenvolver um avião stealth por não dominar a tecnologia.
    meus caros isto não é segredo dessde a segunda guerra mundial, a diferença é o custo benefício.
    e só para ilustrar o SU-34 está sendo justamente empregado como bancada de testes para materiais radar absorvente.
    para finalizar só gostaria de destacar um ponto.
    até agora (2005) estes programas não vingaram não porque a russia não possui capacidade e sim porque não havia dinheiro para mantê-los, esta situação mudou, quem fizer uma pesquisa na internet verá que o governo russo disponibilizou aportes que poderão chegar a centenas debilhões de dólares na próxima década, se não me engano são 60 bi até 2013.
    a crise abalou, mas não matou a economia russa a qual atrazará mas não cessará as suas ambições.
    do contrário, as nações européias e os eua sofrerão uma considerável redução até 2015 a qual já pode ser sentida nos cortes aos programas militares por exemplo nos EUA.
    vejamos se os senhores tratarão o assunto com a mesma otica.

    quanto ao ceticismo cego de alguns, apenas gostaria de chamar a vossa atenção sobre o que andaram falando do KC-390, para muitos aqui não passava de um desenho e se resumiria a isto. reafirmo, vai voar e a cada dia está mais perto de se tornar real mesmo contra a má vontade de muitos, em breve quando estiver em operação na nossa como em outras forças aéreas, ninguém se lembrará do que falou…
    mas isto é normal, a cegueira e teimosia não são propriedades só do nosso colega wellington.
    grande abraço a todos

  290. Edilson 8 de abril de 2009 at 8:17 #

    Grande Hornet, na dinamarca eu não sei, talvez o bacalhau noroeguês… ou pelo menos o cheiro.
    mas a minha impressão é que o FX2 nada tem haver com esta “oferta” russa.
    explico o porque.
    quem ler atentamente o que a FAB exige como contrapartida para a aquisição do FX perceberá que a intenção da FAB e do MD é de adquirir tecnologias para empregar no futuro (2020-2030) caça de 5ª geração que pode ou não vir a ser um UCAV.
    portanto vencer o FX não garante a participação no desenvolvimento do 5G se e quando o brasil resolver desenvolvê-lo.
    o que acho que está por traz disso é que a Russia está se lançando, oferecendo antes de qualquer um, propondo a participação seja por parceria no desenvolvimento ou como simples fornecedor no projeto do PAK, do qual acreditem, o protótipo está sendo construido sim e deve voar em abril de 2010.
    Não se trata do Mig 1.42 nem do Berkut e sim do protótipo do PAK. a aviônica do PAK está sendo desenvolvida e testada no Su-35 que vai entrar em operação na força aéra russa já em 2012 segundo as agências de notícias, seus sistemas serão desenvolvidos ao longo dos anos a versão final, desenvolvida para o PAK só estará disponível em 2018, até lá os primeiros PAK compartilharão dos mesmos sistemas do Su-35.
    não motivo para dar descretido nisso pois o estes programas se arrastam à 10 anos e não haviam sido praticados porque não havia $$$
    mas se alguém tem dúvida, paciência.
    à 10 anos também a Janes dizia que a industria aeroespacia russa iria desaparecer em 10 anos pois não haveriam interesse em adquirir o flanker e outras aeronaves da linha.
    isto foi inclusive publicado na revista segurança&defesa que fez estimativa para o futuro mercado mundial de caças.
    a revista previa ainda o colapso total da força aérea russa e o que vemos hoje é o renascimento desta.
    agora se querem comparar limões com abacaxi isto é outra estória, se é melhor, vais er melhor que A ou B não entra no mérito da questão.
    sei que o welington é um cabeça dura (desculpe meu amigo mas é verdade) e embora concorde com alguns pontos de vista dele, acho que ass vezes foge do bom senso, mas ele não é o único.
    muitos continuam achando que a russia parou em 1989, basta fazer uma rápida pesquisa nos últimoss 2 mêses em qualquer site de defesa na internt e verificar o número de assuntos referentes a russia e o seu rearmamento.
    quem acha que eles não tem capacidade está enganado, e mais, como na guerra fria eles continuam freneticamente assimilando (borgg sky, está é para o hornet) o que o ocidente anda fazendo, vide o conflito da geórgia do qual batendo em retirada o exército georgeano deixou para traz muito equipamento padrão otan, sem contar com os UAVs israelenses e seus sistemas.
    dos quais diga-se de passagem o próprio comandante da força aérea russa admitiu não possuir tecnologia semelhante e por isso incentiva a aquisição de produtos israelenses para este fim.
    baseado em que esta informações, engenharia reversa e espionagem dos aparatos capturados.
    Não para por ai, alguém disse que eles não ossuem capacidade de desenvolver um avião stealth por não dominar a tecnologia.
    meus caros isto não é segredo dessde a segunda guerra mundial, a diferença é o custo benefício.
    e só para ilustrar o SU-34 está sendo justamente empregado como bancada de testes para materiais radar absorvente.
    para finalizar só gostaria de destacar um ponto.
    até agora (2005) estes programas não vingaram não porque a russia não possui capacidade e sim porque não havia dinheiro para mantê-los, esta situação mudou, quem fizer uma pesquisa na internet verá que o governo russo disponibilizou aportes que poderão chegar a centenas debilhões de dólares na próxima década, se não me engano são 60 bi até 2013.
    a crise abalou, mas não matou a economia russa a qual atrazará mas não cessará as suas ambições.
    do contrário, as nações européias e os eua sofrerão uma considerável redução até 2015 a qual já pode ser sentida nos cortes aos programas militares por exemplo nos EUA.
    vejamos se os senhores tratarão o assunto com a mesma otica.

    quanto ao ceticismo cego de alguns, apenas gostaria de chamar a vossa atenção sobre o que andaram falando do KC-390, para muitos aqui não passava de um desenho e se resumiria a isto. reafirmo, vai voar e a cada dia está mais perto de se tornar real mesmo contra a má vontade de muitos, em breve quando estiver em operação na nossa como em outras forças aéreas, ninguém se lembrará do que falou…
    mas isto é normal, a cegueira e teimosia não são propriedades só do nosso colega wellington.
    grande abraço a todos

  291. Fernando Gonzales 8 de abril de 2009 at 9:32 #

    Eu sei quer dói muito. É chato ver um zé ninguem fazer um governo muito superior ao do sociologo fhc(com letra minuscula é claro). Podem dizer as besteira que quizerem. Estes tucanólogos e DEMoniólogos, não enxergam um palmo na frente do nariz, é lavagem cerebral total.Como diz Ciro Gomes o fhc não é ninguem, não ta nem aí pra ninguem e nem pro Brasil(conforme CIRO). O Serra consegue ser pior, nem mesmo fhc queria ele por perto, Itamar Franco não quer ver o Serra nem pintado(conforme Ciro).Tucano só mesmo enjaulado…kakaka…é isso aí Hornet, mandou bem, deixa eles os derrotados falarem, é lavagem cerebral. Vejam a entrevista que o Ciro Gomes deu a um jornalista da RedeTV e da famigerada folha, mostra bem quem é a dupla fhc e serra. O resto é besteira de quem sofreu lavagem cerebral.
    Quanto a participação da Embraer no caça de 5ª categoria, digo 5ª geração, só vendo pra crer, acho que o “sapo barbudo” (apelido carinhoso do nosso honrrado presidente)não vai concretizar grandes feitos militares neste governo, o pior foi arrumar a economia que o fhc, mais conhecido como fhc o pequeno, estragou e esculhambou.

  292. Fernando Gonzales 8 de abril de 2009 at 9:32 #

    Eu sei quer dói muito. É chato ver um zé ninguem fazer um governo muito superior ao do sociologo fhc(com letra minuscula é claro). Podem dizer as besteira que quizerem. Estes tucanólogos e DEMoniólogos, não enxergam um palmo na frente do nariz, é lavagem cerebral total.Como diz Ciro Gomes o fhc não é ninguem, não ta nem aí pra ninguem e nem pro Brasil(conforme CIRO). O Serra consegue ser pior, nem mesmo fhc queria ele por perto, Itamar Franco não quer ver o Serra nem pintado(conforme Ciro).Tucano só mesmo enjaulado…kakaka…é isso aí Hornet, mandou bem, deixa eles os derrotados falarem, é lavagem cerebral. Vejam a entrevista que o Ciro Gomes deu a um jornalista da RedeTV e da famigerada folha, mostra bem quem é a dupla fhc e serra. O resto é besteira de quem sofreu lavagem cerebral.
    Quanto a participação da Embraer no caça de 5ª categoria, digo 5ª geração, só vendo pra crer, acho que o “sapo barbudo” (apelido carinhoso do nosso honrrado presidente)não vai concretizar grandes feitos militares neste governo, o pior foi arrumar a economia que o fhc, mais conhecido como fhc o pequeno, estragou e esculhambou.

  293. Fernando Gonzales 8 de abril de 2009 at 9:40 #

    Não esqueçam que o Ministério público ta na cola do tucano fhc, o pequeno, as privatizações vão dar o que falar em 2010, ta na hora da vingança, a maior roubalheira do século( conforme CIRO GOMES). Espero que o MP investigue tudo pra tirar as ratazanas tucanas e DEMoniacas do buraco, eles vão ter de explicar por que e onde foi parar a ninharia da “vendas”das empresas brasileiras( venderam ou deram a preço de banana). Os dois maiores escandalos da Republica, abafado pela mídia, a dos ANÕES e das PRIVATIZAÇÕES, fizeram uma estrago maior no país do que a ditabranda ou ditadura.Ta na hora do Pau neles.O BIXO vai pegar em 2010.

  294. Fernando Gonzales 8 de abril de 2009 at 9:40 #

    Não esqueçam que o Ministério público ta na cola do tucano fhc, o pequeno, as privatizações vão dar o que falar em 2010, ta na hora da vingança, a maior roubalheira do século( conforme CIRO GOMES). Espero que o MP investigue tudo pra tirar as ratazanas tucanas e DEMoniacas do buraco, eles vão ter de explicar por que e onde foi parar a ninharia da “vendas”das empresas brasileiras( venderam ou deram a preço de banana). Os dois maiores escandalos da Republica, abafado pela mídia, a dos ANÕES e das PRIVATIZAÇÕES, fizeram uma estrago maior no país do que a ditabranda ou ditadura.Ta na hora do Pau neles.O BIXO vai pegar em 2010.

  295. Zorann 8 de abril de 2009 at 10:09 #

    que pena
    misturar politica com defesa

  296. Zorann 8 de abril de 2009 at 10:09 #

    que pena
    misturar politica com defesa

  297. Lecen 8 de abril de 2009 at 10:24 #

    Meu Deus… a maneira como ele fala do Ciro “o Coronel” Gomes, até parece se tratar de um guru da política.

    Não é ele o fiél aliado do Tasso Jereissati, que é do PSDB e aliado do FHC?

    Oh… política… política.

    E quanto a teoria de “roubalheira” das privatizações: “uaaahhh…” (bocejo)

    Mas enfim, voltando ao mundo teórico e hipotético do super-maravilhoso-fatástico-destruidor-fenomenal PAK FA…

  298. Lecen 8 de abril de 2009 at 10:24 #

    Meu Deus… a maneira como ele fala do Ciro “o Coronel” Gomes, até parece se tratar de um guru da política.

    Não é ele o fiél aliado do Tasso Jereissati, que é do PSDB e aliado do FHC?

    Oh… política… política.

    E quanto a teoria de “roubalheira” das privatizações: “uaaahhh…” (bocejo)

    Mas enfim, voltando ao mundo teórico e hipotético do super-maravilhoso-fatástico-destruidor-fenomenal PAK FA…

  299. welington 8 de abril de 2009 at 11:02 #

    Kaleu amigão sabes que tenho o maior respeito pela vossa pessoa, mas há alguns equívocos, Kaleu o PAK FA não existe mesmo por este motivo seria perfeito o Brasil entrar neste programa, o que existe são as tecnologias para o mesmo bem como radar Tikhomirov NIIP SH-121 (AESA) que deriva do Tikhomirov NIIP Irbis-E (N035E), ele é o mesmo radar com “uma” antena AESA, ele possui o mesmo gerador de potencia de 20 kilowwats, o mesmo alcance ex: 400km para alvos com RCS de 3,2m2, seu IRST será baseado no OLS-35, seu hardware já esta sendo desenvolvido a anos, o SU-35 BM utiliza as tecnologias desenvolvidas para o mesmo que continuarão a ser aperfeiçoadas com as novas tecnologias a surgirem, os materiais a serem utilizados em sua construção que utilizará mais materiais compostos que o F-22, a face do motor, foi coberta com Ram magnético e as paredes das entradas de ar também receberam este material, os motores(Palhetas e partes internas) e exaustores receberam materiais não refletores de ondas eletromagnéticas como cerâmicas especiais absorventes ( Só para citar exemplos de utilização de materiais RAM absorventes desenvolvidos pelo ITAE (instituto da academia Russa de ciências de Moscou), Recentemente, os indianos conseguiram reduzir o rcs de seus Migs 21 bison (sem armas) de 2,2m2 para 0,18m2 , com a aplicação de ram absorvente e Ram magnético, fornecido pelos russos. Um fator -15. O Su-30MKI, os Su-30MKK chineses e os Sukhois russos estão utilizando este material fornecido Pelo ITAE , a muito tempo . O Itae (um instituto da academia Russa de ciências de Moscou) tem O ITAE tem desenvolvido materiais e técnicas que propiciam uma redução muito significativa no RCS de seus caças; Por exemplo o Mig-29 SMT que tem um rcs de 3,5m2 (sem armas) tem um rcs de 1,0m2 se tratado com o material ram russo. O Itae, conseguiu também reduzir o RCS do Su-35 (6m2) para 0,6-M2,no quadrante frontal.), o canopy foi tratado com material metálico e anti reflexivo. A Antena foi mudada de posição e tratada com material Ram, e o radome recebeu cobertura seletiva, que altera a condutividade. Quanto a redução da assinatura IR, os russos tem um ótimo conhecimento adquirido durante a guerra no Afeganistão. Devido ao uso de mísseis mampads,norte americanos como o Red Eye e o míssil Stinger, houve uma mudança nas táticas soviéticas de combate que foi a utilização de abafadores de calor emitido pelas turbinas dos helicópteros em combate, reorientação do escape de gases quentes, entre outras medidas, como limitação do uso de pc, vôo em altitude para mascaramento do fluxo de calor da turbina, mas sabemos que a tecnologia mais eficiente é a tecnologia da forma, esta é conhecida pelos Russos desde 1966 quando um cientista Russo previu e descreveu a técnica de forma, como redutora de assinatura por radar utilizada hoje por aviões como o B-2 e o F-117, esta tecnologia “rudimentar” é uma tecnologia simples porem efetiva desenvolvida pelos Britânicos em 1941 com os primeiros estudos neste setor, e foi proposta para bombardeiros de longo alcance alemães em 1943 e 1944! Além de proposta por cientistas alemães no Gotha 229 na segunda guerra mundial, cujo desenho lembra muito o B-2 americano. Os Russos dominam a tecnologia da forma assim como os americanos, porem eles se desenvolveram em outros campos como de materiais compostos super resistentes para substituir a maior parte possível de materiais refletores de ondas eletromagnéticas, materiais RAM absorventes, materiais não refletores de ondas, dentre outras técnicas utilizadas para deixar uma aeronave stealth(Difícil de ser detectada), posso dizer com clareza que os Russos dominam sim e com grande excelência a tecnologia stealth, e pelas projeções o PAK FA será mais stealth que o F-22.
    É extremamente curioso, o fato de que muitos analistas ocidentais vivam dizendo que os russos estejam atrasados em tecnologia furtiva. Que esta tecnologia moderna e eficiente , é dominada pelos norte americanos. Esta data de 1941.
    Estas técnicas acima foram utilizadas no SU-35 BM e serão utilizadas no PAK FA, bem como outras possíveis técnicas não confirmadas como escudo de plasma, existem varias tecnologias que podem ser utilizadas no PAK FA.
    Sobre o radar AESA os Russos dominam esta tecnologia a anos e hoje ela é utilizada no MIG-35 Phazotron Zhuk-AE (AESA) e no SU-35 BM com o Zhuk-MSF(SOKOL) (AESA) é só o cliente pedir no caso do SU-35 BM, já no MIG-35 este só é equipado com radar AESA, Kaleu os Russos foram os primeiros a utilizar os radares de escaneio eletrônico em aeronaves, eles utilizam esta tecnologia desde o MIG-31 com o RP-31 “Zaslon”, a tecnologia AESA nada mais é que um radar PESA com vários transceptores em vez de vários receptores e só uma fonte emissora, ao contrario do que muitos pensam esta não é uma tecnologia absurda, eles só acoplarão uma antena emissora acoplada a uma antena receptora em um mesmo modulo desta forma o radar pode emitir em vários pontos ao mesmo tempo modificando constantemente a freqüência de cada transceptor, a única tecnologia inovadora neste radar foi a implementação de transceptores emissores com capacidade para enviar as ondas eletromagnéticas em diferentes pontos por polaridade magnética desta forma não necessitando basicamente de meios mecânicos para direcionar a antena, enganasse que esta é uma tecnologia de outro mundo.
    Sobre o motor o AL-41F, podemos dizer que ele existe sim, o AL-41F é um motor desenvolvido baseado no AL-31F que deu origem ao AL-41F, mas o motor a ser utilizado pelo APK FA é o AL-41F1A ele possui alguma diferenciações do AL-41F como o núcleo do programa AL-41F deriva do AL-31F, já o AL-41F1A tem um núcleo totalmente novo, outras diferenças são ventoinha 3% maior em diâmetro (932 milímetros versus 905 mm), nos sistemas de alta e baixa pressão, possui um sistema de controle digital do motor e provisão para vetorização do impulso dos bicos. O AL-41F1A é baseado no AL-41F que existe desde 1990, porem ele incorpora novas tecnologias como o novo núcleo, novos sistemas de baixa e alta pressão otimizados, e ventoinha 3% maior, este motor estará pronto para ser integrado ao PAK FA em 2015, o APK FA utilizara o AL-41F para efetuar todos os testes e vôos de pré produção até 2015, em 2015 o AL-41F1A será integrado e efetuara todos os teste de pré produção neste ano, em 2016 iniciasse a produção do caça em serie.
    Sobre o desenho do PAK FA é uma incógnita como era o programa do F-22, o PAK FA esta sendo desenvolvido desde o final da década de 80 ele já tem o seu desenho a anos e este com certeza vêem sendo aperfeiçoado com o passar dos anos. Estes desenhos são apenas projeções.
    Eu sigo os cronogramas, sempre afirmei que o SU-35 BM teria seus vôos de pré produção em 2008, mas iria ser produzido em serie ou no final de 2010 ou no inicio de 2011 é é o que vai ocorrer ele vai ser produzido no inicio de 2011 como no cronograma, o PAK FA será produzido em serie somente em 2016.
    Abração amigão.
    Hornet a noticia visa o FX2 pois o SU-35 BM vai ser reavaliado e a participação no PAK FA é o grande trunfo da Sukhoi para firmar uma parceria de curto, médio e longo prazo com mo Brasil e comas empresas Brasileiras, pela noticia fica clara a intenção Russa de firmar uma parceria com a Embraer, não vejo invenção alguma somente que propostas de parcerias…
    Abração Hornet amigão.
    Edilson acho que você não entendeu estou defendendo este vetor pois este sofre diversas criticas preconceituosas, muitas vezes geradas por inveja de saber que um vetor Russo pode ser melhor que um ocidental, muitos não aceitam isto, não defendo só o SU-35 BM defendo todos os vetores porem este é o mais criticado desta forma é o vetor que mais defendo, me baseio em dados técnicos, características e capacidades e não em nacionalidades ou gostos como alguns, sou Fã em geral de todas estas maravilhas voadoras.
    Abração Edilson.
    Mauro a Varig iria sim abrir em linhas regionais, mas também iria atuar em rotas longas como São Paulo Manaus, são Pará dentre outras rotas longas com os BEM-195, mas como você disse a mesma faliu e não comprou aeronave alguma.
    A Mauro novamente a Embraer atua somente neste campo específico contra a Airbus e a Boeing, este setor específico, quando falasse em concorrer diretamente com a Boeing ou com a Airbus falasse em vários campos como acima de 120 passageiros até 160 e/ou 200 a 250 passageiros isto engloba varias áreas de atuação onde estas representam sua maior área d atuação portanto concorrendo diretamente, a Embraer vai competir futuramente com “gigantes do setor” em parceria com uma ou independentemente, pois o caminho da Embraer é para frente e para cima, mas só uma observação 2016 tá longe…
    Sobre os países todos tem o mesmo nível global em termos de importância é isto que quero dizer, politicamente, culturalmente são diferentes estou falando do gral nível, importância no cenário global, em vendas, tecnologia cada um com seus pontos fortes.
    Mauro é lógico que sim, os russos estão muito mais desenvolvidos em tecnologia de redução de RCS do que os franceses, o Rafale tem um desenho feito para reduzir o RCS da aeronave e possui materiais RAM absorvente que são ao mesmo um pequeno RCS de 0,1m2 no quadrante frontal, porem tem que se levar em conta que o SU-35 BM possui um desenho “ Comum” aerodinâmico, não foi idealizado para reduzir o RCS da aeronave com exceção da retirada dos canards,o mesmo engloba varias tecnologias de redução de RCS bem como algumas citadas no meu texto acima.
    Mauro operacionalidade???? Estou falando de superioridade do vetor, não de disponibilidade, capacidade de operação em diversos terrenos ou simplesmente de um vetor estar incorporado a uma força, o Rafale não é superior ao SU-35 BM.
    Em momento algum disse que o RCS do SU-35 BM é menor que o Rafale, se quiser pego uma discussão nossa de dois messes atrás onde digo em vários posts o RCS do Rafale 0,1m2 e do SU-35 BM 0,6m2 (*quadrante frontal).
    Mauro o RCS do Rafale é inferior ao do SU-35 BM sim, mas o SU-35 BM o detecta e atira primeiro pelo alcance do radar pelo RCS e pelo alcance dos armamentos, novamente reitero o Rafale não é superior em combate ao SU-35 BM.
    Mauro é obvio que o custo de operação e manutenção do vetor SU-35 BM(Estou falando do custo de operações que representa os custos da operação não do vetor), o SU-35 BM é um vetor pesado de alto desempenho ao nível do F-15 e seus custos são inferiores ao deste, mas com certeza são superiores a de vetores médios como o Rafale isto é obvio, porem tem qeu levar em conta o custo da operação em operações de médias e longas distâncias como já explicado inúmeras vezes o SU-35 BM tem o menor custo por operação, pois não necessita de aeronaves de como REVO que aumentam exorbitantemetne os custos da operação alem de necessitar de menos vetores para realizar uma mesma operação pela sua maior capacidade de carga 8 toneladas em até 12 cabides.
    Mauro vamos recapitular novamente o SU-35 BM não necessita de aeronaves de apoio como REVO que aumentam exorbitantemnte os custos de operação alem de necessitar de menos aeronaves para realizar uma mesma missão pela sua grande capacidade de carga, desta forma com menos vetores e sem apoio de REVO o custo da MISÃO será o menor. Veja o exemplo abaixo.
    3.bp.blogspot.com/_VoabGNCjIxg/R2cTgYWIrLI/AAAAAAAAAwY/fqdOFeoWuag/s1600-h/SU-27+COMPARAÇÃO.bmp
    Mauro voce diz que eu acredito e que você questiona então porque você não questiona o F-22, uma aeronave que ninguém pode chegar nem perto, (Novamente reitero não duvido da capacidade do F-22 nem do SU-35 BM pelas capacidades destas nações e pelo valor que elas dão ao quesito defesa neste ponto elas não brincão).

    Mauro o SU-35 BM tem suas capacidades comprovadas ele existe, se colocar o SU-35 BM e o Rafale em combate os dois tem esta capacidade por este motivo eles são operacionais=funcionais, a diferença é que um esta incorporado em uma força (Operacional em uma força) e o outro não.
    A mauro em 2011 os SU-35 BM vão ser adquiridos, iniciasse em 2011 não vão ser todos os vetores em 2011. A partir de 2013 iniciara as grades compras Russas como iniciação da construção do seu porta aviões dentre outros programas isto são programas de médio e longo prazo não são do dia para a noite.
    O SU-35 BM foi eliminado por questões políticas, ele poderá ser reavaliado e ser adquirido, o FX2 não é um programa de compra, a compra vai ser direta.
    A Embraer compete nesta faixa de mercado específica com a Airbus e com a Boeing, faixa específica, não estou falando da família A320 ou da Boeing 737.
    F-15 SE será superior ao F-15 E desta forma quando o mesmo tiver seus dados e características comprovados poderemos sim julgar o mesmo, antes concordo plenamente.
    Mauro a Alemanha demonstrou interesse no PAK FA… A Europa é um mercado de atuação Americana e da própria União Européia não Russa desta forma os Russos não competem por questões puramente políticas.
    Saco de pancadas? Mauro os sacos de pancadas citados pela sua pessoa eram caças inferiores contra caças modernos com apoio e/ou pilotados por pilotados por pilotos mal treinados e sem apoio.
    Mauro custo de manutenção não tem nada a ver com consumo de combustível, rs, e sim com custo das peças, durabilidade das peças, complexidade na manutenção dentre outros inúmeros fatores, com certeza estou abaixo DOS mecânicos e técnicos da FAB, mas mais que você neste campo com certeza estou como eles.
    Mauro radares aviônicos tudo estão fucnionando a anos, o SU-35 BM vai ser produzido em 2011 estamos em 2009, o F-22 ninguém chega nem perto e você acredita… Não da pra entender, pior que da, passa a impressão de preconceito e gostos.
    Mauro se tem uma coisa que você faz muito bem é ofender uma pessoa, felizmente não chego a efetuar tais atos, mas novamente reitero não me importo com suas ofensas.
    Mauro a reforma dos +- 100 vetores leves alguns subsônicos a serem reformados não chega nem perto de 500 vetores de grande porte e de alto desempenho, lembrando que o PIB da Rússia não é tão superior ao nosso, desta forma temos que dar os parabéns para os mesmos pois nem todos tem os giga orçamentos americanos que diminuem a cada dia.
    Meu Deus mauro os radares AESA primordialmente serão incorporados ao Rafale F3 de produção posteriormente os outros Rafales F3 serão modernizados para este padrão, o Rafale F4 não consta somente o Radar AESA e sim atualizações tecnológicas futuras e incorporação de um novo motor mais potente que dar enfim capacidade de super Cruise a este vetor que somente ocorrerá na versão f4.
    Novamente reitero pelo custo beneficio o Gripen NG da um Show no Rafale e como as tecnologias pretendidas são em poucas áreas a Gripen tem grandes Chances, aguardemos os vetores serem avaliados e reavaliados, rs.
    No mais um abraço a todos.

  300. welington 8 de abril de 2009 at 11:02 #

    Kaleu amigão sabes que tenho o maior respeito pela vossa pessoa, mas há alguns equívocos, Kaleu o PAK FA não existe mesmo por este motivo seria perfeito o Brasil entrar neste programa, o que existe são as tecnologias para o mesmo bem como radar Tikhomirov NIIP SH-121 (AESA) que deriva do Tikhomirov NIIP Irbis-E (N035E), ele é o mesmo radar com “uma” antena AESA, ele possui o mesmo gerador de potencia de 20 kilowwats, o mesmo alcance ex: 400km para alvos com RCS de 3,2m2, seu IRST será baseado no OLS-35, seu hardware já esta sendo desenvolvido a anos, o SU-35 BM utiliza as tecnologias desenvolvidas para o mesmo que continuarão a ser aperfeiçoadas com as novas tecnologias a surgirem, os materiais a serem utilizados em sua construção que utilizará mais materiais compostos que o F-22, a face do motor, foi coberta com Ram magnético e as paredes das entradas de ar também receberam este material, os motores(Palhetas e partes internas) e exaustores receberam materiais não refletores de ondas eletromagnéticas como cerâmicas especiais absorventes ( Só para citar exemplos de utilização de materiais RAM absorventes desenvolvidos pelo ITAE (instituto da academia Russa de ciências de Moscou), Recentemente, os indianos conseguiram reduzir o rcs de seus Migs 21 bison (sem armas) de 2,2m2 para 0,18m2 , com a aplicação de ram absorvente e Ram magnético, fornecido pelos russos. Um fator -15. O Su-30MKI, os Su-30MKK chineses e os Sukhois russos estão utilizando este material fornecido Pelo ITAE , a muito tempo . O Itae (um instituto da academia Russa de ciências de Moscou) tem O ITAE tem desenvolvido materiais e técnicas que propiciam uma redução muito significativa no RCS de seus caças; Por exemplo o Mig-29 SMT que tem um rcs de 3,5m2 (sem armas) tem um rcs de 1,0m2 se tratado com o material ram russo. O Itae, conseguiu também reduzir o RCS do Su-35 (6m2) para 0,6-M2,no quadrante frontal.), o canopy foi tratado com material metálico e anti reflexivo. A Antena foi mudada de posição e tratada com material Ram, e o radome recebeu cobertura seletiva, que altera a condutividade. Quanto a redução da assinatura IR, os russos tem um ótimo conhecimento adquirido durante a guerra no Afeganistão. Devido ao uso de mísseis mampads,norte americanos como o Red Eye e o míssil Stinger, houve uma mudança nas táticas soviéticas de combate que foi a utilização de abafadores de calor emitido pelas turbinas dos helicópteros em combate, reorientação do escape de gases quentes, entre outras medidas, como limitação do uso de pc, vôo em altitude para mascaramento do fluxo de calor da turbina, mas sabemos que a tecnologia mais eficiente é a tecnologia da forma, esta é conhecida pelos Russos desde 1966 quando um cientista Russo previu e descreveu a técnica de forma, como redutora de assinatura por radar utilizada hoje por aviões como o B-2 e o F-117, esta tecnologia “rudimentar” é uma tecnologia simples porem efetiva desenvolvida pelos Britânicos em 1941 com os primeiros estudos neste setor, e foi proposta para bombardeiros de longo alcance alemães em 1943 e 1944! Além de proposta por cientistas alemães no Gotha 229 na segunda guerra mundial, cujo desenho lembra muito o B-2 americano. Os Russos dominam a tecnologia da forma assim como os americanos, porem eles se desenvolveram em outros campos como de materiais compostos super resistentes para substituir a maior parte possível de materiais refletores de ondas eletromagnéticas, materiais RAM absorventes, materiais não refletores de ondas, dentre outras técnicas utilizadas para deixar uma aeronave stealth(Difícil de ser detectada), posso dizer com clareza que os Russos dominam sim e com grande excelência a tecnologia stealth, e pelas projeções o PAK FA será mais stealth que o F-22.
    É extremamente curioso, o fato de que muitos analistas ocidentais vivam dizendo que os russos estejam atrasados em tecnologia furtiva. Que esta tecnologia moderna e eficiente , é dominada pelos norte americanos. Esta data de 1941.
    Estas técnicas acima foram utilizadas no SU-35 BM e serão utilizadas no PAK FA, bem como outras possíveis técnicas não confirmadas como escudo de plasma, existem varias tecnologias que podem ser utilizadas no PAK FA.
    Sobre o radar AESA os Russos dominam esta tecnologia a anos e hoje ela é utilizada no MIG-35 Phazotron Zhuk-AE (AESA) e no SU-35 BM com o Zhuk-MSF(SOKOL) (AESA) é só o cliente pedir no caso do SU-35 BM, já no MIG-35 este só é equipado com radar AESA, Kaleu os Russos foram os primeiros a utilizar os radares de escaneio eletrônico em aeronaves, eles utilizam esta tecnologia desde o MIG-31 com o RP-31 “Zaslon”, a tecnologia AESA nada mais é que um radar PESA com vários transceptores em vez de vários receptores e só uma fonte emissora, ao contrario do que muitos pensam esta não é uma tecnologia absurda, eles só acoplarão uma antena emissora acoplada a uma antena receptora em um mesmo modulo desta forma o radar pode emitir em vários pontos ao mesmo tempo modificando constantemente a freqüência de cada transceptor, a única tecnologia inovadora neste radar foi a implementação de transceptores emissores com capacidade para enviar as ondas eletromagnéticas em diferentes pontos por polaridade magnética desta forma não necessitando basicamente de meios mecânicos para direcionar a antena, enganasse que esta é uma tecnologia de outro mundo.
    Sobre o motor o AL-41F, podemos dizer que ele existe sim, o AL-41F é um motor desenvolvido baseado no AL-31F que deu origem ao AL-41F, mas o motor a ser utilizado pelo APK FA é o AL-41F1A ele possui alguma diferenciações do AL-41F como o núcleo do programa AL-41F deriva do AL-31F, já o AL-41F1A tem um núcleo totalmente novo, outras diferenças são ventoinha 3% maior em diâmetro (932 milímetros versus 905 mm), nos sistemas de alta e baixa pressão, possui um sistema de controle digital do motor e provisão para vetorização do impulso dos bicos. O AL-41F1A é baseado no AL-41F que existe desde 1990, porem ele incorpora novas tecnologias como o novo núcleo, novos sistemas de baixa e alta pressão otimizados, e ventoinha 3% maior, este motor estará pronto para ser integrado ao PAK FA em 2015, o APK FA utilizara o AL-41F para efetuar todos os testes e vôos de pré produção até 2015, em 2015 o AL-41F1A será integrado e efetuara todos os teste de pré produção neste ano, em 2016 iniciasse a produção do caça em serie.
    Sobre o desenho do PAK FA é uma incógnita como era o programa do F-22, o PAK FA esta sendo desenvolvido desde o final da década de 80 ele já tem o seu desenho a anos e este com certeza vêem sendo aperfeiçoado com o passar dos anos. Estes desenhos são apenas projeções.
    Eu sigo os cronogramas, sempre afirmei que o SU-35 BM teria seus vôos de pré produção em 2008, mas iria ser produzido em serie ou no final de 2010 ou no inicio de 2011 é é o que vai ocorrer ele vai ser produzido no inicio de 2011 como no cronograma, o PAK FA será produzido em serie somente em 2016.
    Abração amigão.
    Hornet a noticia visa o FX2 pois o SU-35 BM vai ser reavaliado e a participação no PAK FA é o grande trunfo da Sukhoi para firmar uma parceria de curto, médio e longo prazo com mo Brasil e comas empresas Brasileiras, pela noticia fica clara a intenção Russa de firmar uma parceria com a Embraer, não vejo invenção alguma somente que propostas de parcerias…
    Abração Hornet amigão.
    Edilson acho que você não entendeu estou defendendo este vetor pois este sofre diversas criticas preconceituosas, muitas vezes geradas por inveja de saber que um vetor Russo pode ser melhor que um ocidental, muitos não aceitam isto, não defendo só o SU-35 BM defendo todos os vetores porem este é o mais criticado desta forma é o vetor que mais defendo, me baseio em dados técnicos, características e capacidades e não em nacionalidades ou gostos como alguns, sou Fã em geral de todas estas maravilhas voadoras.
    Abração Edilson.
    Mauro a Varig iria sim abrir em linhas regionais, mas também iria atuar em rotas longas como São Paulo Manaus, são Pará dentre outras rotas longas com os BEM-195, mas como você disse a mesma faliu e não comprou aeronave alguma.
    A Mauro novamente a Embraer atua somente neste campo específico contra a Airbus e a Boeing, este setor específico, quando falasse em concorrer diretamente com a Boeing ou com a Airbus falasse em vários campos como acima de 120 passageiros até 160 e/ou 200 a 250 passageiros isto engloba varias áreas de atuação onde estas representam sua maior área d atuação portanto concorrendo diretamente, a Embraer vai competir futuramente com “gigantes do setor” em parceria com uma ou independentemente, pois o caminho da Embraer é para frente e para cima, mas só uma observação 2016 tá longe…
    Sobre os países todos tem o mesmo nível global em termos de importância é isto que quero dizer, politicamente, culturalmente são diferentes estou falando do gral nível, importância no cenário global, em vendas, tecnologia cada um com seus pontos fortes.
    Mauro é lógico que sim, os russos estão muito mais desenvolvidos em tecnologia de redução de RCS do que os franceses, o Rafale tem um desenho feito para reduzir o RCS da aeronave e possui materiais RAM absorvente que são ao mesmo um pequeno RCS de 0,1m2 no quadrante frontal, porem tem que se levar em conta que o SU-35 BM possui um desenho “ Comum” aerodinâmico, não foi idealizado para reduzir o RCS da aeronave com exceção da retirada dos canards,o mesmo engloba varias tecnologias de redução de RCS bem como algumas citadas no meu texto acima.
    Mauro operacionalidade???? Estou falando de superioridade do vetor, não de disponibilidade, capacidade de operação em diversos terrenos ou simplesmente de um vetor estar incorporado a uma força, o Rafale não é superior ao SU-35 BM.
    Em momento algum disse que o RCS do SU-35 BM é menor que o Rafale, se quiser pego uma discussão nossa de dois messes atrás onde digo em vários posts o RCS do Rafale 0,1m2 e do SU-35 BM 0,6m2 (*quadrante frontal).
    Mauro o RCS do Rafale é inferior ao do SU-35 BM sim, mas o SU-35 BM o detecta e atira primeiro pelo alcance do radar pelo RCS e pelo alcance dos armamentos, novamente reitero o Rafale não é superior em combate ao SU-35 BM.
    Mauro é obvio que o custo de operação e manutenção do vetor SU-35 BM(Estou falando do custo de operações que representa os custos da operação não do vetor), o SU-35 BM é um vetor pesado de alto desempenho ao nível do F-15 e seus custos são inferiores ao deste, mas com certeza são superiores a de vetores médios como o Rafale isto é obvio, porem tem qeu levar em conta o custo da operação em operações de médias e longas distâncias como já explicado inúmeras vezes o SU-35 BM tem o menor custo por operação, pois não necessita de aeronaves de como REVO que aumentam exorbitantemetne os custos da operação alem de necessitar de menos vetores para realizar uma mesma operação pela sua maior capacidade de carga 8 toneladas em até 12 cabides.
    Mauro vamos recapitular novamente o SU-35 BM não necessita de aeronaves de apoio como REVO que aumentam exorbitantemnte os custos de operação alem de necessitar de menos aeronaves para realizar uma mesma missão pela sua grande capacidade de carga, desta forma com menos vetores e sem apoio de REVO o custo da MISÃO será o menor. Veja o exemplo abaixo.
    3.bp.blogspot.com/_VoabGNCjIxg/R2cTgYWIrLI/AAAAAAAAAwY/fqdOFeoWuag/s1600-h/SU-27+COMPARAÇÃO.bmp
    Mauro voce diz que eu acredito e que você questiona então porque você não questiona o F-22, uma aeronave que ninguém pode chegar nem perto, (Novamente reitero não duvido da capacidade do F-22 nem do SU-35 BM pelas capacidades destas nações e pelo valor que elas dão ao quesito defesa neste ponto elas não brincão).

    Mauro o SU-35 BM tem suas capacidades comprovadas ele existe, se colocar o SU-35 BM e o Rafale em combate os dois tem esta capacidade por este motivo eles são operacionais=funcionais, a diferença é que um esta incorporado em uma força (Operacional em uma força) e o outro não.
    A mauro em 2011 os SU-35 BM vão ser adquiridos, iniciasse em 2011 não vão ser todos os vetores em 2011. A partir de 2013 iniciara as grades compras Russas como iniciação da construção do seu porta aviões dentre outros programas isto são programas de médio e longo prazo não são do dia para a noite.
    O SU-35 BM foi eliminado por questões políticas, ele poderá ser reavaliado e ser adquirido, o FX2 não é um programa de compra, a compra vai ser direta.
    A Embraer compete nesta faixa de mercado específica com a Airbus e com a Boeing, faixa específica, não estou falando da família A320 ou da Boeing 737.
    F-15 SE será superior ao F-15 E desta forma quando o mesmo tiver seus dados e características comprovados poderemos sim julgar o mesmo, antes concordo plenamente.
    Mauro a Alemanha demonstrou interesse no PAK FA… A Europa é um mercado de atuação Americana e da própria União Européia não Russa desta forma os Russos não competem por questões puramente políticas.
    Saco de pancadas? Mauro os sacos de pancadas citados pela sua pessoa eram caças inferiores contra caças modernos com apoio e/ou pilotados por pilotados por pilotos mal treinados e sem apoio.
    Mauro custo de manutenção não tem nada a ver com consumo de combustível, rs, e sim com custo das peças, durabilidade das peças, complexidade na manutenção dentre outros inúmeros fatores, com certeza estou abaixo DOS mecânicos e técnicos da FAB, mas mais que você neste campo com certeza estou como eles.
    Mauro radares aviônicos tudo estão fucnionando a anos, o SU-35 BM vai ser produzido em 2011 estamos em 2009, o F-22 ninguém chega nem perto e você acredita… Não da pra entender, pior que da, passa a impressão de preconceito e gostos.
    Mauro se tem uma coisa que você faz muito bem é ofender uma pessoa, felizmente não chego a efetuar tais atos, mas novamente reitero não me importo com suas ofensas.
    Mauro a reforma dos +- 100 vetores leves alguns subsônicos a serem reformados não chega nem perto de 500 vetores de grande porte e de alto desempenho, lembrando que o PIB da Rússia não é tão superior ao nosso, desta forma temos que dar os parabéns para os mesmos pois nem todos tem os giga orçamentos americanos que diminuem a cada dia.
    Meu Deus mauro os radares AESA primordialmente serão incorporados ao Rafale F3 de produção posteriormente os outros Rafales F3 serão modernizados para este padrão, o Rafale F4 não consta somente o Radar AESA e sim atualizações tecnológicas futuras e incorporação de um novo motor mais potente que dar enfim capacidade de super Cruise a este vetor que somente ocorrerá na versão f4.
    Novamente reitero pelo custo beneficio o Gripen NG da um Show no Rafale e como as tecnologias pretendidas são em poucas áreas a Gripen tem grandes Chances, aguardemos os vetores serem avaliados e reavaliados, rs.
    No mais um abraço a todos.

  301. SMarcos 8 de abril de 2009 at 11:18 #

    Pessoal.
    Vocês falam de partido, eu estava falando de candidato.
    Realmente o PT surpreendeu em sua gestão.
    O Lula mostro que, mesmo sem amplo currículo (escolar digo), pode-se comandar uma equipe utilizando apenas bom senso e espírito de liderança.
    E é aí que está a diferença. O Lula é um lider nato, coisa que o FHC não era. Tem um carisma que a Dilma nem sonha em ter algum dia.
    Sou totalmente cético em relação a política. Não sou de esquerda e muito menos de direita. Analiso as propostas e o perfil, escolhendo meus candidatos.
    Quando eu falei que a Dilma iria boicotar os meios militares, foi a visão que não a maioria tem hoje (no caso, comentário do COMANDANTE MELK), mas sim, que muitas pessoas que sofreram no regime militar tem.
    Muito políticos que foram caçados no regime militar guardam sim uma desconfiança com nossos meios de defesa. E é ai que eu digo que algumas pessoas podem usar sua influência para barrar investimentos nessa área.
    Se não me engano, no último artigo sobre defesa da revista Época, foi falado exatamente sobre essa desconfiança e o mal que isso está fazendo para o setor militar brasileiro.
    Não vou entrar no mérito sobre os candidatos por que não sei se a Dilma será candidata nem conheço quais serão suas propostas. Mas se esta desconfiança realmente existe ainda, a Dilma com certeza tem razões para tê-la, já que sofreu demais para os militares na Ditadura.

  302. SMarcos 8 de abril de 2009 at 11:18 #

    Pessoal.
    Vocês falam de partido, eu estava falando de candidato.
    Realmente o PT surpreendeu em sua gestão.
    O Lula mostro que, mesmo sem amplo currículo (escolar digo), pode-se comandar uma equipe utilizando apenas bom senso e espírito de liderança.
    E é aí que está a diferença. O Lula é um lider nato, coisa que o FHC não era. Tem um carisma que a Dilma nem sonha em ter algum dia.
    Sou totalmente cético em relação a política. Não sou de esquerda e muito menos de direita. Analiso as propostas e o perfil, escolhendo meus candidatos.
    Quando eu falei que a Dilma iria boicotar os meios militares, foi a visão que não a maioria tem hoje (no caso, comentário do COMANDANTE MELK), mas sim, que muitas pessoas que sofreram no regime militar tem.
    Muito políticos que foram caçados no regime militar guardam sim uma desconfiança com nossos meios de defesa. E é ai que eu digo que algumas pessoas podem usar sua influência para barrar investimentos nessa área.
    Se não me engano, no último artigo sobre defesa da revista Época, foi falado exatamente sobre essa desconfiança e o mal que isso está fazendo para o setor militar brasileiro.
    Não vou entrar no mérito sobre os candidatos por que não sei se a Dilma será candidata nem conheço quais serão suas propostas. Mas se esta desconfiança realmente existe ainda, a Dilma com certeza tem razões para tê-la, já que sofreu demais para os militares na Ditadura.

  303. welington 8 de abril de 2009 at 11:20 #

    Me surpreendi os EUA tem uma piloto de F-22 e ela é bonita pela idade, com certeza vai virar matéria, ta ai a dica aos editores, esta naquele site chinês lá de sempre, rsrsrs, um abraço a todos.

  304. welington 8 de abril de 2009 at 11:20 #

    Me surpreendi os EUA tem uma piloto de F-22 e ela é bonita pela idade, com certeza vai virar matéria, ta ai a dica aos editores, esta naquele site chinês lá de sempre, rsrsrs, um abraço a todos.

  305. Dalton 8 de abril de 2009 at 11:21 #

    lecen…

    Para algumas pessoas nao havia vida antes do Lula e do PT…tudo o que foi feito antes foi errado, e tudo que vem sendo feito é perfeito.

    Era bancário naquela epoca de inflaçao absurda, lembro bem, sem falar que tinha que declarar linha telefonica no IR, alias ganhava um bom dinheiro com linhas telefonicas alugadas.

    Considerar este ou aquele presidente um messias é simplificar as coisas.

    Mas, aqui nao é local para isso, portanto nem vou alongar-me mais.

    abraços

  306. Dalton 8 de abril de 2009 at 11:21 #

    lecen…

    Para algumas pessoas nao havia vida antes do Lula e do PT…tudo o que foi feito antes foi errado, e tudo que vem sendo feito é perfeito.

    Era bancário naquela epoca de inflaçao absurda, lembro bem, sem falar que tinha que declarar linha telefonica no IR, alias ganhava um bom dinheiro com linhas telefonicas alugadas.

    Considerar este ou aquele presidente um messias é simplificar as coisas.

    Mas, aqui nao é local para isso, portanto nem vou alongar-me mais.

    abraços

  307. Roberto CR 8 de abril de 2009 at 11:51 #

    O Wellington bateu o recorde de ocupação de espaço no último comentário… rsrsrs

    Lecen

    “Os Precatórios estão corretos, o que não é certo é a maneira como são pagos (ou melhor, o tempo que se demora para pagá-los). Enfim, não foram uma criação de FHC, ele apenas utilizou de um meio perfeitamente legal e constitucional utilizado pelo Estado brasileiro.”

    Perfeitamente legal para que os estados dessem o calote e, em seguida, o burburinho “não rouba mas deixa roubar” colou definitivamente em FHC. Ninguém aqui discute a legalidade dos precatórios mas o uso.

    “O Brasil não quebrou na década de 1990. Ou eu e você temos conceitos diferentes de ‘quebrar’. Pedir empréstimos para sobreviver com mais folga a uma crise internacional, ainda mais quando o país tem uma economia frágil que há pouco foi estabilizada, não é nada ruim, pelo contrário, trata-se de bom senso.”

    O Lecen… bom senso teve o Bill Clinton garantindo o empréstimo para que, por causa do Brasil, outros países não entrassem ou continuassem em forte crise econômica, e evitar a falência do Brasil porque o país quebrou sim. Ainda lembro da entrevista do Armínio Fraga afirmando que tinha, se não me engano, US$ 60 bihões e queria ver quem podia mais: o BC ou o mercado. Lembra quem perdeu? Dois meses depois essas reservas tinham virado fumaça. O que o governo brasileiro fez foi tremendamente irresponsável.

    Isso não é uma questão de pontos de vista. São fatos. Iguais ao mensalão. O que não dá para fazer é torcida. Aí toda a racionalidade some e o que sobre é censo comum. Ou senso douto, pra quem já é da academia.

    Hornet

    Sem perdão pra você. Ou escreve em inglês, ou não escreve!!!!
    Antonieta, trás a guilhotina!!!!
    RSRSRRS

  308. Roberto CR 8 de abril de 2009 at 11:51 #

    O Wellington bateu o recorde de ocupação de espaço no último comentário… rsrsrs

    Lecen

    “Os Precatórios estão corretos, o que não é certo é a maneira como são pagos (ou melhor, o tempo que se demora para pagá-los). Enfim, não foram uma criação de FHC, ele apenas utilizou de um meio perfeitamente legal e constitucional utilizado pelo Estado brasileiro.”

    Perfeitamente legal para que os estados dessem o calote e, em seguida, o burburinho “não rouba mas deixa roubar” colou definitivamente em FHC. Ninguém aqui discute a legalidade dos precatórios mas o uso.

    “O Brasil não quebrou na década de 1990. Ou eu e você temos conceitos diferentes de ‘quebrar’. Pedir empréstimos para sobreviver com mais folga a uma crise internacional, ainda mais quando o país tem uma economia frágil que há pouco foi estabilizada, não é nada ruim, pelo contrário, trata-se de bom senso.”

    O Lecen… bom senso teve o Bill Clinton garantindo o empréstimo para que, por causa do Brasil, outros países não entrassem ou continuassem em forte crise econômica, e evitar a falência do Brasil porque o país quebrou sim. Ainda lembro da entrevista do Armínio Fraga afirmando que tinha, se não me engano, US$ 60 bihões e queria ver quem podia mais: o BC ou o mercado. Lembra quem perdeu? Dois meses depois essas reservas tinham virado fumaça. O que o governo brasileiro fez foi tremendamente irresponsável.

    Isso não é uma questão de pontos de vista. São fatos. Iguais ao mensalão. O que não dá para fazer é torcida. Aí toda a racionalidade some e o que sobre é censo comum. Ou senso douto, pra quem já é da academia.

    Hornet

    Sem perdão pra você. Ou escreve em inglês, ou não escreve!!!!
    Antonieta, trás a guilhotina!!!!
    RSRSRRS

  309. Santos Dummont 8 de abril de 2009 at 12:08 #

    Pirotecnia pra embaralhar o jogo. Nada mais!

  310. Santos Dummont 8 de abril de 2009 at 12:08 #

    Pirotecnia pra embaralhar o jogo. Nada mais!

  311. Jacubão 8 de abril de 2009 at 12:40 #

    Rapaz, essa matéria já deve ter batido todos os recordes de visitas e dircursões.
    Ae Galante, arrepiou garotinho.
    Um abraço amigão.

  312. Jacubão 8 de abril de 2009 at 12:40 #

    Rapaz, essa matéria já deve ter batido todos os recordes de visitas e dircursões.
    Ae Galante, arrepiou garotinho.
    Um abraço amigão.

  313. Tiago Jeronimo 8 de abril de 2009 at 12:43 #

    Eu admiro a paciência dos amigos em tentarem ver o wellington ter uma raciocinio logico, mas ah coisas que estão além das nossas capacidades…

    Deixa ele pensar que o SU-35 BM é o cara, todo mundo tem direito de sonhar.

    Iae Wellington o SU-35 BM está operacional já? :X

  314. Tiago Jeronimo 8 de abril de 2009 at 12:43 #

    Eu admiro a paciência dos amigos em tentarem ver o wellington ter uma raciocinio logico, mas ah coisas que estão além das nossas capacidades…

    Deixa ele pensar que o SU-35 BM é o cara, todo mundo tem direito de sonhar.

    Iae Wellington o SU-35 BM está operacional já? :X

  315. Jacubão 8 de abril de 2009 at 12:54 #

    Putz… Não acredito que falei dircursões. PQP.

  316. Jacubão 8 de abril de 2009 at 12:54 #

    Putz… Não acredito que falei dircursões. PQP.

  317. edilson 8 de abril de 2009 at 12:56 #

    Jacubão engano seu, as loiras suecas vysbi lésbicas, faturaram mais.
    você acha que isto tá bombando?
    imagina se o galante criasse um site Poder Político.
    topico 1
    Lulalelé da silva versos FHC presidente do FHnistão??????
    uma faca pra cada Hustler e deixa o pau comer…
    os computadores iam vazar sangue até pelo wireless…

    ah, espera até os russos mostrarem o protótipo do PAk, ihhhhh, ai vai sobrar até para a minha vó que nem de voar gosta…

  318. edilson 8 de abril de 2009 at 12:56 #

    Jacubão engano seu, as loiras suecas vysbi lésbicas, faturaram mais.
    você acha que isto tá bombando?
    imagina se o galante criasse um site Poder Político.
    topico 1
    Lulalelé da silva versos FHC presidente do FHnistão??????
    uma faca pra cada Hustler e deixa o pau comer…
    os computadores iam vazar sangue até pelo wireless…

    ah, espera até os russos mostrarem o protótipo do PAk, ihhhhh, ai vai sobrar até para a minha vó que nem de voar gosta…

  319. welington 8 de abril de 2009 at 12:59 #

    Tiago Jeronimo 08 abr, 2009 às 12:43
    Eu admiro a paciência dos amigos em tentarem ver o wellington ter uma raciocinio logico, mas ah coisas que estão além das nossas capacidades…

    O SU-35 BM não é o kara, o cara é o F-22, rsrs.
    O SU-35 BM é uma aeronave operacional= funcional, o operacional ao que você se refere é um jargão utilizado pelos especialistas e profissionais da área que nada mais é que um diminutivo de operacional na força tal, que é totalmente de operacional por si só que significa funcional(OBS. A utilização deste jargão depende do sentido da frase, ou seja, quando se diz que o SU-35 BM 901 é uma aeronave operacional significa que ela é uma aeronave funcional capaz de realizar as missões de suas competências, já quando se fala por exemplo que o Rafale esta operacional na força aérea francesa esta sendo utilizado o jargão, diminutivo de operacional na força “N”). O SU-35 BM pode realizar qualquer missão (Quando digo SU-35 BM digo os protótipos), os protótipos do SU-35 BM podem entrar em combate, atacar um alvo ou efetuar qualquer missão proposta em seu projeto, ele é uma aeronave funcional capaz de atuar nos cenários propostos, é obvio que isto não acontece mas é só um exemplo para demonstrar a operacionalidade(Funcionalidade) deste vetor.
    Acho realmente que esta faltando raciocínio lógico e conhecimentos…
    Um braço a todos.

  320. welington 8 de abril de 2009 at 12:59 #

    Tiago Jeronimo 08 abr, 2009 às 12:43
    Eu admiro a paciência dos amigos em tentarem ver o wellington ter uma raciocinio logico, mas ah coisas que estão além das nossas capacidades…

    O SU-35 BM não é o kara, o cara é o F-22, rsrs.
    O SU-35 BM é uma aeronave operacional= funcional, o operacional ao que você se refere é um jargão utilizado pelos especialistas e profissionais da área que nada mais é que um diminutivo de operacional na força tal, que é totalmente de operacional por si só que significa funcional(OBS. A utilização deste jargão depende do sentido da frase, ou seja, quando se diz que o SU-35 BM 901 é uma aeronave operacional significa que ela é uma aeronave funcional capaz de realizar as missões de suas competências, já quando se fala por exemplo que o Rafale esta operacional na força aérea francesa esta sendo utilizado o jargão, diminutivo de operacional na força “N”). O SU-35 BM pode realizar qualquer missão (Quando digo SU-35 BM digo os protótipos), os protótipos do SU-35 BM podem entrar em combate, atacar um alvo ou efetuar qualquer missão proposta em seu projeto, ele é uma aeronave funcional capaz de atuar nos cenários propostos, é obvio que isto não acontece mas é só um exemplo para demonstrar a operacionalidade(Funcionalidade) deste vetor.
    Acho realmente que esta faltando raciocínio lógico e conhecimentos…
    Um braço a todos.

  321. welington 8 de abril de 2009 at 13:02 #

    que é totalmente DIFERENTE de operacional por si só.

  322. welington 8 de abril de 2009 at 13:02 #

    que é totalmente DIFERENTE de operacional por si só.

  323. Marlos Barcelos 8 de abril de 2009 at 14:06 #

    HORNET

    Ô PESSOAL, ERRO DE PORTUGUÊS FAZ PARTE ATÉ MESMO PORQUE AO DIGITARMOS PODEMOS TECLAR ALGUMA TECLA ERRADO, FAÇO ISSO MUITO,MAS NÃO PORQUE NÃO SEI, ATÉ JÁ FECHEI PROVAS DE PORTUGUÊS EM CONCURSOS, APOSTO QUE O HORNET SABE APENAS O PORTUGUÊS BEM BÁSICO, APOSTO QUE SEI MUITO MAIS PORTUGUÊS QUE ELE, ACHO QUE FOI DE EXTREMA GROSSERIA COM KALEU, PESSOAS QUE SÃO ARROGANTES E ACHAM QUE SÃO GRANDE COISA, SÃO PESSOAS QUE NÃO AGÜENTAM UM TOMBO, OU NÃO SABEM DAR A VOLTA POR CIMA, JÁ QUE SE ACHAM DEUS.

  324. Marlos Barcelos 8 de abril de 2009 at 14:06 #

    HORNET

    Ô PESSOAL, ERRO DE PORTUGUÊS FAZ PARTE ATÉ MESMO PORQUE AO DIGITARMOS PODEMOS TECLAR ALGUMA TECLA ERRADO, FAÇO ISSO MUITO,MAS NÃO PORQUE NÃO SEI, ATÉ JÁ FECHEI PROVAS DE PORTUGUÊS EM CONCURSOS, APOSTO QUE O HORNET SABE APENAS O PORTUGUÊS BEM BÁSICO, APOSTO QUE SEI MUITO MAIS PORTUGUÊS QUE ELE, ACHO QUE FOI DE EXTREMA GROSSERIA COM KALEU, PESSOAS QUE SÃO ARROGANTES E ACHAM QUE SÃO GRANDE COISA, SÃO PESSOAS QUE NÃO AGÜENTAM UM TOMBO, OU NÃO SABEM DAR A VOLTA POR CIMA, JÁ QUE SE ACHAM DEUS.

  325. Tiago Jeronimo 8 de abril de 2009 at 14:09 #

    Você sabe português Marlos? Muito bem, e desligar o CAPS LOCK você sabe?

  326. Tiago Jeronimo 8 de abril de 2009 at 14:09 #

    Você sabe português Marlos? Muito bem, e desligar o CAPS LOCK você sabe?

  327. Hornet 8 de abril de 2009 at 14:10 #

    Amigos Wellington e Edilson,

    pois é, lendo a notícia em inglês podemos ter várias conclusões. Não descarto a de vcs.

    Pode ser uma antecipação para um projeto futuro, para o projeto FX-BR (mesmo com os “deslizes” que eu mencionei que o texto tem);

    Pode ser que aquela conversa do Jobim de reabrir o FX2 para o Flanker e Typhoon tenha repercurtido por lá, ou algo assim;

    mas também acho que pode ser um factóide.

    não afirmo nenhuma das alternativas. Por isso que deixei o texto na íntegra aqui no blog, justamente pra gente discutir o que pode estar acontecendo.

    abração pros dois

    ps. Dear Roberto CR, I promise: from now on, just in English, take it easy! hehehe…

  328. Hornet 8 de abril de 2009 at 14:10 #

    Amigos Wellington e Edilson,

    pois é, lendo a notícia em inglês podemos ter várias conclusões. Não descarto a de vcs.

    Pode ser uma antecipação para um projeto futuro, para o projeto FX-BR (mesmo com os “deslizes” que eu mencionei que o texto tem);

    Pode ser que aquela conversa do Jobim de reabrir o FX2 para o Flanker e Typhoon tenha repercurtido por lá, ou algo assim;

    mas também acho que pode ser um factóide.

    não afirmo nenhuma das alternativas. Por isso que deixei o texto na íntegra aqui no blog, justamente pra gente discutir o que pode estar acontecendo.

    abração pros dois

    ps. Dear Roberto CR, I promise: from now on, just in English, take it easy! hehehe…

  329. Marlos Barcelos 8 de abril de 2009 at 14:13 #

    Tiago Jeronimo

    Sei, melhorou? é que acho um absuro as pessoas utilizarem o blog para humilhar as outras, mas se vc se ofendeu com letras em caps lock, desculpe.

  330. Marlos Barcelos 8 de abril de 2009 at 14:13 #

    Tiago Jeronimo

    Sei, melhorou? é que acho um absuro as pessoas utilizarem o blog para humilhar as outras, mas se vc se ofendeu com letras em caps lock, desculpe.

  331. Marlos Barcelos 8 de abril de 2009 at 14:14 #

    correção absurdo, antes que hornet venha tentar dizer que não sei português.

  332. Marlos Barcelos 8 de abril de 2009 at 14:14 #

    correção absurdo, antes que hornet venha tentar dizer que não sei português.

  333. Hornet 8 de abril de 2009 at 14:30 #

    Marlos,

    não se preocupe meu caro. Esta história dos erros de português, erros de gramática, erros de digitação e tal é na boa, todo mundo comete. Ou então que atire a primeira pedra quem nunca os cometeu…

    Não sei quanto aos demais, mas eu estou levando isso na pura gozação, na pura brincadeira…apesar de eu ter achado meio prepotente e arrogante (e também um pouquinho indelicado com os colegas do blog) o comentário que originou este negócio todo (aliás, achei duplamente prepotente: tanto em relação ao domínio da língua portuguesa quanto em relação ao conhecimento histórico, que está longe de ser linear, genealógico e factual como apresentado) eu estou levando mais pelo lado da brincadeira que outra coisa. Mas vc está coberto de razão, só sei o basicão mesmo…não vou além disso, não. Desisti de ser Guimarães Rosa já faz tempo…hehehe

    Ihhhh!!! Será que eu escrevi alguma coisa errado de novo?…hehehe

    Piedade! Clemência! Eu prometo não errar mais nada da próxima vez…hehehe

    abração

  334. Hornet 8 de abril de 2009 at 14:30 #

    Marlos,

    não se preocupe meu caro. Esta história dos erros de português, erros de gramática, erros de digitação e tal é na boa, todo mundo comete. Ou então que atire a primeira pedra quem nunca os cometeu…

    Não sei quanto aos demais, mas eu estou levando isso na pura gozação, na pura brincadeira…apesar de eu ter achado meio prepotente e arrogante (e também um pouquinho indelicado com os colegas do blog) o comentário que originou este negócio todo (aliás, achei duplamente prepotente: tanto em relação ao domínio da língua portuguesa quanto em relação ao conhecimento histórico, que está longe de ser linear, genealógico e factual como apresentado) eu estou levando mais pelo lado da brincadeira que outra coisa. Mas vc está coberto de razão, só sei o basicão mesmo…não vou além disso, não. Desisti de ser Guimarães Rosa já faz tempo…hehehe

    Ihhhh!!! Será que eu escrevi alguma coisa errado de novo?…hehehe

    Piedade! Clemência! Eu prometo não errar mais nada da próxima vez…hehehe

    abração

  335. edilson 8 de abril de 2009 at 14:30 #

    Hornet, eu não disse que o brasil vai entrar no pak
    disse apenas que acho que poderia ser muito proveitoso.
    e que se caso confirmasse não estaria de acordo com o que prevê o plano estratégico de defesa.
    o que afirmei é o fato da russia produzir sim o tal caça com ou sem o brasil e que em breve ele voará e ai o pau vai cantar aqui porque um lado vai dizer que é a 8ª maravilha e ou outro que não passa dó xerox do rascunho do mapa do inferno.
    kkkk
    mas concordo contigo num ponto, que bom seria se a rainha borg aparecesse por estas bandas…
    ” edilson criatura subdesenvolvida, você será assimilado”

  336. edilson 8 de abril de 2009 at 14:30 #

    Hornet, eu não disse que o brasil vai entrar no pak
    disse apenas que acho que poderia ser muito proveitoso.
    e que se caso confirmasse não estaria de acordo com o que prevê o plano estratégico de defesa.
    o que afirmei é o fato da russia produzir sim o tal caça com ou sem o brasil e que em breve ele voará e ai o pau vai cantar aqui porque um lado vai dizer que é a 8ª maravilha e ou outro que não passa dó xerox do rascunho do mapa do inferno.
    kkkk
    mas concordo contigo num ponto, que bom seria se a rainha borg aparecesse por estas bandas…
    ” edilson criatura subdesenvolvida, você será assimilado”

  337. Claudio 8 de abril de 2009 at 14:30 #

    Mais notícias sobre os F-X2:

    fonte: http://www.defesanet.com.br/06_air/f-x2/rus.htm

    Série de entrevistas e comentários publicado sem Moscou nos dias 6 e 7 de Abril, mostram claramente que para Moscou o que vale é a reunião do dia 03 de Fevereiro em Brasília.

    A reunião do ministro da Defesa Nelson Jobim com o embaixador da Federação da Rússia e representantes da Rosoboronexport, teve a promessa do ministro de que o caça multifunção Sukhoi Su-35 seria reavaliado pela FAB.

    Não ficou claro em que ambiente, se dentro do Projeto F-X2 ou por algum outro órgão da FAB. Porém é muito difícil acreditar que isso não ocorreria dentro da Gerência do Projeto F-X2 (GPF-X2).

    Um raciocínio lógico, que todos fariam, é de que o Su-35 estava retornando ao Projeto F-X2. O risco de o Projeto F-X2 ser totalmente desmoralizado pela ação precipitada do ministro foi explicitado no artigo “Jobim Lança o Projeto F-X2.5”.

    Aproveitando uma seqüência de eventos que lhe permitiram submergir (viagem à Antártida, férias, etc) permitiram ao Ministro escapar de um debate às suas polêmicas declarações.

    Coube ao Brigadeiro Saito, um hérculeo trabalho de bastidores, para acalmar os concorrentes (Boeing, SAAB e Dassault), já desconfiados das mazelas do F-X1. Além do mais, obter que o ministro recolocasse em outros termos as suas declarações precipitadas e comprometimentos. O que pode ser comprovado com o artigo “Ministro Jobim Reafirma Aderência ao Projeto F-X2”, já no dia 12 de fevereiro.

    Porém o que foi alertado, agora é uma realidade. Moscou lança “por conta própria” o Projeto F-X2iskie.

    O vice-diretor do Serviço Federal da Cooperação Técnica Militar (Federal Service on Military-Technical Cooperation) Alexander Fomin diz explicitamente em entrevista para a Rádio Moscou, ler transcrição:
    “A Rússia participa juntamente com a França, Suécia e EUA do processo licitatório “F – X2” para a aquisição de caças, apresentando o seu avião multifunção “Sukhoi – 35”.”

    Portanto em uma etapa crítica do processo de seleção, com o pano de fundo da crise econômica, as infelizes declarações e compromissos assumidos pelo ministro da Defesa Dr Nelson Jobim são cobrados publicamente. Como franco atiradores no processo Moscou moveu suas peças com maestria.

    Os objetivos de Moscou são claros e límpidos e mencionados pelo próprio Alexander Fomin, esperem o nosso caça de quinta geração.

    Conseguirá o Comandante da Aeronáutica, Brigadeiro Saito, já mencionado como Super Saito, recolocar/manter o processo no rumo?

  338. Claudio 8 de abril de 2009 at 14:30 #

    Mais notícias sobre os F-X2:

    fonte: http://www.defesanet.com.br/06_air/f-x2/rus.htm

    Série de entrevistas e comentários publicado sem Moscou nos dias 6 e 7 de Abril, mostram claramente que para Moscou o que vale é a reunião do dia 03 de Fevereiro em Brasília.

    A reunião do ministro da Defesa Nelson Jobim com o embaixador da Federação da Rússia e representantes da Rosoboronexport, teve a promessa do ministro de que o caça multifunção Sukhoi Su-35 seria reavaliado pela FAB.

    Não ficou claro em que ambiente, se dentro do Projeto F-X2 ou por algum outro órgão da FAB. Porém é muito difícil acreditar que isso não ocorreria dentro da Gerência do Projeto F-X2 (GPF-X2).

    Um raciocínio lógico, que todos fariam, é de que o Su-35 estava retornando ao Projeto F-X2. O risco de o Projeto F-X2 ser totalmente desmoralizado pela ação precipitada do ministro foi explicitado no artigo “Jobim Lança o Projeto F-X2.5”.

    Aproveitando uma seqüência de eventos que lhe permitiram submergir (viagem à Antártida, férias, etc) permitiram ao Ministro escapar de um debate às suas polêmicas declarações.

    Coube ao Brigadeiro Saito, um hérculeo trabalho de bastidores, para acalmar os concorrentes (Boeing, SAAB e Dassault), já desconfiados das mazelas do F-X1. Além do mais, obter que o ministro recolocasse em outros termos as suas declarações precipitadas e comprometimentos. O que pode ser comprovado com o artigo “Ministro Jobim Reafirma Aderência ao Projeto F-X2”, já no dia 12 de fevereiro.

    Porém o que foi alertado, agora é uma realidade. Moscou lança “por conta própria” o Projeto F-X2iskie.

    O vice-diretor do Serviço Federal da Cooperação Técnica Militar (Federal Service on Military-Technical Cooperation) Alexander Fomin diz explicitamente em entrevista para a Rádio Moscou, ler transcrição:
    “A Rússia participa juntamente com a França, Suécia e EUA do processo licitatório “F – X2” para a aquisição de caças, apresentando o seu avião multifunção “Sukhoi – 35”.”

    Portanto em uma etapa crítica do processo de seleção, com o pano de fundo da crise econômica, as infelizes declarações e compromissos assumidos pelo ministro da Defesa Dr Nelson Jobim são cobrados publicamente. Como franco atiradores no processo Moscou moveu suas peças com maestria.

    Os objetivos de Moscou são claros e límpidos e mencionados pelo próprio Alexander Fomin, esperem o nosso caça de quinta geração.

    Conseguirá o Comandante da Aeronáutica, Brigadeiro Saito, já mencionado como Super Saito, recolocar/manter o processo no rumo?

  339. edilson 8 de abril de 2009 at 14:35 #

    ps.
    concordo com os amigos que esta notícia ser puro factóide da mídia russa para criar n oportunidades para eles até mesmo se promoverem.
    não descarto o fato de que estejam usando isso em benefício próprio.
    quanto ao FX na minha opinião vai bem e o caça já foi escolhido faz tempo.
    e aposto minhas fichas no rafale, e em segundo no gripen.
    mas como eu sou um péfrio pois já perdi com o flanker, é melhor vocês apostarem em outro…. kkkkkkkkk

  340. edilson 8 de abril de 2009 at 14:35 #

    ps.
    concordo com os amigos que esta notícia ser puro factóide da mídia russa para criar n oportunidades para eles até mesmo se promoverem.
    não descarto o fato de que estejam usando isso em benefício próprio.
    quanto ao FX na minha opinião vai bem e o caça já foi escolhido faz tempo.
    e aposto minhas fichas no rafale, e em segundo no gripen.
    mas como eu sou um péfrio pois já perdi com o flanker, é melhor vocês apostarem em outro…. kkkkkkkkk

  341. Hornet 8 de abril de 2009 at 14:36 #

    Marlos,

    “absuro”, né?

    Roberto CR, guilhotina pro Marlos!!! Olha a prova do crime aí em cima. E ele é réu confesso…pode chamar o carrasco…kkkkkkkkkkkkkk

    abração

  342. Hornet 8 de abril de 2009 at 14:36 #

    Marlos,

    “absuro”, né?

    Roberto CR, guilhotina pro Marlos!!! Olha a prova do crime aí em cima. E ele é réu confesso…pode chamar o carrasco…kkkkkkkkkkkkkk

    abração

  343. Hornet 8 de abril de 2009 at 14:38 #

    Edilson,

    ah! tá..agora entendi.

    Desculpa pela confusão, mas fico aqui no micro meio trabalhando e meio lendo os comentário. E às vezes não faço nem uma coisa e nem outra…hehehe

    abração

  344. Hornet 8 de abril de 2009 at 14:38 #

    Edilson,

    ah! tá..agora entendi.

    Desculpa pela confusão, mas fico aqui no micro meio trabalhando e meio lendo os comentário. E às vezes não faço nem uma coisa e nem outra…hehehe

    abração

  345. edilson 8 de abril de 2009 at 14:42 #

    falei besteira

    quando disse
    “…e que se caso confirmasse não estaria de acordo com o que prevê o plano estratégico de defesa.”

    quiz dizer

    …e que se caso confirmasse isto estaria de acordo com o que prevê o plano estratégico de defesa.”

    Vê? não és o único que nem faz uma coisa nem outra….

    kkkkk

  346. edilson 8 de abril de 2009 at 14:42 #

    falei besteira

    quando disse
    “…e que se caso confirmasse não estaria de acordo com o que prevê o plano estratégico de defesa.”

    quiz dizer

    …e que se caso confirmasse isto estaria de acordo com o que prevê o plano estratégico de defesa.”

    Vê? não és o único que nem faz uma coisa nem outra….

    kkkkk

  347. Virtualxi.phalanx 8 de abril de 2009 at 15:04 #

    Vale a pena sim o FX-2 desde que seja naturalmente escolhido um caça de verdade, ou seja o SU-35. Depois se poderia naturalmente migrar para um caça de geração superior fabricado na Embraer com tecnologia russa.
    Esse negócio de ficar indo atrás de aviões com tecnologia americana e Francesa isso sim é perda de tempo e dinheiro. E pior, é o sinônimo da falta de inteligência, haja visto que oque eles oferecem é sempre ou oque eles tem já ultrapassado ou então oque eles acham que é o melhor para eles, quando na verdade em comparação a máquinas como o SU-35 são inúteis pedaços de metal voador.

  348. Virtualxi.phalanx 8 de abril de 2009 at 15:04 #

    Vale a pena sim o FX-2 desde que seja naturalmente escolhido um caça de verdade, ou seja o SU-35. Depois se poderia naturalmente migrar para um caça de geração superior fabricado na Embraer com tecnologia russa.
    Esse negócio de ficar indo atrás de aviões com tecnologia americana e Francesa isso sim é perda de tempo e dinheiro. E pior, é o sinônimo da falta de inteligência, haja visto que oque eles oferecem é sempre ou oque eles tem já ultrapassado ou então oque eles acham que é o melhor para eles, quando na verdade em comparação a máquinas como o SU-35 são inúteis pedaços de metal voador.

  349. Zero Uno 8 de abril de 2009 at 15:11 #

    Calma pessoal… Easy, Easy…rsssss.

    Olha. Na minha opnião ninguém gasta bilhões projetando/aperfeiçoando/anunciando uma aeronave seja ela militar ou não! Se fosse assim a EMBRAER estaria fazendo o mesmo que os Russos ao anunciar o projeto C390 não é mesmo? Só porque o C390 ainda não alçou vôo não significa que ele não vá ser realmente fabricado pela empresa brasileira. O C390 não está nem na fase de protótipo más acredito que este avião vingará e muitos países já se interessaram pelo projeto inclusive os EUA através da Boing.

    Será que os Russos são “loucos” de oferecer uma avião como o Su35 BM se ele não sair das “pranchetas”? Sinceramente creio que não.

    Alguém citou aqui que o Su35 MK não seria bom por causa dos canards. Oras! O Su35 MK possui canards por que a versão de seu radar é mais pesado que o do Su27!!! Foi instalado canards para dar mais qualidade de vôo para a aeronave devido a isso. Simples. Além do que especialistas americanos da USAF e do Pentágono afirmaram que o Su35 Mk venceria sempre o F15-C! E isso foi dito em 2002!!!

    Logo depois – como sempre para russos e americanos – o Su35 continuava sendo aperfeiçoado, daí gerando a versão Su35 BM com um radar AESA mais poderoso do que o radar do Su35 Mk más mais leve. Por isso foi retirado os canards do caça sem contar que os materiais estruturais e aviônicos deste avião são mais leves e as derivas verticais são menores que os do Su27 Flanker e do Su35 Mk.

    Respeito todas as aeronaves concorrentes do FX2. Todos têm seus prós e contras. Más a minha preferência sempre foi pelo Su35 BM. Pena os Russos não responderem totalmente o RFP lançado pela FAB como fez os outros. Deixaram lacunas a serem preenchidas ou até mesmo não responderam, principalmente no tocante a transferência de tecnologia. Logo depois – acho que por arrependimento – apresentaram ao Min.Nelson Jobim um documento mais completo e abrangente e aí vocês já viram o rolo que deu por aqui e na imprensa especializada bem como na concorrência.

    Hoje, torço pelo Rafale. Um projeto novo, moderno e que oferece ao país as melhores condições para a FAB e outras forças devido à parceria militar Brasil-França.

    Quanto à política FHC-Lula, isso é uma discussão interminável e os dois têm seus prós e contras. Ponto! Cada um com suas opniões. E tenho as minhas e muitas delas são completamente diferentes de muitos que discutiram isso aqui.

    Com relação a FHC-Lula só digo o seguinte: NEM UM DOS DOIS MUDARAM AS ESTRUTURAS POLÍTICAS e ADMINISTRATIVAS DESTE PAÍS. É nisso que está o embróglio, o estancamento do desenvolvimento deste país. As praticas POLÍTICAS – as econômicas é outra discussão – continuam as mesmas não é mesmo? E FIM.

    Vamos discutir a nossa GEOPOLÍTICA e a nossa DEFESA! É isso que importa aqui.

    GOVERNOS PASSAM. O PAÍS PERMANECE…

    Quanto a parceiria Brasil-Rússia no PAK-FA (ou T-50 para os Russos), torço para que se concretize realmente. Assim como torço para que se concretize qualquer parceria que o Brasil vá fazer para um caça de 5a geração sejam eles Russos, Franceses ou outros…

    Abraços a todos. Mesmo que alguns “metam o pau” indevidamento – na minha opnião – no BRASIL, temos aqui grandes Brasileiros… e Patriotas.

    Abraços.

  350. Zero Uno 8 de abril de 2009 at 15:11 #

    Calma pessoal… Easy, Easy…rsssss.

    Olha. Na minha opnião ninguém gasta bilhões projetando/aperfeiçoando/anunciando uma aeronave seja ela militar ou não! Se fosse assim a EMBRAER estaria fazendo o mesmo que os Russos ao anunciar o projeto C390 não é mesmo? Só porque o C390 ainda não alçou vôo não significa que ele não vá ser realmente fabricado pela empresa brasileira. O C390 não está nem na fase de protótipo más acredito que este avião vingará e muitos países já se interessaram pelo projeto inclusive os EUA através da Boing.

    Será que os Russos são “loucos” de oferecer uma avião como o Su35 BM se ele não sair das “pranchetas”? Sinceramente creio que não.

    Alguém citou aqui que o Su35 MK não seria bom por causa dos canards. Oras! O Su35 MK possui canards por que a versão de seu radar é mais pesado que o do Su27!!! Foi instalado canards para dar mais qualidade de vôo para a aeronave devido a isso. Simples. Além do que especialistas americanos da USAF e do Pentágono afirmaram que o Su35 Mk venceria sempre o F15-C! E isso foi dito em 2002!!!

    Logo depois – como sempre para russos e americanos – o Su35 continuava sendo aperfeiçoado, daí gerando a versão Su35 BM com um radar AESA mais poderoso do que o radar do Su35 Mk más mais leve. Por isso foi retirado os canards do caça sem contar que os materiais estruturais e aviônicos deste avião são mais leves e as derivas verticais são menores que os do Su27 Flanker e do Su35 Mk.

    Respeito todas as aeronaves concorrentes do FX2. Todos têm seus prós e contras. Más a minha preferência sempre foi pelo Su35 BM. Pena os Russos não responderem totalmente o RFP lançado pela FAB como fez os outros. Deixaram lacunas a serem preenchidas ou até mesmo não responderam, principalmente no tocante a transferência de tecnologia. Logo depois – acho que por arrependimento – apresentaram ao Min.Nelson Jobim um documento mais completo e abrangente e aí vocês já viram o rolo que deu por aqui e na imprensa especializada bem como na concorrência.

    Hoje, torço pelo Rafale. Um projeto novo, moderno e que oferece ao país as melhores condições para a FAB e outras forças devido à parceria militar Brasil-França.

    Quanto à política FHC-Lula, isso é uma discussão interminável e os dois têm seus prós e contras. Ponto! Cada um com suas opniões. E tenho as minhas e muitas delas são completamente diferentes de muitos que discutiram isso aqui.

    Com relação a FHC-Lula só digo o seguinte: NEM UM DOS DOIS MUDARAM AS ESTRUTURAS POLÍTICAS e ADMINISTRATIVAS DESTE PAÍS. É nisso que está o embróglio, o estancamento do desenvolvimento deste país. As praticas POLÍTICAS – as econômicas é outra discussão – continuam as mesmas não é mesmo? E FIM.

    Vamos discutir a nossa GEOPOLÍTICA e a nossa DEFESA! É isso que importa aqui.

    GOVERNOS PASSAM. O PAÍS PERMANECE…

    Quanto a parceiria Brasil-Rússia no PAK-FA (ou T-50 para os Russos), torço para que se concretize realmente. Assim como torço para que se concretize qualquer parceria que o Brasil vá fazer para um caça de 5a geração sejam eles Russos, Franceses ou outros…

    Abraços a todos. Mesmo que alguns “metam o pau” indevidamento – na minha opnião – no BRASIL, temos aqui grandes Brasileiros… e Patriotas.

    Abraços.

  351. Zero Uno 8 de abril de 2009 at 15:22 #

    Quanto à Venezuela…

    Chaves vai adquirir 100 Su35 BM??? Sinceramente, não acredito!

    Se o barril do petróleo chegar a U$$ 200, pode até ser! Más nos preços atuais e nas previsões futuras, demora…

    Além disso a Venezuela está com uma inflação perto de 40% ao ano devido aos gastos governamentais. Há escassez de alimentos e muitos outros problemas internos…

    Apreço a todos…

  352. Zero Uno 8 de abril de 2009 at 15:22 #

    Quanto à Venezuela…

    Chaves vai adquirir 100 Su35 BM??? Sinceramente, não acredito!

    Se o barril do petróleo chegar a U$$ 200, pode até ser! Más nos preços atuais e nas previsões futuras, demora…

    Além disso a Venezuela está com uma inflação perto de 40% ao ano devido aos gastos governamentais. Há escassez de alimentos e muitos outros problemas internos…

    Apreço a todos…

  353. Bonifácio 8 de abril de 2009 at 15:30 #

    Caros,

    Nada tenho a favor da Rússia, antes pelo contrário, mas as corporações que mandam no ocidente não são melhores, especialmente os fabricantes de armas. Se a notícia for verdadeira, acho bom que o Brasil desenvolva a sua capacidade a esse nível.
    Um Brasil com caças de 5ª geração seria uma garantia de paz no futuro próximo. Mas é muito possível que seja mais uma notícia com objetivos obscuros.
    Quanto à discussão Lula x FHC, só direi uma coisa. Eles trabalham para os mesmos patrões. Pesquisem acerca dos movimentos do Dr. Mário Garnero se quiserem saber quem manda no Brasil. Ele é o representante desses interesses no Brasil de hoje.

    P.S: Para encurtar a pesquisa, vos envio um site interessante:

    http://www.rothschild.com.br/hist.htm

    Coisas que não contam nas aulas de História…

  354. Bonifácio 8 de abril de 2009 at 15:30 #

    Caros,

    Nada tenho a favor da Rússia, antes pelo contrário, mas as corporações que mandam no ocidente não são melhores, especialmente os fabricantes de armas. Se a notícia for verdadeira, acho bom que o Brasil desenvolva a sua capacidade a esse nível.
    Um Brasil com caças de 5ª geração seria uma garantia de paz no futuro próximo. Mas é muito possível que seja mais uma notícia com objetivos obscuros.
    Quanto à discussão Lula x FHC, só direi uma coisa. Eles trabalham para os mesmos patrões. Pesquisem acerca dos movimentos do Dr. Mário Garnero se quiserem saber quem manda no Brasil. Ele é o representante desses interesses no Brasil de hoje.

    P.S: Para encurtar a pesquisa, vos envio um site interessante:

    http://www.rothschild.com.br/hist.htm

    Coisas que não contam nas aulas de História…

  355. Zeke A6M 8 de abril de 2009 at 16:03 #

    Zero Uno

    “Com relação a FHC-Lula só digo o seguinte: NEM UM DOS DOIS MUDARAM AS ESTRUTURAS POLÍTICAS e ADMINISTRATIVAS DESTE PAÍS. É nisso que está o embróglio, o estancamento do desenvolvimento deste país. As praticas POLÍTICAS – as econômicas é outra discussão – continuam as mesmas não é mesmo? E FIM.”

    Na mosca.

    Hornet, parabens por conseguir pautar os debates com uma visão sistemica.

    Abraços a todos.

  356. Zeke A6M 8 de abril de 2009 at 16:03 #

    Zero Uno

    “Com relação a FHC-Lula só digo o seguinte: NEM UM DOS DOIS MUDARAM AS ESTRUTURAS POLÍTICAS e ADMINISTRATIVAS DESTE PAÍS. É nisso que está o embróglio, o estancamento do desenvolvimento deste país. As praticas POLÍTICAS – as econômicas é outra discussão – continuam as mesmas não é mesmo? E FIM.”

    Na mosca.

    Hornet, parabens por conseguir pautar os debates com uma visão sistemica.

    Abraços a todos.

  357. Moreau 8 de abril de 2009 at 16:42 #

    Nossa Galera este post ta dando o que falar!
    Acho que vai dar um record de postagem aqui.
    Se é record tenho que fazer parte kkk…
    Abraço a todos… me divirto muito por aqui…

  358. Moreau 8 de abril de 2009 at 16:42 #

    Nossa Galera este post ta dando o que falar!
    Acho que vai dar um record de postagem aqui.
    Se é record tenho que fazer parte kkk…
    Abraço a todos… me divirto muito por aqui…

  359. Zero Uno 8 de abril de 2009 at 17:19 #

    Zeke A6M (Mitsubishi A6M – adoro esse caça!)

    Valeu e obrigado.

    Ao Hornet, parabenizo pelas esplanações e concordo com muitas delas…

    Lecen: Concordo em alguns pontos também…Fora a história e os livros que citou – todo pensador tem a sua ideologia – Ainda acho FHC e Lula no fundo, irmãos siamêses. Más também acho que não mudaram em nada as estruturas políticas/administrativas deste país. O empreguismo e o toma-lá-dá-cá continua o mesmo…
    Fora que FHC não deixou o Congresso Nacional – via oposição – investigar nada da sua administração não é mesmo? O MENSALÃO DA SUA REELEIÇÃO (um golpe na democracia pois ele ainda estava no poder), as privatizações e muitas outras coisas… Tinha até um ENGAVETADOR GERAL DA REPÚBLICA o Sr. Geraldo Brindeiro que não deixava nada passar para investigação…

    Abraços.

  360. Zero Uno 8 de abril de 2009 at 17:19 #

    Zeke A6M (Mitsubishi A6M – adoro esse caça!)

    Valeu e obrigado.

    Ao Hornet, parabenizo pelas esplanações e concordo com muitas delas…

    Lecen: Concordo em alguns pontos também…Fora a história e os livros que citou – todo pensador tem a sua ideologia – Ainda acho FHC e Lula no fundo, irmãos siamêses. Más também acho que não mudaram em nada as estruturas políticas/administrativas deste país. O empreguismo e o toma-lá-dá-cá continua o mesmo…
    Fora que FHC não deixou o Congresso Nacional – via oposição – investigar nada da sua administração não é mesmo? O MENSALÃO DA SUA REELEIÇÃO (um golpe na democracia pois ele ainda estava no poder), as privatizações e muitas outras coisas… Tinha até um ENGAVETADOR GERAL DA REPÚBLICA o Sr. Geraldo Brindeiro que não deixava nada passar para investigação…

    Abraços.

  361. Hornet 8 de abril de 2009 at 17:38 #

    Zero Uno,

    concordo com o amigo Zeke, vc foi na mosca.

    Só acrescentaria mais uma coisinha (já que assunto da história veio a baila aqui, lá no começo da discussão, uns 5789 posts acima…hehehe), pra referendar o que vc disse: esta estrutura (não é só político-administrativa, é bem maior), por ser estrutura, é muito mais complicada de ser percebida e entendida e, por consequência, de ser mudada. Como diria o famoso historiador francês Fernand Braudel: o tempo histórico das estruturas é quase imóvel, é um tempo estático que não é percebido como pertencente à história (e isso ocorre no mundo todo, não é um caso específico do Brasil). É o que ele chamava de tempo da longa duração, ou da Geo-história. Ao contrário dos eventos do dia a dia, que pertencem a um outro tempo…ao tempo da curta duração…à conjuntura.

    Assim, a política do dia a dia é conjuntural, já a formação socioeconômica (entendida em sentido amplo, incluindo aí as formações políticas e culturais) tende a ser estrutural. É interessante pensar nos vários tempos históricos…até porque, sem isso, fica difícil entender a história ou mesmo a política do dia a dia.

    Isso não tem nada a ver com o assunto do post, mas como gostei de sua análise, resolvi acrescentar mais este comentário final. Não falo mais de história e nem da política do dia a dia aqui, prometo.

    abração meu caro

  362. Hornet 8 de abril de 2009 at 17:38 #

    Zero Uno,

    concordo com o amigo Zeke, vc foi na mosca.

    Só acrescentaria mais uma coisinha (já que assunto da história veio a baila aqui, lá no começo da discussão, uns 5789 posts acima…hehehe), pra referendar o que vc disse: esta estrutura (não é só político-administrativa, é bem maior), por ser estrutura, é muito mais complicada de ser percebida e entendida e, por consequência, de ser mudada. Como diria o famoso historiador francês Fernand Braudel: o tempo histórico das estruturas é quase imóvel, é um tempo estático que não é percebido como pertencente à história (e isso ocorre no mundo todo, não é um caso específico do Brasil). É o que ele chamava de tempo da longa duração, ou da Geo-história. Ao contrário dos eventos do dia a dia, que pertencem a um outro tempo…ao tempo da curta duração…à conjuntura.

    Assim, a política do dia a dia é conjuntural, já a formação socioeconômica (entendida em sentido amplo, incluindo aí as formações políticas e culturais) tende a ser estrutural. É interessante pensar nos vários tempos históricos…até porque, sem isso, fica difícil entender a história ou mesmo a política do dia a dia.

    Isso não tem nada a ver com o assunto do post, mas como gostei de sua análise, resolvi acrescentar mais este comentário final. Não falo mais de história e nem da política do dia a dia aqui, prometo.

    abração meu caro

  363. Mauricio R. 8 de abril de 2009 at 17:41 #

    A Russia quer somente alguém que pague o desenvolvímento do projeto.

  364. Mauricio R. 8 de abril de 2009 at 17:41 #

    A Russia quer somente alguém que pague o desenvolvímento do projeto.

  365. Roberto CR 8 de abril de 2009 at 18:16 #

    Antonietaaaaaaaa…. rsrsrsrs

  366. Roberto CR 8 de abril de 2009 at 18:16 #

    Antonietaaaaaaaa…. rsrsrsrs

  367. Zero Uno 8 de abril de 2009 at 18:17 #

    Hornet…

    Muito LÚCIDA sua explicação sobre a Imobilidade Temporal da Estrutura… Impressionante mesmo e esclarecedor. Más creio que um país como o Brasil precisar atravessar esse e outros paradigmas se quiser avançar como nação e potência global…

    Maurício R.

    É de se pensar o seu pensamento. Afinal, com o preço do barril de petróleo em torno de U$$ 50 a média, a Rússia vai sim precisar de parceiros…

    Abraços.

  368. Zero Uno 8 de abril de 2009 at 18:17 #

    Hornet…

    Muito LÚCIDA sua explicação sobre a Imobilidade Temporal da Estrutura… Impressionante mesmo e esclarecedor. Más creio que um país como o Brasil precisar atravessar esse e outros paradigmas se quiser avançar como nação e potência global…

    Maurício R.

    É de se pensar o seu pensamento. Afinal, com o preço do barril de petróleo em torno de U$$ 50 a média, a Rússia vai sim precisar de parceiros…

    Abraços.

  369. Manfred Von Richthofen 8 de abril de 2009 at 18:19 #

    Saudações a todos os blogueiros.
    A gente sabe que os aviões que pretendemos comprar agora pelo FX-2 já vão entrar em serviço defasados. Vamos pagar caro por tecnologia obsolescente.
    Poderíamos comprar aviões usados como fez o Chile, rechear com aviônica geração 4.5 made in Elbit e ir tocando o barco enquanto entramos com Rússia e Índia nesse projeto do PAK.
    A verdade é que esse FX deveria ter sido aprovado no Governo FHC e agora já é tarde. Perdemos o bonde.
    É como a modernização dos F-5E, passou da hora e chegou tarde. A mesma coisa acontecerá com o FX-2.
    Seria muito mais barato passar no cemitério do AMARG nos EUA…

    http://www.aereo.jor.br/?p=1356

    … e pegar aqueles 80 F-16 que estão lá, recheando com aviônica 4.5. Teríamos um poder de fogo muito maior, por uma fração do preço da compra de Rafales, Gripen e SH zero bala.

  370. Manfred Von Richthofen 8 de abril de 2009 at 18:19 #

    Saudações a todos os blogueiros.
    A gente sabe que os aviões que pretendemos comprar agora pelo FX-2 já vão entrar em serviço defasados. Vamos pagar caro por tecnologia obsolescente.
    Poderíamos comprar aviões usados como fez o Chile, rechear com aviônica geração 4.5 made in Elbit e ir tocando o barco enquanto entramos com Rússia e Índia nesse projeto do PAK.
    A verdade é que esse FX deveria ter sido aprovado no Governo FHC e agora já é tarde. Perdemos o bonde.
    É como a modernização dos F-5E, passou da hora e chegou tarde. A mesma coisa acontecerá com o FX-2.
    Seria muito mais barato passar no cemitério do AMARG nos EUA…

    http://www.aereo.jor.br/?p=1356

    … e pegar aqueles 80 F-16 que estão lá, recheando com aviônica 4.5. Teríamos um poder de fogo muito maior, por uma fração do preço da compra de Rafales, Gripen e SH zero bala.

  371. Nunão 8 de abril de 2009 at 18:22 #

    “Mauricio R. em 08 abr, 2009 às 17:41
    A Russia quer somente alguém que pague o desenvolvímento do projeto.”

    Depois de ler todos os anteriores, finalmente um comentário com o qual concordo plenamente!

    Parabéns a todos pelo debate.

  372. Nunão 8 de abril de 2009 at 18:22 #

    “Mauricio R. em 08 abr, 2009 às 17:41
    A Russia quer somente alguém que pague o desenvolvímento do projeto.”

    Depois de ler todos os anteriores, finalmente um comentário com o qual concordo plenamente!

    Parabéns a todos pelo debate.

  373. Roberto CR 8 de abril de 2009 at 18:40 #

    Zero Uno e Hornet…

    “Imobilidade Temporal da Estrutura.”

    PARA QUE EU QUERO DESCER… rsrsrs

    Gente, daqui a pouco estaremos discutindo superestrutura, o inconsciente coletivo, imutabilidade do ser, niilismo, fenomenologia, ontologia, desenterrando alguns “quinta coluna”, e por ai vai (rsrsrs)… parei por aqui no post.

    Abs

  374. Roberto CR 8 de abril de 2009 at 18:40 #

    Zero Uno e Hornet…

    “Imobilidade Temporal da Estrutura.”

    PARA QUE EU QUERO DESCER… rsrsrs

    Gente, daqui a pouco estaremos discutindo superestrutura, o inconsciente coletivo, imutabilidade do ser, niilismo, fenomenologia, ontologia, desenterrando alguns “quinta coluna”, e por ai vai (rsrsrs)… parei por aqui no post.

    Abs

  375. welington 8 de abril de 2009 at 18:43 #

    Mauricio R. em 08 abr, 2009 às 17:41
    A Russia quer somente alguém que pague o desenvolvímento do projeto.
    Welington= Concordo em partes simplesmente porque se entrarmos no programa entraremos somente com 20% dos investimentos, e ganharemos 20% de todos os lucros inclusive das vendas…
    Um abraço a todos.

  376. welington 8 de abril de 2009 at 18:43 #

    Mauricio R. em 08 abr, 2009 às 17:41
    A Russia quer somente alguém que pague o desenvolvímento do projeto.
    Welington= Concordo em partes simplesmente porque se entrarmos no programa entraremos somente com 20% dos investimentos, e ganharemos 20% de todos os lucros inclusive das vendas…
    Um abraço a todos.

  377. Hornet 8 de abril de 2009 at 19:34 #

    Calma Roberto CR, a Antonieta já vem….hehehe

    de todo modo, ontologia não é uma má idéia…acho que isso daria uma boa discussão: o “ser em si” dos caças…kkkkkkkk

    Mas, uma coisa é fato…quando alguém quiser bater rodos os recordes de audiência é só postar alguma coisa sobre o Pak-Fa ou o Su-35…

    Carácolas! Como isso rende comentários…barbaridade!

    abraços

  378. Hornet 8 de abril de 2009 at 19:34 #

    Calma Roberto CR, a Antonieta já vem….hehehe

    de todo modo, ontologia não é uma má idéia…acho que isso daria uma boa discussão: o “ser em si” dos caças…kkkkkkkk

    Mas, uma coisa é fato…quando alguém quiser bater rodos os recordes de audiência é só postar alguma coisa sobre o Pak-Fa ou o Su-35…

    Carácolas! Como isso rende comentários…barbaridade!

    abraços

  379. Hornet 8 de abril de 2009 at 19:36 #

    ops! “rodos”, não. quis dizer TODOS…

  380. Hornet 8 de abril de 2009 at 19:36 #

    ops! “rodos”, não. quis dizer TODOS…

  381. Tailhooker 8 de abril de 2009 at 19:49 #

    Alguem conhece a aeronave BEM-195 ??

  382. welington 8 de abril de 2009 at 19:58 #

    O atual record do BLOG foi em uma matéria sobre o SU-35 BM, onde rendeu 293 comentários…

  383. Marko 8 de abril de 2009 at 20:35 #

    Começou tudo de novo…. E a viuvada russa comemora!!!

  384. welington 8 de abril de 2009 at 20:46 #

    ?????????????????…

  385. Tailhooker 8 de abril de 2009 at 20:53 #

    O Welington mencionou um tal de BEM-195. Nunca ouvi falar. Quem fabrica? Bombardier ?

  386. Tailhooker 8 de abril de 2009 at 20:55 #

    Só pode ser Russo, então.

  387. COMANDANTE MELK 8 de abril de 2009 at 21:05 #

    Senhores,

    aqui vai mais informações para “dilatar o debate´´.

    Jobim não descarta mas dá poucas esperanças à proposta russa para o F-X 2
    Por Vinicius Pimenta
    08 de Abril de 2009
    Ministro da Defesa faz ressalvas quanto a possíveis dificuldades para transferência de tecnologia

    Durante seminário sobre a END organizado pelo jornal Valor Econômico e pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, o Ministro da Defesa Nelson Jobim confirmou que está reexaminando a proposta russa para venda de caças Su-35 ao Brasil. O Ministro já havia levantado essa hipótese em fevereiro, durante o programa de rádio “Bom Dia Ministro”, veiculado pela EBC.

    Jobim, no entanto, não demonstrou muito entusiasmo com a oferta. “Os russos me pediram para reexaminar (a oferta). Estamos olhando os documentos, mas a dificuldade deles é com a transferência de tecnologia, que é a condição básica”, esclareceu. A declaração do Ministro da Defesa é um balde de água fria nas ainda pequenas esperanças russas. Na quarta-feira (07/04), o vice-diretor do Serviço Federal para a Cooperação Técnico-Militar russa, Alexandre Fomin, chegou a dizer que a Rússia não excluía a possibilidade da participação do Brasil na fabricação de caças de quinta geração.

    Os russos foram eliminados ainda na primeira fase do Projeto F-X 2. De acordo com informações veiculadas na imprensa, uma das principais justificativas pela exclusão da proposta daquele país era justamente a falta de garantias sobre transferência de tecnologias.

    Em fevereiro, Nelson Jobim afirmou no programa de rádio “Bom Dia Ministro”, veiculado pela EBC, que recebeu visita de representantes russos e prometeu que reexaminaria a nova proposta. Na época, o Ministro não quis comentar as declarações, enquanto o Comando da Aeronáutica informou que desconhecia o teor das falas de Jobim e que o Projeto F-X 2 seguia conforme o planejado.

    * Com informações do Valor Econômico

  388. Wolfpack 8 de abril de 2009 at 21:24 #

    Como a decisao sobre o FX2 esta se aproximando, os russos vendo suas chances diminuir a cada jogada, estao descartando suas ultimas oportunidades de virar o jogo. Infelizmente, eu nao acredito nesta opcao do PAK. Seria excelente, porem penso somente que os Russos em um ultimo ato tenta colocar minhoca na cabeca do Jobim e do Saito-san. Os avioes jah estao sendo avaliados. O FX2 jah preve a possibilidade de a Embraer participar em projetos futuros de UCAVs e vetores de 5a geracao. O que no caso americano, nao se aplicar, pois eles jah dispoe desta tecnologia, diminuindo assim as chances do F18EF. A Franca nao desenvolvera um vetor de 5a geracao e optou pelo desenvolvimento de UCAVs, a SAAB tem um projeto de UCAVs e de uma plataforma de 5a geracao, mas depende ainda de mais vendas do Gripen, o que ainda nao esta se concretizando. Situacao dificil o Brasil ter excluido a Russia das ultimas etapas do processo FX2,agora perdeu a moeda de troca. O PAK sera sim uma opcao para China Russia e India, mas o Brasil esta tracando um outro caminho de independencia. Eh bom que a Embraer entenda isso e nao se encante pelo canto da Sereia, ou conversa da Siberia.

  389. Baschera 8 de abril de 2009 at 21:25 #

    OH NÃO….. VEM AÍ O >>>>> VANT-FX <<<<<
    Mais uma novela mexicana sem previsão de término pela FAB.
    Que FX-2 que nada….. liguem-se no VANT-FX

    PROJETO VEÍCULO AÉREO NÃO-TRIPULADO – Etapa RFI.

    O Comando da Aeronáutica, atento às necessidades operacionais e em consonância com a política governamental de capacitação da indústria aeronáutica nacional, iniciou o processo para aquisição de Veículo Aéreo Não-Tripulado (VANT).

    O cerne deste projeto consiste em adquirir VANT para estabelecimento de doutrina na Força Aérea Brasileira, que o empregará em missões de reconhecimento e como plataforma intermediária de comunicação, e capacitar a indústria aeronáutica para o desenvolvimento de um VANT totalmente nacional.

    O Projeto VANT se encontra na fase de solicitação de informações (Request For Information – RFI) às empresas capacitadas para fornecer tal equipamento, baseado nos requisitos operacionais (ROP) estabelecidos pelo Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER).

    Para tanto, nove empresas foram selecionadas e receberão o RFI: as brasileiras Aeroeletrônica e AVIBRAS, as israelenses Elbit e IAI, a sul-africana Denel, a norte-americana Boeing, a russa Irkut, a européia EADS-Casa e a italiana GALILEU AVIÔNICA.

    O Comando da Aeronáutica ressalta que este projeto manterá o foco em aspectos relacionados às condições das ofertas de compensação comercial (offset) e o grau de transferência de tecnologia para a indústria aeronáutica brasileira.

    Brigadeiro-do-Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez
    Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica
    Fonte: CECOMSAER

    Sds.

  390. Robson Br 8 de abril de 2009 at 21:50 #

    Duvido que terá virada de mesa. Os Russos estão tentando jogar as últimas cartas. Oferecer um produto que é protótipo e um futuro que ainda não tem é dificil de acreditar. A Embraer depende muito do mercado ocidental tanto para vendas e compra de componentes. A gente fala muito do gripen que depende muito dos americanos, mas os produtos da embraer dependem muito mais. Que seria dos Super Tucanos sem os motores e vários aviônicos com tecnologia USA. A embraer não vai entrar nessa furada só para agradar meia duzia de entusiastas.

  391. kaleu 8 de abril de 2009 at 23:35 #

    Caro Fernando Gonzales… quem elegeu o Sr. Ciro Gomes autoridade mundial em política Brasileira ?

    Caro Amigo Welington… tbm tenho grande respeito por ti… a despeito dessa sua cabeça mais dura que titânio… agora, fala sério… já deu uma olhada no TTAAMMAANNHHOOO do seu comentário ?… NNNUUUSSSSSS !!! … cara prometo nunca mais te provocar…rsrsrs

    Com relação à “aclamada” permanência do SU-35 no FX-2, das 4 alternativas, uma deve ser verdadeira : -

    1) – A Russia quer apenas tumultuar o processo, ou

    2) – Uma tentativa desesperada e patética de anular sua eliminação, ou

    3) – São completamente idiotas, ou

    4) – O Nelson Jobim exagerou, de forma inconsequente, a geração de expectativa.

    Com relação ao PAK-FA, acho improvável uma parceria pelo seguinte :-

    A) – A filosofia da FAB é completamente diferente da F.A. Russa.

    B) – A comunicação e distância são problemas a serem considerados.

    C) – Os Russos nos enxergam como um “país Latino-Americano” na concepção perjorativa da frase, ou seja, a mesma concepção que têem com Cuba e Venezuela… nos tratam de forma quase paternalista, desrespeitosa, fazem uma proposta e depois uma ressalva: “se Moscou decidir assinar um contrato com o país sul-americano”

    D) – O Gov. Brasileiro não está disposto a investir de US$ 7 a 10 bilhões, somente pra dizer que o Brasil “participou” do desenvolvimento de um caça de 5ªG, que os Russos “afirmam” que voará ainda em 2009, em que os Russos “”Vão facilitar a transferência de tecnologia e de produção “autorizada” de aeronaves “russas” no Brasil, se Moscou decidir assinar um contrato com o país sul-americano.”” será que os amigos perceberam o tamanho da arrogância??

    Não precisamos disso…

    Saiu nova notícia : -

    “Jobim, no entanto, não demonstrou muito entusiasmo com a oferta. “Os russos me pediram para reexaminar (a oferta). Estamos olhando os documentos, mas a dificuldade deles é com a transferência de tecnologia, que é a condição básica”, esclareceu. A declaração do Ministro da Defesa é um balde de água fria nas ainda pequenas esperanças russas.”

    abraço a todos
    Kaleu

    3) -

  392. Henirque Sousa 9 de abril de 2009 at 0:05 #

    Mauro, muito obrigado por conseguir externar em palavras algo que eu apenas vinha “sentindo”.

  393. kaleu 9 de abril de 2009 at 0:22 #

    Calma Mauro… mantenha a tua Paz interior… o Welington é gente boa… porém, as vezes tira agente do sério…. rsrsrs

    abraço aos dois
    Kaleu

  394. J Roberto 9 de abril de 2009 at 1:24 #

    A Rússia pode permitir que o Brasil produza seus caças de quinta geração(Sukhoi-T50)em perceria com a Embraer no futuro sob licença, disse um oficial sênior do governo russo.

    O avançado caça multitarefa russo está sendo desenvolvido pela fabricante de aeronaves Sukhoi, parte da United Aircraft Corporation (UAC) russa, juntamente com a indiana Hindustan Aeronautics Limited (HAL), ao abrigo de um acordo intergovernamental preliminar assinado em outubro de 2007.

    O primeiro protótipo está programado para fazer o seu vôo inaugural antes do final de 2009.sERÁ MESMO?

    O Su-35BM não está passando pela atual fase em que equipes de pilotos brasileiros estão verificando in loco os aparelhos oferecidos. Seria por que o Su-35BM Super Flanker já teria sido estudado exaustivamente no FX-1?
    A FAB não deveria cancelar o FX-2,mas sim adquirir o FX-2 e em pararelo a isso,participar do projeto do caça de 5 G,que deve começar a produzir suas primeiras unidades entre 2016~2020.Assim teremos a supremacia na América Latina.Pararelo a isso estuda-se a implantação dos sistemas anti-aéreos S-300 para defesa das bases aéres e intalações,devido que, com a aquisição desses caças modernos do FX-2,por serem aeronaves caras,não dá para fazer defesa das instalações somente com mísseis de ombro,em vista da modernidade das novas ameaças aéreas.
    Estamos participando ativamente da disputa brasileira, que foi reaberta. Ela envolve mais de 100 caças. A Rússia fez uma proposta com os seus caças multitarefa Su-35,disse uma alta fonte russa.
    A concorrência tem rígidos requisitos, que envolvem não só a venda, mas também a transferência de tecnologia. Trata-se de uma condição essencial do negócio e a Rússia está pronta para satisfazê-la “, disse Alexander Fomin(Diretor adjunto do Serviço Federal Técnico-militar)

  395. welington 9 de abril de 2009 at 6:30 #

    Só um comentário, pois não é necessário mais que isto, pois de resto foi exposto.
    Kaleu o custo do programa PAK FA é de 20 Bilhões, o Brasil se entrasse entraria com 20% do total, ou seja, 4 bilhões de dólares, como conseqüência participaria do desenvolvimento, montaria e produziria o vetor localmente e teria a participação nos lucros em 20%…
    Um abraço a todos.

  396. edilson 9 de abril de 2009 at 9:05 #

    Amigo Zé Roberto
    gostaria de esclarecer uma questão.
    o Su-35 não participou da concorrência FX1 tão pouco foi avaliado até porrque ele ainda não está operacional, estará segundo a Força aérea Russa em 2012 o que eu acho provável e realisticamente possível.
    A sukhoi havia oferecido para o FX 1 o Su-30 MK muito parecido com o modelo Indiano porém sem TVC.
    o Su-35 é um protótipo e plataforma de testes para o que a força aérea russa espera ser o seu futuro caça o PAK FA.
    grande abraço

  397. kaleu 9 de abril de 2009 at 9:47 #

    Welington…. nem por US$ 2 bilhões valeria a pena, pois, fica claro, pelas palavras do Sr Alexander Fomin, que ficaríamos numa condição de sub-serviência à Russia, ISSO NÃO É PARCERIA, é apenas uma forma de financiar as pesquisas Russas… queremos e podemos muito mais que isso !!

    abraço
    Kaleu

  398. kaleu 9 de abril de 2009 at 10:59 #

    Ademais…. A ind Russa, se fosse inteligente deveria, pagar pela parceira com o Brasil, pois, temos uma indústria aeronautica das mais respeitáveis do mundo, alto grau de “confiabilidade”, rede de manutenção e pós venda dos mais competentes, temos o conhecimento do como o ocidente “enxerga” as atribuições de um vetor de combate, uma rede de fornecedores apta a absorver e aprimorar tecnologia com alto grau de qualidade… TODOS ESTES FATORES SÃO DEFICIENTES NA INDÚSTRIA RUSSA… o que os obriga a limitar comercialização de seus produtos apenas com Países como Líbia, Venezuela ou Irã… E AINDA TEM GENTE “TORCENDO” PARA O BRASIL ENTRAR NESSA ROUBADA !

    abraços
    Kaleu

  399. Marco 9 de abril de 2009 at 11:23 #

    Olá a todos aqui no blog, gostaria de fazer uma pergunta concreta sobre o SU-35BM vs Rafale. Qual dos dois é melhor, Rafale ou Su-35 BM ?
    Gostaria que ao responderem a esta pergunta referissem factos e não tratassem a questão como se de futebol se tratase.
    Faço esta pergunta porque nos vários sites que visitei, referem que o Su-35 é melhor, contudo segundo vários especialistas o melhor caça é aquele que tem melhor electronica, logo o Rafale deveria ser melhor certo?! Enfim gostava que me tirassem esta minha duvida…
    Um grande abraço para todos aki no Blog.

  400. kaleu 9 de abril de 2009 at 11:32 #

    Marco, não dá pra comparar… um já está operacional (Rafale) e o outro é apenas um protótipo… promete…. porém a realidade é que é apenas um protótipo… construído sobre a plataforma do SU-27, ou seja é um up-grade…

    abraço
    Kaleu

  401. welington 9 de abril de 2009 at 15:03 #

    Edilson o SU-35 “ convencional” participou da licitação FX1 e foi um dos finalistas juntamente com o Gripen, o gripen ganhou pelo baixíssimo custo de aquisição de operação do vetor.
    Kaleu sinto muito, mas você me decepcionou, esta parceria valeria à pena se pagássemos 10 bilhões, pois esta nos trará conhecimentos inimagináveis, os Russos não nos tratam como subalternos quem faz isto são os EUA, ganharíamos vários conhecimentos com o desenvolver do projeto, MONTARIAMOS e FABRICARIAMOS o vetor localmente, os EUA nem tecnologia transferem esta parceria mostra o real nível que a Rússia nos trata, só para citar um exemplo os F-16 I de Israel são construídos e montados em solo Americano, são integrados somente os sensores, softwares e hardwares fabricados em Israel. nossa indústria tem um grau de excelência muito alto, porem não temos tecnologia de ponta alguma que se compare as utilizadas pelo vetor, Russo, pela sua afirmação você esta desqualificando o vetor Russo por puro preconceito e gostos, o que não é certo a indústria aeronáutica Russa só pode ser comparada a Americana e alias é superior em termos de pesquisas se compararmos os orçamentos das duas nações, uma com orçamentos gigantes e a outra com orçementos minúsculos se comparados. Os testes de qualidade Russos são iguais a todos no mundo, sobre a comercialização Kaleu este vetor será vendido a estes países porque os outros países europeus são aliados Americanos o que desqualifica totalmente sua afirmação, só para citar a família Flanker é comercializada par dois gigantes mundiais alias um será em poucas décadas a maior potencia mundial o que desqualifica mais ainda sua afirmação anterior.
    Marco o SU-35 BM é um caça pesado ao nível do F-15, não é só o quesito eletrônica que define a superioridade de um vetor, mas não se compara, o Rafale é um vetor com menos tempo de desenvolvimento, por ser um vetor novo sem bases, mas contem um projeto mais atual, porem o SU-35 BM engloba tudo de que a de mais avança do na industria Russa, seus sensores possuem maior alcance VS RCS, em bases sobre o RCS das aeronaves VS o alcance do radar por RCS do SU-35 BM detecta o Rafale antes, os alcances dos mísseis Russos são os maiores desta forma possibilitando o disparo antes do Rafale, as chances do SU-35 BM desviar de um míssil inimigo são muito maiores do que as do Rafale efetuar tal façanha, pois o SU-35 BM tem um desempenho superior ao do Rafale aliado as contra medidas as chances de um míssil BVR acertar o SU-35 BM são menores do que as de acertar, por vários fatores desaceleração alta manobrabilidade e grande capacidade de retomar velocidade em pouco tempo efetuando manobras evasivas, o míssil não possui muitas aletas aerodinâmicas desta forma ele tem um arasto muito inferior ao de um caça e o mesmo não desacelera, desta forma a manobrabilidade de um vetor em baixa velocidade com grande potencia da ao vetor grandes chances de escapar deste ataque co o auxilio das contra medidas.
    Marco se você colocar o SU-35 BM e o Rafale em combate (Hipoteticamente) os dois vão combater normalmente, pois o SU-35 BM é um vetor operacional(Funcional), ele é baseado na família Flanker, ele voa, atira, lança e dispara seus mísseis normalmente como qualquer outro flanker desta forma o SU-35 BM é uma realidade ele existe(Protótipos), estes protótipos são superiores ao Rafale em combate, o 903 será idêntico ao vetor de produção, um vetor estar operacional em uma força só prova fatores como disponibilidade, pois o nenhum vetor em produção entrou em combate real com exceção do F-15 e o F-16 desta forma nem o F-22 é um vetor testado em combate real, o SU-35 BM é superior em combate ao Rafale.
    Só uma observação um protótipo de pré produção não promete nada alem de fatores como disponibilidade, pois em sua maioria estes vetores não são testados em combate ficando somente com os testes de pré produção que no caso do SU-35 BM tem bases em toda a família Flaker, o SU-35 BM, 901,902 e o 903 são realidades e estes são superiores em combate ao Rafale.
    O Rafale não é superior em combate em nada ao SU-35 BM.
    Um abração.

  402. Rodrigo Marques 9 de abril de 2009 at 16:17 #

    Rafale F3 fácil.

    Primeiro porque nao se compara algo operacional com um protótipo em eterna fase de desenvovimento, fase tão longa que se formos tolos e acreditarmos em tudo o que vem da Rússia, esse SU-35BM vai ser atropelado pelo tão propalado PAK-FA.

    Um mito que deveria ser banido daqui e a comparação com as capacidades tecnológicas e industriais russa x americana no campo da indústria aeronáutica. A segunda é absolutamente superior. Apenas para citar alguns, o F4 Phanton, F15, F22, B2, F-117, não tem ou nao tiveram rivais similares CONTEMPORÂNEOS…

    Para quem não entendeu o que quis dizer, vai um exemplo simples e atual: Qual o melhor vetor de superioridade aérea OPERACIONAL americano no monento? F-22. Qual é o seu similar russo? PAK-FA? Cadê ele? Creio que quando este estiver operacional, o F-22 estará sendo aposentado, assim como alguns citados acima…

    Abraços

  403. Alecsander 9 de abril de 2009 at 16:37 #

    OBSERVAÇÃO IMPORTANTE

    Olá pessoal, bem pra começo de conversa, queria falar sobre os criticos do programa de 5ºgeração russo. Bom em 1ºlugar, niguem ouvil falar que os E.U.A procuravam no começo dos anos 80 paceiros para desenvolver um caças stealth hoje conecido como F-22.Se os russos não tem nenhuma intenção de faser parceria com outros paises,eles não iriam procuralos. Em 2ºlugar, a Russia ficol falida com o fim da União Sovietica em 1989, ficando com a metade do PIB Brasileiro(que na quela epoca ja não era grande coisa), se recuperando apenas depois do 11 de Setembro de 2001 com o aumento do petroleo, ou seja “quase toda sua tecnologia esta estacionada nos moudes da decada de 1980. Portanto ou eles fazem parcerias ou fão ver meio seculo de investimentos belicos feitos na guerra-fria desaparecer. Em 3º lugar, ficol claro que todo mundo aqui acha que os caças de 5º geração são apenas um de 4º so que invisivel aos radares. O que não é bem assim. Vejão as diferenças.

    1.Os F-35 tem um radar de ultima geração que atrapalha a comunicação dos caças inimigos.
    2.Os caças de quinta geração precição de um sistema de rastreamento por assinatura de calor que para poderem detectar é enfrentar outros caças semelhantes, coisa que a Russia ainda precisa aprimorar.
    3.O sistema de operação de armas e comunicação datalink nos caças Rafale, Gripen, Eurofighter Typhoon e Sukhoi Su-35 enteragem entre aeronaves infileradas. Ja o sistema datalink do F-35 alem de enteragir com outras aeronaves, também interage com tanques, navios de querra, submarinos e sataletis.
    4.Os caças guando estão na mira de um missel inimigo despeção faiscas flamechantes para diblar os sensores termicos do missel inimigo.Os americanos estam desenvolvendo uma especie sensor termico inteligente para a prosima decada, capas de distinquir em uma fração de segundos, uma faisca flamechante de uma turna do caça adiversario, o que tona um disparo 80% no minimo mais sertero do que qualquer outro sistema de misseis de concorrentes em operação ou ainda em desenvolvimento, pelos prosimos 10 ou 15 anos. Ou seja, anos lus a frente de todo potencia tecnologico russo.

    Comclução: o Brasil pode ficar de fora do progama PAK T-50 mas por fauta de interece brasileiro e não porque a Russia não pressisa.

    Vocês podem confirir no http://www.youtube.com em “FUTURE WEAPONS” o material é em inglês.

  404. welington 9 de abril de 2009 at 17:15 #

    Como venho dizendo não existe diferença entre um protótipo de pré produção operacional e um caça operacional em uma força, pode se efetuar comparações de qualquer nível e possibilidade pois o 903 será idêntico ao SU-35 BM de serie desta forma é passível todas as formas de comparações pois o SU-35 BM 903 é um caça operacional(Funcional).
    O SU-35 BM vais ser fabricado em serie e adquirido em 2011, ele será a ponta de lança da WS até 2020 quando o PAK FA vai estar chegando em números aceitáveis para substituir os SU-35 BM como ponta de lança.
    Rodrigo Marques em 09 abr, 2009 às 16:17
    Um mito que deveria ser banido daqui e a comparação com as capacidades tecnológicas e industriais russa x americana no campo da indústria aeronáutica. A segunda é absolutamente superior. Apenas para citar alguns, o F4 Phanton, F15, F22, B2, F-117, não tem ou nao tiveram rivais similares CONTEMPORÂNEOS…
    Welington, rsrs, o SU-27 é superior ao F-15 C,D, o SU-30 é superior ao F-15E, F4 Phanton vs MIG-21… Similaridades nos resultados em combate, B-2 realmente é superior a tudo que já foi desenvolvido, mesmo porque é o único para esta missão com tais capacidades como capacidade Stealth, já o F-117 se encaixa no mesmo campo do B-2 não tem comorente… já o F22 ao que tudo indica ocorrerá como ocorreu com os F-15, o PAK FA pelas projeções será superior ao F-22, ele será mais steath por utilizar mais materiais compostos, materiais cerâmicos anti reflexidade, materiais RAM absorventes, terá um desempenho um pouco superior, porem isto são projeções, quando o PAK FA tiver provado suas capacidades poderá sim ser superior ao F-22, alias é para isto que ele esta sendo desenvolvido para ser igual ou superior ao F-22 que ainda sofrera modernizações, outro que faltou na lista foi o B1, o TU-160 é superior em vários fatores a este.
    No mais um abraço a todos.

  405. Rodrigo Marques 9 de abril de 2009 at 17:44 #

    Welington,

    Cadê o PAK FA??? “”Vai ser ser superior ao F22″”? Cara, lamento mas assim como todos os outros que você citou, ficaram todos para trás…

    Para ver como nao entendeu o que escrevi. Voce comparou o B1 com o Tu-160. Este não é o principal bombardeiro russo que seria utilizado na linha de frente em um ataque? Não é o que veio a passeio a pouco tempo no Caribe? A comparação é com o B2…

    Outra, o F-15 é um projeto de 1967, o SU-27 é de quando?? Não é este o vetor de supressão aérea da Russia? Quem ele enfrentaria? O F-22,né?

    não duvido que o PAK-FA saia e que este venha a ser mesmo superior ao F-22, mas até lá, cá pra nós com a falta de grana reinando, já estou na dúvida se sai mesmo. E se as condições mudarem,pela morosidade apresentada, o PAK-FA não terá pela frente o F-22, mas seu sucessor, assim como todo produto russo.

    Este não é o principal bombardeiro russo que seria utilizado como linha de frente? A comparação é com o B2…

    Sobre o F4 Phanton ter rivais, os israelenses adorariam ler isso.

    E olha que eu escrevi contemporâneo em letras maiúsculas

    Sua frase mais emblemática foi: “” porem isto são projeções””

    Enquanto vc fica com projeções, a FAB já está testando na prática os 3 vetores do FX2, pois nem ela e muito menos eu e você podemos crer em folders, panfletos e tudo o que os fabricantes prometem em sites ou mesmo afirmam às revistas conceituadas, sites e outras mídias… Não só isso, o acesso a essas informações raramente é comprovado mesmo em treinamentos, infelizmente só vemos a efetividade nos conflitos reais

    Abraços!!!

  406. welington 9 de abril de 2009 at 18:07 #

    Rodrigo Marques o F-15 não é superior ao SU-30, o B1 não é superior ao TU-160, o B-2 não tem nenhum vetor similar, nem o F-117, o PAK FA estará iniciando sua produção em 2016, pelas projeções ele será superior, PROJEÇOES, isto não é uma afirmação mas será como o F-15 e o SU-30.
    O B-2 possui capacidades impares, ele é um bombardeiro nuclear, porem é um vetor com uma doutrina de utilização totalmente diferente do TU-160, desta forma o tem que se comparar com o bombardeio convencional supersônico B-1.
    O Sucessor do F-22 será um UCAV os Russos já estão desenvolvendo o sucessor do PAK FA se chama SKAT é um UCAV Russo desenvolvido pela MIG como chefe do projeto, o PAK FA fará frente ao F-22 já o sucessor do F-22 fará frente ao SKAT.
    A FAB já testou o SU-35 “convencional” não é o vetor que participou da licitação FX2 assim como o Gripen também não, o Gripen NG não existe nem em protótipo, o Rafale F3 com o RBE-2 AESA, novo hardware também não será testado quem vai ser testado vai ser o Rafale F1, F2 ou F3 com Harduare, sistemas e sensores do F1 e F2, o F-18 SH é sim o vetor a ser adquirido, desta forma a Sukhoi e a Gripen estão a frente a anos.

  407. welington 9 de abril de 2009 at 18:30 #

    Realmente, esqueci geral do NG, que já voou e efetua vários testes desta forma o Gripen NG em termos de testes esta a frente de todos.
    Introduzir o míssil piranha, A-Darter, e/ou linkar o SU-35 BM com nossas aeronaves de vigilância é mais fácil que muitos pensam, o SU-35 BM possui link 16 compatível com datalinks utilizados a OTAN sendo necessária somente a configuração de software para estes funcionarem em serviço, já sobre os armamentos o melhor seria contar com a Sukhoi para fazer tal feito que não demandaria muito tempo, em questões de meses poderíamos efetuar os testes dos armamentos, no vetor em vôo para adaptações finais.
    Um abraço a todos.

  408. Rodrigo Marques 9 de abril de 2009 at 19:01 #

    “” pelas projeções ele será superior, PROJEÇOES, isto não é uma afirmação mas será como o F-15 e o SU-30.””

    Mas eles são contemporâneos? Quem os EUA colocariam para enfrentar um SU-30? um F-22, certo? Lembrando que o PAK-FA hoje está na prancheta e o F-22 comissionado.

    Então lá em 202?? ou 203?? quando o PAK-FA estiver comissionado à Força Aérea Russa, ele será superior ao F-22, só que aí, o F-22 já será passado, como o F-117, F4 Phanton, F15, P51 :) … Soberanos em seu tempo.

    Abraços e parabéns pela sua tenacidade! :)

  409. Bosco 9 de abril de 2009 at 20:32 #

    Marco,
    respondendo a sua pergunta sobre qual caça é o melhor, se o Su-35 ou o Rafale F-3, eu diria que são literalmente iguais se forem comparadas a capacidade de combate BVR, que tem a ver com o RCS, a capacidade dos sensores (os 2 serão AESA e dotados de IRST), o alcance dos mísseis (R-77 X Meteor?), a capacidade de guerra eletrônica, a capacidade de operar em rede, etc.
    Quanto à capacidade de combate no alcance visual (WVR) também existe uma paridade já que ambos contarão com capacete HMS e mísseis de quinta geração. No combate aproximado, às espessas do Rafale ser mais leve, talvez devido ao vetoramento do empuxo, o Su-35 levaria uma “ligeira” vantagem (?).
    A maior diferença entre esses dois vetores é o alcance, já que não há mais grandes diferenças entre caças de pequeno, médio e grande porte em relação à eletrônica embarcada, a capacidade de armamento nem a capacidade de combate. Hoje um Amraam C por exemplo, pesa menos de 160 kg, tem um alcance máximo de 120 km e pode ser levado por um caça considerado de pequeno porte. O mesmo pode-se dizer a respeito de um bom radar. O diferencial passou a ser apenas o “alcance”, que diga-se de passagem é um conceito bem complicado, já que tem a ver com a carga útil, perfil de vôo, uso de tanques externos, etc. E como alcance ajuda, mas não ganha um combate aéreo, em relação ao seu questionamento é irrelevante.
    Antes os caças mais leves eram melhores em relação à manobrabilidade e à relação peso-potência, mas hoje isso não é mais a norma.
    Como existe, graças à eletrônica avançada, uma certa paridade entre os diversos vetores de uma mesma geração e também no quesito dinâmico, o diferencial ficaria por conta da doutrina, da tática, do treinamento, do apoio externo, etc, e não das qualidades intrínsecas do vetor em si.
    É claro que não entrei no aspecto de confiabilidade, disponibilidade, etc, que eu particularmente tenho minha opinião formada mas sem nenhum embasamento sólido. Apenas achismo.rsrs…
    Um abraço.

  410. Marco 9 de abril de 2009 at 21:15 #

    Obrigado a todos pelas vossas respostas, mas acho que o wellington e as restantes viuvas do su 35 XD me convenceram, o su35 parece ser melhor que o Rafale, considerando apenas as caracteristicas de cada caça. Por acaso também tinha a mesma opinião que você Bosco, mas o wellington, Francisco AMX e Zero Uno convenceram-me plenamente nos posts deles em “Jobim confirma reexame do su 35″. Um abraço

  411. Alecsander 10 de abril de 2009 at 0:41 #

    Oi pessoal de novo, o programa FX-2 não vai dar outra a não ser o rafale f-3, e não é só porque os americanos não nos querem com os russos, ou por que o Brasil tem uma relação de longa data com os franceses. Mas por que o rafale corresponde a todas as nessecidades brasileiras não só no campo aero-espacial mas também na industria bélica é naval. Lembrado que quando o Brasil comprou os 12 Mirage2000, a França comprometeu-se ajudar na modernização das nossas forças armadas. Já estamos construindo 5 submarinos franceses sendo um nuclear, já tem projeto para navios de guerra, e os franceses tem interesse em nos ajudar na construção de um porta-avião. Com uma força armada sucateada não compessa(já que os E.U.A não tem interesse em nossa modernização, a industria Russa e ultrapassada, Suíça é equipada com tecnologia americana, os paises membros do projeto Eurofighter Typhoon são todos equipados com pela industria bélica francesa) trocar o rafele por uma aeronave equivalente por ter manutenção mais barata ou que tem um alcance territorial maior, que vá proporciona um pouco relevância espacial mas que não interessa ao conjunto exercito, marinha e aeronaltica.

    Veja mais da industria bélica francesa nos sites http://www.youtube.com/watch?v=uhCInq8aqKA http://www.youtube.com/watch?v=1Xk9MvAMpzo

  412. welington 10 de abril de 2009 at 7:18 #

    Mauro em 09 abr, 2009 às 18:25
    Já discutimos inúmeras vezes sobre o Rafale onde varias vezes declarei sobre o F3, que ele recebera atualizações de hardware, sistemas e do radar, o F-3 que já esta na força área francesa não é o vetor que vamos adquirir, pois o vetor pretendido incorpora avanços não presentes nos Rafale F1, F2 e F3 padrão atual, estes quando sofrerem upgrade serão do mesmo padrão do F3 pretendido pela FAB.
    Mauro o Gripen esta na esta na frente pelos testes efetuados pela FAB no vetor, não pelo tempo de utilização do vetor, inclusive o vetor americano já foi utilizado em varias operações o que eu valorizo muito, porem nunca foi testado em combate assim como todos os outros vetores de produção com exceção dom F-15 e o F-16.
    Independente da autorização de produção o caça existe.
    Vêem ao caso sim mauro o vetor provavelmente será reavaliado, desta forma vêem ao caso sim.
    Mauro é muito fácil adaptar mísseis, data links com a ajuda do país fabricante do vetor, seja em qualquer vetor de qualquer nacionalidade, claro que com a tecnologia necessária para a implementação de sistemas ou armamentos.
    Um abração Mauro.
    Rodrigo Marques o caça desenvolvido para combater com o SU-27 e o SU-30 é o F-15, o F-22 foi desenvolvido para superar o SU-35 e o SU-35 BM e combater com igualdade ou superioridade o futuro vetor de 5º geração Russo, o PAK FA esta sendo desenvolvido para ser igual ou superior ao F-22, assim como os flankers foram desenvolvidos para contrapor os F-15 e desta forma os dois se tornaram os reis dos céus, os Flakers são superiores aos Eagles, mas como sabemos somente ter superioridade não ganha combate, existem inúmeras variáveis já citadas inúmeras vezes como, armamentos, apoio, cenário, doutrina, numero de vetores VS vetores, etc.
    Em 2016 quando o PAK FA estiver testado e tiver suas capacidades comprovadas ele poderá ser superior ou não ao F-22, estes dois serão os reis dos céus até 2030 pelo menos, após isto o novo vetor de “6” geração Americano terá um rival o SKAT, estes provavelmente entrarão em operação nas forças na mesma época.
    O brigado Rodrigo Marques, acho que não vou quebrar, tomo muito leite, rsrs, um grande abraço.
    Marco fico feliz em ajudar, não utilizo meus gostos, preferências políticas e nem predefinições em minhas análises, tenho um compromisso com a verdade e sempre desejo o melhor para o meu país acima de tudo. Um grande abraço.
    Um abraço a todos.

  413. welington 10 de abril de 2009 at 7:36 #

    Só uma observação, descobri que nem Israel recebeu os códigos fontes do F-16 I, os mesmos são construídos e montados nos EUA, Israel produz os sistemas e sensores estes são integrados em solo Americano, sem os códigos fontes Israel fica impossibilitado de efetuar upgrades em sua s aeronaves sem o aval americano, caso contrario é necessária uma total troca de hardware e softwares.
    Um abraço a todos.

  414. Getulio - São Paulo 10 de abril de 2009 at 20:21 #

    Caramba 252 comentários, parabéns ao site, aos editores, colaboradores e visitantes como eu que nao conseguiram ficar em silêncio ante esta chamada.

  415. Alecsander 10 de abril de 2009 at 23:26 #

    Ola de novo, os israelenses tem um acordo com os americanos, que recebem U$$3Bilhões por ano para investir em suas forcas armadas, com a condição de so comprarem armamentos da industria americana. Por isso que o Estado de Israel tem material e equipamentos belicos de utima geração, que nem os britanicos que são grandes aliados deis da 1ºguerra mundial, não tem. Por conta disso não á (ou talves aja) interece de Israel de em comprar caças como Rafale ou Gripen, que seriam muito mais uteis do que os caças F-16 e F-35 americanos.

  416. Dalton 10 de abril de 2009 at 23:42 #

    Alecsander,

    O que seria melhor para Israel? Ter caças europeus, supostamente superiores aos americanos, ou, poder contar com o apoio dos EUA no caso deles serem atacados?

    A relaçao entre EUA e Israel nao limita-se apenas a compra de armamento.

    Se os EUA forem atacados, seja por extremistas islamicos com bombas nucleares caseiras ou marcianos, nao tenha duvidas que Israel Inglaterra e Australia irao em socorro deles, e o mesmo é valido se qualquer um dos tres for atacado, ou seja, os EUA darao apoio.

    abraços

  417. Alecsander 11 de abril de 2009 at 23:22 #

    Dalton

    Sim, com serteza; devemos ter em mente que, os grandes figurões, ou ceja, uma parte consideravel da elite norte americana são de judeus, por tamto E.U.A e Israel são como unha e carne. Israel não tem a nessecidade de como por exemplo, a do Brasil de um total dominio tecnico, logistico e independencia financeira para manter condições para sustentar e manter com total dominio de suas propias aeronaves. Israel tem uma relação como mem um outro estado com os Estados Unidos, e isso não vai mudar a curto, medio e nem a longo prazo. Assim não a porque Israel ter razões logicas nem economicas, de comprar uma esguadrilha de caças europeus para substituir seus caças americanos.

  418. marciliomenezes 31 de maio de 2009 at 22:50 #

    Estou torcendo para que a Rússia venha mesmo a participar do programa FX, os caças da SUKHOI : SU 35 e SU 27 FLANKER demostraram em testes serem superiores aos seus concorrentes além de sua elegãncia.
    Que venham os SUKHOI … estou torcendo por voçes!!!!!

  419. Paulo 7 de junho de 2009 at 12:36 #

    O FX nao vai ter no Brasil mais segunda a informaçao Brasil India e russia. vao fazer juntos o caça de quinta geraçao

  420. Pedro Barbosa 6 de agosto de 2009 at 7:12 #

    Acho que nós brasileiros, pegamos o péssimo hábito de colar deste a escola, transferência de tecnologia é “cola”, para que esta bobagem de comprar material sensível como um caça de um outro país, desde quando brasileiro tem menos neurônios que Francês, Americano ou Russo?

    Tem que por pelo menos 20 universidades federais para montar o projeto 100% nacional além do ITA, PUCs e os institutos de pesquisa, isto aqui é um país continental com 200 milhões de pessoas.

    E finalmente nós é quem vamos vender caças para eles caça de 6, 7 e 8 geração, tem muita gente boa pra trabalhar nisto, vai gerar muito mais tecnologia, empregos, empresas nacionais e crescimento para o Brasil.

    Cada país é do tamanho de seus próprios sonhos …

  421. wesley 7 de agosto de 2009 at 18:14 #

    Se realmente a Embraer participar das três novas propóstas mundiais (à compra da SAAB, à transferência de tecnologia do Progama FX-2 e a participação na construção do PAK FA), seria uma das melhores empresas no setor de aviação militar do mundo? primeiro a Embraer é alto-suficiente no setor de aérodinamica provada na confecção do Kc-390 que têm o desing de “baleia” o que lhe permite maior agilidade mas é deficiênte no setor de motorização, na velocidade do Som, em lançadores de armas, das aéronaves o super tucano os seus lançadores são inutes em um combate AR-AR contra um caça de mesmo operação(ataque leve)o abateri-o rápidamente então a tranferência de tecnologia seria apenas para no setor de “guiageem de armas AR-AR AR-Terra e etc.” e no setor de mororização de aéronaves militares.

    Concordo com o amigo ai em cima

  422. wesley 7 de agosto de 2009 at 18:25 #

    Ah esqueci. A Embraer é totalmente alto sufíciente no setor de aérodinamica além do prototipo do Kc-390(que substituirá o C-130 hércules), criou o tucano, super-tucano, AMX(projeto Itálo-Brasileiro). Mas continúo apoiando o amigo ai em cima.

  423. FÁBIO//VÉIO 23 de agosto de 2009 at 12:07 #

    Marcos vc disse tudo com relação a Dilma!

  424. walter soares 3 de setembro de 2009 at 10:44 #

    e melhor participar do caça de 5 geração do que adquirir rafales da vida, enquanto isso compra uns 20 su 35 pra anapólis e uns 30 f5 em liquidaçao por ai e transforma em f5 m até quando o caça de quinta estiver operacional e fx 2 bota debaixo do tapete discretamente.

  425. Cleber Carvalho da Rocha 7 de setembro de 2009 at 13:05 #

    O Brasil por ter dimensões continentais precisa definitivamente desenvolver caças muntifuncionais de ataque e até interceptadores de longo alcance, dando asim um salto gigantesco em sua indrustria bélica. O Brasil participando do projeto russo estaria sem duvida com tecnologia de vanguarda na produção de caças de longo alcance.

  426. Junior 19 de setembro de 2009 at 21:10 #

    Lá vai dois ditados populares.

    “Bom de mais pra ser verdade!”
    “A esperança é ultima que morre!”

  427. junior 29 de janeiro de 2010 at 16:12 #

    tudo bem a Dilma pode ate não odiar o meio militar, mas o serra eos tucanos tambem não gostam do meio militar

  428. junior 29 de janeiro de 2010 at 16:15 #

    desculpe gente eu quis dizer que a Dilma pode ate odiar o meio militar.

  429. Nelson 21 de agosto de 2011 at 16:16 #

    Não há dúvida que o Brasil pode acrescentar muito a um projeto russo. Não obstante, um dos pontos onde a contribuição poderá ser maior será no Follow-on support (apoio de peças e manutenção pós-venda). Os russos têm péssima reputação no apoio logístico. Já a Embraer tem obtido largos elogios nessa área. Sobre a relação Fernando Henrique x Lula + Dilma, nenhum deles está disposto a gastar nada com as FA. O própriio orçamento, como já foi comentado, foi reduzido em 50%. Além disso, estão nos colocando numa posição de dependência direta da China, pois atualmente o que está garantindo a balança comercial são as exportações de minérios e soja para aquele país. Como a China exporta mais de 35% da sua produção para os EUA e como esse último está em crise, a demanda por produtos chineses cairá e, em consequência, a demanda pelos produtos brasileiros também. Caindo a demanda pelos produtos básicos, tendemos a sofre um duplo impacto negativo: 1) redução das exportações; 2) queda do valor dos produtos básicos. Ou seja, um efeito exponencial de queda de receita. Espero estar errado nas considerações… Abs a todos

Trackbacks/Pingbacks

  1. Executivo da Lockheed diz que FX-2 será postergado - 13 de abril de 2009

    [...] adotada pelos russos. Após a eliminação do Su-35 da concorrência do FX-2, eles já ofereceram participação da Embraer no projeto de um caça de quinta geração, e apresentaram uma nova proposta para ser [...]

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.

Dos três caças do EI, só sobrou um, segundo a Síria

Força Aérea Síria derrubou dois dos três aviões de combate que haviam caído em poder do Estado Islâmico, disse ministro sírio […]

Treinamento na RAF e RN: Tucano dará lugar a T-6C, mas Phenom 100 substituirá King Air

Segundo reportagem publicada hoje (24/10) no site Flightglobal, o Ministério da Defesa do Reino Unido deverá substituir seus treinadores de […]

Campanha do ‘não’ ao Gripen transformou Grupo Suíça sem Exército em grupo sem dinheiro

Custos da campanha que levou à vitória do ‘não’ a novos caças na Suíça esvaziou os cofres do GSoA, grupo […]

VANT desenvolvido por alunos da UFRN e técnicos da Barreira do Inferno é apresentado

Com muita honra o ”Momento Cientec”, um quadro criado pelo Via Certa Natal, foi convidado a mostrar com exclusividade o […]

Caças Rafale armados com AASM fazem ataque noturno a complexo logístico do EI

A patrulha de caças Rafale franceses participou de um ‘raid’ noturno da coalizão e lançou doze bombas guiadas AASM sobre o alvo do […]

Compre agora sua revista Forças de Defesa número 11

Outra revista igual a essa, só daqui a 100 anos! A Revista Forças de Defesa 11ª edição de 140 páginas na versão impressa […]