Home Tecnologia L-15 Falcon, o jato de treinamento chinês

L-15 Falcon, o jato de treinamento chinês

1365
22

O L-15 Falcon é um jato de treinamento avançado que está sendo desenvolvido pela Nanchang-Hongdu Aviation Industry Group (HAIG), com supervisão da Yakovlev russa (daí a semelhança com o Yak-130).

O primeiro protótipo fez seu vôo inaugural em 13 de Março de 2006, e o segundo protótipo, de número 03, voou em 10 de maio de 2008.

O avião é projetado para a formação de pilotos para os caças Su-27, Su-30, J-10, e J-11. O L-15 é um concorrente direto do JL-9, da Guizhou Aircraft Industry Co, para a próxima geração de aeronaves de treinamento avançado da China.

Ele deve entrar em serviço em 2009/2010. Algumas características do L-15: peso normal 6.500kg, peso máximo 9,500kg, velocidade máxima de 1.4 Mach, razão de subida 150m/s, G-load de +8/-3, teto de 16.000m e raio de ação de 550km.

22
Deixe um comentário

avatar
22 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
AT-26: espetado, mas ainda não acabadomadvadEnquanto isso, na China…ThiagoJonas Rafael Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
C.Queiroz
Visitante
C.Queiroz

Acompanhando as noticias que estão sendo lançadas em quase todas as midias, podemos chegar a conclusão que o grande vencedor para o novo FX será realmente o Dassault Rafale F-3(Radar Aesa, super cruise, CFT entre outras inovações), pensando nisto a FAB terá quase que com toda a certesa de um treinador avançado nos moldes deste e seus similares(T-50, M-349, Yak-130) por isso não seria o momento de partirmos para um desenvolvimento junto a França de uma aeronave como esta? Algo como um Rafale menor e mono-motor com uma suite de avionicos compativeis com que existe no nosso inventário. Imaginemos os… Read more »

C.Queiroz
Visitante
C.Queiroz

Acompanhando as noticias que estão sendo lançadas em quase todas as midias, podemos chegar a conclusão que o grande vencedor para o novo FX será realmente o Dassault Rafale F-3(Radar Aesa, super cruise, CFT entre outras inovações), pensando nisto a FAB terá quase que com toda a certesa de um treinador avançado nos moldes deste e seus similares(T-50, M-349, Yak-130) por isso não seria o momento de partirmos para um desenvolvimento junto a França de uma aeronave como esta? Algo como um Rafale menor e mono-motor com uma suite de avionicos compativeis com que existe no nosso inventário. Imaginemos os… Read more »

RL
Visitante
RL

Queiroz. Os nossos A1, depois da modernização, não terão já uma boa capacitação de atuarem como jatos de treinamento avançado? Não seria este um de seus principais propósitos? Concordo com o amigo e defendo o ponto de vista para serem anexados á MB os caças RAFALE M. Teriamos que pensar em outro NAe para a operacionalidade dos mesmos. Até ai, os EUA estão se desfazendo de alguns meios, onde poderiamos pensar como um NAe tampão, até construirmos o nosso NAe. Enfim, em meio a tantas novas noticias, estou apenas colocando minhas ideias assim como todos aqui. Até o dia 7… Read more »

RL
Visitante
RL

Queiroz. Os nossos A1, depois da modernização, não terão já uma boa capacitação de atuarem como jatos de treinamento avançado? Não seria este um de seus principais propósitos? Concordo com o amigo e defendo o ponto de vista para serem anexados á MB os caças RAFALE M. Teriamos que pensar em outro NAe para a operacionalidade dos mesmos. Até ai, os EUA estão se desfazendo de alguns meios, onde poderiamos pensar como um NAe tampão, até construirmos o nosso NAe. Enfim, em meio a tantas novas noticias, estou apenas colocando minhas ideias assim como todos aqui. Até o dia 7… Read more »

Baschera
Visitante
Baschera

São três filhos de um mesmo pai: O L-15 Chinês, o M-346 Italiano e o YAK-130 Russo,este último o progenitor….sendo o L-15 o mais barato(Us$ 12 milhas) flay-away.
Sds.

Baschera
Visitante
Baschera

São três filhos de um mesmo pai: O L-15 Chinês, o M-346 Italiano e o YAK-130 Russo,este último o progenitor….sendo o L-15 o mais barato(Us$ 12 milhas) flay-away.
Sds.

C.Queiroz
Visitante
C.Queiroz

Caro RL o que ocorre com os A-1BM é a falta de uma quantidade expressiva de células para serem usados como treinador avançados, outro detalhe destes novos vetores de treinamento é sua capacidade de simular certos parametros de vôo da aeronave que o piloto está sendo preparado para voar posteriormente, isto graças a sua tecnologia fly-by-wire, ou mais moderna hoje em dia e muito mais capaz fly-by-light(fibras opticas). Quanto o quesito Nae, como a MB planeja a construção de um ou dois novos para um futuro não muito distante(incorporação prevista para 2020), tem que ser definido os parametros das novas… Read more »

C.Queiroz
Visitante
C.Queiroz

Caro RL o que ocorre com os A-1BM é a falta de uma quantidade expressiva de células para serem usados como treinador avançados, outro detalhe destes novos vetores de treinamento é sua capacidade de simular certos parametros de vôo da aeronave que o piloto está sendo preparado para voar posteriormente, isto graças a sua tecnologia fly-by-wire, ou mais moderna hoje em dia e muito mais capaz fly-by-light(fibras opticas). Quanto o quesito Nae, como a MB planeja a construção de um ou dois novos para um futuro não muito distante(incorporação prevista para 2020), tem que ser definido os parametros das novas… Read more »

Jonas Rafael
Visitante
Jonas Rafael

Se houver mesmo interesse (e dinheiro) para prosseguir tendo um NAe acho que também nisso poderíamos nos beneficiar de uma parceria com a França, já que eles tem necessidade de adquirir um segundo e ao que parece se retiraram do projeto do CVF…

Jonas Rafael
Visitante
Jonas Rafael

Se houver mesmo interesse (e dinheiro) para prosseguir tendo um NAe acho que também nisso poderíamos nos beneficiar de uma parceria com a França, já que eles tem necessidade de adquirir um segundo e ao que parece se retiraram do projeto do CVF…

RL
Visitante
RL

Queiroz. Obrigado pelas suas explicações. Bacana.
Agora me diz uma coisa, eu li em certa matéria não me recordo em qual revista, que o NAe Sâo Paulo precisaria realizar uma grande modificação em sua estrutura de pista acrescendo cerca de mais 3metros de cumprimento para que aeronaves do peso do Rafale configurados para ataque naval possam operar a partir deste. Essa modificação poderia colocar a estrutura do navio e sua sustentação sobre o nivel da água em risco, uma vez que não são garantidas a eficacia da mesma.
É isso mesmo?

Jonas.
Gostei da su7a prop0sta.

Abraços.

RL
Visitante
RL

Queiroz. Obrigado pelas suas explicações. Bacana.
Agora me diz uma coisa, eu li em certa matéria não me recordo em qual revista, que o NAe Sâo Paulo precisaria realizar uma grande modificação em sua estrutura de pista acrescendo cerca de mais 3metros de cumprimento para que aeronaves do peso do Rafale configurados para ataque naval possam operar a partir deste. Essa modificação poderia colocar a estrutura do navio e sua sustentação sobre o nivel da água em risco, uma vez que não são garantidas a eficacia da mesma.
É isso mesmo?

Jonas.
Gostei da su7a prop0sta.

Abraços.

C.Queiroz
Visitante
C.Queiroz

Caro amigo RL, não existe a necessidade de modificações de vulto, pois já existe no mesmo uma pequena rampa de sky que é colocado a frente da catapulta de proa, vc pode observar a qualificação do Rafale no navio neste lynk: http://br.youtube.com/watch?v=NQkqE4PxjmA, esta rampa veio quando da compra do mesmo e está guardada em seu hangar, tive o prazer de vê-la quando de uma visita que fiz. Um abraço

C.Queiroz
Visitante
C.Queiroz

Caro amigo RL, não existe a necessidade de modificações de vulto, pois já existe no mesmo uma pequena rampa de sky que é colocado a frente da catapulta de proa, vc pode observar a qualificação do Rafale no navio neste lynk: http://br.youtube.com/watch?v=NQkqE4PxjmA, esta rampa veio quando da compra do mesmo e está guardada em seu hangar, tive o prazer de vê-la quando de uma visita que fiz. Um abraço

Thiago
Visitante
Thiago

Não meu caro amigo Mauro parece que a Venezuela comprou foi o K-8 que é o antecedente do L-15 exemplificando é como se fosse o xavante deles modernizados com mais capacidade de combate

Thiago
Visitante
Thiago

Não meu caro amigo Mauro parece que a Venezuela comprou foi o K-8 que é o antecedente do L-15 exemplificando é como se fosse o xavante deles modernizados com mais capacidade de combate

trackback

[…] combate continua evoluindo rapidamente. Nas fotos abaixo, na sequência: o caça J-10, o jato LIFT L-15 e o caça-bombardeiro JH-7 […]

trackback

[…] combate continua evoluindo rapidamente. Nas fotos abaixo, na sequência: o caça J-10, o jato LIFT L-15 e o caça-bombardeiro JH-7 […]

madvad
Visitante
madvad

caracas..esses chineses…

madvad
Visitante
madvad

caracas..esses chineses…

trackback

[…] a seguir) sobre o M-346 Master, o T-50 Golden Eagle, o BAE Hawk, o Mako, o Tejas, o AT-63 Pampa, o L-15 e o Yak-130. Não deixe também de clicar nos vários links das matérias para ver tudo que já […]

trackback

[…] a seguir) sobre o M-346 Master, o T-50 Golden Eagle, o BAE Hawk, o Mako, o Tejas, o AT-63 Pampa, o L-15 e o Yak-130. Não deixe também de clicar nos vários links das matérias para ver tudo que já […]