Home Noticiário Internacional 1°/5° GAv vai para Natal

1°/5° GAv vai para Natal

993
17

A Base Aérea de Fortaleza (BAFz) será reestruturada. Sua única unidade aérea, o 1º Esquadrão do 5º Grupo de Aviação (Esquadrão Rumba), será transferida para a Base Aérea de Natal (Bant). O objetivo, segundo O POVO apurou, é concentrar a formação dos estagiários naquela base e reduzir custos. Desde a semana passada, rumores davam conta da mudança. A transferência só foi confirmada ao O POVO pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, sediado em Brasília (DF), no fim da tarde de ontem. A data da mudança, contudo, ainda não foi definida.

O plano de transferência do esquadrão, conforme O POVO apurou, já existia há algum tempo e era bastante conhecido pelos militares lotados no Rio Grande do Norte. A base de Natal é responsável pela formação de pilotos de caça e helicóptero. Após a mudança, ela também realizará cursos nas áreas de transporte, patrulha e reconhecimento, especialidades do Esquadrão Rumba.

A Base Aérea de Natal abriga três unidades aéreas: o 1°/4° Grupo de Aviação (Esquadrão Pacau), unidade aérea operacional; o 2°/5° Grupo de Aviação (Esquadrão Joker), responsável pela formação de pilotos de caça; e o 1°/11° Grupo de Aviação (Esquadrão Gavião), que forma pilotos de helicóptero.

Um oficial da reserva ouvido por O POVO revela que a base de Natal possui equipamentos mais avançados que a de Fortaleza. Sua infra-estrutura também seria mais adequada para a formação dos pilotos. Um outro fator também pesa nessa decisão: a Primeira Força Aérea (I FAE), órgão criado em 2005 e ao qual o Esquadrão Rumba é subordinado, é sediada na Bant.

Segundo a Aeronáutica, as instalações da Base Aérea de Fortaleza devem ser mantidas após a mudança, bem como suas outras atribuições. Ou seja, ela continuaria a funcionar e manter o mesmo nome, mas sem o mesmo status de antes. Questionado se a transferência do esquadrão teria alguma relação com a série de escândalos ocorrida nos últimos anos na BAFz, o órgão nega. Ainda de acordo com o Centro de Comunicação Social, a medida faz parte de um processo de reestruturação que teve início antes da divulgação das denúncias.

O destino da Base Aérea de Fortaleza pode ser o mesmo que o da Base Aérea de Santos. Em 2006, sua unidade aérea, o Esquadrão Gavião, foi transferida para a base de Natal e ela foi desativada. Os 700 militares que não faziam parte do esquadrão foram remanejados para outras unidades da Aeronáutica e a base tornou-se um ponto de apoio à base de Natal. Procurado pela reportagem, o setor de Comunicação Social da Base Aérea de Fortaleza afirmou que o comando da BAFz desconhece o processo de transferência.

SAIBA MAIS

ESQUADRÃO RUMBA – Foi criado em 24 de março de 1947, mas teve seu comando ativado somente em 15 de novembro de 1956, na Base Aérea de Natal. Foi transferido em 1970 para Recife, onde permaneceu até 1973. Depois foi desativado, retornando às atividades em 1981, no Rio Grande do Norte. Desde 2001, o esquadrão está sediado na Base Aérea de Fortaleza. No início, além da sua missão básica de formar pilotos e tripulantes de bombardeiros leves para a FAB, o Esquadrão Rumba realizava missões de esclarecimento, patrulha e bombardeio.

BASE DE NATAL – Foi criada no dia 2 de março de 1942 e ativada em 7 de agosto daquele mesmo ano pelo governo Getúlio Vargas. Atualmente, a base desempenha tarefas de formação de pilotos de caça e de helicóptero, treinamentos de militares e segurança do espaço aéreo nacional. Em novembro de 2008, ela foi uma das sedes da Operação Cruzeiro do Sul IV.

FONTE: O POVO

Subscribe
Notify of
guest
17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Gripen.
Gripen.
11 anos atrás

Uma decisão sensata, pois moro aqui em Fortaleza e é dificil eu ver um c-95 voando, digo isso porque a rota dos aviões passa aqui em casa, a única vez que vi um maior movimento foi algumas semanas antes da cruzex, e só. Por falar nisso no cruzex deu para ver passando os F-5, xavantes, AMX(só um infelizmente), AT-29 e um C-130 de REVO.

Abraços.

vai Gripen.

Noel
Noel
11 anos atrás

Muitos companheiros costumam sentar o sarrafo na FAB por motivos banais e/ou por ignorância de como as decisões são tomadas nas FFAA. Pois essa notícia, o retorno do 1º/5ºGAv prá Natal, é que prova a falta de planejamento administrativo da Força, fazer essa mudança agora é um desperdício de recursos do contribuinte, pois o Esquadrão foi transferido de Natal para Fortaleza a poucos anos, e agora volta? Porque não previram esta situação antes? Será que esses iluminados não conseguem prever a situação de aumento do tráfego aéreo nos aeroportos, com apenas uma pista, compartilhados com Bases? Po*** isso é evidente,… Read more »

max
max
11 anos atrás

Como cearense, e entusiast a da avição estou revoltado com tal noticia. Lembro da cerimônia de tranferência do 1°/4 ,eram xavantes , mas gostava de ver eles cruzarem o céu da minha capital, e agora levam de volta o 1°/5, só podem ta brincando ….. o que vai sobrar aqui avião de papel?

Edmar
Edmar
11 anos atrás

E eu que moro na região de Araraquara SP, perto de Gavião Peixoto SP, onde fica uma das unidades da Embraer e via os F-5M cortando o céu e agora quase não vejo mais….oh,oh agora não tem mais graça…

Xr
Xr
11 anos atrás

Pessoal, acaba de sair uma notícia no http://www.alide.com.br sobre a entrega da proposta das KDX II à MB; também neste mesmo há uma entrevista com o Brigadeiro Saito.
Abraços

Matheus Borges
Matheus Borges
11 anos atrás

É uma pena, eu como morador de Fortaleza sinto muito por tudo isso. Adorava as exposições… pude ver em minha frente Xavantes, F5-E, Mirages III e até AMX…

Com tudo isso nada sobrará para nós entusiastas da terrinha…

Já foi o Xavante e agora nada mais teremos… era tão bom aquele barulho escandaloso!!!

Todos sabem que o fruto dessa mudança é justamente para silenciar o caso da morte misteriosa dos dois soldados na base… puts!

trackback
11 anos atrás

[…] Nordeste, a esquadra que estava na base de Fortaleza, está sendo deslocada para Natal. Estratégicas na defesa aérea pela proximidade de Brasília e no desenvolvimento da indústria […]

Carlos kasanski
Carlos kasanski
11 anos atrás

Como fortalezense recebo essa notícia com muita tristeza e indignação. Não se trata apenas de uma medida de cunho operacional ou estratégico, há muitas coisas que ocorrem nos corredores de Brasília que não temos conhecimento. Como explicar a fortuna gasta com a nova entrada da BAFZ e logo depois o remanejamento do único esquadrão. A BAFZ tem mais de 70 anos de história, inclusive com papel importantíssimo na 2ª Guerra Mundial. É um desrespeito ao povo de Fortaleza.

Gripen.
Gripen.
11 anos atrás

Uma decisão sensata, pois moro aqui em Fortaleza e é dificil eu ver um c-95 voando, digo isso porque a rota dos aviões passa aqui em casa, a única vez que vi um maior movimento foi algumas semanas antes da cruzex, e só. Por falar nisso no cruzex deu para ver passando os F-5, xavantes, AMX(só um infelizmente), AT-29 e um C-130 de REVO.

Abraços.

vai Gripen.

Noel
Noel
11 anos atrás

Muitos companheiros costumam sentar o sarrafo na FAB por motivos banais e/ou por ignorância de como as decisões são tomadas nas FFAA. Pois essa notícia, o retorno do 1º/5ºGAv prá Natal, é que prova a falta de planejamento administrativo da Força, fazer essa mudança agora é um desperdício de recursos do contribuinte, pois o Esquadrão foi transferido de Natal para Fortaleza a poucos anos, e agora volta? Porque não previram esta situação antes? Será que esses iluminados não conseguem prever a situação de aumento do tráfego aéreo nos aeroportos, com apenas uma pista, compartilhados com Bases? Po*** isso é evidente,… Read more »

max
max
11 anos atrás

Como cearense, e entusiast a da avição estou revoltado com tal noticia. Lembro da cerimônia de tranferência do 1°/4 ,eram xavantes , mas gostava de ver eles cruzarem o céu da minha capital, e agora levam de volta o 1°/5, só podem ta brincando ….. o que vai sobrar aqui avião de papel?

Edmar
Edmar
11 anos atrás

E eu que moro na região de Araraquara SP, perto de Gavião Peixoto SP, onde fica uma das unidades da Embraer e via os F-5M cortando o céu e agora quase não vejo mais….oh,oh agora não tem mais graça…

Xr
Xr
11 anos atrás

Pessoal, acaba de sair uma notícia no http://www.alide.com.br sobre a entrega da proposta das KDX II à MB; também neste mesmo há uma entrevista com o Brigadeiro Saito.
Abraços

Matheus Borges
Matheus Borges
11 anos atrás

É uma pena, eu como morador de Fortaleza sinto muito por tudo isso. Adorava as exposições… pude ver em minha frente Xavantes, F5-E, Mirages III e até AMX…

Com tudo isso nada sobrará para nós entusiastas da terrinha…

Já foi o Xavante e agora nada mais teremos… era tão bom aquele barulho escandaloso!!!

Todos sabem que o fruto dessa mudança é justamente para silenciar o caso da morte misteriosa dos dois soldados na base… puts!

trackback
11 anos atrás

[…] Nordeste, a esquadra que estava na base de Fortaleza, está sendo deslocada para Natal. Estratégicas na defesa aérea pela proximidade de Brasília e no desenvolvimento da indústria […]

Carlos kasanski
Carlos kasanski
11 anos atrás

Como fortalezense recebo essa notícia com muita tristeza e indignação. Não se trata apenas de uma medida de cunho operacional ou estratégico, há muitas coisas que ocorrem nos corredores de Brasília que não temos conhecimento. Como explicar a fortuna gasta com a nova entrada da BAFZ e logo depois o remanejamento do único esquadrão. A BAFZ tem mais de 70 anos de história, inclusive com papel importantíssimo na 2ª Guerra Mundial. É um desrespeito ao povo de Fortaleza.

FAB EM FORTALEZA
FAB EM FORTALEZA
10 anos atrás

BEM MORO EM FORTALEZA E POSSO AFIRMA QUE CONVIVO COM ESSAS AERONAVES C-95, F5-E, Xavantes, C-99, KC-137, C-130 (HERCULES) ENTRE OUTROS POSSO AFIRMA QUE ESSE TAL FATO NAO SE DEVE SER POR CONTA DAS MORTES DOS 2 SOLDADOS NAO MAIS SIM PELA IMCOMPETENCIA DE VARIAS ALTORIDADES DO PODER OU SEJA OS CABECA PENSANTES POIS TODOS ELES SAO DO TIPO ADEPITO DO (RQUERO) REGULAMENTO DO JEITO QUE EU QUERO ^^ MUITO SE GASTA COM FORCA AEREA, MAIS POUCO SE VE USUFRUI UM DOS PAPEL IMPORTANTE QUE VI ACONTECE E QUE JA NAO E MAIS O MESMO E O CAN ONDE SEU… Read more »