Home Operações Aéreas Combates aéreos sobre as Canárias 2: mais fotos

Combates aéreos sobre as Canárias 2: mais fotos

481
12

linha-de-eurofighters-em-gando-campanha-dact-foto-alfonso-vicente-lopez-soriano-forca-aerea-espanhola

amanhecer-em-gando-mirage-f-1-campanha-dact-foto-alfonso-vicente-lopez-soriano-forca-aerea-espanhola

f-18-em-gando-entardecer-campanha-dact-foto-alfonso-vicente-lopez-soriano-forca-aerea-espanhola

Nas fotos em terra e no ar, pode-se ver todas as aeronaves que participaram do exercício de combate aéreo dissimilar (DACT) sobre as Canárias, já noticiado aqui no Blog (clique aqui para acessar):  pela Força Aérea Espanhola, os  Eurofighter da  Ala 11 de Morón (Sevilla), os F-18 Hornet das Alas 12 de Torrejón (Madrid), 15 de Zaragoza e 46 de Gando (Gran Canaria) e os Mirage F-1 são da Ala 14 de Albacete. 

Juntaram-se aos caças espanhóis os F-15C provenientes do 493º esquadrão da Força Aérea dos Estados Unidos na Europa (USAFE), baseados em Lakenheath, no Reino Unido. Lakenheath é a maior base aérea operada pelos norte-americanos na Inglaterra e a única ala de F-15C da USAFE. Além disso, participou também uma aeronave AWACS (E-3A) da OTAN, vinda base en Geilenkirchen, na Alemanha.

dact-awacs-foto-forca-aerea-espanhola

As operações preliminares e de familiarização com a área foram iniciadas no dia 27 do último mês, com as missões de combate tendo início no dia 6 de março. Após mais de 200 surtidas semanais em um mês de operações, que na área de exercícios das Canárias (denominada D-79) podem ser realizadas em sua plenitude, nesta última semana do evento apenas os F-15C prosseguem no treinamento, em número de 10 aeronaves, segundo informações do Ejército del Aire. Outras unidades (excetuando-se as já baseadas em Gando) deixaram a ilha Gran Canaria no último dia 13.

As missões realizadas foram variadas e complexas, aproveitando as possibilidades da ampla área disponível para treinamento de combate sobre o oceano: evoluções com grandes formações de aeronaves e simulação de emprego real de armamento ar-ar em seus alcances máximos, como é o caso dos lançamentos em elevadas altitudes e a velocidades supersônicas. Estima-se que o total de horas de voo ao final do exercício chegue a 700, envolvendo 50 aeronaves no total. A importantíssima missão de cobertura SAR sobre o oceano foi assumida pelo esquadrão 802, equipado com Fokker F-27 y HD-21.

dact-eurofighter-foto-forca-aerea-espanhola

dact-f-18-hornet-foto-forca-aerea-espanhola

dact-f-15-foto-forca-aerea-espanhola

Fonte e fotos: Força Aérea Espanhola (Ejército del Aire)

Nota do Blog: aproveite para comparar a imagem do F-15C acima com o Silent Eagle apresentado na matéria abaixo.

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lecen
Lecen
11 anos atrás

Que venha o F-18 e mais uma parceria para desenvolver o F-15 de geração 4.75!!

marujo
marujo
11 anos atrás

Acho que além do caça da concorrência FX-2, deveríamos participar do desenvolvimento do caça médio indiano, junto a outros parceiros, inclusive algum com reconhecida experiência no desenvolvimento de caças. Esse caça é furtivo. Pararíamos nos 36 FX-2, e recomplementaríamos com o caça indiano. Alguém no blog tem informação e ilustrações desse esse projeto.

Nunão
Nunão
11 anos atrás

Ok, Marujo, mas isso não tem muito a ver com as Canárias, né?…

Mas tudo bem: sobre o caça médio indiano, há uma matéria “O caminho das notícias da Índia”, além de outras do tempo da Aeroindia citando rapidamente do mesmo junto a outros assuntos. Assim que aparecerem novidades a respeito, estarão aqui no Blog, pode ter certeza. Colocando esses nomes no campo busca, as matérias aparecem rapidamente.

Saudações!

Valtinho
Valtinho
11 anos atrás

Todos esses vetores são bonito, mais na minha opinião o Eurofighter é o mais belo de todos!!!

Gustavo
Gustavo
11 anos atrás

por favor me respondam uma coisa…

eurofighter não é melhor que o rafale?

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

São equivalentes Gustavo, a França inicialmente fazia parte do projeto Eurofighter, depois decidiu fazer tudo sozinha e nasceu o Rafale, ambos seguem praticamente a mesma filosofia de emprego e design.

Houve há algum tempo atrás simulações feitas em computador em que o Eurofighter levava uma pequena vantagem sobre o Rafale mas isso não quer dizer muita coisa 😉

Sds.

Lecen
Lecen
11 anos atrás

Que venha o F-18 e mais uma parceria para desenvolver o F-15 de geração 4.75!!

marujo
marujo
11 anos atrás

Acho que além do caça da concorrência FX-2, deveríamos participar do desenvolvimento do caça médio indiano, junto a outros parceiros, inclusive algum com reconhecida experiência no desenvolvimento de caças. Esse caça é furtivo. Pararíamos nos 36 FX-2, e recomplementaríamos com o caça indiano. Alguém no blog tem informação e ilustrações desse esse projeto.

Nunão
Nunão
11 anos atrás

Ok, Marujo, mas isso não tem muito a ver com as Canárias, né?…

Mas tudo bem: sobre o caça médio indiano, há uma matéria “O caminho das notícias da Índia”, além de outras do tempo da Aeroindia citando rapidamente do mesmo junto a outros assuntos. Assim que aparecerem novidades a respeito, estarão aqui no Blog, pode ter certeza. Colocando esses nomes no campo busca, as matérias aparecem rapidamente.

Saudações!

Valtinho
Valtinho
11 anos atrás

Todos esses vetores são bonito, mais na minha opinião o Eurofighter é o mais belo de todos!!!

Gustavo
Gustavo
11 anos atrás

por favor me respondam uma coisa…

eurofighter não é melhor que o rafale?

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

São equivalentes Gustavo, a França inicialmente fazia parte do projeto Eurofighter, depois decidiu fazer tudo sozinha e nasceu o Rafale, ambos seguem praticamente a mesma filosofia de emprego e design.

Houve há algum tempo atrás simulações feitas em computador em que o Eurofighter levava uma pequena vantagem sobre o Rafale mas isso não quer dizer muita coisa 😉

Sds.