Home Nota Oficial Reabastecedores C135 franceses terão aviônica modernizada

Reabastecedores C135 franceses terão aviônica modernizada

546
29

c135-foto-forca-aerea-francesa

Falando em reabastecimento em voo, a Força Aérea Francesa (Armée de l’air) noticiou hoje, 23 de janeiro, que seus aviões reabastecedores C135 FR passarão por um programa de renovação na aviônica. Contrato assinado no último dia 14 visa equipar as aeronaves de forma a acompanhar a evolução ditada pelas regulamentações mais recentes da OACI (Organização de Aviação Civil Internacional), assim como substituir diversos equipamentos obsoletos.

A Força Aérea Francesa opera um total de quatorze aeronaves do tipo em serviço no Grupo de Reabastecimento em voo 93, em Istres. A modernização da aviônica, segundo o Armée de l’air, permitirá manter a disponibilidade da frota enquanto aguarda suas primeiras aeronaves MRTT (Multi Role Tanker and Transport, avião-tanque e de transporte multi-role), a partir de 2015. O primeiro C135 FR com aviônica renovada deverá ser recebido em 2011, e a último, em 2013.

Fonte e foto: Armée de l’air

Nota do Blog: reparar na imagem que a aeronave C135 FR (que assim como os reabastecedores da USAF trocou seus motores originais por modelos mais modernos) tem uma adaptação no seu sistema Flying Boom para utilização de cesta.

Subscribe
Notify of
guest
29 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Klesson
Klesson
11 anos atrás

Enquanto isso, nosso reabastecedores, aproximadamente em número de 4, não sofrem atualização faz tempo. a França tem 14 e nós temos 4. Que proporcionalidade!

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

Seria interessante uma matéria sobre os nossos reabastecedores, como eles andam? Algum plano de modernização substituição?

Edilson
Edilson
11 anos atrás

Enquanto isso, na terra do nunca tem jornais que escrachad e arrogante e estupidamente chamam os KC-137 da FAB de SUCATÂO.
nestas horas não comparam com a França e os EUA.

McNamara
11 anos atrás

Prezado Edilson, esses KC-135 franceses já tem motores (note o da foto) e aviônica muito superiores aos nossos. Depois dessa reforma prevista para breve, nem se fala. Os nossos KC-137 são barulhentos, fumacentos, gastadores de querosene em excesso e dotados de aviônica ultrapassada sim, o que restringe inclusive sua operação em diversos países do primeiro mundo. Daí o apelido de Sucatão. A idade da célula, uma vez modernizada, atualizada, revisada, dentro da vida útil estabelecida pelo fabricante e bem mantida não é problema.

Edilson
Edilson
11 anos atrás

Caro McNamara. mais uma vez, bem vindo novamente. sim como você bem disse a aviônica Francesa e a motorização estão muito a frente do que os nossos, e obrigado pela correção. etretanto os aviões poderiam, se ouvessem programas de atualizaões, seriam bem melhores do que o são e poderiam ser aproveitados, não sei se no atual estado isto vai compensar, mas se tivessem feito antes os teríamos em condições. algum tempo atraz disse-se que a própria USAF estaria interessada nas células Brasileiras pois estavam em bom estado,não sei se a intenção era canibalizar e no contrário, é óbvio que fariam… Read more »

Alfredo_Araujo
Alfredo_Araujo
11 anos atrás

Eu estudo em Duque de Caxias – RJ. Minha faculdade fica na rota do aeroporto internacional Tom Jobim, que divede a sua pista com a BA do Galeao, q é sede do esquadrão Corsário e do esquadrao Gordo.. Quase todos os dias, la para as oito e meia da noite, um barulho ensurdecedor nos faz parar a aula por uns estantes até q esse cesse… eu e um amigo, tmb entusiasta aeronautico, falamos logo… LA VAI O SUCATAO!!! =] É lamentável o estado dessas aeronaves… mais q o barulhao das turbinas é bonito… isso é!!! Chega a dar um arrepio… Read more »

Marcos
Marcos
11 anos atrás

Caros amigos, acho que o KC-135 e o KC-137 são aviões diferentes, embora irmãos gêmeos, não são univetelinos. O KC-135 foi criado como avião tanque e os modelos mais recentes foram fabricados com turbofans mais modernas. O KC-137, creio, são versões modificadas do 707, por sua vez versão do Kc-135. Os da FAB são todos modelos da VARIG adquiridos pela FAB depois que a “Riograndense” deixou de utilizá-los, face estarem absoletos para transporte Intercontinental de passageiros em meados da década de 80. Se as células são pouco voadas – como os 737-200 da FAB – são modelos que já não… Read more »

McNamara
11 anos atrás

Prezado Alfredo. Existem inúmeros cargueiros 707 e DC-8, alguns em estado lastimável que fazem rotas dentro do Brasil, você pode estar sendo atrapalhado por um deles, cuja silhueta é similar à dos KC-137, que não voam todos os dias.
Quanto ao comentário do amigo Edilson, a essa altura, eu também não sei se a modernização dos KC-137 seria ainda viável, ou seria melhor pensar a médio prazo em outros modelos.

Alfredo_Araujo
Alfredo_Araujo
11 anos atrás

Cara… eles passam enfrente a janela da sala onde eu estudava no periodo passado…

Com esse novo padrão de pintura nao tem como confundir…
Sem contar q eles passam mto baixo…

Jairo
Jairo
11 anos atrás

A FAB iniciou, em fins de 2008, o projeto KC-X2, que é o projeto do futuro Tanker, substituto do 707.

Noel
Noel
11 anos atrás

Jairo, tem também o outro projeto, KC-X, baseado no futuro C390.
Sds

Vassily Zaitsev
Vassily Zaitsev
11 anos atrás

Jairo e Noel,

O modelo que vier, será bem vindo. O 707 já deu o que tinha que dar.

Mas, bem que o C-390 poderia ser o substituto.

Embora o modelo A-330 tb seria fantástico nessa função.

abraços.

Jacubão
11 anos atrás

Apesar de sua idade o KC é um belo avião, e quando visto de longe voando e soltando aquela fumaçeira, até parece un bombardeiro dos anos 50/60. Eu já tiva a oportunidade de voar numa dessas belas aeronaves, mas sua substituição é inquestionável principalmente pelos custos operacionais.

Um abraço a todos.

Eddie
Eddie
11 anos atrás

No caso do C-390, se fosse escolhido como reabastecedor padrão, como ficaria na necessidade dos helicópteros serem reabastecidos ? Não seriam os C-390 muito rápidos para os Helis ?

Klesson
Klesson
11 anos atrás

Enquanto isso, nosso reabastecedores, aproximadamente em número de 4, não sofrem atualização faz tempo. a França tem 14 e nós temos 4. Que proporcionalidade!

Tiago Jeronimo
Tiago Jeronimo
11 anos atrás

Seria interessante uma matéria sobre os nossos reabastecedores, como eles andam? Algum plano de modernização substituição?

Edilson
Edilson
11 anos atrás

Enquanto isso, na terra do nunca tem jornais que escrachad e arrogante e estupidamente chamam os KC-137 da FAB de SUCATÂO.
nestas horas não comparam com a França e os EUA.

McNamara
11 anos atrás

Prezado Edilson, esses KC-135 franceses já tem motores (note o da foto) e aviônica muito superiores aos nossos. Depois dessa reforma prevista para breve, nem se fala. Os nossos KC-137 são barulhentos, fumacentos, gastadores de querosene em excesso e dotados de aviônica ultrapassada sim, o que restringe inclusive sua operação em diversos países do primeiro mundo. Daí o apelido de Sucatão. A idade da célula, uma vez modernizada, atualizada, revisada, dentro da vida útil estabelecida pelo fabricante e bem mantida não é problema.

Edilson
Edilson
11 anos atrás

Caro McNamara. mais uma vez, bem vindo novamente. sim como você bem disse a aviônica Francesa e a motorização estão muito a frente do que os nossos, e obrigado pela correção. etretanto os aviões poderiam, se ouvessem programas de atualizaões, seriam bem melhores do que o são e poderiam ser aproveitados, não sei se no atual estado isto vai compensar, mas se tivessem feito antes os teríamos em condições. algum tempo atraz disse-se que a própria USAF estaria interessada nas células Brasileiras pois estavam em bom estado,não sei se a intenção era canibalizar e no contrário, é óbvio que fariam… Read more »

Alfredo_Araujo
Alfredo_Araujo
11 anos atrás

Eu estudo em Duque de Caxias – RJ. Minha faculdade fica na rota do aeroporto internacional Tom Jobim, que divede a sua pista com a BA do Galeao, q é sede do esquadrão Corsário e do esquadrao Gordo.. Quase todos os dias, la para as oito e meia da noite, um barulho ensurdecedor nos faz parar a aula por uns estantes até q esse cesse… eu e um amigo, tmb entusiasta aeronautico, falamos logo… LA VAI O SUCATAO!!! =] É lamentável o estado dessas aeronaves… mais q o barulhao das turbinas é bonito… isso é!!! Chega a dar um arrepio… Read more »

Marcos
Marcos
11 anos atrás

Caros amigos, acho que o KC-135 e o KC-137 são aviões diferentes, embora irmãos gêmeos, não são univetelinos. O KC-135 foi criado como avião tanque e os modelos mais recentes foram fabricados com turbofans mais modernas. O KC-137, creio, são versões modificadas do 707, por sua vez versão do Kc-135. Os da FAB são todos modelos da VARIG adquiridos pela FAB depois que a “Riograndense” deixou de utilizá-los, face estarem absoletos para transporte Intercontinental de passageiros em meados da década de 80. Se as células são pouco voadas – como os 737-200 da FAB – são modelos que já não… Read more »

McNamara
11 anos atrás

Prezado Alfredo. Existem inúmeros cargueiros 707 e DC-8, alguns em estado lastimável que fazem rotas dentro do Brasil, você pode estar sendo atrapalhado por um deles, cuja silhueta é similar à dos KC-137, que não voam todos os dias.
Quanto ao comentário do amigo Edilson, a essa altura, eu também não sei se a modernização dos KC-137 seria ainda viável, ou seria melhor pensar a médio prazo em outros modelos.

Alfredo_Araujo
Alfredo_Araujo
11 anos atrás

Cara… eles passam enfrente a janela da sala onde eu estudava no periodo passado…

Com esse novo padrão de pintura nao tem como confundir…
Sem contar q eles passam mto baixo…

Jairo
Jairo
11 anos atrás

A FAB iniciou, em fins de 2008, o projeto KC-X2, que é o projeto do futuro Tanker, substituto do 707.

Noel
Noel
11 anos atrás

Jairo, tem também o outro projeto, KC-X, baseado no futuro C390.
Sds

Vassily Zaitsev
Vassily Zaitsev
11 anos atrás

Jairo e Noel,

O modelo que vier, será bem vindo. O 707 já deu o que tinha que dar.

Mas, bem que o C-390 poderia ser o substituto.

Embora o modelo A-330 tb seria fantástico nessa função.

abraços.

Jacubão
11 anos atrás

Apesar de sua idade o KC é um belo avião, e quando visto de longe voando e soltando aquela fumaçeira, até parece un bombardeiro dos anos 50/60. Eu já tiva a oportunidade de voar numa dessas belas aeronaves, mas sua substituição é inquestionável principalmente pelos custos operacionais.

Um abraço a todos.

Eddie
Eddie
11 anos atrás

No caso do C-390, se fosse escolhido como reabastecedor padrão, como ficaria na necessidade dos helicópteros serem reabastecidos ? Não seriam os C-390 muito rápidos para os Helis ?

anjo negro
10 anos atrás

Caro amigos, sou piloto da FAB, piloto um A-1 AMX e estou muito satisfeito com nossos aviões que abastecem no ar, para troca-los teremos de modificar todo o módulo de abastecimento gerando asim muito custo para nosso Ministério da Defesa, que por sinal desde que mudou caiu a verba destinada as forças armadas individualmente, quando vierem os novos jatos aí sim mudadam os abastecedores e todos ficaram contentes, abraço a todos, Major Av Roberto